Dica do Mês – Temporal Table e o Calor, uma combinação muito quente


Salve pessoal, bom dia.

Estamos no mês de janeiro, férias, sol, calor, chuvas, e para minha alegria te encontro mais uma vez no meu blog, caso esta seja a sua primeira visita ou acesso, fico mais feliz ainda, seja muito bem vindo.

Este é mais um post da sessão Dica do Mês, sessão dedicada a compartilhar bimestralmente dicas, novidades, curiosidades e demais assuntos, conteúdos e informações relacionadas ao Microsoft SQL Server, Banco de Dados e Tecnologias de Banco de Dados.

No post de hoje, quero compartilhar com vocês uma das funcionalidades adicionadas ao Microsoft SQL Server a partir da versão 2016 e que recentemente acabei conhecendo com um pouco mais, como você já pode notar no título deste post, estou fazendo referência as chamadas Temporal Tables (Tabelas Temporais).

Você já conhece? Teve a necessidade de utilizar? Eu particularmente falando conhecia muito pouco sobre este recurso, mas na semana passada neste período de férias tive a ideia de fazer uma brincadeira aqui em casa em conjunto com um termômetro, e justamente através desta brincadeira que utilizei uma temporal table.

Ficou curioso para saber como eu fiz uso dela? Calma, daqui a pouco eu conto mais sobre isso para você.

Pois bem, sem mais delongas, vamos em frente, vou tentar mitigar a sua curiosidade e ao mesmo também satisfazer os meus objetivos. Sendo assim, seja bem vindo ao post – Dica do Mês – Temporal Table e o Calor, uma combinação muito quente.


Introdução

A partir da versão 2016 do Microsoft SQL Server, a Microsoft introduziu o suporte para tabelas temporais de sistema baseadas no versionamento de dados como um recurso de banco de dados, sendo este,  uma funcionalidade que traz o suporte interno para fornecer informações sobre dados armazenados na tabela em qualquer ponto no tempo, ao invés de apenas os dados que é corretos no momento atual em está na hora.

Esta nova funcionalidade, também é reconhecida e trata como um recurso de banco de dados criado com base nos padrões em ANSI SQL 2011.

A partir do momento em que idealizamos fazer uso de uma tabela temporal, estamos criando um novo objeto ou transformando um objeto já existente em nosso banco de dados, em um elemento responsável em manter o histórico completo das alterações de dados ocorridos durante um período de tempo, sendo esta a principal finalidade de uso de uma temporal que é tratada internamento como um repositório de gerenciamento de tempo.

Cada tabela temporal tem duas colunas explicitamente definidas, cada um com um tipo de dados datetime2 , estas colunas são referidas como colunas de período, sendo período colunas usadas exclusivamente pelo sistema de registro prazo de validade para cada linha, sempre que uma linha for modificada. Além dessas colunas de período, uma tabela temporal também contém uma referência a outra tabela, a qual será utilizada como esquema espelho.

Por padrão o Microsoft SQL Server utiliza esta tabela para armazenar automaticamente a versão anterior de uma linha cada vez que a mesma na tabela temporal é atualizada ou excluída. Esta tabela adicional é referida como a tabela de histórico, enquanto a tabela principal que armazena versões de linha (real) atual é conhecida como a tabela atual ou simplesmente como a tabela temporal.

Importante ressaltar que durante a criação do quadro temporal, os usuários podem especificar a existência de uma tabela de histórico (deve ser esquema compatível) ou deixar o sistema criar tabela de histórico padrão.

Agora que já conhecemos um pouco do que é uma Temporal Table, vamos avançar mais um pouco em nossa caminhada, vou apresentar o porque tive a ideia de fazer uso deste recurso.

 

SEU FUNCIONAMENTO

Como já destacado anteriormente o sistema de controle de versão de uma tabela temporal é implementado através do uso de um par de tabelas, uma tabela atual e uma tabela de histórico. Dentro de cada uma destas tabelas, as seguintes duas colunas adicionais datetime2 são usadas para definir o período de validade para cada linha:

  • Coluna de início de período: O sistema registra a hora de início para a linha nesta coluna, denotado tipicamente como a coluna de SysStartTime .
  • Coluna de fim do período: O sistema registra a hora final para a linha nesta coluna, normalmente indicado na coluna SysEndTime .

A tabela atual contém o valor atual para cada linha. A tabela de histórico contém cada valor anterior para cada linha, se for o caso, e a hora de início e hora de término para o período para o qual foi válido.

A Figura 1 apresentada abaixo, ilustra de forma simples o funcionamento do sistema de controle dos dados aplicado a partir do uso de uma tabela temporal:

Temporal-HowWorks

Figura 1 – Funcionamento do sistema de controle de uma tabela temporal.

Este sistema de controle de versionamento dos dados é realizado sempre as instruções: Insert, Update, Delete ou Merge venham a ser realizadas de forma individual ou simultânea.

 

PORQUE UTILIZAR UMA TEMPORAL TABLE

Uma das coisas que eu aprendi a gostar no decorrer da minha carreira na área de tecnologia é a importância e as possibilidades de mudanças que um mesmo dado pode apresentar no decorrer de um período de tempo, este é um dos meus maiores prazeres entender o quanto aquele dado a uma minuto atrás agora já é outro dado e podem me trazer representar novas informações e conhecimentos.

