Aprenda a criar um disco de recuperação do Windows 8

Ferramenta pode ajudá-lo a salvar um PC após um desastre, como uma grave infecção por malware. Basta seguir estas dicas simples.

É sempre bom ter em mãos um disco de recuperação de sua máquina, para que em caso de “desastre” com o sistema (como uma grave infecção por malware) ela possa ser restaurada ao estado de fábrica. Antigamente estes discos (CDs ou DVDs) vinham com a máquina, mas hoje em dia, mesmo em máquinas com drive óptico, os fabricantes preferem economizar e não os incluem mais.

Felizmente é muito fácil criar um disco de recuperação no Windows 8. Pra começo de conversa, ele pode não ser necessário: o sistema inclui dois novos recursos muito úteis, o Atualizar PC sem afetar os arquivos (Refresh), e o Remover tudo e reinstalar o Windows (Reset). Para acessá-los tecle Windows+C na Tela Iniciar e clique em Configurações / Mudar Configurações do Computador / Geral.

O primeiro “reinstala” o Windows mas preserva os seus programas, configurações e dados, e é uma boa forma de lidar com um sistema que não está se comportando como deveria. Já o segundo “zera” a máquina e a devolve à configuração de fábrica, uma medida drástica o equivalente a formatar o HD e instalar o sistema “do zero”. Nenhuma destas opções requer um disco especial.

Mas e se o sistema não dá boot? É nesse caso que um disco de recuperação vem a calhar. Para criá-lo você vai precisar de um pendrive (recomendamos um de 8 GB ou maior) ou DVDs virgens. Siga estes passos.

1. Na tela iniciar digite “recupera”

2. Clique no item Configurações no painel à direita e, entre os resultados que surgirem na tela, clique em Criar uma unidade de recuperação. Se uma janela aparecer perguntando se você quer permitir que o programa faça alterações em seu computador, clique em Sim.

win8recover_iniciar-360px.jpg
A ferramenta para criar uma unidade de
recuperação é parte do Windows 8

3. Marque a opção Copiar a partição de recuperação do computador para a unidade de recuperação, se ela não estiver desabilitada. Sem isso você terá um pendrive com ferramentas básicas para reparar o sistema, mas não terá a capacidade de fazer uma reinstalação. Clique em Avançar.

4. A ferramenta lhe dirá quanto espaço é necessário. Por padrão ela cria um pendrive “bootável”, mas se você não inserir um e sua máquina tiver um drive óptico você verá a opção Crie um disco de reparação do sistema com um CD ou DVD.

win8recover_criar-360px.jpg
Você vai precisar de um pendrive vazio, ou CDs/DVDs virgens

5. Insira um pendrive com capacidade suficiente, selecione-o na tela seguinte e clique em Avançar. Um aviso irá lembrá-lo de que todos os arquivos no pendrive serão excluídos. Clique em Criar.

Quando o processo terminar basta rotular o pendrive (ou discos) e guardá-lo em um local seguro até que sejam necessários. Se o pior acontecer, você estará preparado: basta iniciar o computador com o pendrive plugado.

Fontes e Direitos Autorais: Rick Broida, PCWorld EUA – 17-06-2013.

Autor: Junior Galvão - MVP

Profissional com vasta experiência na área de Tecnologia da Informação e soluções Microsoft. Graduado no Curso Superior em Gestão da Tecnologia de Sistemas de Informação pela Uninove - Campus São Roque. Pós-Graduado no Curso de Gestão e Engenharia de Processos para Desenvolvimento de Software com RUP na Faculdade FIAP - Faculdade de Informática e Administração Paulista de São Paulo. Pós-Graduado em Gestão da Tecnologia da Informação Faculdade - ESAMC Sorocaba. Cursando Mestrado em Ciências da Computação - UFSCar - Campus - Sorocaba. Formação MCDBA Microsoft, autor de artigos acadêmicos e profissionais postados em Revistas, Instituições de Ensino e WebSistes. Meu primeiro contato com tecnologia ocorreu em 1995 após meus pais comprarem nosso primeiro computador, ano em que as portas para este fantástico mundo se abriram. Neste mesmo ano, comecei o de Processamento de Dados, naquele momento a palavra TI não existia, na verdade a Tecnologia da Informação era conhecida como Computação ou Informática, foi assim que tudo começou e desde então não parei mais, continuando nesta longa estrada até hoje. Desde 2001 tenho atuado como Database Administrator - Administrador de Banco de Dados - SQL Server em tarefas de Administração, Gerenciamento, Migração de Servidores e Bancos de Dados, Estratégias de Backup/Restauração, Replicação, LogShipping, Implantação de ERPs que utilizam bancos SQL Server, Desenvolvimento de Funções, Stored Procedure, Triggers. Experiência na Coordenação de Projetos de Alta Disponibilidade de Dados, utilizando Database Mirroring, Replicação Transacional e Merge, Log Shipping, para versões: 2000, 2005, 2008, 2008 R2, 2012 e 2014. Atualmente trabalho como Administrador de Banco de Dados no FIT - Instituto de Tecnologia da Flextronics, como também, Consultor em Projetos de Tunnig e Performance para clientes. Desde 2008 exerço a função de Professor Universitário, para as disciplinas de Banco de Dados, Administração, Modelagem de Banco de Dados, Programação em Banco de Dados, Sistemas Operacionais, Análise e Projetos de Sistemas, entre outras. Possuo titulação Oficial Microsoft MVP - SQL Server renovada desde 2007.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s