Microsoft anuncia modo escuro no OneNote e melhorias na navegação


O OneNote é um programa de anotações incrivelmente popular da Microsoft que é usado por milhões de clientes em todo o mundo. Enquanto o OneNote apresenta uma variedade de ferramentas como a capacidade de desenhar, o mesmo ainda não se sente uma ferramenta  unificada ou até mesmo integrado com o sistema operacional de um certo modo.

Repare no seguinte cenário, observe que sempre ao acessar o OneNote, o mesmo apresenta um ambiente totalmente brilhante, isso ao longo do seu uso, pode tornar seu usabilidade um pouco cansativa, e não só isso, este brilho pode gerar possível danos as nossas retinas.

Desta maneira, o aplicativo é sempre incrivelmente brilhante, não importa se o seu sistema operacional é personalizado para ir fácil sobre os olhos. Felizmente, isso está prestes a mudar muito em breve.

De acordo com um relatório da aggiornamenti Lumia, a Microsoft está adicionando um tema escuro para o OneNote em seus próximas atualizações. Não é claro quando esse recurso será liberado, mas parece que ele já está rolando para um seleto grupo de insiders do Windows na atual fase de testes.

A Figura 1 abaixo ilustre o OneNote em modo escuro (Dark Mode):Figura 1 – Visual do OneNote em uso apresentando o Dark Mode.

Além do modo escuro, o OneNote parece estar recebendo navegação melhorada. Segundo o Vice-Presidente da Microsoft Laura Buttler informou em uma nota: “um novo conjunto de aprimoramentos foram adicionados, permitindo assim estabelecer a navegação melhorada”,  outros indícios destes possíveis aprimoramentos também foi encontrar em imagens recentes publicadas no Twitter.

Esperemos que as alterações irão tornar o OneNote ainda mais fácil de usar,  o qual está disponível em uma variedade de plataformas do Windows para o Mac, por isso é uma ferramenta bastante versátil.

Fonte e Direitos Autorais: Windows Central – Asher Madan  – 06/02/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowscentral.com/onenote-gets-dark-mode-and-improved-navigation-soon

Anúncios

Novos emojis adicionados ao Windows incluem representação de acessibilidade, flamingos e gesto de beliscar


Após longa espera a Microsoft adicionou novos emojis ao sistema operacional Windows. Nos últimos meses diversos usuários realizaram solicitações a Microsoft para que estas pequenas representações de sentimentos, expressões, e emoções fossem incluídas ao atual conjunto de “carinhas e símbolos” já existentes.

Desde a ascensão dos smartphones, os emojis deram aos usuários a capacidade de se expressarem de várias maneiras. Seja capturando as emoções ou descrevendo quem são, os emojis nos ajudam a fazer isso através de mensagens de texto e tweets.

Enquanto há um monte de emojis que atendem a um grande público, alguns grupos e culturas foram deixados de fora. Felizmente, isso está prestes a mudar de uma forma significativa em 2019.

De acordo com um relatório de Emojipedia, “a lista final do emoji para 2019 foi aprovada agora pelo consórcio de Unicode e inclui um total de 230 emojis novos que vêm às plataformas principais este ano.” Esta decisão inclui “adições previamente solicitadas, como um Flamingo, Otter, cão guia… Waffle, templo hindu, Sari, preguiça e mate. “no entanto, a maior mudança tem de ser a acessibilidade.

Os emojis como próteses, aparelhos auditivos, cadeiras de rodas e outros farão parte dessa expansão, a qual representam justamente falta uma simbolização relacionada com este grupo importante e diversificado.

Você pode ver todos os novos emojis na Figura 1 abaixo:

Figura 1 – Relação completa dos 230 novos emojis adicionados.

Novos emojis virão para iOS, Android, Windows, vários mensageiros como o WhatsApp, e plataformas Web como Twitter e Facebook em todo 2019. No entanto, tenha em mente que sua aparência e datas de lançamento irá variar de plataforma para plataforma. Isso pode causar alguns problemas se, por exemplo, um dispositivo iOS recebe esses emojis antes do Android.

Esperemos que no futuro ainda mais grupos, culturas e religiões possam ser representados em emojis. O vídeo abaixo apresenta de uma maneira animada e dinâmica a inclusão destes novos amiguinhos:

Além disso, se você sente que um Emoji em particular deve ser incluído, entre em contato consórcio de Unicode, apresentando uma proposta descrevendo o motivo e principalmente a importância deste “novo possível emoji” ser adicionado.

Fontes e Direitos Autorais: Windows Central – Asher Madan – 06/02/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowscentral.com/new-emojis-coming-windows-include-accessibility-representation-flamingos-pinching-gesture-and-more

Material de Apoio – Fevereiro 2019


Olá, muito bom dia….

Tudo bem? O mês de fevereiro já chegou, ainda não é carnaval no Brasil, mas para alegria e folia da garotada e de nós professores as aulas estão de volta (kkkkk).

Mesmo com toda esta loucura de volta as aulas, estou aqui mais uma vez procurando colaborar e compartilhar com a comunidade técnica em mais um post da sessão Material de Apoio dedicado exclusivamente ao meu blog.