Desta forma, ao analisarmos uma temporal table podemos também reconhecer ou fazer uso da mesma como uma Slowly Changing Dimension (Dimensão com mudanças lentas ou mudanças lentas em uma dimensão), o que vai nos possibilitar criar uma visão dos nossos dados com base uma período ou determinada data.

Uma outra funcionalidade que pode ser aplicada a uma temporal table se relacionada a controles de auditoria mais propriamente falando de auditoria de dados, normalmente as fontes de dados reais são dinâmicas e se tornam voláteis ao longo do tempo, para uma empresas isso pode influenciar diretamente em suas decisões as quais dependem de percepções que os analistas podem começar a identificar a partir da evolução ou mudanças de dados.

Já sabemos o porque escolhi fazer uso de uma temporal table, agora vou apresentar o cenário que me permitiu aplicar este recurso com base na minha ideia.

 

MINHA IDEIA

Estamos visando uma forte onda de calor em praticamente todo o Brasil, algo que muitos brasileiros adoram eu sinceramente não sou um destes brasileiros, pois eu não suporto estas altas temperaturas.

Para tentar de alguma maneira aprender algo de novo com este calor e tentando se distrair dentro das possibilidades, pensei em ter uma noção do quanto a temperatura aqui na minha casa localizada na cidade de São Roque interior do estado de São Paulo muda no decorrer de um período de tempo, sendo justamente esta a minha ideia de utilizar uma temporal table, talvez esta não tenha sido a melhor ideia ou até mesmo o melhor cenário para uso, mas entendo que pode ser uma possibilidade dentre as mais variadas possíveis.

Seguindo em frente e avançando mais um pouco, chegou a hora de colocar em prática a minha ideia, para isso vamos construir um simples cenário para fazer uso da Temporal Table.

NOSSO AMBIENTE

Como de costume vamos utilizar um ambiente isolado dos demais bancos de dados que você possa conter, desta maneira nosso cenário será constituído dos seguintes elementos:

  • Banco de Dados: DatabaseTemporalTabel;
  • Tabela Atual: TemporalTableTemperatura;
  • Tabela Historico: TemporalTableTemperaturaHistorico;
  • Colunas Temporais: DataHoraInicial e DataHoraFinal; e
  • Period For System formado por: DataHoraInicial e DataHoraFinal.

Criando o ambiente

Através do Bloco de Código 1 apresentado abaixo, vamos realizar a criação dos respectivos elementos destacados anteriormente:

— Bloco de Código 1 —

— Criando o Banco de Dados —
Create Database DatabaseTemporalTable
Go

— Acessando o Banco de Dados —
Use DatabaseTemporalTable
Go

— Criando a Tabela TemporalTableTemperatura —
Create Table TemporalTableTemperatura
(Codigo Int Identity(1,1) Primary Key Clustered,
Local Char(10) Default ‘Minha Casa’,
Cidade Char(9) Default ‘São Roque’,
DataAtual Date Default GetDate(),
HoraAtual Time Default GetDate(),
Temperatura TinyInt,
DataHoraInicial Datetime2 (0) GENERATED ALWAYS AS ROW START,
DataHoraFinal Datetime2 (0) GENERATED ALWAYS AS ROW END,
PERIOD FOR SYSTEM_TIME (DataHoraInicial, DataHoraFinal))
WITH (SYSTEM_VERSIONING = ON (HISTORY_TABLE = dbo.TemporalTableTemperaturaHistorico))
Go

A Figura 2 apresentada abaixo, ilustra a estrutura da tabela TemporalTableTemperatura e sua tabela espelho TemporalTableTemperaturaHistorico:

Figura 2 – Tabelas TemporalTableTemperatura e TemporalTableTemperaturaHistorico.

Observações

1 – Para que o Microsoft SQL Server reconheça uma tabela como Temporal Table as colunas temporais devem ser formadas pelo tipo de dados DateTime2 e logo após a declaração do seu tipo de dados informar as instruções:

  • Generated Always as Row Start – Valor gerado sempre no início da linha; e
  • Generated Always as Row End – Valor gerado sempre no final da linha.

2 – O controle do período dos valores é feito através da instrução PERIOD FOR SYSTEM_TIME, declarada obrigatoriamente no final da construção da tabela, formada pelas colunas que recebem os valores DateTime2.

3 – Ao declarar o nome da tabela a ser utilizada para o versionamento dos dados, é obrigatório informar o nome do ower ou schema a qual esta tabela irá pertencer, caso isso não seja feito o Microsoft SQL Server retornará a seguinte mensagem de erro:

Msg 13539, Level 15, State 1, Line 18
Setting SYSTEM_VERSIONING to ON failed because history table ‘TemporalTableTemperaturaHistorico2 is not specified in two-part name format.

4 – Ao informar a tabela que será utilizada para o versionamento dos dados o Database Engine realiza automaticamente a criação desta tabela histórico caso a mesma não exista.

