Arquivo mensal: setembro 2010

Lista de Bugs corrigidos com o Service Pack 2 para SQL Server 2008


Pessoal,

Se vocês quiserem saber mais sobre o novo Service Pack 2 para o Microsoft SQL Server 2008, não deixem de acessar a lista disponibilizada pela Microsoft, através do seguinte link:

KB #2285068: List of the bugs that are fixed in SQL Server 2008 Service Pack 2

Neste mesmo link, você poderá encontrar também uma outra lista contendo todas as novidades deste novo service pack.

Boa leitura!!!!

Anúncios

Liberado Service Pack 2 para o Microsoft SQL Server 2008


Galera, acompanhando os posts nos demias blogs e websites, sinto-me obrigado a publicar sobre a liberação de mais um pacote de correções liberado pela Microsoft para o SQL Server 2008.

Já estamos na versão 2 do Service Pack, liberado neste último dia 29 de Setembro e apresenta diversas correções e aprimoramentos para o produto. Este service pack pode ser instalado em qualquer instância e edição do SQL Server 2008 tanto faz ser uma edição Express ou Enterprise o arquivo é o mesmo.

Ao meu ver isso é muito bom, pois não temos que ficar perdendo tempo em baixar diversos arquivos de acordo com nossa instância e edição do produto.

Um detalhe muito importante. Este Service Pack contém todas as atualizações e correções implementadas nos Cumulative Packs CU de número 1 á 8, desta forma, os outros dois CUs liberados pela Microsoft para o SP1, CU9 e CU10 respectivamente, não estão presentes dentro de SP. Vale então ressaltar que qualquer falha identificada após a aplicação deste últimos dois CUs não será corrigida mesmo após a instalação deste novo Service Pack.

Este novo service pack, após sua instalação ira evoluir o número da sua instância para o build: 10.0.4000

Pessoal é isso, segue abaixo a relação de links sobre este novo service pack inclusive o link para download:

SQL Server 2008 Service Pack 2.
SQL Server 2008 Express SP2, disponível para instalar a Edição Express + o SP2.
SQL Server 2008 SP2 Feature Packs.

Novo robô de busca da Microsoft também funcionará no Brasil


Preparado para estreiar na web em 1º de outubro, o BingBot vai funcionar, inclusive, onde o buscador ainda é beta. A Microsoft confirmou, na manhã da última quinta – feira dia 24, que o BingBot, robô de indexação do buscador Bing, vai estar ativo também no Brasil.

Apesar de ainda estar em fase Beta (de testes), o Bing no Brasil também será alimentado pelo sucessor do MSNBot, nome dado ao crawler da Microsoft que respondia pela indexação de conteúdo para os mecanismos de busca Live Search (do MSN) e Bing.

Conforme mencionado em outra matéria , os webmasters devem preparar seus sites para receber a "visita" do crawler.

Além de configurar o site para a visita do bingbot, os webmasters devem tomar outros cuidados caso queiram evitar a indexação do conteúdo, explica o contribuidor no Forum do Google, Flávio Raimundo, especialista em otimização de páginas para buscadores (SEO).

"Se é um conteúdo com informações criticas, (o webmaster) deve proteger esse ambiente/páginas com controle de sessão", diz Flávio. "Outra medida interessante é colocar esse conteúdo em pastas onde há bloqueio para todos os robôs e não para um grupo determinado", adiciona.

A varredura é dificultada basicamente em dois casos: quando há uma arquitetura mal planejada com links inaccessíveis a rastreamento ou quando as diretivas em robots.txt são criadas de forma errada. Há outros casos, mas muito incomuns, como quando há redirecionamentos envolvendo sessão.

Temor

Webmasters iniciantes não têm o que temer, mas precisam ter conhecimentos básicos. Flávio indica um site voltado à configuração de um arquivo importante para qualquer domínio, o robots.txt (em inglês). Neste arquivo, em formato texto, ficam armazenadas as configurações que dão acesso aos robôs de buscadores.

Ainda falta muito

O novo robô não muda o algoritmo de indexação do Bing. É apenas uma atualização do software, que não deve mudar a forma como os resultados serão apresentados.

"Na verdade" diz Flávio, "a relevância está associada a importância que o Bing atribui ao Brasil …sinceramente acredito que eles acham que nossa capital seja Buenos Aires". 

No radar

Flávio diz que a promessa de implementação de um mecanismo de buscas afinado ao modo de uso da web por brasileiros é o que mais falta ao Bing. "… o Brasil não está no radar do Bing. Eles estão tentando se achar no mercado americano, pra depois talvez olhar pra cá. Ja prometeram e adiaram várias vezes as implementações aqui no Brasil que existem nos EUA".