Espero que você esteja gostando do conteúdo aqui disponibilizado, como também, possa me ajudar a torná-lo ainda melhor no decorrer do tempo com a sua participação.

O post de hoje

Seja bem-vindo a mais um post da sessão Material de Apoio, sendo o primeiro post da sessão em 2019 e de número 161 no total da mesma.

Para aqueles que já acompanham o meu blog a um certo tempo, os posts dedicados a sessão Material de Apoio, possuem o objetivo de compartilhar o conhecimento de recursos, funcionalidades e procedimentos que podemos realizar no Microsoft SQL Server.

Hoje não será diferente, estou trazendo alguns dos mais recentes scripts catalogados nos últimos meses, que atualmente estão compondo a minha galeria de códigos formada ao longo dos anos de trabalho como DBA e atualmente como Professor de Banco de Dados.

Neste post você vai encontrar arquivos relacionados com os seguintes temas:

  • Check List Diário;
  • Concatenar valores ;
  • Criptografia de Código Fonte;
  • Descriptografia de Código Fonte;
  • Disponibilidade de Ambiente;
  • DMV sys.dm_exec_procedure_stats;
  • DMV sys.dm_exec_query_plan;
  • Formatação de Valores;
  • Função Format;
  • Função Parse;
  • Ordem Crescente de dados;
  • Ordem Descrecente de dados;
  • Plano de Execução;
  • Querys;
  • Stored Procedure;
  • Stored Procedure sp_fixeddrivers; e
  • Texto.

Espero que este conteúdo possa lhe ajudar em seus atividades profissionais e acadêmicas. Por questões de compatibilidade com a plataforma WordPress.com, todos os arquivos estão renomeados com a extensão .docx ao final do seu respectivo nome, sendo assim, após o download torna-se necessário remover esta extensão, mantendo somente a extensão padrão .sql.

Material de Apoio

A seguir apresento a relação de arquivos  selecionados:

1 – Material de Apoio – Fevereiro 2019 – Relação das Querys mais pesadas em conjunto com plano de execução

2 – Material de Apoio – Fevereiro 2019 – Stored Procedure – CheckList Diário – Disponibilidade e Ambiente

3 – Material de Apoio – Fevereiro 2019 – Stored Procedure – sp_fixeddrives

4 – Material de Apoio – Fevereiro 2019 – Stored Procedure para Descriptografia de Stored Procedure

5 – Material de Apoio – Fevereiro 2019 – Stored Procedure – Exibir – Código Stored Procedure Criptografada

6 – Material de Apoio – Fevereiro 2019 – PARSE e FORMAT para alterar exibição de valores

7 – Material de Apoio – Fevereiro 2019 – Função – Formatação de Valores

8 – Material de Apoio – Fevereiro 2019 – Função – Concatenar valores em ordem decrescente

9 – Material de Apoio – Fevereiro 2019 – Função – Contar caracteres específicos dentro de um texto

10 – Material de Apoio – Fevereiro 2019 – Plano de Execução – Obtendo informações sobre Querys e Stored Procedures – sys.dm_exec_procedure_stats + sys.dm_exec_query_plan

Fique a vontade para copiar, editar, compartilhar e distribuir estes arquivos com seus contatos, aproveite se possível deixe seu comentário, críticas, sugestões e observações.

Nota: Todos os arquivos disponibilizados foram obtidos ou criados com autorização de seus autores, sendo estes, passíveis de direitos autorais.

Links

Caso você queira acessar os posts anteriores da sessão, não perca tempo utilize os links listados abaixo:

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/12/18/material-de-apoio-dezembro-2018/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/10/30/material-de-apoio-outubro-2018/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/08/14/material-de-apoio-agosto-2018/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/06/19/material-de-apoio-junho-2018/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/04/05/material-de-apoio-abril-2018/

Agradecimento

Quero agradecer imensamente a sua visita, sinto-me honrado e orgulhoso de contar com a sua presença.

Não deixe de acessar os outros posts das demais sessões, o próximo post desta sessão será publicado no mês de abril, até lá, continue aproveitando cada momento da sua vida, desfrutando com muita sabedoria os momentos de galeria e também os desafios que são colocados ao seu redor.

Um forte abraço, muita saúde, sucesso e nos encontramos em breve.

Valeu.

O que é o Microsoft ‘ Windows Lite ‘ OS?


Falar de uma nova versão, leve do Windows tem sido cada vez mais comum desde o final do ano passado, principalmente após algumas referências ao  “Windows Lite ” terem aparecido dentro de um dos muitos Windows Insider Preview liberados regularmente.

Não demorou muito para o primeiro relatório surgir e apresentar alguns detalhes sobre o Windows Lite. A partir daí, entendemos que o Windows Lite vai ser o concorrente da Microsoft Chrome OS… assim como o Windows 10 S supostamente foi.

Windows Lite será ideal para você?