Ótimo estamos no caminho certo, nosso próximo passo será abastecer a tabela TemporalTableTemperatura com dados iniciais e na sequência proporcionar alterações nestes mesmos dados iniciais para que o Database Engine faça uso da nossa Temporal Table registrando na Tabela TemperalTableTemperaturaHistorico todas as manipulações realizadas.

Para isso vamos utilizar o Bloco de Código 2 declarado abaixo:

— Bloco de Código 2 —

— Inserindo Dados na Tabela TemporalTableTemperatura —
Insert Into TemporalTableTemperatura (Temperatura)
Values (25)
Go

— Gerando um Delay de 20 segundos —
WAITFOR DELAY ’00:00:20′
Go

— Atualizando os dados na Tabela TemporalTableTemperatura —
Update TemporalTableTemperatura
Set Temperatura = 26,
HoraAtual = GetDate()
Go

— Gerando um novo Delay de 40 segundos —
WAITFOR DELAY ’00:00:40′
Go

— Atualizando os dados na Tabela TemporalTableTemperatura —
Update TemporalTableTemperatura
Set Temperatura = 27,
HoraAtual = GetDate()
Go

— Gerando um novo Delay de 1 minuto e 20 segundos —
WAITFOR DELAY ’00:01:20′
Go

— Atualizando os dados na Tabela TemporalTableTemperatura —
Update TemporalTableTemperatura
Set Temperatura = 27,
HoraAtual = GetDate()
Go

Até aqui tudo tranquilo, realizamos o processo de inserção de dados iniciais na tabela TemporalTableTemperatura e na sequência através do comando WaitFor forçamos a ocorrência de alguns delays (atrasos) de tempo para simular o aumento da temperatura como se fosse um termômetro realizando uma nova marcação, com isso, já temos neste momento um pequena porção de dados a serem consultados.

Vamos então executar o Bloco de Código 3 a seguir para identificar as possíveis maneiras de se consultar os dados armazenados em nossa temporal table:

— Bloco de Código 3 —

— Consultando dados na Tabela TemporalTableTemperatura —
Select * From TemporalTableTemperatura
Go

Após realizarmos o Select declarado acima teremos um retorno de dados similar ao apresentado na Figura 3 abaixo:
Figura 3 – Posição atual de dados armazenados na tabela TemporalTableTemperatura.

Observe que a coluna Temperatura apresenta o valor 27, número informado no último update realizado, a coluna DataHoraInicial apresentando o valor que representa o início da realização da última manipulação aplicada a tabela, no caso o comando Update e a coluna DataHoraFinal vai apresentar o valor final que representa o encerramento do período de controle de versionamento dos dados com o valor fixo e padrão 9999-12-31 23:59:59.

Pois bem, mas se quisermos então identificar ao longo do tempo todas as manipulação que podem ter ocorrido em nossa tabela temporal? É ai que entra em ação nossa tabela de espelho, nossa tabela TemporalTableTemperaturaHistorico, a qual é responsável em armazenar e controlar todo versionamento e alterações que venham a ser realizadas em nossa Temporal Table.

O próximo passo consiste na execução do Bloco de Código 4, o qual vai nos permitir consumir os dados temporais armazenados em nossa tabela TemporalTableTemperaturaHistorico:

— Bloco de Código 4 —

— Consultando dados Temporais, obtendo todas as manipulações realizadas —
Select * From TemporalTableTemperatura
For System_Time All — Apresenta todas as manipulações realizadas
Go

Figura 4 – Todas as manipulações realizadas na tabela TemporalTableTemperatura armazenadas de forma espealhada na tabela histórico TemporalTableTemperaturaHistorico.

Nota que a coluna DataHoraFinal apresenta na linha 1 o valor fixo e padrão 9999-12-31 23:59:59, mas no decorrer das demais linhas, de acordo com as operações realizadas os valores foram sendo atualizados, como podemos comprovar na linha 7 a qual apresenta o valor 2019-01-22 12:59:42.

Já estamos praticamente no final desta caminhada, nosso últimos passos consistem em realizar outras formas de consultar dados temporais, através das instruções:

  • For System_Time as Of;
  • For System_Time From ” To ”;
  • For System_Time Between ” And ”; e
  • For System_Time Contained In ().

Para realizar estas consultamos, vamos executar o Bloco de Código 5 apresentando abaixo:

— Bloco de Código 5 —

— Conhecendo outras formas de consultar dados temporais —
Select * From TemporalTableTemperatura
For System_Time as Of ‘2019-01-22 12:33:56’
Go

Select * From TemporalTableTemperatura
For System_Time From ‘2019-01-22 12:33:56’ To ‘2019-01-22 12:48:36’
Go

Select * From TemporalTableTemperatura
For System_Time Between ‘2019-01-22 12:48:36’ And ‘2019-01-22 12:58:22’
Order By Temperatura Desc
Go

Select * From TemporalTableTemperatura
For System_Time Contained In (‘2019-01-22 12:33:00′ ,’2019-01-22 12:55:00’)
Go

A Figura 5 a seguir apresentado o resultado tornado após a execução do Bloco de Código 5 declarado acima:Figura 5 – Resultados obtidos após a execução de cada comando select declarado no Bloco de Código 5.

Praticamente términos, mas quero finalizar este post com uma pequena amostra do quanto uma tabela temporal pode ser útil, imagine se excluirmos todos os dados da nossa tabela TemporalTableTemperatura.

