5 motivos para desenvolver aplicativos do Windows 8

São Paulo – O Windows 8, novo sistema operacional da Microsoft, chegou com muitas mudanças: como uma nova interface e a ausência do botão Iniciar. As novidades, dizem os especialistas, exigirão mudanças em programas antigos e novos.

Eles precisarão ser adaptados para a nova interface. Ou seja, os desenvolvedores especializados em Windows terão de reescrever ou fazer pequenas alterações em suas aplicações (ou de empresas). As mudanças serão mais importantes ainda naqueles aplicativos que serão submetidos a Windows Store, loja virtual da Microsoft.

Esse, contudo, não é o único motivo para os desenvolvedores apostarem nesse segmento. Conheça, agora, cinco outros. Para criar esta lista, a INFO contou com a ajuda de Christiano de Souza Donke, desenvolvedor na plataforma de trânsito MapLink, e Paulo Iudicibus, diretor de novas tecnologias e inovação da Microsoft.

1 – Compatibilidade – Segundo Iudicibus, a Microsoft planeja ativar o Windows 8 em mais de 400 milhões de aparelhos até outubro de 2013. “É possível ultrapassar esta quantidade porque a Microsoft planejou a interface do Windows 8 com enfoque em computadores, ultrabooks com diferentes tamanhos de tela, dispositivos equipados com e sem teclado e também aparelhos com tela sensível ao toque. Até o momento, há mais de mil aparelhos certificados pela empresa que são compatíveis com o sistema operacional”, comenta.

2 – Diferentes linguagens – Os programas criados para rodar no Windows 8 aceitam diferentes linguagem. Os desenvolvedores com conhecimentos em diferentes tecnologias terão facilidade em desenvolver aplicações para o Windows 8, de acordo com Donke. “Esta versão facilitou o desenvolvimento de apps. É possível, por exemplo, usar os recursos oferecidos pelo HTML5 e C++ em um mesmo projeto”, diz o desenvolvedor.

Já Iudicibus afirma que também é possível reaproveitar o código do aplicativo criado inicialmente para Windows 8 em um mesmo projeto para o sistema operacional móvel Windows Phone.

3 – Novo visual – A Microsoft pede ao desenvolvedor que siga as diretrizes de layout do novo sistema operacional. Ainda de acordo com Donke, este método “padronizará” o visual do Windows 8 e das aplicações compatíveis com esta plataforma. “Os profissionais devem seguir as regras que definem a fonte, a cor do botão e a posição de cada uma das funcionalidades”, comenta.

Donke comenta que esta mudança é positiva para o desenvolvedor, uma vez que um visual padrão facilita o desenvolvimento do projeto. “O botão compartilhar estará sempre no mesmo lugar em todas as aplicações. Da mesma maneira ocorre se o usuário quer imprimir um documento. O desenvolvedor dispensa a preocupação de escolher o melhor local para exibir cada funcionalidade. É só implementar e usar”, explica.

4 – Segurança – A Microsoft criou uma loja virtual de aplicativos para o Windows 8 chamada Windows Store. Segundo Donke, a empresa possui controle de qualidade para validar a aplicação antes de publicar cada um dos projetos. “A aprovação leva, em média, uma semana”. Ainda de acordo com o desenvolvedor, este método diminuirá, por exemplo, a distribuição de software infectado por vírus.

Já o executivo da Microsoft afirma que a loja virtual foi criada com o objetivo de mostrar ao profissional o estado de cada etapa de distribuição do aplicativo. “O desenvolvedor consegue acompanhar todas as etapas. Não é um sistema fechado e ainda ajuda a evitar a pirataria. Além disso, evita conteúdos ofensivos e promove a alta qualidade da loja”, comenta.

5 – Suporte - O site da Microsoft fornece todo o conteúdo necessário para criar uma aplicação compatível com o Windows 8. É possível baixar gratuitamente, por exemplo, um pacote com 200 exemplos de códigos, o Kit de Desenvolvimento de Software (sigla SDK, em inglês), componentes de design para aplicativos estilo Metro, livros digitais grátis e participar de um treinamento sobre design de experiência de usuário.

Além disso, o site oficial da empresa possui um tutorial que ensina a divulgar a aplicação na Windows Store, a loja virtual de apps da Microsoft.

Segundo Iudicibus, a Microsoft fornece também webcasts e templates prontos para criar, por exemplo, apps de notícias e jogos. A empresa também promove treinamentos em 16 centros em diferentes regiões e promove os hackathons, competições hacker de desenvolvimento. “Há também a Microsoft Virtual Academy com treinamentos em português sobre programação”, diz.

Fontes e Direitos Autorais: , de INFO Online • Segunda-feira, 26 de novembro de 2012 – 09h07.

About these ads

Um comentário sobre “5 motivos para desenvolver aplicativos do Windows 8

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s