Isso levanta a questão, o que exatamente será esse “Windows Lite”? Esforços anteriores da Microsoft em tentar fazer uma versão do Windows 10 para o mercado do Chrome OS tem se aumentado ainda mais.

Um cliente querendo comprar um dispositivo Windows provavelmente está esperando que ele seja capaz de executar programas como Google Chrome e muitas outras aplicações Win32 que não estão Microsoft Store. Para a Microsoft ter a hipótese de fazer um sistema operacional que está equilibrado como o Chrome OS ou mais leve que o iOS , precisa cortar os laços com a marca Windows.

A diferença com Windows Lite, é que ele corta todos os laços com o que vamos esperar de um produto de “Windows”, muito que os rumores sugerem que Microsoft nem venha a fazer referência ao nome “Windows” quando provavelmente realizar seu anunciado oficial. 

Fazendo isso abre a Microsoft esta abrindo as portas em relação a capacidade do seu novo sistema operacional, ela estará na verdade evitando expectativas de disponibilidade do app, como também permitindo a própria empresa experimentar e se aventurar em um novo território, quando se trata de experiência do usuário.

Usuários do Windows vem para esperar uma barra de tarefas familiar e começar a combinação de botão e se afastar muito longe de que experiência causa problemas para os usuários. Caso no ponto: Windows 8. Não ligar para a nova versão do Windows deve ajudar a Microsoft a afastar isso.

Voltando à nossa pergunta inicial, que é de Lite para Windows? Simplificando, é para pessoas que não precisam de dispositivos com um Windows completo. É para as mesmas pessoas que estão olhando para o iPad com iOS e pensamento Sim, eu faço o que eu preciso fazer com algo assim. Mesmo para as pessoas que compram dispositivos de Chrome OS.

A Microsoft vai direto para esse mercado, o que eu gosto de chamar o mercado de “computação de luz”. Computação de luz é um dispositivo e experiência de sistema operacional que foi projetado para sair do modo e atender as necessidades básicas da maioria das pessoas usando um laptop ou tablet.

O que mais pode significar Windows Lite ?

Neste sentido, o Windows Lite muito provavelmente vai para ser um grande jogador na estratégia de educação da Microsoft, que também tem visto Chrome OS com este potencial.

A Microsoft não pode perder o mercado de educação para o Chrome OS e iOS, mas 10 Windows em si não é suficiente para competir mais nesta indústria, uuitas escolas querem uma plataforma que é simples e fácil de manter.

A web também é uma parte enorme do Windows Lite. Me disseram que muito esta sendo priorizar a web com suas experiências nos laços profundos neste novo sistema operacional. Eu não ficaria surpreso se a Microsoft anunciar um Windows Lite PCs como dispositivos que vêm com o gabinete de graça, ou Office web apps.

Windows Lite é tanto um competidor ao lado do Chrome OS como ele também está competindo com o Google Docs. Chrome OS e Google Docs estão amarrados juntos muito bem, e eu espero ver o mesmo com Lite Windows e Office Online. O Windows Lite é para usuários casuais, pessoas em educação e a multidão de computação luz.

Se você é alguém que verifica e-mail, escreve documentos, elabora planilhas, faz apresentações, ouve música, assiste a Netflix e navega Reddit, então Windows Lite, assim como o Chrome OS e o iPad, é para você.

É uma versão do Windows que está se esforçando muito para não ser Windows, e estou interessado em ver até onde a Microsoft leva essa ideia.

Fontes e Direitos Autorais: Zac Bowden – Editor Sênior no Windows Central – 30/01/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowscentral.com/who-windows-lite-going-be

Microsoft pode estar planejando versão lite do Windows como possível concorrente do Chrome OS


Em mais um de seus diversos rumores e burburinhos, Brad Sams através do website Petri.com, informa que a Microsoft esta trabalhando no desenvolvimento de uma versão possivelmente lite para o Windows: “O Windows Lite está sendo desenvolvido pela Microsoft para competir diretamente com o ChromeOS.”

Um detalhe que chama a atenção é que esta versão pode não ter a palavra “Windows” no nome, mas nada disso foi confirmado oficialmente.

Diferente do Windows RT e do Windows 10 S, o suposto Windows Lite só rodará PWAs (Progressive Web Apps) e aplicativos baseados na Universal Windows Platform (UWP). Nada de Win32.

Esta seria finalmente uma versão do Windows totalmente “leve” e livre do código legado presente nas outras versões. Além disso, os rumores dizem que esta suposta nova versão do sistema operacional só será disponibilizada para os fabricantes de PCs.

Indícios do nome “Lite” já apareceram em alguns builds recentes do SDK do Windows, como o 18282.

Rumor: Windows Lite será concorrente direto do ChromeOS

O “real” motivo para a morte do Windows 10 S como versão separada do sistema operacional é que isto foi necessário para abrir caminho para o Windows Lite.

O objetivo da Microsoft com a suposta nova versão é criar um sistema operacional que possa ser inicializado instantaneamente, sempre conectado e compatível com diferentes arquiteturas de processadores.

