Dica do Mês – SQL Server 2016 SP1 – Comando Create Or Alter

Muito bom dia…..

Olá pessoal, mais uma semana começando. Estou retornando com mais um post dedicado a sessão Dica do Mês, este é o post de número 11 dedicado de forma exclusiva a esta sessão.

Como você já deve ter observado desde o mês de outubro todos os posts das sessões: Dicas do Mês, Para que Serve, Short Scripts e Material de Apoio estão apresentado o mesmo layout, sendo esta uma das sugestões que os meus seguidores solicitaram, e hoje não será diferente.

A dica de hoje é bastante simples e esta totalmente relacionada a uma novidade apresentanda com o lançamento do Service Pack 1 do Microsoft SQL Server 2016.

E ai você já esta se informando sobre este novo service pack? Já realizou o download? Posso lhe dizer que diversas melhorias foram implementas, bem como, muitas mas muitas mudanças identificadas pela equipe de desenvolvimento da Microsoft foram realizadas.

Se quiser saber mais sobre este novo conjunto de atualizações e melhorias dedicadas para o Microsoft SQL Server 2016, acesses os links abaixo:

 

Voltando ao post de hoje, vamos em frente, seja bem vindo a mais um Dica do Mês!!!


Introdução

A cada nova versão do Microsoft SQL Server que a Microsoft libera ou até mesmo após um service pack ou cummulative pack disponibilizados para download, sempre fazemos aquelas perguntas:

  • O que será que melhorou?
  • Quais correções foram definitivamente corrigidas?
  • Será que alguma solicitação do Connection foram atendidas?

Enfim sempre estamos querendo descobrir o que realmente o tipo de engenheiros e desenvolvedores voltados para o SQL Server estão pensando em melhorar e corrigir no produto.

Para esta versão não foi diferente como de costume desde a versão 2012 a Microsoft esta liberando em doses homeopáticas pequenas novidades voltadas para a linguagem Transact-SQL e isso se manteve no SP1 da versão 2016 com a introdução do comando Create or Alter na mesma instrução.

Isso mesmo você pode estar se perguntando ou até mesmo pensando, mas somente agora na versão 2016 este tipo de instrução foi adicionada? A resposta é sim, somente agora pois, algo que para muitos parecia ser simples se comparado com outras ferramentas de banco de dados como Oracle ou MySQL, mas como diz aquele velho ditado: “Nem tudo o que parece é” e isso também se justifica ao Microsoft SQL Server.

Problema

Você saberia me dizer quantas vezes teve que realizar a criação de um recurso programável em um servidor ou instância SQL Server? Algo do tipo Stored Procedure, Function, Trigger ou Views?

E realizar uma ou várias alterações na estrutura de codificação de algum tipo destes recursos? Com certeza é algo bastante comum de ser realizado principalmente quando estamos criando nossos ambientes.

Por muitos anos este tipo de atividade a ser realizada na linguagem Transact-SQL deveria ser feita de forma separada. Onde devemos basicamente seguir uma regra de criar um destes tipos de objetos através do comando Create e caso tenhamos a necessidade de realizar algum tipo de alteração utilizar o comando Alter.

Então, e se agora com o lançamento do service pack 1 para o SQL Server 2016 eu te dizer que isso já pode ser realizado de uma única vez, você acredita?

Eu posso te dizer que acredito pois é verdade…..

Solução

Dizer que demorou um pouco para a equipe de desenvolvimento entender o quanto esta melhoria seria útil e importante não é verdade, ao meu ver demorou bastante, eu posso dizer isso pois trabalho com SQL Server desde a versão 7, isso já se vão 18 anos.

Mas enfim dizer do passado muitas vezes não ajuda em nada, o que vale e deve ser destacado é que agora temos esta pequena mas importante melhoria implementada no Microsoft SQL Server 2016 SP1 que nos permite ao mesmo tempo que declaramos o comando Create adicionar na mesma linha o comando Alter, mas a princípio somente para os objetos programáveis dentre eles:

  • Function;
  • Stored Procedure;
  • Triggers; e
  • Views.

O Create or Alter voltado para tabelas ainda não esta presente neste momento, e sinceramente falando acredito que vai demorar mais um pouco para ser adicionado ao produto.

Legal, mesmo assim já tivemos um grande avanço com a liberação deste nova capacidade adicionada a linguagem Transact-SQL.

Exemplos

Pois bem, seguindo em frente e dando seta para direita afim de realizar uma ultrapassagem na atual versão do SQL Server 2016 mudando para nova versão SQL Server 2016 SP1 ou se preferir versão 13.0.4001 número que identifica e evolução do kernel para o SP1.

Acelarando um pouco mais, vamos trabalhar com alguns exemplos de código que ilustram como podemos fazer uso do comando Create or Alter, para tal torna-se necessário realizar o download do SP1, caso você ainda não tenha feito, utilize o link apresentado a seguir:

Dando continuidade vamos executar o primeiro bloco de código, denominado Bloco de Código 1 apresentado abaixo:

— Bloco de Código 1 —

create-alter-procedure-1
Podemos observar que a forma de uso desta instrução é bastante simples, não necessitando de algum tipo de alteração na sintaxe tanto do comando Create como também do Alter.