O que aconteceria com os dados em nossa tabela espelho:

1 – Os dados seriam excluídos também?

2 – Os dados são mantidos?

3 – A tabela espelho será excluída?

4 – Não podemos remover dados em tabelas que utilizam versionamento de dados?

Bom, vou deixar o Bloco de Código 6 declarado abaixo, mas a respostas para esta pergunta você que vai descobrir e posteriormente publicar seu comentário aqui neste post:

— Bloco de Código 6 —

— Excluíndo os dados cadastrados na Tabela TemporalTableTemperatura —
Delete From TemporalTableTemperatura
Go

— Consultando dados na Tabela TemporalTableTemperaturaHistorico —
Select Local, Cidade, DataAtual, HoraAtual, Temperatura
From TemporalTableTemperaturaHistorico
Go

Com isso chegamos ao final de mais um post da sessão Dica do Mês, antes de encerrarmos, gostaria de contar com a sua participação neste post, respondendo a enquete abaixo:


Referências

https://docs.microsoft.com/en-us/sql/relational-databases/tables/temporal-tables?view=sql-server-2017

https://en.wikipedia.org/wiki/Slowly_changing_dimension

https://docs.microsoft.com/en-us/sql/relational-databases/tables/creating-a-system-versioned-temporal-table?view=sql-server-2017

https://social.technet.microsoft.com/wiki/pt-br/contents/articles/12580.slowly-changing-dimensions.aspx

https://docs.microsoft.com/en-us/sql/relational-databases/tables/querying-data-in-a-system-versioned-temporal-table?view=sql-server-2017

https://docs.microsoft.com/en-us/sql/relational-databases/tables/getting-started-with-system-versioned-temporal-tables?view=sql-server-2017

https://docs.microsoft.com/en-us/sql/relational-databases/tables/system-versioned-temporal-tables-with-memory-optimized-tables?view=sql-server-2017

https://docs.microsoft.com/en-us/sql/relational-databases/tables/temporal-table-metadata-views-and-functions?view=sql-server-2017

https://docs.microsoft.com/en-us/sql/t-sql/language-elements/waitfor-transact-sql?view=sql-server-2017

Posts Anteriores

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/10/23/dica-do-mes-comando-restore-database-page-restaurando-paginas-de-dados-de-uma-tabela-no-microsoft-sql-server/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/07/26/dica-do-mes-ocultando-uma-instancia-em-execucao-do-microsoft-sql-server/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/04/25/dica-do-mes-sql-operations-studio-view-as-chart/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/03/14/dica-do-mes-microsoft-sql-server-2017-sql-graph-databases/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/01/24/dicadomes-sqlservertoolsuiteintroduction/

CONCLUSÃO

Como já destaquei em outros posts, a cada nova versão, atualização e correção a Microsoft transforma o SQL Server em um produto surpreende, ainda mais na sua capacidade e versatilidade de permitir aos profissionais de tecnologia, administradores de bancos de dados, programadores, entre outros, utilizar recursos nativos e também novos como ferramentas que podem nos ajudar a aplicar os mais variados possíveis cenários afim de obter soluções rápidas e práticas para nossas necessidades.

No post de hoje, mais uma vez isto foi constatado, o uso de novos recursos com base em funcionalidades já existentes se tornam ferramentas valiosas e de grande importância, podemos fazer esta relação com as tabelas temporais, funcionalidade que nos possibilita viajar, navegar, caminhar ao longo do tempo analisar e entendendo as mudanças ocorridas em nossos dados.

Desta forma, nos deparamos com uma poderosa ferramenta e sua gama de recursos que nos permitem realizar as mais diversas e variados preposições de análises de dados para identificarmos a melhor forma para se tomar uma decisão.

Este é o fantástico Microsoft SQL Server, produto tão fascinante que a cada dia eu não consigo deixar de querer estudar e conhecer mais ainda.

Agradecimentos

Agradeço a você por sua atenção e visita ao meu blog. Fique a vontade para enviar suas críticas, sugestões, observações e comentários.

Nos encontramos no próximo post da sessão Dica do Mês a ser publicado em breve.

Um forte abraço, sucesso, não se esqueça de se manter hidratado, passar bastante protetor solar para se proteger deste forte calor que estamos vivendo.

Até mais.

Anúncios

14 de Janeiro de 2020, marca o fim ciclo de vida e atualizações do Windows 7


Esta segunda-feira (14) marca uma contagem regressiva para o Windows 7. Isso porque a Microsoft irá parar de realizar qualquer tipo de atualização a essa versão do sistema operacional daqui a exatamente um ano.

A mudança é significativa, pois o fim do suporte oficial da empresa significa que eventuais novas falhas de segurança não serão corrigidas. Um número importante de usuários será afetado por essa virada, pois o Windows 7 é a segunda versão mais instalada do sistema operacional, perdendo apenas para o Windows 10 – até o início de 2018, era a mais usada.

Segundo a StatCounter, empresa que analisa dados, 34,49% dos computadores brasileiros utilizam o Windows 7, contra 56,19% do Windows 10. As informações correspondem a dezembro de 2018.