Como a Qualcomm pretende anunciar uma nova geração do seu processador Snapdragon com performance superior à do Snapdragon 835, é bem possível que o novo chip seja utilizado em dispositivos com o Windows Lite.

O suposto novo sistema operacional também terá uma nova interface, mas mais uma vez é importante destacar que nada disso foi confirmado oficialmente pela Microsoft.

Fontes e Direitos Autorais: Petri.com – https://www.petri.com/what-is-windows-core-os-its-microsofts-chromebook-os-killer – 03/12/2018.

Novos ícones para o Microsoft Office 365 são apresentados


Publicado em seu canal no YouTube a Microsoft divulgou um vídeo, apresentando os novos ícones para os aplicativos do Office 365. A última grande mudança nos ícones do Office foi com o lançamento do Office 2013 anos atrás.

A Microsoft criou novos ícones para o Word, Excel, PowerPoint, OneNote, Outlook e também para outros produtos que fazem parte do Office 365 para empresas como o SharePoint, Microsoft Teams e Skype:

Microsoft apresenta novos ícones para os aplicativos do Office 365

De acordo com o anúncio da Microsoft, os novos ícones para os aplicativos do Office 365 estarão disponíveis para todas as plataformas nos próximos meses. Segundo Jon Friedman –  Head of Microsoft Office design: “Design está se tornando o coração e a alma do Office. Saiba como evoluímos nossa identidade visual para refletir as experiências simples, poderosas e inteligentes do Office 365.” Eles serão disponibilizados primeiro nos aplicativos móveis e na versão Web.

Um detalhe que chama a atenção é que o vídeo também mostra novos ícones para outros aplicativos do próprio Windows 10, como Email, Calendário, Notícias, Fotos e Calculadora.

Diferente dos ícones para os aplicativos do Office, ainda não se sabe quando os novos ícones para os aplicativos do Windows 10 estarão disponíveis.

Vídeo apresentando os novos ícones para os aplicativos do Office 365:

Sistemas visuais flexíveis que funcionam em plataformas, dispositivos e gerações.

Nossa solução do projeto era dissociple a letra e o símbolo nos ícones, criando essencialmente dois painéis (um para a letra e um para o símbolo) que nós podemos emparelhar ou separar. Isso nos permite manter a familiaridade enquanto ainda enfatizando a simplicidade dentro do aplicativo.

Separando-os em dois painéis também acrescenta profundidade, que faíscas oportunidades em contextos 3D. Através deste sistema flexível, mantemos a tradição viva enquanto suavemente empurrando o envelope.

Projetos centrados no homem que enfatizam o conteúdo e refletem a velocidade da vida moderna

Fontes e Direitos Autorais – Jon Friedman – https://medium.com/microsoft-design/redesigning-the-office-app-icons-to-embrace-a-new-world-of-work-91d72608ee8f

Microsoft Windows 10 v1809 apresenta novidades para profissionais de TI


A Microsoft publicou recentemente no Windows IT Pro Center um artigo destacando algumas novidades no Windows 10 v1809 para profissionais de TI. A versão 1809 também é conhecida como Windows 10 October 2018 Update.

A empresa também disponibilizou um vídeo com três minutos de duração que resume alguns recursos novos que estão disponíveis para profissionais de TI nesta versão:

 

Para usuários de iPhone, o app Seu Telefone também ajuda você a vincular seu telefone ao seu computador. Navegue na Web no seu telefone e, em seguida, envie a página da Web instantaneamente para o computador para continuar a fazer o que você está fazendo – – ler, assista ou procurar – com todos os benefícios de uma tela maior.

seu telefone

Uma das novidades no Windows 10 v1809 para profissionais de TI é que usuários do Azure Active Directory e do Active Directory usando o Windows Hello para Empresas podem usar biometria para autenticar uma sessão de Área de Trabalho Remota:

Rdpwbiotime 01
Para começar, entrar no seu dispositivo usando o Windows Hello para Empresas. Ative a Conexão de Área de Trabalho Remota (mstsc.exe), digite o nome do computador que você deseja se conectar e clique em Conectar.

O Windows reconhece que você está logado usando o Windows Hello para Empresas e seleciona automaticamente o Windows Hello para Empresas para autenticá-lo à sua sessão RDP.

Você também pode clicar em mais opções para escolher credenciais alternativas:

Novidades no Windows 10 v1809 para profissionais de TI
Neste exemplo, o Windows usa o reconhecimento facial para autenticar a sessão RDP para o servidor Hyper-V Server 2016.

Você pode continuar a usar o Windows Hello para Empresas na sessão remota, mas você deve usar o PIN:

Rdpwbiotime 03

BitLocker – Imposição silenciosa em unidades fixas
Por meio de uma política de Gerenciamento de Dispositivos Modernos (MDM), o BitLocker pode ser habilitado silenciosamente para usuários associados ao Azure Active Directory (AAD) padrão. No Windows 10, versão 1803, a criptografia automática do BitLocker foi habilitada para usuários padrão do AAD, mas isso ainda exigia o hardware moderno que passou na Interface de Teste de Segurança de Hardware (HSTI). Essa nova funcionalidade habilita o BitLocker por meio da política até mesmo em dispositivos que não passam na HSTI.

