DevOps e seus segredos obscuros

Empresas estão cada vez mais se voltando para o DevOps para apoiar as suas transformações digitais.


No começo, havia o código, e os desenvolvedores eram responsáveis ​​por tudo. Eles criaram a lógica e a mantiveram em execução nos servidores, mas isso mudou com a expansão e a diferenciação das equipes. Alguns profissionais permaneceram com o código (devs) e outros acabaram cuidando das máquinas (ops).

Atualmente, graças à nuvem e à ascensão dos microsserviços, o software se tornou uma constelação de dezenas e até milhares de componentes rodando em máquinas separadas. Cada um é tecnicamente independente, mas todas essas máquinas devem trabalhar juntas.

A principal tarefa da equipe de DevOps é fornecer toda a orquestração desses aplicativos multifacetados. Eles podem não lidar com a profundidade da arquitetura do software, mas mantêm as peças em funcionamento.

Confira algumas verdades ocultas e conceitos errôneos que têm sido amplamente divulgados.

DevOps não programa

Muitos pensam que o DevOps não faz programação – e eles estão certos. As funções divergiram, e grande parte do trabalho de lidar com bytes e estruturas de dados hoje é atribuído a desenvolvedores que vivem em um mundo diferente.

Estrategicamente, faz sentido isentar os programadores da responsabilidade de manter tudo em funcionamento, porque as suas mentes estão perdidas no meio de toda a abstração. Mas os membros da equipe de DevOps ainda precisam escrever trechos de código e pensar abstratamente sobre estruturas de dados ocultos. Manter tudo funcionando requer inúmeras linhas de comando, mas que geralmente podem ser coletadas e simplificadas.

Continue Lendo “DevOps e seus segredos obscuros”

Supercomputador Brasileiro Santos Dumont volta ao ranking dos mais potentes

Equipamento também reconquistou o 1º lugar no posto de principal supercomputador da América Latina.


Após expansão da sua capacidade de processamento, o supercomputador Santos Dumont voltou para a lista dos 500 mais potentes do planeta. Instalada no Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) em Petrópolis (RJ) a máquina recebeu uma atualização que aumentou sua capacidade de 1,1 petaflops para 5,1 petaflops, conseguindo realizar 5,1 milhões de bilhões de operações matemáticas por segundo.

A atualização foi inaugurada em cerimônia realizada na últimas segunda (25) e contou com a presença de Marcos Pontes ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. O upgrade foi viabilizado graças à destinação de 1% das receitas geradas a partir da extração do pré-sal do campo de Mero, na Bacia de Santos.

Com a determinação de repasses de recursos para atividades de pesquisa e desenvolvimento dentro do campo de Mero, foi possível investir em melhorias para a máquina, que agora voltou à lista e também assumiu a posição de principal supercomputador da América Latina.

Continue Lendo “Supercomputador Brasileiro Santos Dumont volta ao ranking dos mais potentes”

5 dicas básicas para se enquadrar com as exigências da LGPD

Como sua empresa precisa se organizar para não herdar dores de cabeça quando a LGPD entrar em vigor em 2020.


A maior parte das empresas, de pequenas a gigantes, em alguma frente de seu negócio, recebe algum tipo de dado do seu cliente – desde um nome e data de nascimento chegando a informações sensíveis, como o número do cartão de crédito, caso bem comum nas companhias de e-commerce, por exemplo.

Se este é o caso da sua empresa, então a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados – é para você, ela começará a valer a partir de 16 de agosto do ano que vem. Inspirada na GDPR (General Data Protection Regulation ou Regulamentação Geral de Proteção de Dados), da União Europeia, a lei brasileira define como as empresas devem tratar, a partir do marco zero, dados de cidadãos brasileiros, e como devem se preparar para evitar vazamentos e que esses dados caiam em mãos erradas, como as dos criminosos digitais.

