Twitter se recusa a protestar contra o Sopa

“Seria tolice interromper um serviço global em função de uma questão política de uma única nação”, escreveu Costolo em seu perfil na rede.

A afirmação foi uma resposta a questionamentos de usuários do serviço, que indagavam se o Twitter seguiria o exemplo da Wikipédia, que promete tirar do ar sua página em inglês nesta quarta-feira como forma de protestar contra o projeto de lei.

Anúncios
Para Dick Costolo tirar Twitter do ar é bobagem
 
São Paulo – Dick Costolo, CEO do Twitter, afirmou que não irá tirar a rede social do ar em protesto contra o projeto de lei americano contra a pirataria na internet (Sopa, stop online piracy act).

“Seria tolice interromper um serviço global em função de uma questão política de uma única nação”, escreveu Costolo em seu perfil na rede.

A afirmação foi uma resposta a questionamentos de usuários do serviço, que indagavam se o Twitter seguiria o exemplo da Wikipédia, que promete tirar do ar sua página em inglês nesta quarta-feira como forma de protestar contra o projeto de lei.

A “tolice” indicada por Costolo pareceu uma crítica do chefe do Twitter à Wikipédia. Isso leveu o CEO a acrescentar um esclarecimento: “Eu me referia apenas à sugestão de tirar o Twitter do ar, não à decisão da Wikipédia.” Jimmy Wales, fundador da Wikipédia, concordou.

Outros serviços de peso da internet já se mostraram contrários ao Sopa. É o caso de Google, Facebook e Amazon. Ainda não está claro, contudo, se eles também vão interromper seus serviços.

Entenda o caso – • De acordo com o projeto de lei americano, devem ser bloqueados nos EUA sites estrangeiros que abrigam conteúdos que infrinjam as leis de direitos autorais – como cópias ilegais de vídeos, músicas e fotos.

• O bloqueio deve ser feito inclusive por serviços de busca, como o Google, e de pagamento eletrônico, como o PayPal. A publicidade nos sites estrangeiros infratores também deve ser cancelada.

• Wikipedia, Google, Twitter, Facebook e Amazon se opõem ao projeto: eles alegam que o Sopa pode introduzir na rede censura e entraves à inovação.

• Casa Branca: o governo americano defende o respeito aos direitos autorais, mas também diz que o Sopa pode prejudicar a liberdade de expressão e a inovação.

• O projeto de lei conta com o apoio da indústria de entretenimento (estúdios de cinema, gravadoras, conglomerados de mídia), que acusa os sites de violar direitos autorais e exibir ilegalmente seus conteúdos.

Fontes e Direitos Autorais: Veja.com • Terça-feira, 17 de janeiro de 2012 – 15h37.

Autor: Junior Galvão - MVP

Profissional com vasta experiência na área de Tecnologia da Informação e soluções Microsoft. Graduado no Curso Superior em Gestão da Tecnologia de Sistemas de Informação. Pós-Graduado no Curso de Gestão e Engenharia de Processos para Desenvolvimento de Software com RUP na Faculdade FIAP - Faculdade de Informática e Administração Paulista de São Paulo. Pós-Graduado em Gestão da Tecnologia da Informação Faculdade - ESAMC Sorocaba. Formação MCDBA Microsoft, autor de artigos acadêmicos e profissionais postados em Revistas, Instituições de Ensino e WebSistes. Meu primeiro contato com tecnologia ocorreu em 1995 após meus pais comprarem nosso primeiro computador, ano em que as portas para este fantástico mundo se abriram. Neste mesmo ano, comecei o de Processamento de Dados, naquele momento a palavra TI não existia, na verdade a Tecnologia da Informação era conhecida como Computação ou Informática, foi assim que tudo começou e desde então não parei mais, continuando nesta longa estrada até hoje. Desde 2001 tenho atuado como Database Administrator - Administrador de Banco de Dados - SQL Server em tarefas de Administração, Gerenciamento, Migração de Servidores e Bancos de Dados, Estratégias de Backup/Restauração, Replicação, LogShipping, Implantação de ERPs que utilizam bancos SQL Server, Desenvolvimento de Funções, Stored Procedure, Triggers. Experiência na Coordenação de Projetos de Alta Disponibilidade de Dados, utilizando Database Mirroring, Replicação Transacional e Merge, Log Shipping. Atualmente trabalho como Administrador de Banco de Dados no FIT - Instituto de Tecnologia da Flextronics, como também, Consultor em Projetos de Tunnig e Performance para clientes, bem como, Professor Titular na Fatec São Roque. Desde 2008 exerço a função de Professor Universitário, para as disciplinas de Banco de Dados, Administração, Modelagem de Banco de Dados, Programação em Banco de Dados, Sistemas Operacionais, Análise e Projetos de Sistemas, entre outras. Possuo titulação Oficial Microsoft MVP - SQL Server renovada desde 2007.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s