Já a Netmarketshare, outra companhia de inteligência de mercado, analisa que o Windows 10 só superou o Windows 7 no fim de 2018, com 39,22% e 36,9% dos usuários, respectivamente. A Microsoft afirma que esse fim de suporte está de acordo com o que a empresa se comprometeu: 10 anos de atualizações para o sistema operacional, lançado em outubro de 2009.

Na prática, o Windows 7 terá suporte por alguns meses depois de seu décimo aniversário, mas, quando 14 de janeiro de 2020 chegar, assistência técnica e atualizações automáticas deixarão de ser disponibilizadas para os computadores que utilizarem o Windows 7.

A empresa recomenda atualização antes da data limite, mas o preço para isso é salgado: R$ 559,99 para a licença mais barata do Windows 10.

Fontes e Direitos Autorais: Rodrigo Trindade – Do UOL, em São Paulo – 14/01/2019 13h46.

Novos modelos administrativos liberados pela Microsoft para Windows 10 October 2018 Update


No decorrer desta segunda semana de Janeiro, a Microsoft disponibilizou para download um novo pacote de Modelos Administrativos para o Windows 10 October 2018 Update (Windows 10 v1809),  arquivos com extensão .admx.

As ferramentas de Políticas de Grupo usam os Modelos Administrativos para preencher as configurações das políticas de forma mais rápida, isto permite que os administradores gerenciem configurações de políticas baseadas no registro.‎

Os arquivos .admx podem ser usados com o Group Policy Object Editor (gpedit.msc), o download inclui os Modelos Administrativos disponíveis para os seguintes idiomas:

  • Tcheco,
  • Dinamarquês,
  • Alemão,
  • Grego,
  • Inglês (Estados Unidos),
  • Espanhol,
  • Finlandês,
  • Francês,
  • Húngaro,
  • Italiano,
  • Japonês,
  • Coreano,
  • Norueguês,
  • Holandês,
  • Polonês,
  • Português (Brasil),
  • Português (Portugal),
  • Russo,
  • Sueco, e
  • Chinês.

Para realizar o download, clique na imagem abaixo:

Vale ressaltar que ao realizar o procedimento de download, será disponibilizado um arquivo com extensão denominado Administrative Templates (.admx) for Windows 10 October 2018 Update.msi, contendo todos os arquivos .admx disponíveis para este pacote de modelos administrativos.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com – Download Center – https://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=57576

Windows 10 19H 1: novas alterações são reveladas


Microsoft está agora a trabalhar na próxima atualização para o Windows 10, codinome 19H característica 1 e programado para lançamento neste mês de abril. Esta atualização deverá incluir ainda mais mudanças, novas funcionalidades e mais refinamentos da interface do usuário e melhorias. Desenvolvimento deste lançamento é quase na marca do outro, ou seja, que não deve demorar muito tempo antes de 19H 1 é marcado como “característica completa” internamente e um foco na correção de bugs antes de lançamento começa.

  • Um novo tema de luz está disponível que fica na barra de tarefas, menu iniciar e outras áreas do Windows Shell branca.
  • Sombras estão agora presentes sob vários elementos de interface do usuário, incluindo menus de contexto do XAML e a janela pop-ups.
  • A tela de login agora apresenta efeitos de desfoque de acrílico.
  • O painel de Emoji é agora capaz de arrastar.
  • Emoji 12, Kaomoji e símbolos estão disponíveis no painel de Emoji.
  • Um novo ícone “globo” desconectado está presente na bandeja do sistema quando desconectado da internet.
  • Foco auxiliar irá agora automaticamente acender quando entrar em tela cheia em um aplicativo.
  • Você agora pode personalizar ações rápidas diretamente dentro do centro de ação.
  • Um novo controle de brilho está presente na área de ações rápidas no centro da acção.
  • O papel de parede padrão foi atualizado com cores mais claras e uma estética mais plana.
  • Ferramenta de recorte agora suporta recorte de janela para screenshotting fácil do windows app.
  • Iniciar e barra de tarefas saltar recurso de agora listas fluente projeto revelar e efeitos de desfoque.
  • Os poder e conta de menus no menu iniciar como inclui ícones.
  • O layout padrão do Start menu foi simplificado, agora usando uma única coluna, com uma configuração mais limpa.
  • Você agora pode desafixar grupos toda telha ao vivo no menu iniciar.
  • O ícone de arquivo Explorer agora é ligeiramente mais escuro se encaixar melhor com o tema luz.
  • Jogo de Bar foi atualizado com uma nova interface do usuário.
  • Nuvem de transferência interface do usuário foi ajustada para melhor uso de teclado e mouse de suíte.
  • Encontros amigáveis são agora o formato de data padrão no arquivo Explorer.

Pesquisa e Cortana

  • Pesquisa apresenta uma nova página de aterragem para atividades recentes e categoria da interface do usuário ao longo do topo.
  • Pesquisa e Cortana agora são separados.

