Interface do Windows 8 pode ser transição para Windows 9

O Windows 8 não emplacou como o Windows 7. Por isso, é comparado ao Windows Vista nos corredores de Redmond – embora todos saibam que ele é melhor.

Uma das principais críticas ao sistema operacional é a nova interface, que já foi chamada de Modern, Windows 8 UI e Metro. Sem o botão “Iniciar” – que voltou no Windows 8.1 –, ela não caiu no gosto de muitos usuários. Mas isso pode ter sido feito propositalmente, pensando no Windows 9.

Interface do Windows 8 pode ser transição para Windows 9

Windows 9 terá interface mais complexa que a do Windows 8

De acordo com o designer Jacob Miller, que diz ter participado da construção da interface do Windows 8, essa mudança foi necessária para que a Microsoft se desprendesse do visual antigo, que pouco mudava. Depois de “forçar” as pessoas ao novo design, a empresa vai colocar em prática coisas diferentes. 

“Agora que os usuários casuais estão avisados do que temos, podemos começar as modelagens!”, afirmou Miller, no Reddit.

Segundo ele, a Microsoft criou a nova interface pensando nos usuários “comuns”, que utilizam a plataforma de forma superficial, para navegar na internet e acessar aplicações simples. “Tinha que ser algo simples o suficiente para que os usuários casuais não se confundissem, mas também não podia ser estúpido o suficiente para se tornar inútil aos usuários avançados”, explica.

A empresa já teria tentado inserir funções mais complexas – como as múltiplas áreas de trabalho –, pensando nos usuários “power”, mas elas não avançaram devido aos “comuns”.

Se fizéssemos o desktop padrão como sempre foi, e incluir um pouco do agradável Menu Iniciar para se sentirem em casa, os usuários ‘comuns’ nunca teriam migrado para a nova interface”, conta o designer. “Eles ainda utilizariam a área de trabalho da mesma forma e teriam ficado presos. Por isso, [o novo design] forçou em cima deles”, acrescenta Miller.

A familiaridade com um bom design sempre é um trunfo, segundo ele. “Usamos esse paradigma de design nos últimos 20 anos. Metro vai levar algum tempo para que os usuários se acostumem. Esta é uma estratégia de longo prazo da Microsoft, sabíamos que os usuários casuais não iriam gostar inicialmente. Esperamos que em cinco anos possamos olhar para trás e ver que tomamos a decisão certa”, disse o designer da Microsoft.

“O Windows 7 não poderia ter existido sem as lições que aprendemos com a bagunça que foi o Windows Vista. O XP não poderia ter existido sem o Windows 2000. Esperemos que o Windows 9 seja um refinamento sólido sobre tudo isso”,finaliza.

Os rumores mais recentes são de que a próxima versão da plataforma terá apenas uma versão Beta, que ficará pronta em maio, e que a versão final será anunciada entre 21 e 25 de outubro.

Fontes e Direitos Autorais: Baboo.com – Por Vinicius Brino

Autor: Junior Galvão - MVP

Profissional com vasta experiência na área de Tecnologia da Informação e soluções Microsoft. Graduado no Curso Superior em Gestão da Tecnologia de Sistemas de Informação pela Uninove - Campus São Roque. Pós-Graduado no Curso de Gestão e Engenharia de Processos para Desenvolvimento de Software com RUP na Faculdade FIAP - Faculdade de Informática e Administração Paulista de São Paulo. Pós-Graduado em Gestão da Tecnologia da Informação Faculdade - ESAMC Sorocaba. Cursando Mestrado em Ciências da Computação - UFSCar - Campus - Sorocaba. Formação MCDBA Microsoft, autor de artigos acadêmicos e profissionais postados em Revistas, Instituições de Ensino e WebSistes. Meu primeiro contato com tecnologia ocorreu em 1995 após meus pais comprarem nosso primeiro computador, ano em que as portas para este fantástico mundo se abriram. Neste mesmo ano, comecei o de Processamento de Dados, naquele momento a palavra TI não existia, na verdade a Tecnologia da Informação era conhecida como Computação ou Informática, foi assim que tudo começou e desde então não parei mais, continuando nesta longa estrada até hoje. Desde 2001 tenho atuado como Database Administrator - Administrador de Banco de Dados - SQL Server em tarefas de Administração, Gerenciamento, Migração de Servidores e Bancos de Dados, Estratégias de Backup/Restauração, Replicação, LogShipping, Implantação de ERPs que utilizam bancos SQL Server, Desenvolvimento de Funções, Stored Procedure, Triggers. Experiência na Coordenação de Projetos de Alta Disponibilidade de Dados, utilizando Database Mirroring, Replicação Transacional e Merge, Log Shipping, para versões: 2000, 2005, 2008, 2008 R2, 2012 e 2014. Atualmente trabalho como Administrador de Banco de Dados no FIT - Instituto de Tecnologia da Flextronics, como também, Consultor em Projetos de Tunnig e Performance para clientes. Desde 2008 exerço a função de Professor Universitário, para as disciplinas de Banco de Dados, Administração, Modelagem de Banco de Dados, Programação em Banco de Dados, Sistemas Operacionais, Análise e Projetos de Sistemas, entre outras. Possuo titulação Oficial Microsoft MVP - SQL Server renovada desde 2007.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s