Esta é uma atualização do CSP BitLocker, que foi introduzido no Windows 10, versão 1703 e usado pelo Intune e outros.

Fornecimento de política do BitLocker para dispositivos AutoPilot durante OOBE
Você pode escolher qual algoritmo de criptografia para aplicar a criptografia de disco BitLocker automática para dispositivos compatíveis com, em vez de ter automaticamente os dispositivos propriamente ditos criptografar com o algoritmo padrão. Isso permite que o algoritmo de criptografia (e outras políticas de BitLocker que devem ser aplicadas antes da criptografia) ser entregue antes de criptografia BitLocker automática começa.

Por exemplo, você pode escolher o algoritmo de criptografia XTS-AES de 256 e que ele seja aplicado a dispositivos que faria normalmente criptografar propriamente ditos automaticamente com o algoritmo de XTS-AES de 128 padrão durante OOBE.

Políticas de Grupo do Microsoft Edge
O Windows 10 v1809 introduz novas políticas de grupo e as configurações de Gerenciamento de Dispositivos Modernos para gerenciar o Microsoft Edge.

As novas políticas incluem habilitar e desabilitar o modo de tela inteira, a impressão, a barra de favoritos e o histórico de salvamento; impedir substituições de erro de certificado; configuração do botão Início e opções de inicialização; configuração da página Nova Guia e URL do botão Início, e gerenciamento de extensões.

O Windows Defender Credential Guard é compatível por padrão com dispositivos com Windows 10 S ingressados no AAD
Windows Defender Credential Guard é um serviço de segurança no Windows 10 criado para proteger credenciais de domínio do Active Directory (AD) para que eles não podem ser roubados ou usados incorretamente por malware no computador do usuário. Ele foi projetado para proteger contra ameaças conhecidas como Pass-the-Hash e coleta de credencial.

O Windows Defender Credential Guard sempre foi um recurso opcional, mas o Windows 10 S ativa essa funcionalidade por padrão quando o computador tiver sido ingressado no Azure Active Directory (AAD). Isso fornece um nível adicional de segurança ao se conectar aos recursos do domínio normalmente não está presentes em dispositivos com Windows 10 S.

Experiência de projeção sem fio

Uma das coisas que recebemos comentários de você é que ele é difícil saber quando você está projetando uma conexão sem fio e como desconectar sua sessão quando iniciado no Explorador de arquivos ou de um aplicativo. No Windows 10, versão 1809, você verá uma faixa de controle na parte superior da tela quando você estiver em uma sessão (assim como você vê ao usar a Área de Trabalho Remota). A faixa mantém você informado sobre o estado da sua conexão, permite que você desconectar ou reconectar ao mesmo coletor rapidamente e permite que você ajustar a conexão com base no que você está fazendo. Esse ajuste é feita por meio de Configurações, que otimiza a latência de tela a tela com base em um dos três modos:

  • Modo de jogo minimiza a latência de tela a tela para possibilitar jogos ao longo de uma conexão sem fio
  • Modo de vídeo aumenta a latência de tela a tela para garantir que o vídeo na tela grande reproduz suavemente
  • Modos de produtividade alcança um equilíbrio entre o modo de jogo e o modo de vídeo; a latência tela a tela é responsiva o suficiente para que a percepção de digitação soe natural, garantindo que os vídeos não falhem com mais frequência.

faixa de projeção sem fio

O artigo com as novidades no Windows 10 v1809 para profissionais de TI pode ser obtido na íntegra através do link: https://docs.microsoft.com/pt-br/windows/whats-new/whats-new-windows-10-version-1809.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft – Windows IT Pro Center – Documentos | Windows | Novidades – 18/10/2018.

Microsoft confirma desativação dos protocolos TLS 1.0 e 1.1 para Microsoft Edge e Internet Explorer em 2020


A Microsoft anunciou no último dia 15 de outubro em seu blog que os protocolos TLS 1.0 e 1.1 no Microsoft Edge e Internet Explorer serão desativados por padrão a partir do primeiro semestre de 2020.

Estas versões do protocolo Transport Layer Security serão desativadas nas versões suportadas dos dois navegadores da empresa, conforme notificação da Microsoft, que também ressalta que 19 de janeiro de 2019 marca o 20º aniversário do TLS 1.0 – versão inaugural do protocolo para criptografia e autenticação de conexões seguras na Web

Nos últimos 20 anos, outras versões do TLS mais avançadas e seguras foram lançadas e o suporte para o TLS 1.3 em uma futura versão do Microsoft Edge já está em desenvolvimento.

Como as versões 1.0 e 1.1 deverão ser depreciadas formalmente pela IETF (Internet Engineering Task Force) no final deste ano, a recomendação é que sites migrem para as versões mais recentes do protocolo o mais rápido possível.