Yahoo Site exlporer

A central de adequação de sites para o buscador Yahoo, chamada de Yahoo Site Explorer, deverá ser transferida para o Bing Webmster Central, informou a Microsoft. Mas essa mudança deverá ocorrer apenas quando todas as operações de busca forem definitivamente assumidas pela empresa. Quando isso ocorrer, os administradores de páginas da web deverão migrar para a central do Bing. Leia o post sobre isso no site do Yahoo.

Fonte: Klaus Junginger, da Computerworld Brasil

Lista de Cummulative Packs, Hotfixs e Services Packs disponíveis para o SQL Server 2008


Galera, boa tarde.

Pesquisando na web encontrei a última lista de todas as compilações que eu podemos instalar em relação ao SQL Server 2008. Trata-se da relação completa de Cummulative Packs, Hotfixs e Services Packs. Se você encontrar uma compilação não listada aqui, por favor, envie esta compilação para o meu e-mail: pedrogalvaojunior@gmail.com

Todas as compilações são listadas em ordem inversa, portanto, são os mais recentes no topo e primeiros na parte inferior.

Você pode encontrar seu número de compilação utilizando o comando Select em conjunto a system variable @@version, conforme mostra o exemplo abaixo:

 

Use Master

Go

Select @@Version

Go

Observe que os Service Packs incluem todas as compilações abaixo desse nível de Service Pack. Assim qualquer compilações listadas abaixo Service Pack 1 estão incluídas no Service Pack 1. Aqueles abaixo Service Pack 2 (incluindo o Service Pack 1), estão incluídas no SP2, etc. Os hotfixes pode ou não incluir atualizações abaixo delas porque há duas árvores de código. As atualizações cumulativas incluem todos os hotfixes antes deles.

Build KB Article Title Description
10.0.2799.00 2279604 Cumulative Update 10 for SQL Server 2008 SP1 The tenth rollup of patches for Service Pack 1.
10.0.2789.00 2083921 Cumulative Update 9 for SQL Server 2008 SP1 The ninth rollup of patches for Service Pack 1.
10.0.2775.00 981702 Cumulative Update 8 for SQL Server 2008 SP1 The eighth rollup of patches for Service Pack 1.
10.0.2766.00 979065 Cumulative Update 7 for SQL Server 2008 SP1 The sixth rollup of patches for Service Pack 1.
10.0.2757.00 977443 Cumulative Update 6 for SQL Server 2008 SP1 The sixth rollup of patches for Service Pack 1.
10.0.2746.00 975977 Cumulative Update 5 for SQL Server 2008 SP1 The fifth rollup of patches for Service Pack 1.
10.0.2734.00 973602 Cumulative Update 4 for SQL Server 2008 SP1 The fourth rollup of patches for Service Pack 1.
10.0.2723.00 971491 Cumulative Update 3 for SQL Server 2008 SP1 The third rollup of patches for Service Pack 1.
10.0.2714.00 970315 Cumulative Update 2 for SQL Server 2008 SP1 The second roll-up of patches for Service Pack 1.
10.0.2710.00 969099 Cumulative Update 1 for SQL Server 2008 SP1 The first roll-up of patches for Service Pack 1. Includes CU4 patches for RTM that didn’t make it in SP1.
10.0.2531.00 968369 Service Pack 1 for SQL Server 2008 SP1
10.0.1835.00 979064 Cumulative Update 10 for SQL Server 2008 SP1 The tenth rollup of patches for SQL Server 2008 RTM.
10.0.1828.00 977444 Cumulative Update 9 for SQL Server 2008 The 9th roll-up of patches for SQL Server 2008 RTM.
10.0.1823.00 975976 Cumulative Update 8 for SQL Server 2008 The 8th roll-up of patches for SQL Server 2008 RTM.
10.0.1818.00 973601 Cumulative Update 7 for SQL Server 2008 The 7th roll-up of patches for SQL Server 2008 RTM.
10.0.1812.00 971490 Cumulative Update 6 for SQL Server 2008 The 6th roll-up of patches for SQL Server 2008 RTM.
10.0.1806.00 969531 Cumulative Update 5 for SQL Server 2008 The 5th roll-up of patches for SQL Server 2008 RTM.
10.0.1798.00 963036 Cumulative Update 4 for SQL Server 2008 The fourth roll-up of patches since the RTM version.
10.0.1787.00 960484 Cumulative update package 3 for SQL Server 2008 The third roll-up of patches since the RTM version.
10.0.1779.00 958186 Cumulative update package 2 for SQL Server 2008 The second roll-up of patches since the RTM version.
10.0.1763.00 956717 Cumulative update package 1 for SQL Server 2008 The first roll-up of patches since the RTM version.
10.0.1755.00 957387 FIX: No records may be returned when you call the SQLExecute function to execute a prepared statement and you use the SQL Native Client ODBC Driver in SQL Server 2008
10.0.1600.22 RTM   The first public, supported version of SQL Server 2008

 

Até mais.