See the source image

A partir da vigência da lei, companhias que a infringirem poderão ser, dependendo da infração, advertidas ou receber multas até 2% do faturamento, limitada, no total, a R$ 50.000.000,00. O especialista Marcos Paulo Pires dos Santos, diretor de engenharia de valor da Think IT, empresa brasileira provedora de serviços de infraestrutura de TI, lista os passos que sua organização precisa assumir para não herdar dores de cabeça quando a LGPD entrar em vigor em 2020:

Continue Lendo “5 dicas básicas para se enquadrar com as exigências da LGPD”

Cursos gratuitos online direcionados a profissionais de TI

Oportunidades disponíveis na internet que podem ajudar a melhorar ou transformar sua carreira.


Muitas profissões precisam se reinventar ano a ano. Mas uma área que continua em plena expansão é o mercado de tecnologia da informação, que a todo o momento busca novos profissionais para os mais diferentes cargos. Em fevereiro de 2019, uma pesquisa mostrou que o número de vagas no setor cresceu 300% no Brasil em comparação com fevereiro do ano passado. O site Panorama Positivo listou seis desses cursos que não dependem de assinatura, desta forma, você pode acompanhar as aulas quando quiser e no conforto de sua casa ou local de trabalho.

Veja a seguir a relação de cursos:

1. Conceitos de básicos de C# para iniciantes

Oferecido pela Microsoft Virtual Academy (MVA), o curso tem 24 episódios de treinamento em C#, uma linguagem de programação criada pela gigante de Redmond, orientada a objetos de propósitos gerais e fortemente tipada. A C# (C sharp) faz parte do framework .NET e sua sintaxe é inspirada na linguagem C, com algumas concepções de Java inseridas no sistema.

2. Introdução à Ciência da Computação

O curso CS50x tem certificação da Universidade de Harvard e tem o objetivo de preparar a mente dos alunos para refletir de forma mais algorítmica, ensinando-os a criar soluções criativas e inteligentes para os problemas computacionais. Alguns dos tópicos tratados são estrutura de dados, algoritmos, abstração, gerenciamento de recursos e engenharia de software, além de linguagens de programação propulares como C, JavaScript, CSS e HTML.

Image result for imagens código fonte

Continue Lendo “Cursos gratuitos online direcionados a profissionais de TI”

Certificações em Análise de Dados que podem valer a pena e mudar sua carreira

Hoje uma das possíveis maneiras de se destacar no mercado de trabalho, é obter uma certificação relacionada a análise de dados, dentre elas BigData é a onda da vez.


Se você está procurando uma maneira de se destacar no mercado de trabalho, ter uma certificação em big data pode ser uma ótima opção. As certificações medem seus conhecimentos e habilidades em relação a benchmarks específicos para provar aos empregadores que você tem os conhecimentos certos. Pela escassez de talentos, o número de formações está se expandindo rapidamente. Entender a tecnologia certa pode ser um desafio, mas construir a equipe certa com as melhores habilidades para incorporar projetos de big data pode ser ainda mais difícil. Não surpreendentemente, esse desafio é refletido na crescente demanda por habilidades e certificações em Big Data.

A análise de dados e a certificação em big data valem a pena?

As organizações estão em busca de cientistas de dados e analistas com experiência em lidar com big data. Essas habilidades estão em alta demanda e são relativamente raras. Por conta disso, profissionais especializados podem exigir altos salários. Interessou? As certificações certas podem ajudar.
De acordo com uma pesquisa da empresa de análise de tecnologia Foote Partners, a explosão de interesse na internet das coisas (IoT) está criando grande déficits de talentos. A IDC está prevendo um CAGR de 30% nos próximos cinco anos, enquanto a McKinsey espera que a IoT tenha um
impacto econômico global de US$ 4 trilhões a US$ 11 trilhões até 2025.
Image result for imagem analise de dados
A Foote Partners acredita que a análise avançada de dados será um dos principais conhecimentos para o impulsionamento da IoT. Entre essas habilidades estão:
  • Apache Hadoop e módulos relacionados (HDFS, HBase, Flume, Oozie, Hive, Pig, YARN);
  • NoSQL e NewSQL;
  • Apache Spark; e
  • Aprendizado de máquina e mineração de dados.

