Wikipedia sai do ar contra Sopa; Google protesta

O criador da Wikipedia, Jimmy Wales, cumpriu sua promessa e a versão em inglês da biblioteca online mais popular da web está fora do ar nesta quarta-feira (18).

Anúncios

São Paulo – O criador da Wikipedia, Jimmy Wales, cumpriu sua promessa e a versão em inglês da biblioteca online mais popular da web está fora do ar nesta quarta-feira (18). 

A medida é um protesto contra o projeto de lei que tramita no Congresso americano conhecido como Sopa (Stop Online Piracy Act).  Clique aqui para entender o caso.

“Por mais de uma década, temos gasto milhões de horas para construir a maior enciclopédia da história da humanidade. Agora, o Congresso dos Estados Unidos está considerando uma legislação que poderia prejudicar fatalmente a internet livre e aberta. Por 24 horas, para aumentar a conscientização, estamos tirando do ar a Wikipedia”, diz o texto publicado na página.

O Google também inseriu um link de protesto, logo abaixo de seu logo, em sua página de buscas.

“Dois projetos de lei no Congresso, conhecido como o Protect Act IP (PIPA), no Senado, e Stop Piracy on-line Act (SOPA), na Câmara, pretendem censurar a web e impor regulamentos prejudiciais para as empresas norte-americanas. O Senado vai começar a votar o projeto em 24 de janeiro. Assine esta petição instando o Congresso a votar contra a PIPA e a SOPA antes que seja tarde demais”, diz a mensagem publicada pela empresa. Para assinar a petição, o usuário precisa informar seu nome, sobrenome, e-mail e CEP.

A mensagem também é acompanhada de um infográfico que lista uma relação de empresas, juristas, especialistas em segurança online, fundos de investimento, organizações de direitos humanos etc., que já se manifestaram contra a medida.

Além de Google e Wikipedia, empresas como a rede de blogs Cheezburguer, WordPress.org, Fundação Mozilla, Twitpic, Minecraft e Reddit também adicionaram mensagens de protestos nas versões americanas de suas páginas.

Casa Branca recua de forma leve

De acordo com a agência Reuters, a Casa Branca já cogita alterar o projeto de lei. 

Com a virada no sentimento do público sobre a medida, nas últimas semanas, e a ameaça implícita de veto surgida da Casa Branca, os assessores do Congresso estão se preparando para reformular o projeto de lei ou possivelmente redigir novas medidas.

Em mensagem publicada em seu blog no final de semana, a Casa Branca afirmou que não podia apoiar “um projeto de lei que reduz a liberdade de expressão, amplia os riscos de segurança na computação ou solapa o dinamismo e inovação da Internet global”.

Porém, três claúsulas ainda permanecem fortes. São elas: a desativação de links que conduzam a sites estrangeiros irregulares; o corte de serviços publicitários a esses sites; e a suspensão do processamento de pagamentos a eles.

peticao google

O Google colocou uma petição no ar para que os usuários possam se manifestar contra a medida

Fontes e Direitos Autorais: Vinicius Aguiari, de INFO Online • Quarta-feira, 18 de janeiro de 2012 – 09h00.

Autor: Junior Galvão - MVP

Profissional com vasta experiência na área de Tecnologia da Informação e soluções Microsoft. Graduado no Curso Superior em Gestão da Tecnologia de Sistemas de Informação. Pós-Graduado no Curso de Gestão e Engenharia de Processos para Desenvolvimento de Software com RUP na Faculdade FIAP - Faculdade de Informática e Administração Paulista de São Paulo. Pós-Graduado em Gestão da Tecnologia da Informação Faculdade - ESAMC Sorocaba. Formação MCDBA Microsoft, autor de artigos acadêmicos e profissionais postados em Revistas, Instituições de Ensino e WebSistes. Meu primeiro contato com tecnologia ocorreu em 1995 após meus pais comprarem nosso primeiro computador, ano em que as portas para este fantástico mundo se abriram. Neste mesmo ano, comecei o de Processamento de Dados, naquele momento a palavra TI não existia, na verdade a Tecnologia da Informação era conhecida como Computação ou Informática, foi assim que tudo começou e desde então não parei mais, continuando nesta longa estrada até hoje. Desde 2001 tenho atuado como Database Administrator - Administrador de Banco de Dados - SQL Server em tarefas de Administração, Gerenciamento, Migração de Servidores e Bancos de Dados, Estratégias de Backup/Restauração, Replicação, LogShipping, Implantação de ERPs que utilizam bancos SQL Server, Desenvolvimento de Funções, Stored Procedure, Triggers. Experiência na Coordenação de Projetos de Alta Disponibilidade de Dados, utilizando Database Mirroring, Replicação Transacional e Merge, Log Shipping. Atualmente trabalho como Administrador de Banco de Dados no FIT - Instituto de Tecnologia da Flextronics, como também, Consultor em Projetos de Tunnig e Performance para clientes, bem como, Professor Titular na Fatec São Roque. Desde 2008 exerço a função de Professor Universitário, para as disciplinas de Banco de Dados, Administração, Modelagem de Banco de Dados, Programação em Banco de Dados, Sistemas Operacionais, Análise e Projetos de Sistemas, entre outras. Possuo titulação Oficial Microsoft MVP - SQL Server renovada desde 2007.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s