Tecnologia previa vitória do Corinthians na Libertadores

Torcida do Corinthians comemora título inédito na Libertadores da América

São Paulo – Por mais que os torcedores de outros times secassem, o Corinthians seria campeão da Libertadores de qualquer jeito. Quem afirma isso não é nenhum vidente: é a tecnologia.

Programas criados usados para processar dados estatísticos de jogos – e até escrever reportagens para alguns sites, como o desenvolvido pela PUC-RIO – certamente dariam a vitória para o timão sobre o Boca Juniors. Os software chegariam a essa afirmação por causa das estatísticas do time do Corinthians.

Vejam só: o time comandado pelo técnico Tite não perdeu nenhum dos 14 jogos disputados na Libertadores – foram 8 vitórias e 6 empates. O Corinthians também foi o time que menos gols tomou durante a competição inteira: apenas 4. Além disso, a equipe brasileira, taxada de retranqueira, teve um ataque poderoso, capaz de fazer 22 gols.

O timão, segundo os dados da competição, foi o time com a menor taxa de erros de passes. Apesar de não ser o que mais chutou a gol durante a competição, a regularidade e acertos dos seus jogadores o fizeram franco favorito da competição.

Ok, o futebol também é feito de sorte. Mas esses programas mais acertam do que erram, porque analisam profundamente o padrão dos times. Para entender mais sobre eles – e a razão do Corinthians ser o campeão da Libertadores da América – leia esse artigo.

Redes sociais – O assunto “Corinthians Campeão da Libertadores”, antes mesmo do jogo terminar, também dominou outra esfera da tecnologia, as redes sociais. E permaneceu forte nela durante a madrugada até a manhã de hoje, quando ocupou as 10 posições dos assuntos mais comentados do Twitter.

Há uma lógica para tanta movimentação no mundo digital. O Corinthians – dono da segunda maior torcida do país, com 33 milhões de pessoas, segundo o Ibope – perseguia com o titulo com obsessão. E o ganhou em cima do mais temido time da América Latina, o argentino Boca Juniors – que conta seis taças Libertadores em sua sala de troféus. O Corinthians também foi campeão invicto (abaixo, tabela mostra campanha do time).

O fato, inédito para uma equipe brasileira, virou bordão e tem sido usado para provocar os rivais nas redes sociais. Quem passeia pela timeline do Facebook e do Twitter, nesta quinta, pode verificar uma imensidão de imagens e mensagens com teor provocativo. É a famosa rivalidade do futebol levado pra o mundo virtual.

Fonte e Direitos Autorais: , de INFO Online • Quinta-feira, 05 de julho de 2012 – 12h33.

Anúncios

Sobre Junior Galvão - MVP

Profissional com vasta experiência na área de Tecnologia da Informação e soluções Microsoft. Graduado no Curso Superior em Gestão da Tecnologia de Sistemas de Informação. Pós-Graduado no Curso de Gestão e Engenharia de Processos para Desenvolvimento de Software com RUP na Faculdade FIAP - Faculdade de Informática e Administração Paulista de São Paulo. Pós-Graduado em Gestão da Tecnologia da Informação Faculdade - ESAMC Sorocaba. Formação MCDBA Microsoft, autor de artigos acadêmicos e profissionais postados em Revistas, Instituições de Ensino e WebSistes. Meu primeiro contato com tecnologia ocorreu em 1995 após meus pais comprarem nosso primeiro computador, ano em que as portas para este fantástico mundo se abriram. Neste mesmo ano, comecei o de Processamento de Dados, naquele momento a palavra TI não existia, na verdade a Tecnologia da Informação era conhecida como Computação ou Informática, foi assim que tudo começou e desde então não parei mais, continuando nesta longa estrada até hoje. Desde 2001 tenho atuado como Database Administrator - Administrador de Banco de Dados - SQL Server em tarefas de Administração, Gerenciamento, Migração de Servidores e Bancos de Dados, Estratégias de Backup/Restauração, Replicação, LogShipping, Implantação de ERPs que utilizam bancos SQL Server, Desenvolvimento de Funções, Stored Procedure, Triggers. Experiência na Coordenação de Projetos de Alta Disponibilidade de Dados, utilizando Database Mirroring, Replicação Transacional e Merge, Log Shipping. Atualmente trabalho como Administrador de Banco de Dados no FIT - Instituto de Tecnologia da Flextronics, como também, Consultor em Projetos de Tunnig e Performance para clientes, bem como, Professor Titular na Fatec São Roque. Desde 2008 exerço a função de Professor Universitário, para as disciplinas de Banco de Dados, Administração, Modelagem de Banco de Dados, Programação em Banco de Dados, Sistemas Operacionais, Análise e Projetos de Sistemas, entre outras. Possuo titulações e Reconhecimentos: Microsoft MVP, MCC, MSTC e MIE.
Esse post foi publicado em Diversos, Notícias e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s