Continue Lendo “Certificações em Análise de Dados que podem valer a pena e mudar sua carreira”

4 cursos gratuitos para apostar na profissão do futuro Cientista de Dados

O que um profissional em Ciência de Dados deve saber?


O profissional que atua em Ciência de Dados tem sido cada vez mais demandado pela indústria de tecnologia. Afinal, todas as empresas estão se transformando digitalmente.

Mas, afinal, o que um cientista de dados precisa saber? Além de ter conhecimentos em programação, ele precisa saber criar modelos estatístico e ter o conhecimento e domínio apropriado de negócios. Precisa também compreender as diferentes plataformas de Big Data e como elas funcionam.

Criatividade também é uma habilidade necessário ao cientista de dados, pois ele deverá construir gráficos bonitos e informativos, com boa visualização e que possam ser compreendidos pelos clientes. A formação em ciência de dados é multidisciplinar e nunca acaba.

A boa notícia é que você pode se especializar sem sair de casa, abaixo Ana Romeo, gerente responsável pela Escola de Data Science e AI da Udacity, separa algumas opções para qualificação dos profissionais.

1. Data Science: Visualização

O profissional aprenderá com um instrutor da Harvard University quais são os princípios de visualização de dados para comunicar resultados de forma precisa, motivar análises e detectar falhas.

Preço: gratuito ou $49,00 para adquirir o certificado

2. As ferramentas do Cientista de Dados

Ao longo de quatro semanas, o curso apresentará quais as principais ideias e ferramentas nas quais se baseiam essa área de atuação. Os exercícios práticos envolvem linguagens e frameworks como markdown, git, GitHub, R e RStudio.

Quem oferece: Coursera

Preço: gratuito

3. Introdução à Ciência de Dados

O curso ensinará como manipular dados, trabalhar com big data e realizar uma comunicação clara a partir da visualização de informações, possibilitando que o aluno experimente e aplique as técnicas básicas da ciência de dados.

Quem oferece: Udacity

Preço: gratuito

4. Microsoft Power BI para Data Science

Esse conjunto de ferramentas de Business Analytics fornece insights para empresas e tomadores de decisão. O curso ensina a produzir relatórios profissionais e a publicá-los para consumo online (web e mobile), além de explicar como criar dashboards personalizados.

Quem oferece: Data Science Academy

Preço: gratuito

 


Fontes e Direitos Autorais: ITMidia.com –  Inovação – CIO Brasil – https://itmidia.com/cientista-de-dados-4-cursos-gratuitos-para-apostar-na-profissao-do-futuro/

MVPConf Latam 2019 – Easter Egg – 05 – Last Week…


Salve galera, boa tarde.

Conforme prometido, no período dos dias 01/04 a 10/04, vou compartilhar 04 vouchers com 50% de desconto para o MVPConf Latam 2019, caso você ainda não tenha feito a sua inscrição, faça agora mesmo.

Segue abaixo os vouchers válidos somente para hoje:

Voucher 01 – 04/04

Segue o Voucher EE493B3FE8FD4B7A814EDDE2FD954AC5 com 50% de desconto para a compra do ingresso para o MVPConf Latam 2019.

Clique Aqui

Voucher 02 – 04/04

Segue o Voucher 133FF309DF2D4DA99122D8BB5EAA950F com 50% de desconto para a compra do ingresso para o MVPConf Latam 2019.

Clique Aqui

Voucher 03 – 04/04

Segue o Voucher 46E1220149AD46FDA655DBF0E166844E com 50% de desconto para a compra do ingresso para o MVPConf Latam 2019.

Clique Aqui

Voucher 04 – 04/04

Segue o Voucher 9247D709F1EC46FD9E22D76F2CB18436 com 50% de desconto para a compra do ingresso para o MVPConf Latam 2019.

Clique Aqui

Aproveite esta oportunidade de participar do maior evento de tecnologia organizado pela comunidade MVP Brasil.

Abraços, fique ligado nos próximos dias mais vouchers serão disponibilizados.

Até mais.