Configurações

 

  • Homepage de configurações tem um novo banner personalizado na parte superior, que oferece acesso rápido a Microsoft Rewards, OneDrive, seu telefone e atualizações.
  • Os usuários podem agora tema o Shell do Windows separadamente do apps com um novo modo de cor personalizada.
  • Agora, você pode usar o aplicativo de configurações para definir configurações avançadas de Ethernet IP, incluindo configuração de endereços IP estáticos e configurações de servidor DNS preferenciais.
  • Gerenciador de tarefas agora irá dizer-lhe que os apps são dimensionamento por monitor ou pelo sistema.
  • Olá Windows configurações foram redesenhadas com uma experiência de usuário mais limpa.
  • Agora, você pode configurar uma chave de segurança diretamente nas configurações.
  • Um novo modo de pesquisa avançada fornece controle granular sobre arquivo pesquisando para aumento de desempenho.
  • Configurações de armazenamento foram atualizadas com um novo design e experiência de usuário mais limpa.
  • Agora, você pode desinstalar vários aplicativos de caixa de entrada mais incluindo:
    • Visualizador 3D.
    • Calculadora.
    • Calendário.
    • Música do sulco.
    • Correio.
    • Filmes & TV.
    • Pintura 3D.
    • Recorte & Sketch.
    • Notas autoadesivas.
    • Gravador de voz.
  • Um novo sistema de solução de problemas está presente e usa dados de diagnóstico enviados do seu PC para entregar um conjunto de correções de problemas que foram detectados no seu dispositivo de correspondência.
  • Microsoft agora irá recomendar uma correção quando o Windows detecta um problema.
  • “Correção de escalonamento para aplicações legadas” agora é ativada por padrão.
  • Atualização do Windows foi atualizada com um novo layout que traz várias funções, incluindo atualizações de pausa, horas ativas inteligentes e muito mais.
  • Horas de ativas inteligentes ajusta-se automaticamente seus conjunto ativas horas dependendo se mudam de suas horas de uso para evitar a falta de instalar uma atualização enquanto não interromper seu fluxo de trabalho.
  • Agora você pode sincronizar manualmente o relógio do sistema com a Microsoft para timekeeping exato.
  • Agora, você pode ajustar o tamanho do cursor.
  • Agora, você pode criar novas sem senha Microsoft Accounts com apenas um número de telefone.
  • Windows Enterprise 10 agora pode usar o reinício automático e Sign-On.
  • A experiência de redefinição de pin foi refinada.

Apps

  • Um novo aplicativo de escritório está presente e fornece acesso rápido aos seus documentos recentes e Office web apps.
  • O menu “Configurações e mais…” na borda agora pode quebrar fora da janela do aplicativo.

Diversas alterações

  • Corrigido um problema resultando no botão voltar em configurações e outros aplicativos, tornando-se o texto branco sobre um fundo branco se você pairou sobre ele.
  • Você agora pode ler ADLaM documentos e páginas da Web com a Windows jose fonte.
  • Um ícone de microfone está presente na bandeja do sistema quando o microfone estiver em uso.
  • Pressionando F4 quando no Editor do registro agora colocará o cursor no final da barra de endereço, expandindo a lista suspensa AutoCompletar.
  • Você pode agora ler frases próxima, atuais e anteriores no narrador.
  • Telex vietnamita e número baseada em chave teclados estão agora disponíveis.
  • Já está disponível para PC índicos fonético teclados.
  • Mais símbolos estão disponíveis sobre o teclado de toque.
  • Narrador agora irá alertá-lo quando você acidentalmente está digitando com Caps Lock ligado.
  • A caixa de diálogo impressão moderna agora suporta o tema luz.
  • O teclado de toque agora invisivelmente dinamicamente ajustar pontos para letras com base em como você digita.
  • Narrador tem uma nova experiência em casa que lhe permite lançar em características específicas do narrador.
  • Sandbox Windows vamos Pro e Enterprise usuários executados uma instância virtual do Windows 10 em cima de seu ativo instalam para testar apps.
  • Agora, você pode definir uma Tabulação padrão no Gerenciador de tarefas.
  • Agora você pode redimensionar o cursor através de um controle deslizante, com até 15 tamanhos diferentes para escolher.
  • 10 Windows Home usuários agora terá luz modo habilitado por padrão, depois de instalar um limpo. Windows 10 Pro e Enterprise continua a usar o modo escuro habilitado por padrão.

Fontes e Direitos Autorais: WindowsCentral.com – 07/01/2019 – Zac Bowden. https://www.windowscentral.com/windows-10-19h1-changelog

Você já ouvi falar na sigla AVIAO na área de banco de dados?


Olá pessoal, boa tarde.

Feliz Ano Novo, seja bem vindo ao primeiro post de 2019 do meu blog, que felicidade te encontrar aqui neste comecinho de ano, ainda mais após estes dias de feriados, festas, descansos e mesa farta (Graças a deus).

Pois bem, também estou tentando colocar meus pensamentos em ordem para redigir este post, tarefa bastante complexa de se realizar hoje, mas acredito que conseguirei.

Posso lhe garantir que este é um daqueles posts totalmente fora dos padrões que normalmente eu costumo utilizar nas sessões existentes neste blog, o conteúdo que você terá acesso no decorrer do mesmo, é resultado dos meus 25 (vinte e cinco) anos de carreira na área de tecnologia em abril deste ano, sendo que, deste totalmente de vinte e cinco anos, 19 (dezenove) deles estão totalmente envolvidos e relacionados com a área de banco de dados, tempo suficiente que me permitiu no ano de 2018 (recém encerrado no último dia 31 de dezembro) “criar” minha primeira sigla totalmente voltado para área de banco de dados, denominada AVIAO.