Preparando seus sites e organizações

Dados da SSL Labs mostram que 94% dos sites hoje já suportam o TLS 1.2 e menos de 1% das conexões feitas diariamente no Microsoft Edge usam o TLS 1.0 ou 1.1:

Microsoft desativará o TLS 1.0 e 1.1 no Microsoft Edge e Internet Explorer em 2020A Microsoft optou por anunciar bem antes que desativará o TLS 1.0 e 1.1 no Microsoft Edge e Internet Explorer para que os sites que ainda fazem uso destas versões tenham tempo suficiente para se preparar e fazer o upgrade para a versão 1.2 ou 1.3.

Esta mudança segue os semelhantes anúncios feitos pela Apple, Google e Mozilla, suporte mais seguro, suporte com melhor performance, conexões seguras, ajudando a avançar uma experiência de navegação mais segura para todos.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft – Windows.blog – 15/10/2018 –  https://blogs.windows.com/msedgedev/2018/10/15/modernizing-tls-edge-ie11/#yItMJIZHSkMwOiY3.97

Microsoft Windows 10 IoT Core Preview build 17763 disponível


A Microsoft liberou no decorrer desta semana o download o Windows 10 IoT Core Preview build 17763, para os participantes do Windows Insider Program.

A relação e lista de problemas conhecidos neste build inclui somente dois itens:

  • O primeiro relacionado a implantação de drivers via F5 a partir do Visual Studio não funcione; e
  • O segundo que impede a conexão à internet via Wi-Fi com SoftAp (software enabled access point).

Os participantes do Windows Insider Program que neste momento estão utilizando versões de builds anteriores podem instalar o Windows 10 IoT Core Preview build 17763 via Windows Update, não é necessário realizar nenhum outro procedimento de atualização.

Além disso, os arquivos para instalação limpa serão disponibilizados nos próximos dias para as placas Raspberry Pi, MinnowBoard MAX e Dragonboard 410c.

Importante destacar que a Microsoft anunciou recentemente o Windows 10 IoT Core Services, sendo esta uma nova edição do Windows 10 para dispositivos inteligentes.

Para saber mais esta versão acesse: https://docs.microsoft.com/pt-br/windows/iot-core/commercialize-your-device/iotcoreservicesoverview

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com – Insider.Windows.com – 25/09/2018.

Novidades no cliente do OneDrive para Windows anunciadas pela Microsoft


A Microsoft divulgou nesta semana no OneDrive Blog algumas novidades no cliente do OneDrive para Windows que estarão disponíveis ainda em julho. O OneDrive é o serviço de armazenamento e sincronização de arquivos na nuvem da Microsoft e sucessor do SkyDrive. Ele foi lançado oficialmente no dia 19 de fevereiro de 2014.

Uma das novidades no cliente do OneDrive para Windows é útil para usuários de portáteis e permite a pausa da sincronização de arquivos quando o modo de economia de energia estiver ativo.

Assim que o cliente do OneDrive detectar que o modo de economia de energia foi ativado, a sincronização será interrompida automaticamente e uma notificação como essa abaixo será exibida:

Microsoft anuncia novidades no cliente do OneDrive para Windows

Os usuários também poderão enviar facilmente feedback para a Microsoft acessando a opção abaixo no menu do cliente do OneDrive:

Onedrive Julho 04Capture.JPG

A Central de Atividades do OneDrive será atualizada para tornar seu uso mais fácil. A Central de Atividades permite que o usuário visualize o status do cliente do OneDrive para Windows e acesse suas configurações:

Sincronização em andamento:

Onedrive Julho 03Sincronização concluída:

Onedrive Julho 02Fontes e Direitos Autorais: Microsoft OneDrive Blog – Julho/2018.

Windows 10 IoT Core Services, nova versão do Windows 10 para dispositivos inteligentes


A Microsoft anunciou durante a Computex 2018, evento realizado nos últimos dias uma nova edição do Windows 10 para dispositivos inteligentes, a Windows 10 IoT Core Services.

Microsoft anuncia nova edição do Windows 10, a Windows 10 IoT Core ServicesEm seu anúncio a Microsoft destaca que esta nova edição do Windows 10 foi desenhada e otimizada para criação de dispositivos IoT (Internet of Things ou Internet das Coisas) inteligentes.

Além do Windows 10 IoT Core, que é gratuito, a Microsoft também apresentou o Windows 10 IoT Core Services versão paga voltada para dispositivos IoT. A versão gratuita continuará sendo oferecida através do canal Semi-Annual Channel (SAC).

Já a versão paga será oferecida através do canal Long-Term Servicing Channel (LTSC) e terá 10 anos de suporte. No canal LTSC, novas versões são lançadas normalmente a cada dois ou três anos.

Ela também terá controle de atualizações com o novo Device Update Center (DUC), segurança comprovada por hardware com o Device Health Attestation (DHA) e mais. O DHA permite que empresas e fabricantes avaliem a confiabilidade de um dispositivo IoT durante sua inicialização.

Esta nova edição está sendo testada por um número limitado de participantes. Empresas e fabricantes interessadas em testá-la podem entrar em contato via iotservices@microsoft.com.

