Nostalgia: relembre os sons de inicialização do Windows

Windows

No dia 24 de agosto de 1995 a Microsoft apresentava ao mundo o Windows 95. Isso significa que neste ano uma das versões mais populares do sistema operacional da empresa de Redmond comemora seu 20º aniversário. Considerado um dos SO mais influentes de todos os tempos, é incrível pensar que já faz duas décadas desde sua estreia.

Viajar pela história do Windows, desde o seu nascimento até o esperado lançamento do Windows 10, nos faz ver como as cosias mudaram, incluindo a evolução do Menu Iniciar, mas poucas coisas mudaram tanto quanto os efeitos sonoros do sistema operacional.

Depois de celebrar este aniversário tão importante para o mundo da tecnologia com uma lista de 10 curiosidades sobre os 20 anos do Windows 95, chegou a vez de mostrar o caminho trilhado pelo sistema da Microsoft por meio das diferentes versões de sons utilizados durante a inicialização da plataforma. Confira a “história sonora” do Windows.

Windows 3.1 (1992)

Em maio de 1990 a Microsoft anunciou o lançamento do Windows 3.0, seguido rapidamente pelo Windows 3.1, em 1992. Juntos, eles venderam 10 milhões de cópias nos dois primeiros anos, tornando o Windows o sistema operacional mais usado até então. Pode-se dizer que estas foram as primeiras versões do Windows, pelo menos na forma que a maioria das pessoas entendem o sistema operacional.

O som de inicialização do Windows 3.1 é certamente o mais primitivo de todos. Ele soa exatamente como um efeito que surgiu numa época em que as pessoas ainda estavam descobrindo como fazer sons digitais de qualidade.

Windows 95 (1995)

O Windows 95 estabeleceu um novo recorde para a Microsoft e para o mercado de tecnologia: 7 milhões de cópias vendidas nas primeiras cinco semanas. Os comerciais de televisão do sistema operacional traziam os Rolling Stones cantando “Start Me Up”, com imagens do novo botão Iniciar. Além do menu Iniciar, o Windows 95 marcou a primeira aparição da barra de tarefas e dos botões “Minimizar”, “Maximizar” e “Fechar” nas janelas.

Em relação ao som de inicialização do Windows 95, é importante dizer que ele também tem sua própria história. Quando esta versão do sistema foi desenvolvida, os executivos encomendaram ao músico, compositor e produtor musical britânico Brian Eno a criação de um áudio para ser executado durante a inicialização do SO.

Eno é conhecido por ser um dos pioneiros da ambient music, faixas longas com sons que ficam no “limite entre melodia e textura”. O músico também é muito conhecido por seu trabalho como produtor de grandes nomes como Talking Heads, U2, David Bowie, Coldplay, entre outros.

Mas a encomenda da Microsoft pedia algo mais curto, “inspirador, universal, otimista, futurista, sentimental, emocional”, como descreveu o próprio compositor ao citar o pedido da empresa. O detalhe é que todos esses adjetivos deveriam ser transmitidos por um som com apenas 3,25 segundos de duração.

Eno acertou em cheio na criação de um dos efeitos sonoros mais memoráveis da história da computação moderna. Uma curiosidade: ele criou o tema usando um Mac. “Eu nunca usei um PC na minha vida; eu não gosto deles”, revelou em uma de suas entrevistas.

Para matar a curiosidade sobre a trilha sonora dos Rolling Stones nos comerciais da Microsoft

Windows 98 (1998)

Lançado em 25 de junho de 1998, o Windows 98 é a primeira versão do Windows projetada especificamente para os consumidores e a última versão baseada em MS‑DOS. O som de inicialização desta versão do sistema é mais arejado, sublime e triunfante do que seu antecessor, mas ainda assim ele precisa de um pouco mais de personalidade.

Se comparado ao áudio do Windows 95, que foi feito sob encomenda e envolveu todo um processo criativo, podemos dizer que o som de inicialização do Windows 1998 ficou um pouco genérico e poderia facilmente ser associado a qualquer outra marca.

Windows ME (2000)

O Windows Millennium Edition, ou ME, foi lançado pela Microsoft em 14 de setembro de 2000, sendo o sucessor do Windows 98. O suporte ao cliente do Windows ME foi de apenas 6 anos, terminando em 11 de julho de 2006. Esta versão do sistema foi considerada por muitos como um dos maiores erros da empresa de Redmond de todos os tempos no campo de sistemas operacionais.

Entre diversos problemas com software, incompatibilidade de hardware e clientes insatisfeitos, o Windows ME também teve o seu próprio som de inicialização e não poderia ficar de fora desta lista.

Windows XP (2001)

Em 25 de outubro de 2001, o Windows XP foi lançado em 25 idiomas. Para a Microsoft, esta versão do sistema operacional se tornou um de seus produtos mais vendidos nos anos seguintes, entre outros motivos, por ser mais rápido e estável que seus antecessores. Durante muitos anos ele deteve o título de “sistema operacional mais popular do mundo”.

Apesar do som de inicialização do Windows ME não ser tão ruim quanto o sistema em si, quem chegou para bater de frente com o Windows 95 em termos de áudio marcante foi o Windows XP. Considerando seu longo tempo de reinado, é fácil dizer por que o som do Windows XP atualmente é mais reconhecido do que o som do Windows 95.

Windows Vista (2007)

O sucessor do Windows XP trouxe consigo uma grande modificação em termos de design, com a introdução de janelas transparentes e curvas mais sutis. Apesar do Vista não ter caído completamente nas graças do público, seu som de inicialização se tornou amplamente conhecido por também ser utilizado no popular Windows 7, que não teve um som de inicialização para chamar de seu.

Em relação à criação do efeito sonoro, Steve Ball, que liderou a Equipe de Som do Windows para o Vista, explica que houve algumas boas intenções por trás do design de som do sistema.

“Os sons do XP foram projetados para complementar o ambiente de trabalho ‘foto realista’ Bliss. Os sons do Windows XP também são bastante percussivos e dissonantes no contexto do dia a dia do PC, por isso reorquestrar o padrão de sons do Windows Vista foi uma meta explícita para complementar os temas mais suaves e limpos e os elementos da interface do usuário no Windows Vista”, explicou Ball.

Ele ainda comentou que a Microsoft queria dar a impressão de que os sons do esquema de janelas fossem feitos com vidro. Neste contexto, os usuários deveriam notar uma correlação entre os sons e os efeitos transparentes de vidro na interface do sistema.

O som de inicialização sempre foi uma característica do Windows, mas o Windows 8 não trouxe mudanças nesse aspecto. O mesmo se aplica ao recém-lançado Windows 10. Será esse o fim do legado do som de inicialização do Windows?

Coleção completa

Aqui é possível ouvir a coleção completa de sons de inicialização e de encerramento desde o primeiro Windows até o Windows 8.1. Confira:

Fontes e Direitos Autorais: Canaltech.com.br – Joyce Macedo RSS | 03.09.2015 às 09h04

Autor: Junior Galvão - MVP

Profissional com vasta experiência na área de Tecnologia da Informação e soluções Microsoft. Graduado no Curso Superior em Gestão da Tecnologia de Sistemas de Informação pela Uninove - Campus São Roque. Pós-Graduado no Curso de Gestão e Engenharia de Processos para Desenvolvimento de Software com RUP na Faculdade FIAP - Faculdade de Informática e Administração Paulista de São Paulo. Pós-Graduado em Gestão da Tecnologia da Informação Faculdade - ESAMC Sorocaba. Cursando Mestrado em Ciências da Computação - UFSCar - Campus - Sorocaba. Formação MCDBA Microsoft, autor de artigos acadêmicos e profissionais postados em Revistas, Instituições de Ensino e WebSistes. Meu primeiro contato com tecnologia ocorreu em 1995 após meus pais comprarem nosso primeiro computador, ano em que as portas para este fantástico mundo se abriram. Neste mesmo ano, comecei o de Processamento de Dados, naquele momento a palavra TI não existia, na verdade a Tecnologia da Informação era conhecida como Computação ou Informática, foi assim que tudo começou e desde então não parei mais, continuando nesta longa estrada até hoje. Desde 2001 tenho atuado como Database Administrator - Administrador de Banco de Dados - SQL Server em tarefas de Administração, Gerenciamento, Migração de Servidores e Bancos de Dados, Estratégias de Backup/Restauração, Replicação, LogShipping, Implantação de ERPs que utilizam bancos SQL Server, Desenvolvimento de Funções, Stored Procedure, Triggers. Experiência na Coordenação de Projetos de Alta Disponibilidade de Dados, utilizando Database Mirroring, Replicação Transacional e Merge, Log Shipping, para versões: 2000, 2005, 2008, 2008 R2, 2012 e 2014. Atualmente trabalho como Administrador de Banco de Dados no FIT - Instituto de Tecnologia da Flextronics, como também, Consultor em Projetos de Tunnig e Performance para clientes. Desde 2008 exerço a função de Professor Universitário, para as disciplinas de Banco de Dados, Administração, Modelagem de Banco de Dados, Programação em Banco de Dados, Sistemas Operacionais, Análise e Projetos de Sistemas, entre outras. Possuo titulação Oficial Microsoft MVP - SQL Server renovada desde 2007.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s