Antes de se aprofundar e conhecer o significado e como esta sigla foi criada, quero destacar o que me fez ter embasamento suficiente para idealização.


Um pouco de história não faz mal para ninguém

Diariamente nos deparamos com diversas situações, acontecimentos, circunstâncias, fatos e momentos que nos permitem ou apresentam um conjunto infinito de números ou até mesmos palavras que precisam demandar um pouco do nosso raciocínio afim de estabelecermos um possível cenário de entendimento e significado até chegarmos propriamente no reconhecimento do que aquele número ou palavra pode realmente nos ilustrar de significado, o que vai nos permitir então dizer que este conjunto infinito de números ou palavras podem representar um dado.

Mas como podemos definir este tão desconhecido “Dado ou Dados”?

Ao longo dos últimos 12 anos venho lecionando diversas disciplinas na área de banco de dados, entre as mais diversas instituições, faculdades, cursos e área de tecnologia, mas sempre me deparei em todos estes momentos e locais com a maior dúvida, como podemos definir ou afirmar que tal valor pode ser reconhecido como um dado ou informação?

Dados são fatos conhecidos, que podem ser registrados e possuem significado, o mesmo pode  ser definido como a matéria-prima ou o elemento básico para a geração de informações, é um elemento básico para um banco de dados.

Dado é Informação ou Informação é o Dado?

Eis a questão que constantemente me depare a cada inicio de semestre nas disciplinas básicas de banco de dados ou modelagem, e sempre respondo para meus discípulos (alunos): “Dado é tudo aquilo que existe no mundo real e nos permite atribuir ou obter um significado, algo que nos permita reconhecer um valor.”

Já a informação é justamente o valor, significado, atribuído ao dado, que nos estabelece um cenário de entendimento, reconhecimento, compreensão do que “este mesmo dado” quer nos dizer, quer nos revelar.

Então eu apresento o que chamo de Cadeia Evolutiva de um Dado, conforme ilustra a Figura 1 a seguir:
Figura 1 – Cadeia evolutiva de um dado.

Observe que todo e qualquer elemento que reconhecemos com um possível dado, o mesmo, passa por um conjunto de fases até se tornar verdadeiramente algo que nos ajude a tomar decisões e resolve em novos dados.

A Informação

Sabendo então que o dado é o estado anterior de algo que denominados constantemente como informação, o que exatamente pode ser definido ou entendido como informação? Vou tentar te responder de forma simples e objetiva:

A informação pode ser entendida com o dado com significado, passível de interpretação e de entendimento por parte de quem o usa, enfim, é o dado capaz de transmitir conhecimento para a ação ou para a tomada de decisão.

As empresas precisam armazenar os dados relevantes ao seu negócio de alguma forma controlada, organizada, integra e segura. A Tecnologia da Informação oferece recursos para atender a esta importante necessidade das empresas através de sistemas de informação que manipulam as informações da empresa que são armazenadas em um banco de dados.

Um sistema automatizado lida com tarefas comuns aos processos de negócios tais como: contabilidade, controle de estoque, compra e venda. A compreensão de que as informações mantidas por esses sistemas podem ser classificadas, organizadas e pesquisadas apoiando das atividades e tomada de decisões da empresa. Foi a partir deste momento que surgiu a ideia de um Sistema de Informações Gerenciais (SIG). A partir do momento em que os dados estão armazenados, ordenados e organizados, tinha-se a matéria prima disponível para análise por um sistema de suporte à decisão.

A tomada de decisão, ou preparação para o futuro, é a atividade central das organizações modernas. Sendo assim, o sucesso de uma empresa depende da boa tomada de decisão, e para isso a qualidade e disponibilidade dos dados é fundamental.

Sendo assim, todo que qualquer profissional independente da sua área de atuação que consiga reconhecer, entender e diferenciar Dado de uma Informação, estará sempre a frente.


E a sigla AVIAO, o que ela tem haver com estes elementos? Esta resposta eu lhe apresento a seguir:

A Sigla AVIAO

A necessidade de se estudar periodicamente esta cadeia evolutiva que um dado pode apresentar, principalmente estes dois primeiros elementos Dado e Informação, ou Dados e Informações que para muitos representam a mesma coisa, mas obrigatoriamente a maneira que eu sempre busquei, tentei e demorei um certo tempo para encontrar uma forma mais simples e direta visando transmitir para meus alunos como estes “amiguinhos” são tão significantes e importantes para a vida, fez com que eu busca-se de forma mais que constante definir um elemento único para em poucos minutos dizer que estava escrito em diversos livros, apostilas e apresentações.

Além disso, a conjunto de dúvidas, questionamentos e até mesmo críticas em minha abordagem durantes as aulas de Modelagem, Introdução a Banco de Dados, entre outras disciplinas de forma a se relacionar com a área de tecnologia se serviram como base e parâmetro para sua criação.