Observe que realizamos a criação de um simples Stored Procedure denonimado P_Teste e após a execução do create/alter realizar a apresentação do código fonte da mesma através do system stored procedure SP_HelpText.

Um detalhe importante que vale a pena ser destacado, se relacionado a apresentação do código fonte da nosso stored procedure, note que o SQL Server não adiciona a palava chave Alter na apresentação do código, você pode pensar, mas é claro nós acabamos de criar o objeto. Eu também pensei assim, mas isso não altera caso você realize qualquer tipo de alteração no código fonte, mesmo após realizar alguma mudança na codificação do seu objeto o Database Engine não reconhece a execução do comando Alter ele mais uma vez adiciona o comando ou palavra chave create antes do nome do objeto.

Isso me faz pensar que todas as vezes que utilizarmos este tipo de implementação o Database Engine vai na verdade realizar o processo de drop físico do objeto e posteriormente a criação deste objeto.

Vamos agora trabalhar da mesma forma para criação/alteração de uma function, para isso vamos utilizar o Bloco de código 2 apresentado a seguir:

— Bloco de Código 2 —

create-alter-function-1

Legal, legal, muito bem, simples, fácil, rápido e por quê não dizer que é prático! Ao mesmo tempo que criamos um objeto programável já podemos realizar a alteração. Isso não é algo que realmente estava faltando para o SQL Server?

Acredito que sim, e fazendo um comparativo era a mesma coisa que faltava quando se referiamos a existência de tipos de dados para armazenar somente data ou hora, algo que também foi implementada após um longo tempo a partir da versão 2008 do SQL Server, ou os comandos IIF ou Choice que já existiam na linguagem C#, mas não estavam presentes no Microsoft SQL Server até a versão 2012.

Bom vou deixar para que praticar o uso deste comando na criação de Triggers e Views, com certeza não terá problemas.

Referências

Conclusão

Como de costume a cada nova versão ou atualização a Microsft esta apresentando diversas inovações e melhorias no Microsoft SQL Server.

Desta forma, em um novo service pack lançado novas melhorias ou mudanças de comportamento do produto são esperadas, algo que a partir do service pack o SQL Server 2016 também vai apresentar.

O que a partir do momento que esta conjunto de melhorias for instalada em seu ambiente, será possível dentre elas fazer uso da nova sintaxe combinado dos comandos Create e Alter utilizados de maneira simultânea formando o Create or Alter.

Agradecimentos

Mais uma vez obrigado por sua visita, agradeço sua atenção, fique a vontade para enviar suas críticas, sugestões, observações e comentários.

Até mais.

Autor: Junior Galvão - MVP

Profissional com vasta experiência na área de Tecnologia da Informação e soluções Microsoft. Graduado no Curso Superior em Gestão da Tecnologia de Sistemas de Informação pela Uninove - Campus São Roque. Pós-Graduado no Curso de Gestão e Engenharia de Processos para Desenvolvimento de Software com RUP na Faculdade FIAP - Faculdade de Informática e Administração Paulista de São Paulo. Pós-Graduado em Gestão da Tecnologia da Informação Faculdade - ESAMC Sorocaba. Cursando Mestrado em Ciências da Computação - UFSCar - Campus - Sorocaba. Formação MCDBA Microsoft, autor de artigos acadêmicos e profissionais postados em Revistas, Instituições de Ensino e WebSistes. Meu primeiro contato com tecnologia ocorreu em 1995 após meus pais comprarem nosso primeiro computador, ano em que as portas para este fantástico mundo se abriram. Neste mesmo ano, comecei o de Processamento de Dados, naquele momento a palavra TI não existia, na verdade a Tecnologia da Informação era conhecida como Computação ou Informática, foi assim que tudo começou e desde então não parei mais, continuando nesta longa estrada até hoje. Desde 2001 tenho atuado como Database Administrator - Administrador de Banco de Dados - SQL Server em tarefas de Administração, Gerenciamento, Migração de Servidores e Bancos de Dados, Estratégias de Backup/Restauração, Replicação, LogShipping, Implantação de ERPs que utilizam bancos SQL Server, Desenvolvimento de Funções, Stored Procedure, Triggers. Experiência na Coordenação de Projetos de Alta Disponibilidade de Dados, utilizando Database Mirroring, Replicação Transacional e Merge, Log Shipping, para versões: 2000, 2005, 2008, 2008 R2, 2012 e 2014. Atualmente trabalho como Administrador de Banco de Dados no FIT - Instituto de Tecnologia da Flextronics, como também, Consultor em Projetos de Tunnig e Performance para clientes. Desde 2008 exerço a função de Professor Universitário, para as disciplinas de Banco de Dados, Administração, Modelagem de Banco de Dados, Programação em Banco de Dados, Sistemas Operacionais, Análise e Projetos de Sistemas, entre outras. Possuo titulação Oficial Microsoft MVP - SQL Server renovada desde 2007.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s