A Microsoft ainda não definiu uma data oficial de lançamento desta versão, mas ressalta que uma versão Preview “pública” será disponibilizada em julho de 2018.

Fontes e Direitos Autorais: Windows Blogs – – 05/06/2018 – https://blogs.windows.com/windowsexperience/2018/06/05/windows-10-iot-tomorrows-iot-today/

SQL Operations Studio versão preview v0.29.3 liberado


A Microsoft disponibilizou para download no último dia 05/08 a nova versão preview do SQL Operations Studio denominada v0.29.3. A ferramenta está disponível para Windows, macOS e Linux.

O SQL Operations Studio é uma ferramenta gratuita para gerenciamento do SQL Server, Azure SQL Database e Azure SQL Data Warehouse.

De acordo com o changelog, a versão 0.29.3 traz correções de bugs, nova extensão Redgate SQL Search disponível no Extension Manager, suporte para mais idiomas e outras novidades. Quer saber mais sobre todas as novidades, melhorias e mudança, clique aqui.

A versão para Windows do SQL Operations Studio Preview v0.29.3 está disponível para download com instaladorou versão portátil (não requer instalação).

Para maiores informações sobre o SQL Operations Studio para Windows e demais plataformas de sistemas operacionais acessem link: https://docs.microsoft.com/en-us/sql/sql-operations-studio/download?view=sql-server-2017.

Fontes e Direitos Autorias: Microsoft.com – 05/08/2018 –  Docs | SQL | Tools | SQL Operations Studio.

Microsoft vai distribuir sua própria versão do Linux pela primeira vez


A Microsoft anunciou ontem o Azure Sphere, um sistema dedicado a garantir a segurança de dispositivos conectados à “Internet das Coisas” (IoT). O sistema é composto por três partes, e a mais interessante delas é o Azure Sphere OS, o sistema operacional que a Microsoft criou para gerenciar esses dispositivos: isso porque trata-se de uma versão do Linux customizada pela empresa.

De acordo com o Business Insider, o presidente da Microsoft, Brad Smith, anunciou o sistema em um evento em San Francisco. Para marcar o lançamento, ele ressaltou a ligação da Microsoft com o sistema operacional aberto: “Após 43 anos, esse é o primeiro dia em que estamos anunciando, e estaremos distribuindo, uma versão customizada do kernel do Linux”, disse. O vídeo abaixo mostra mais do projeto:

Perigo que une

Para o presidente da Microsoft, o fato de que atualmente muitos aparelhos diferentes (desde um computador até uma lâmpada) têm processadores é uma preocupação de segurança. Afinal, esses dispositivos – se conectados à rede – podem ser manipulados por pessoas mal-intencionadas para funcionar de maneiras diferentes do que as pretendidas. O melhor exemplo disso é a botnet Mirai, uma rede de dispositivos IoT que foi manipulada para comprometer a internet do mundo inteiro.

Com o objetivo de combater problemas desse tipo, a Microsoft lançou o Azure Sphere, que é uma medida de segurança em três frentes: hardware, software e nuvem. O hardware em questão é um design de microcontrolador elaborado pela própria empresa, e que ela pretende disponibilizar gratuitamente para fabricantes interessadas em produzí-lo.

Na frente do software é que entra o Azure Sphere OS, a versão do Linux que a Microsoft criou e pretende distribuir e suportar. Finalmente, na frente da nuvem, os dispositivos da Azure Sphere vão se conectar á nuvem da empresa de maneira regular para verificar sua integridade, e a Microsoft se compromete a oferecer atualizações de software a eles por até dez anos.

Amor e ódio

O lançamento do Azure Sphere OS é um dos passos mais significativos na lenta aproximação da Microsoft com o Linux. Essa aproximação começou quando Satya Nadella assumiu como seu CEO e se aprofundou em 2016, quando a empresa entrou para a Fundação Linux 15 anos após chamar o sistema operacional livre de “câncer”.

Mais recentemente, essa relação já vinha se intensificando, com a Microsoft até mesmo permitindo o download de distribuições do Linux por meio da própria Windows Store. E agora que a empresa não só lançou sua própria versão do sistema operacional aberto como está posicionando-a como um dos diferenciais de um produto seu, essa relação deve se tornar ainda mais próxima.

Fontes e Direitos Autorais: Olhar Digital.com – Gustavo Sumares 17/04/2018 12h33

SQL Operations Studio – Public Preview release (0.27.3) – Março 2018


Salve galera, bom dia.

Quinta – feira, véspera de mais um feriado nacional, o mês de março esta se encerrando mas ainda temos tempinho para produzir muito coisa, e falando justamente em produzir a Microsoft como sempre não perde tempo e esta a todo o vapor para liberar logo a versão final do SQL Operations Studio “o futuro substituto” do ótimo Management Studio.

Versão 0.27.3

Segundo o anúncio realizado ontem dia 28/03 através do SQL Server Blog, uma nova versão do SQL Operations Studio torna-se pública, definida como versão 0.27.3.

A Figura 1 abaixo ilustra a interface desta nova versão:
Figura 1 – SQL Operations Studio 0.27.3.