Como ela foi idealizada

Muito bem, mas posso dizer e garantir que a origem e criação desta sigla não ocorreu dentro de uma sala de aula ou laboratório, na verdade ela surgiu como boa parte das invenções e ideias criada pelo homem, foi em um momento que eu talvez não estivesse de corpo presente mas somente com a minha mente.

Eram quatro horas da manhã do dia 14/11, como sempre em véspera de provas de concurso ou processos de seleção eu tenho dificuldade para dormir, o sono fica leve, como também ansioso para que o tempo passe rápido, naquele mesmo dia eu tinha uma apresentação a ser realizada para um processo de seleção, esta apresentação teria três possíveis temas para serem escolhidos, todos relacionados a área de banco de dados, e eu queria achar uma maneira de tentar justamente resolver em uma única apresentação a junção dos três possíveis temas, foi então que virando várias vezes de um lado para outro e pensando em possibilidades que surgiu  sigla AVIAO, ela é recente, mas vem me orgulhando muito, pois me ajudou absurdamente a resolver sérias dificuldades acadêmicas e profissionais nos últimos dias, como principalmente facilitou o entendimento dos meus alunos.

Neste momento você estar fazendo basicamente estas duas perguntas:

1 – O que representa a sigla Aviao?

2 – Quais são as palavras que forma esta sigla?

Eis as respectivas respostas:

1 – A sigla AVIAO representa um conjunto de definições e características relacionadas diretamente com um dado e seu primeiro estado de evolução conhecido como Informação.

2 – As palavras que forma a sigla AVIAO são: Atomicidade, Veracidade ou Valor, Integridade, Autenticidade e Obrigatoriedade.

Para tentar lhe ajudar a entender melhor o quanto a sigla AVIAO pode lhe ser útil, vou descrever brevemente cada uma destas siglas:

  • Atomicidade: Característica que podemos atribuir diretamente a um dado que nos permite dizer se ele é atômico ou não atômico, ou seja, não divisível ou divisível em partes;
  • Veracidade: Característica que garante que o valor atribuído ou estabelecido para aquele elemento de dado pode ser tratado como algo correto, algo verdadeiro, confiável em sua essência e posteriormente para tomada de decisão;
  • Integridade: Propriedade que devemos estabelecer a um dado, quando estamos analisando a sua origem, ou seja, quem ou o que criou, armazenou ou até mesmo tratou tão conjunto de valores que nos permitem reconhecer como um dado. A integridade se relaciona com o quanto o mesmo o mesmo dado pode ser tratado como verídico, verdadeiro;
  • Autenticidade: Propriedade que nos garante o que valor ou algo que esta sendo apresentado e posteriormente reconhecido pelo dado, realmente é algo que pode existir ou coexistir no mundo real, no qual utilizamos como base as análises e aprendizados obtidos no mundo real, afim de reconhecer e fortalecer que aquele valor é autentico em sua essência, o que nos permite atribuir novos valores, trazendo assim a analise para geração de novos dados; e
  • Obrigatoriedade: Característica que atribuímos a determinados dados, a qual se relaciona com sua importância e posteriormente o quanto este dado pode representar de valor importante para tomada de decisão, ou seja, a obrigatoriedade tem como objetivo principal garantir a qualidade dos nossos dados, um dado que não é obrigatório não pode ser reconhecido, com um dado, verdadeiro, integro ou autentico, esta característica é essencial para definir se aquele dado deve ou não fazer parte de um estudo ou pesquisa.

Sendo assim, acabo de apresentar a sigla AVIAO que venho utilizando desde mês de novembro de 2018, nascida em uma madrugada de sono leve e ansioso devido a um momento importante que iria me deparar na manhã seguinte.


Conclusão

O conhecimento que aprendemos ao longo de nossas vidas é algo transformador, saber a cada dia reconhecer, entender, transmitir e aprender que este conhecimento é nosso dever, o que para muitos pode se tornar uma ameaça, medo ou receio.

Este mesmo elemento chamado de conhecimento, antes de mais nada é um valor ou melhor um dado que passou para algumas fases de evolução até ser reconhecido e tratado como possibilidade de se aprender, tal aprendizado que nos permite criar novos conhecimentos transformando e gerando novos valores.

Foi justamente desta forma, com base, nas minhas experiência profissionais e acadêmicas coletadas ao longo dos anos, reconhecendo e entendendo minhas limitações e dificuldades que me permitiram “criar” um elemento que representa em poucas palavras a junção de diversas conhecimento obtidos durantes anos.

Desta mesma maneira, estou fazendo com que a cadeia de evolução de um dado, continue visa, transformando e criando novos valores, afim de gerar um novo resultando, não deixando que o conhecimento mora comigo, com isso a sigla AVIAO tem me ajudado e transmitir mais facilmente conceitos básicos e de grande importância relacionados com a área de banco de dados e tecnologia.

Agradecimentos

Obrigado por sua visita mesmo primeiro post de 2019, espero que você tenha gostado do conteúdo aqui compartilhado e que o mesmo lhe sirva de inspiração para criar formas de se renovar e transmitir qualquer tipo de conhecimento mais facilmente.

Nos encontraremos nos outros 363 anos de 2019 nos mais variados posts do meu blog.

Um grande abraço, mais uma vez feliz ano novo.