Worldwide Online TechDay|2010


 

Organizado pela Comunidade Técnica Brasileira Microsoft e em conjunto com renomados palestrantes internacionais, o Worldwide Online TechDay|2010 promete ser o maior evento tecnológico já realizado Online.

Com o apoio da Microsoft Brasil e outros parceiros, o evento será inovador objetivando atender as comunidades técnicas Microsoft de diferentes países através do mundo e para isso apresentará à comunidade técnica Microsoft Brasileira e Internacional inúmeras palestras ministradas nos idiomas Português e Inglês e com conteúdo elaborado exclusivamente para o evento cobrindo tecnologias como: Silverlight, SQL Server, PowerShell, ASP.NET, SharePoint entre outros.

Iniciando as 10:45 GMT (UTC) de 30 de Outubro, o evento reune um time seleto de palestrantes incluindo os melhores especialistas das tecnologias abordadas, profissionais MVPs (Microsoft Most Valuable Professionals), engenheiros do time de suporte premier da Microsoft e funcionários Microsoft.

 


Palestrantes

Aaron Nelson

Aaron Nelson is a Senior SQL Server Architect with over 10 years experience in architecture, business intelligence, development, and performance tuning of SQL Server. He has experience managing enterprise-wide data needs in both transactional and data warehouse environments. Aaron holds certifications for MCITP: Business Intelligence Developer, Database Administrator, Database Developer; as well as MCTS: Windows Server Virtualization, Configuration (meaning Hyper-V).

Alexandre Tarifa

Alexandre Tarifa é MVP Microsoft e líder da comunidade Codificando .Net. Trabalha em projetos Web de grande porte e ministra treinamentos na Treinando .Net

Buck Woody

Buck Woody is Microsoft’s "Real-World DBA", having worked in the technology and database industry since 1981. He has authored five books and hundreds of articles, many on SQL Server and PowerShell.

Chad Miller

Chad Miller is a Senior Manager of Database Administration at Raymond James Financial. Chad has worked with Microsoft SQL Server since 1999 and has been automating administration tasks using Windows Powershell since 2007. In his spare time he is the Project Coordinator/Developer of Powershell-based Codeplex project SQL Server PowerShell Extensions (SQLPSX). Chad leads the Tampa Powershell User Group (link) and is also a frequent speaker at SQL Server users groups, SQL Saturdays and Code Camps. Chad blogs at http://sev17.com.

Diego Nogare

Graduado em Engenharia de Computação com ênfase em Desenvolvimento Web com .NET. Colaborador do Portal Linha de Código e da revista SQL Magazine, Líder do grupo de usuários Codificando .NET, Líder dos Microsoft Student Partners [MSP] de São Paulo e Microsoft Most Valuable Professional [MVP] em SQL Server, possui certificações MCP e MCTS em SQL Server 2005, é palestrante em eventos da Microsoft, Codificando .NET e INETA BR, mantém o site: http://www.diegonogare.net

Djonatas Tenfen

Microsoft Certified Professional. Líder da comunidade Silverlight Brasil, Webcaster Microsoft MSDN, sócio gerente da CodeTec Solutions empresa especializada em desenvolvimento, consultoria e treinamento Silverlight, Palestrante do TechEd 2010, escritor em importantes sites técnicos como Simple-Talk e revistas Mundo .NET e TheClub

Fabiano Amorim

Fascinated by SQL Server specialty to the Query Processor(I love know how it works) and in Optimize querys, procs, functions… Deployment Data Warehouses whit Analysis Services and SQL Server. Graduated as Technical Processor from Colégio Bezerra de Menezes, I has worked some years as SQL Server focus in creating Data WareHouses to many companies in Brazil. Right after that, I’m working as Database Solution for a Microsoft Solution Gold Partner. Beyond that I also is a MCP, MCTS and MCITP Data Base Developer at SQL Server 2005. I also effectively participle on foruns like SQL Server from MSDN and TechNet Brazil, write articles to SQL Server Magazine, Simple-Talk, and present WebCasts to Microsoft Brazil.

