Microsoft promove campanha A Hora do Código


A Semana de Educação em Ciência da Computação começa nesta segunda-feira, 7, e a Microsoft dá continuidade à terceira edição da campanha A Hora do Código, que utiliza a linguagem de blocos para ensinar estudantes e professores a programar gratuitamente.

A iniciativa faz parte do YouthSpark, projeto da Microsoft destinado a gerar oportunidades de emprego e apoiar o empreendedorismo.

Microsoft promove campanha A Hora do Código

Microsoft promove campanha A Hora do Código

De hoje a 13 de dezembro, a Microsoft pretende realizar pelo menos 100 mil eventos em mais de 50 países para ensinar mais de 250 mil jovens a programar em workshops online. O objetivo é que os jovens aprendam fundamentos básicos de informática e os conceitos utilizados para fazer aplicativos, conhecimentos essenciais para profissionais do século 21. Apenas nesta semana, a companhia pretende alcançar dez milhões de jovens, número que crescerá até o fim do ano.

O CEO da Microsoft, Satya Nadella, participou do lançamento oficial da campanha A Hora do Código na escola Rainier View, em Seattle. Satya interagiu com estudantes enquanto eles utilizavam o tutorial de codificação baseado no jogo “Minecraft” – game que conta com mais de 100 milhões de jogadores em todo o mundo – para aprender conceitos básicos de programação dentro de um ambiente popular e divertido. O tutorial está disponível em todo o mundo, com versão em português para os brasileiros.

No Brasil, o Instituto Neymar Jr, já parceiro da iniciativa, proporcionará a crianças atendidas pelo projeto no litoral paulista a oportunidade de construir seu primeiro aplicativo, receber um certificado on-line e descobrir uma nova possibilidade de carreira. Outras organizações não governamentais também participarão da campanha. Entre elas estão a ATN (Associação Telecentro de Informação e Negócios), de Brasília, e o CDI (Comitê para Democratização da Informática), que promoverá workshops em parceria com quatro instituições do programa Recode em Comunidades, no Rio de Janeiro.

Professores brasileiros também têm inovado ao incluir novas tecnologias em seus planos didáticos. Ângelo Costa, professor de programação na escola MadCode e no Colégio Santa Cruz, de São Paulo, utiliza as ferramentas Kodu e Minecraft no ensino de diferentes formas de criar e aplicar a tecnologia no conteúdo visto na sala de aula. Alessandra Buriti, Professora de Tecnologia Educacional na Escola Visconde de Porto Seguro, foi uma das participantes do #EuPossoProgramar e incentiva seus alunos a aprenderem mais com a iniciativa. E há outras iniciativas de professores que você pode conferir aqui.

A campanha A Hora do Código faz parte da iniciativa Eu Posso Programar, que têm o intuito de universalizar o acesso à codificação e estimular o desenvolvimento do raciocínio lógico, a habilidade na resolução de problemas e a criatividade, alavancando inovação e oportunidades de empregabilidade e empreendedorismo.

Mais de 100 milhões de estudantes de 180 países e 40 idiomas participaram da campanha A Hora do Código, incluindo um em cada três alunos de escolas norte-americanas. Só no Brasil, 1.236.527 estudantes já participaram da campanha.

A última edição do #EuPossoProgramar aconteceu em outubro passado. Na ocasião, o Secretário Nacional da Juventude da Presidência da República, Gabriel Medina, esteve na ONG Ação Social Planalto (ASP), onde crianças fizeram o curso e receberam certificados.

Os conteúdos estão disponíveis no site www.eupossoprogramar.com e fazem parte da terceira edição da campanha A Hora do Código. O tutorial do Minecraft foi desenvolvido pelos designers do jogo em parceria com a Code.org – idealizadora do evento – e já foi utilizado mais de 2,4 milhões de vezes desde o lançamento.

Fontes e Direitos Autorais: Baboo.com – Sid Vicious @ 7 dez 2015 | 6:35 pm