Um guia de carreira para recém-formados

Trainees da PwC: Começar a carreira em um programa de trainee não é sinônimo de garantia de sucesso profissional.
Passada a formatura, qual a melhor estratégia para dar um pontapé inicial na carreira? De acordo com pesquisa da Page Talent, 35% dos jovens entre 18 e 25 anos apostam nos programas de trainee para responder a esta pergunta. 

 

Mas esta é, realmente, a melhor alternativa para começar a carreira? De acordo com especialistas, a resposta varia de acordo com o perfil e plano de carreira do recém-formado.

“A formação do trainee é mais generalista. É quase uma extensão da própria graduação e, geralmente, tem o foco na formação de futuras lideranças”, afirma Manoela Costa, da Page Talent.

 

Mas isso não significa que quem começou a carreira sem uma passagem por um programa de trainee esteja fadado a um futuro profissional mediano ou longe do alto escalão das grandes empresas. Ao contrário.

 

“Um trainee pode ter mais exposição e um salário maior nos dois primeiros anos de carreira. Mas isso tende a se igualar depois deste período”, diz Bruna Tokunaga Dias, gerente de orientação de carreira da Cia de Talentos.

 

Independente da linha de largada e de onde você quer chegar, as especialistas afirmam que todo jovem profissional deve adotar uma postura de compromisso com a própria carreira e apostar em caminhos para longe daquilo que chamamos de zona de conforto. Aprenda como.

 

Para além da baia

 

Primeiro desafio para todo jovem profissional? Dar o melhor de si em cada tarefa sem, contudo, virar refém do cotidiano e perder o longo prazo de vista.

 

Há quem, nos primeiros anos de carreira, vire um refém da própria função. Em outras palavras, com tantas demandas e novidades para aprender, muitos jovens profissionais não conseguem olhar para além da própria baia, quanto mais do próprio departamento.

 

Mas, de acordo com as especialistas, não ficar preso ao próprio departamento é essencial para quem quer crescer na carreira. “É fundamental ampliar a sua visão dentro da empresa. Se você está no cargo de analista contábil, não se restrinja a esta área, tente entender toda a área financeira, por exemplo”, afirma Manoela. “Não é porque estou fazendo um pedaço do processo que não devo saber como é o final”.

Nesta toada, não restrinja seus relacionamento e visão a quem trabalha com você. Circule. Aproveite todas as oportunidades possíveis para entender como outras pessoas, dentro da mesma empresa, trabalham e, principalmente, quem elas são.

Lembre-se: Networking é palavra de ordem em qualquer fase da vida profissional. “Transite por outras áreas, entenda outros negócios, ofereça apoio para quem precisa”, diz Bruna.

 

Um passo à frente, sempre

 

Circular pela empresa, conhecer novos departamentos e pessoas é um exercício útil também para checar quais fatores são valorizados dentro da companhia quando o crescimento profissional está em pauta.

 

“O analista precisa entender o que é importante para crescer dentro da organização”, afirma Bruna. Mas como saber isso? Observando a trajetória de outras pessoas.

 

Mas não se esqueça: se há vida para além da sua baia, há todo um universo fora dos muros da companhia. E, obviamente, você deve estar preparado para as demandas do mercado também. “Leia bastante, esteja sempre informado sobre o que o mercado demanda”, diz Manoela. “Esteja um passo a frente”.

 

Se você não está fazendo o programa de trainee e, por isso (talvez) não tenha acesso aos cursos que são oferecidos aos participantes, não fique para trás. Busque alternativas para sua formação fora dos muros da empresa. E não tenha preguiça de investir na sua qualificação.

 

Resultados e um toque pessoal

 

Agora, de nada adianta networking e um currículo de tirar o fôlego, se no dia a dia, você não entrega o que é pedido. Não adianta. Na vida profissional, a entrega de resultados conta e muito para seu potencial futuro.

 

Fazer tudo com excelência e colocar “quanto és no mínimo que fazes”, como diria Fernando Pessoa, é essencial para começar bem a sua carreira. “Faça mais do que é solicitado. Coloque em tudo um toque especial, algo que mostre o seu diferencial”, afirma Manoela.

Fontes e Direitos Autorais: , de EXAME.com • Terça-feira, 26 de junho de 2012 – 10h44.

Anúncios

Autor: Junior Galvão - MVP

Profissional com vasta experiência na área de Tecnologia da Informação e soluções Microsoft. Graduado no Curso Superior em Gestão da Tecnologia de Sistemas de Informação. Pós-Graduado no Curso de Gestão e Engenharia de Processos para Desenvolvimento de Software com RUP na Faculdade FIAP - Faculdade de Informática e Administração Paulista de São Paulo. Pós-Graduado em Gestão da Tecnologia da Informação Faculdade - ESAMC Sorocaba. Formação MCDBA Microsoft, autor de artigos acadêmicos e profissionais postados em Revistas, Instituições de Ensino e WebSistes. Meu primeiro contato com tecnologia ocorreu em 1995 após meus pais comprarem nosso primeiro computador, ano em que as portas para este fantástico mundo se abriram. Neste mesmo ano, comecei o de Processamento de Dados, naquele momento a palavra TI não existia, na verdade a Tecnologia da Informação era conhecida como Computação ou Informática, foi assim que tudo começou e desde então não parei mais, continuando nesta longa estrada até hoje. Desde 2001 tenho atuado como Database Administrator - Administrador de Banco de Dados - SQL Server em tarefas de Administração, Gerenciamento, Migração de Servidores e Bancos de Dados, Estratégias de Backup/Restauração, Replicação, LogShipping, Implantação de ERPs que utilizam bancos SQL Server, Desenvolvimento de Funções, Stored Procedure, Triggers. Experiência na Coordenação de Projetos de Alta Disponibilidade de Dados, utilizando Database Mirroring, Replicação Transacional e Merge, Log Shipping. Atualmente trabalho como Administrador de Banco de Dados no FIT - Instituto de Tecnologia da Flextronics, como também, Consultor em Projetos de Tunnig e Performance para clientes, bem como, Professor Titular na Fatec São Roque. Desde 2008 exerço a função de Professor Universitário, para as disciplinas de Banco de Dados, Administração, Modelagem de Banco de Dados, Programação em Banco de Dados, Sistemas Operacionais, Análise e Projetos de Sistemas, entre outras. Possuo titulação Oficial Microsoft MVP - SQL Server renovada desde 2007.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s