Fabio Hara

Fabio Hara é MCSA, MCSE, MCTS, MCITP, MCT em NT 4.0 ,Windows 2000 Server, Windows Server 2003 e Windows Server 2008. Trabalha atualmente como IT Pro Specialist. Constantemente ministra palestras para a comunidade técnica e contribui nos fóruns técnicos da Microsoft. Autor de CDs de treinamento pelo site Linha de Codigo e demais artigos sobre virtualização e Windows Server no Superdownloads. É um dos MVPs mais antigos de infraestrutura no Brasil (desde 2003), na categoria Virtual Machine. Blog: http://fabiohara.spaces.live.com Twitter: http://twitter.com/fabiohara

Fabricio Catae

Fabricio Catae trabalha há 8 anos no Premier Support da Microsoft com clientes de toda a América Latina. Atua como Premier Field Engineer com foco em SQL Server. Graduado em Engenharia Elétrica pela POLI-USP. Possui as certificações Microsoft Certified Technical Specialist (MCTS), Microsoft Certified Architect (MCA) em SQL Server e também Microsoft Certified Master (MCM) em SQL Server .

Felipe Ferreira

Felipe Ferreira é um especialista em tecnologias Microsoft atuando nas áreas de banco de dados e B.I. Atualmente é Data Platform Architect na Solid Quality Mentors, tendo experiência em projetos de todos os portes. Também atua ativamente como instrutor de cursos oficiais Microsoft, possuindo diversas certificações nas áreas em que atua. Nas horas vagas é um dos líderes do grupo dotnetFloripa (www.dotnetfloripa.net) que organiza mensalmente palestras sobre os mais diversos temas e responde dúvidas nos forums do MSDN e Technet Brasil.

Jorge Segarra

Jorge Segarra is an MCTS (SQL Server 2005) living in Tampa, Florida with his beautiful wife, dog and three cats. In addition to being a member of the Tampa SQL Server, Tampa SQL Server Business Intelligence, and VMware user groups Jorge is also a Hypervisor for the PASS Virtualization Virtual Chapter and chapter leader of the PASS Professional Development Virtual Chapter. He has also co-authored the book from Apress “Pro SQL Server 2008 Policy-Based Management“. Jorge is also a 2010 finalist for Redgate’s Exceptional DBA of the Year award.

Luiz Felipe Pimenta

Profissional do mercado de tecnologia há 10 anos com experiência em banco de dados e desenvolvimento de aplicações. Tem inúmeros projetos realizados na área de banco de dados, onde atuou principalmente nas especialidades de tuning e alta disponibilidade para SQL Server e projetos de interoperabilidade entre outras plataformas de dados. Profissional certificado Microsoft, acumulando os títulos de MCDBA, MCITP e MCT, também ministra treinamentos oficiais. Atualmente trabalha como especialista em SQL Server na Microsoft do Brasil

Marcelo Fernandes

Graduado pela Universidade Guarulhos, Marcelo possui os certificados MCP, MCDBA 2000 , MCSA 2003 e MCTS em SQL 2005/2008, Especialista em Tunning de banco de dados SQL Server e atua na administração de ambiente de alta criticidade, com mais de 8 anos de atuação com SQL SERVER é um participante ativo e moderador do fórum TechNet. Você pode contatar o Marcelo através de seu e-mail fernandes_dba@hotmail.com ou http://www.twitter.com/marcelodba

Max Trinidad

Max Trinidad is a native of Puerto Rico and has been working with computers since 1979. He has worked with Dbase III/IV, Clipper, RPG, OS/400, OCL/JCL/CL, HTLM and most current MS development technologies. Work for many years as a Senior IT/Developer has provided support for Windows Servers 2003/2008, Windows 7, SQL Servers Applications, Microsoft Virtualization Technologies, and building Visual Studio solutions. In 2009/2010 got his Microsoft MVP award in Powershell. Also, in 2010 got his SAPIEN Technologies MVP Award.

Nilton Pinheiro

Nilton possui mais de 9 anos de experiência com SQL Server tendo como foco principal o trabalho com tuning e otimização de queries. Como um especialista também atua na administração de ambiente de alta criticidade e na coordenação de projetos de missão crítica envolvendo a implantação de servidores com alta disponibilidade e a migração de servidores SQL Server. Possui várias certificações como MCSE, MCTS, MCT, MCITP e é um Microsoft Most Valuable Professional (MVP) em SQL Server desde 2006. Você pode contatar o Nilton através de seu site http://www.mcdbabrasil.com.br ou pelo e-mail niltonpinheiro@msn.com

Rob Ranches

Rob Ranches é formado em PDD e Administração, MCSE, MVP de Exchange Server e trabalha com comunidades, palestras e eventos Microsoft desde 1996. Trabalhou já em grandes contas e projetos Microsoft tanto no Brasil quanto no exterior criando arquiteturas para redes heterogeneas e sistemas de gestão. Trabalha como arquiteto de soluções e é diretor da empresa Taunet (http://www.taunet.com.br ), empresa parceira Microsoft para área de dados não estrturados ( BI, Correio, Portais). Atualmente Rob desenvolve um novo projeto para comunidade onde integra culinária e tecnologia no site KitchenBR (http://www.kitchenbr.wordpress.com)

Steve Jones

Steve Jones is the founder and editor of SQLServerCentral, the largest SQL Server community on the Internet. Steve has been working with SQL Server since 1991 and has served as a DBA in a variety of small and large companies.

Thiago Cruz Soares

Thiago Cruz Soares é especialista em SharePoint. Liderou e entregou grandes projetos de desenvolvimento e integração de sistemas pela Accenture Brasil. É certificado como MCT, MCPD.NET e MCTS (SharePoint e Sql) e obteve o seu título de Microsoft MVP em 2006. Academicamente é Bacharel em Administração de Sistemas de Informação e possui um MBA em Gestão Estratégica de Negócios. Blog: http://www.thiagocruz.net

Thiago Zavaschi

Thiago Zavaschi é formado em Ciência da Computação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Mestrando em Informática Aplicada na área de Reconhecimento de Padrões, também pela PUC-PR. Possui diversas certificações Microsoft (MCT, MCTS, MCITP e MCPD), trabalha como supervisor da área de banco de dados da empresa TechResult. É revisor técnico da revista Mundo.NET.

 

 

APOIO:

Microsoft TechNet - Comunidade em Ação

 

Utilizando Filtered Index no SQL Server 2008 – Final


Seguindo as recomendações do Execution plan, podemos criar um índice para o campo chave "nmcategoria" e incluir os campos: cdcontato, nmcontato e nrvalor.

1: CREATE NONCLUSTERED INDEX ix_contato01
2: ON [dbo].[contato] ([nmcategoria])
3: INCLUDE ([cdcontato],[nmcontato],[nrvalor])

Com esse índice criado, podemos analisar novamente o plano de execução e verificar que não houve mudança. Como isso é um exemplo, propositalmente o mesmo foi criado com poucas informações para que seja fácil de assimilar o objetivo.

 

No entanto, se criarmos um índice com um filtro pelo campo de nome da categoria teremos um retorno significativo. Abaixo vou colocar o script para criar esse índice e o Execution Plan.

CREATE NONCLUSTERED INDEX ix_contato02 ON [dbo].[contato] ([nmcategoria])
INCLUDE ([cdcontato],[nmcontato],[nrvalor])
WHERE nmcategoria = ‘Meat’

 

 

A seguir, faremos três considerações importantes sobre o assunto discutido.

01. Para validar o nome dos índices e a quantidade de linhas que ele retorna, pode-se utilizar o t-SQL a seguir:

SELECT
  ix.name,par.rows,ix.filter_definition
FROM  sys.partitions par INNER JOIN sys.indexes ix
                          ON par.object_id = ix.object_id
                          AND par.index_id = ix.index_id
WHERE
 OBJECT_NAME(ix.object_id) = ‘contato’
 AND ix.name like ‘%ix%’

 

O resultado dessa consulta no ambiente foi o exibido abaixo:

 

02. É importante perceber que, nos exemplos acima, ambos os índices foram mantidos e no último plano de execução o próprio engine de consultas do SQL Server se optou por utilizar o ix_contato02, ao invés, do ix_contato01. Ou seja, não foi preciso utilizar um Hint na consulta para forçar o plano de execução.

03. Avaliar a utilização desse recurso envolve uma análise minuciosa das variáveis envolvidas, nem sempre esse tipo de recurso poderá ser considerado uma solução.

Concluindo, essa nova feature atende alguns cenários específicos, onde temos um padrão de consulta determinado por um único grupo de registros. Recomendo a criação de novos índices é sempre analisa minuciosamente o padrão  e comportamento das consultas dos usuários.

 

Por enquanto é isso, até a próxima dica….