Lançado de maneira pública e ainda em versão preliminar o SQL Operations Studio, esta passando por um período de grande evolução se levarmos em consideração a primeira versão preview apresentada oficial pela Microsoft em 15/11/2017. Esta nova versão é considerada oficialmente como a quarta maior atualização disponibilizada pelas equipes que trabalham em seu desenvolvimento.

Caso você queira saber um pouco mais sobre as versões anteriores, acesse: https://blogs.technet.microsoft.com/dataplatforminsider/2018/02/15/the-february-release-of-sql-operations-studio-is-now-available/

Esta nova versão preview tem como foco melhorias no conjunto de extensões disponíveis para o produto, como também, continuar a abordar os problemas com maior destaque apresentados na plataforma github. Dentre algumas melhorias e correções o gerenciador de extensões e gerenciador do Dashboard foram os principais recursos aprimorados nesta release.

Outros destaques apresentados nesta release são:

  • Aprimoramento no modelo de extensibilidade de gerenciamento de Dashboard oferecerendo maior suporte a informações com guias e painéis de configuração;
  • Extensões de painel de visão para sp_whoisactive existentes no whoisactive.com e um exemplo de relatórios de servidor;
  • Extension Manager permite a aquisição simples de extensões oficiais ou de terceiros;
  • Nova APIs de extensibilidade adicionada para a conexão e gerenciamento de ObjectExplorer; e
  • Suporte a 10 idiomas.

Para maiores informações e acesso a lista completa de atualizações pode ser obtida acessando Release Notes.

Extension Manager

Um dos recursos mais importantes existente tanto no SQL Operations Studio e também no Visual Code, o Gerenciador de extensão facilita a descoberta e a aquisição de funcionalidades adicionais do SQL Operations Studio.

Agora neste nova versão este fantástico recurso acaba de passar por um processo de reformulação, tendo maior capacidade para gerenciar extensões oficiais como também aquelas disponibilizadas pela comunidade.

A Figura 2 ilustra a interface do Extension Manager a partir desta versão:
Figura 2 – SQL Operations Studio – Extension Manager.

Downloads

Dentre as possibilidades para download destaco as seguintes:

Plataforma Link
Windows Setup Installer https://go.microsoft.com/fwlink/?linkid=870837
Windows ZIP https://go.microsoft.com/fwlink/?linkid=870838
macOS ZIP https://go.microsoft.com/fwlink/?linkid=870839
Linux TAR.GZ https://go.microsoft.com/fwlink/?linkid=870840
Linux DEB https://go.microsoft.com/fwlink/?linkid=870842
Linux RPM https://go.microsoft.com/fwlink/?linkid=870841

Maiores informações sobre as novidades do SQL Operations Studio podemo ser obtidas acessando SQL Server Blog.


Fontes e Direitos Autorais: SQL Server Blog – 

Azure for Students anunciada pela Microsoft


A Microsoft anunciou no último dia 05/03 o Azure for Students. Desenvolvido para o uso da nuvem, com os estudantes em mente, ele oferece aos alunos verificados acesso total a mais de 25 produtos Azure gratuitos, além de crédito de US$ 100 para uso em produtos pagos, sem exigência de cartão de crédito.

O Azure for Students faz parte do crescente compromisso da Microsoft com a Educação, tanto na nuvem quanto na sala de aula STEM (“Science, Technology, Engineering and Mathematics”, ou Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática, em português).

Microsoft anuncia o Azure for Students

Você pode começar a construir com qualquer um dos serviços gratuitos e usar o seu crédito Azure para gastar agora:

– Descubra a flexibilidade do Azure por meio da biblioteca de serviços de código aberto.

– Implemente máquinas virtuais Azure, incluindo equipadas com GPUs poderosas, com suporte para Linux, Windows Server, SQL Server, Oracle, IBM e SAP. O Azure oferece aos usuários a flexibilidade de virtualização para uma ampla gama de soluções de computação.

– Crie aplicativos Web e Móveis rapidamente usando .NET, .NET Core, Java, Ruby, Node.js, PHP e Python. Integre o Azure App Service em modelos existentes e obtenha uma produtividade de desenvolvedor incomparável com recursos de ponta, como integração contínua, depuração no site ao vivo e o líder do setor, Microsoft Visual Studio IDE – Integrated Development Environment.

– Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquinas conectam aplicativos, sites e robôs com algoritmos inteligentes para ver, ouvir, falar, entender e interpretar as necessidades de um usuário por meio de métodos naturais de comunicação. Habilitando computadores para aprender com dados e experiências e para agir sem ser programado.

– Aproveite o Big Data analisando todos os dados em um único lugar sem restrições artificiais com o Azure Data Lake Store. O Data Lake Store pode armazenar trilhões de arquivos, e um único arquivo pode ser maior do que um petabyte em tamanho – 200 vezes maior do que outras opções da loja na nuvem.

Para maiores informações, acesse: https://azure.microsoft.com/pt-br/free/students/

Fontes e Direitos Autorais: