Quer saber o que o Mundo esta falando sobre o Covid-19 no Twitter?


Salve pessoal, boa noite.

Este é um post bem diferente de todos os que eu já publiquei aqui no meu blog e em outro canais.

Devido a esta loucura que estamos vivendo sobre a Pandemia do Covid-19, tomei a decisão nos últimos dias de tentar criar um forma diferente de  se manter informado sobre esta doença, suas ameaças, riscos e impactos ao mundo.

Desta forma, elaborei um pequeno conjunto de controles aplicados a um dashaboard através do Microsoft Power BI em conjunto com outras ferramentas e recursos Microsoft, em suma, um pequeno “robozinho” que se encontra em execução ininterrupta monitorando a rede social Twitter, identificando posts publicados e seus retweets ao redor do mundo relacionados com algumas hashtags, dentre elas destaco:

  • #Corona
  • #CoronaVírus
  • #Covid-19;
  • #Covid19;
  • #TodosContraOVírus; etc.

O objetivo deste dashboard é permitir identificar o que esta sendo comentado por qualquer pessoa, empresas, instituições, orgãos públicos, governos nacionais ou estrangeiros, nos mais diversos níveis sociais, independente do idioma, língua ou dialeto.

A seguir apresento a visualização deste dashboard:

Clique para acessar

Ressalto que o mesmo encontra-se em desenvolvimento, diariamente ajustes estão sendo realizados, os dados aqui coletados e apresentados são de domínio público, em adicional os mesmos são atualizados em intervalos programados a cada 03 horas.

Todavia, enfatizo que este projeto não se relaciona com organizações governamentais, estaduais ou municipais, na verdade o mesmo esta sendo idealizado como uma forma de aplicar conceitos, estudos relacionados as áreas de mineração de dados, data warehouse, análise sentimental e processamento de dados aleatórios que não apresentam nenhuma comprovação de veracidade, mas sim volumetria para posteriormente armazenamento.

Caso você queira saber mais sobre este projeto, bem como, ter acesso a fonte de dados que esta sendo populada, preencha o formulário abaixo, terei o maior prazer em poder compartilhar o conteúdo e conhecimento que esta sendo concebido através deste cenário:

Obrigado por sua visita, antes de encerra este post não poderia deixar de fazer um pedido:

“Fique em casa, se cuide, cuide de todos nós…..”

Um forte abraço.

 

Microsoft inagura em Londres a primeira Microsoft Store na Europa

A primeira Microsoft Store localizada no velho continente foi inaugurada oficialmente na última quinta-feira dia 11/07.


No decorrer do mês de maio, a Microsoft informou que estava pronta para abrir a primeira Microsoft Store física na Europa, especialmente no Reino Unido, esta promessa se tornou realidade nesta última quinta – feira dia 11 de julho, quando a primeira Microsoft Store foi oficialmente aberta ao público em Londres, Inglaterra.

Microsoft Store. Londres, 2019.

A nova Microsoft Store está localizada em Londres, em Oxford Circus (mais de 2000 metros quadrados em três andares). A Microsoft explica que esta nova loja permitirá que usuários do Reino Unido testem as mais recentes tecnologias, produtos e serviços da Microsoft e parceiros associados. Dentro você encontrará diferentes áreas interativas, cercadas por paredes de vídeo imersivas, onde você pode entrar em contato com Surface, Windows, Office, Xbox e PC, HoloLens e muito mais.

Além disso, um Answer Desk, uma área dedicada a clientes para obter suporte técnico, treinamento, reparo e consultoria em produtos e serviços da Microsoft, não estará ausente. Especialmente para os jogadores, esta loja ainda é mais incrível ainda, pois podemos testar vários jogos – inclusive Gears 5 no Project xCloud, e muitas outras coisas que você verão nos vídeos e fotos abaixo.

As imagens e vídeos apresentados abaixo, ilustram um pouco do ambiente criado pela Microsoft para atrair o público:

Ver imagem no Twitter

Ver imagem no Twitter

Ver imagem no Twitter

Ver imagem no Twitter

Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter

Fotos e vídeos fornecidos por: Tom Warren – Senior Editor at The Verge.


Fontes e Direitos Autorias: Tom Warren – The Verge – 10/07/2019.
Leia na integra acessando: https://www.theverge.com/2019/7/10/20687952/microsoft-store-london-oxford-circus-uk-preview-review

Novidades para Windows 10 apresentadas na versão Build Insider 18936

Os insider do Windows 10, estão conhecendo as mais recente novidades para as próximas versões do Windows.


Nos últimos dias, as equipes de Insiders dedicados a trabalhar nas futuras versões do Windows, compilaram a mais recente versão de buil, denominada build insider 18936.

A Microsoft disponibilizou uma pequena relação das mais “impactantes” novidades acrescentadas neste build que prevemente estaram sendo utilizadas em nossas máquinas, confira abaixo:

Seu Telefone – espelhamento da tela do seu smartphone via app está disponível em praticamente todos os modelos de Surface

Agora, mais PCs estão habilitados para funcionar com o aplicativo Seu Telefone. Com a atualização de drivers mais recente dos controles internos do Windows, os seguintes dispositivos Surface passam a ser compatíveis com o recurso de espelhamento de tela via Seu Telefone – Surface Laptop, Surface Laptop 2, Surface Pro 4, Surface Pro 5, Surface Pro 6, Surface Book, e Surface Book 2. Se você tiver um desses dispositivos, experimente e deixe-nos saber o que você pensa.

Criação rápida de eventos a partir da barra de tarefas

A partir de hoje, insiders poderão criar eventos diversos diretamente da janela do calendário do sistema que é acessada a partir da barra de tarefas.

Mostrando o flyout do relógio e do calendário, com uma opção em linha para adicionar um novo evento.

Escolha a data desejada e comece a digitar. Agora, você verá opções em linha para definir um horário e um local.

Viva sem senhas com as contas da Microsoft no seu dispositivo

Para uma segurança aprimorada e uma experiência de login mais perfeita, agora é possível habilitar o login sem senha para contas Microsoft no seu dispositivo com Windows 10

Para tal, acesse: Configurações > Contas > Opções de entrada e selecionando ‘ Ativar’ em ‘ Fazer seu dispositivo sem senha‘. A ativação do login sem senha alternará todas as contas da Microsoft no seu dispositivo Windows 10 para a autenticação moderna com o Windows Hello (reconhecimento facial), Fingerprint (por impressões digitais) ou PIN.

Observação: este recurso está sendo implementado para uma pequena parte dos Insiders e a opção acima pode não ser exibida para todos os usuários nas configurações. Se a alternância não estiver sendo exibida, verifique novamente em uma semana.

Todas as senhas ocultas para a Microsoft

Além destas novidades, a Microsoft apresenta um relação mais detalhada das principais correções realizadas e aplicadas neste build, através do link: https://blogs.windows.com/windowsexperience/2019/07/10/announcing-windows-10-insider-preview-build-18936/#hPDaYmgxpFu0JPjQ.97

Outro anúncio legal é a abertura para o processo de inscrição ao Bing Insider Program, nos mesmos moldes do programa de insiders para Windows, mas este dedicado as próximas versões da ferramenta de busca Bing, caso queira saber mais sobre este programa, acesse: Bing Insider Program.


Fontes e Direitos Autorais: Windows Insider Program – and – 10/07/2019.
Leia na integra acessando:https://blogs.windows.com/windowsexperience/2019/07/10/announcing-windows-10-insider-preview-build-18936/#jtK8iqo8BHdOsZtF.97

Microsoft adiciona ao OneDrive “Cofre Pessoal” e novo armazenamento adicional

A Microsoft anunciou uma serie de novidades para o OneDrive que devem deixar o serviço ainda melhor do que ele já era.


Sabemos que o OneDrive é executado numa das nuvens mais confianvéis do mundo, o Azure da Microsoft, que possui muitas medidas de segurança para manter seus arquivos protegidos.

onedrive

Mas, sabendo que há pessoas que armazenam arquivos muito importantes ou até mesmo confidenciais nesse serviço, eles estão introduzindo uma nova funcionalidade que deixará suas pastas ainda mais segura. A nova solução é chamada de Personal Vault ou seu Cofre Pessoal.

O Cofre Pessoal é uma área protegida no OneDrive que você só pode acessada com um método de autenticação forte ou uma segunda etapa de verificação de identidade, como sua impressão digital, reconhecimento facial, PIN ou um código enviado por email ou SMS. Seus arquivos bloqueados no Cofre Pessoal têm uma camada extra de segurança, mantendo-os mais seguros no caso de alguém obter acesso à sua conta ou ao seu dispositivo sem sua autorização.

Imagem mostrando a opção de verificação do OneDrive Personal Vault para arquivos enviados.

Além disso, essa segurança adicional não significa um inconveniente adicional. Todos os seus documentos, fotos e vídeos no Personal Vault são fáceis de acessar no Onedrive.com, no seu PC ou em dispositivos compatíveis.

Se seu medo é o acesso ao seu PC, não se preocupe,  pois, nos PCs com Windows 10, o OneDrive sincroniza os arquivos do Cofre pessoal com uma área criptografada pelo BitLocker do disco rígido local. E, como todos os arquivos no OneDrive, o conteúdo do seu Cofre Pessoal é criptografado em repouso na nuvem da Microsoft e em trânsito para o seu dispositivo. Para proteção adicional em dispositivos móveis, recomendamos que você ative a criptografia no seu dispositivo iOS ou Android. Juntas, essas medidas ajudam a manter seus arquivos protegidos, mesmo se o seu PC com Windows 10 ou dispositivo móvel for perdido, roubado ou alguém obter acesso a ele.

Resultado de imagem para onedrive Personal Vault

E tem mais… se você estiver com seu Cofre Pessoal aberto e inativo por um curto período de tempo, o OneDrive fará um bloqueio automático das pastas e arquivos, forçando uma nova autenticação.

Quando estas novidades estarão disponíveis?

Pessoas que usam o OneDrive na Web, com o aplicativo para dispositivos móveis ou em um PC com Windows 10, o Personal Vault começará a ser lançado em breve nas seguintes regiões: Austrália, Nova Zelândia e Canadá e estará disponível para todos até o final do ano.

Quem já esta utilizando o OneDrive, o Personal Vault aparecerá como uma atualização de recurso quando for lançado ainda este ano na sua região. E se você ainda não for cliente do OneDrive, faça o download do aplicativo ou acesse www.onedrive.com para começar a usá-lo no seu PC ou na web. Se você estiver usando o plano gratuito ou autônomo de 100 GB do OneDrive, poderá experimentar o Cofre Pessoal com um número limitado de arquivos. Os assinantes do Office 365 podem armazenar quantos arquivos quiserem no Cofre Pessoal, até o limite de armazenamento.

Armazenamento: mais por menos

Agora, por apenas R$ 7,00 ao mês, você não terá mais 50 GB de armazenamento online, mas sim, 100 GB. Isso mesmo! Eles dobraram a capacidade do armazenamento online do plano básico. Para quem é assinante do Office 365, que já garante 1 TB de espaço de armazenamento no serviço, eles abriram a possibilidade de expandir ainda mais esse espaço.

Pagando apenas US $ 1,99 por mês o usuário poderá adicionar 200 GB de espaço extra aos 1 TB já disponíveis, totalizando 1,2 TB de capacidade. Se quiser dobra tudo para 2 TB o preço sobe para US $ 9,99/mês extras. Na verdade, tem vários opções nesse intervale de preço e de capacidade. Veja abaixo:

Gráfico mostrando os planos de armazenamento adicionais para o OneDrive.

As atuais contas gratuitas, não sofreram mudanças, continuam tendo a capacidade de 5 GB gratuitos para armazenamento.


Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com –
Leia na integra acessando: https://www.microsoft.com/en-us/microsoft-365/blog/2019/06/25/onedrive-personal-vault-added-security-onedrive-additional-storage/

Microsoft Edge Chromium Based muito próximo de ser liberado


O Microsoft Edge baseado no Chromium agora com WebView2 e isso é algo muito bom e que iria acontecer mais cedo ou mais tarde. Por quê?

A resposta é simples, porque é o WebView que permite aos desenvolvedores criar conteúdo da Web em seus aplicativos, incluindo páginas de entrada para determinados serviços ou PWA, que dependem quase inteiramente do conteúdo da web.

Agora, com o WebView2 sendo alimentado pelo mesmo motor do Chromium que impulsiona a nova versão do Edge, a experiência pode ser melhor de diversas maneiras, especialmente porque deve ser mais interoperável com as experiências da Web criadas para outras plataformas. Para mostrar os recursos do WebView2, a Microsoft estará desenvolvendo uma nova experiência de add-ins para seus aplicativos do Office no futuro, impulsionada pelo novo controle.

Afim de garantir que a experiência dos usuários seja consistente em todos os dispositivos Windows, o controle WebView2 será atualizado com o próprio navegador Edge por padrão, o que significa que todos os usuários terão os mesmos recursos, independentemente de qual versão do Windows eles estejam executando.

Caso os desenvolvedores queiram ter mais controle sobre a experiência, eles podem enviar seus aplicativos com uma versão específica do WebView2 e atualizá-los em seu próprio ritmo.

microsoft edge
A chegada do WebView2 facilitará o processo de login dentro de aplicações web e muito mais

O melhor de tudo é:

O mais importante é que o WebView2 abre as portas para unificação do browser rumo a completa substituição do motor EdgeHTML e MSHTML ainda usado no Edge que vem com o Windows 10. A novidade anunciada era um dos passos que faltava para a completa migração do browser padrão do Windows 10 para sua nova versão e para que enfim aconteça sua liberação geral e irrestrita para todos os usuários do Windows.

Dessa forma, não deve demorar para a Microsoft liberar o novo Edge baseado no Projeto Chromium ser entregue junto com uma grande atualização do seu sistema operacional, colocando um fim na era do Edge baseado no EdgeHTML, deixando de ser apenas um programa Beta.

O que é o Microsoft Chromium Based?

O novo Microsoft Edge é um browser da Microsoft criado com base no Projeto Chromium, que é um projeto de código aberto também utilizado pelo Google para desenvolver o Chrome. Ele faz uso do motor Blink. A mudança radical da Microsoft visa elevar o nível de compatibilidade do seu navegador afim de aumentar o engajamento dos seus usuários e a popularidade do browser.

O Edge Chromium based ainda está em sua fase inicial de desenvolvimento, tanto que atualmente ele só está disponível em versões consideradas Alpha. Nem o Beta foi liberado ainda. Existem dois canais para escolher, o Canary e o DEV.

Clique aqui para obter mais informações sobre o novo Edge e também para fazer o download a versão que mais lhe agrada.

Fonte e Direitos Autorais: Blog – Windows.com – / Program Manager, WebView – 19/06/2019.
Leia na integra acessando: https://blogs.windows.com/msedgedev/2019/06/18/building-hybrid-applications-with-the-webview2-developer-preview/#zEWM4oLlHDEKkkGT.97

macOS é o primeiro a receber a versão do Microsoft Edge baseado em Chromium

A primeira versão a ser liberada é a 76.0.151.0 e já traz consigo todos os recursos já disponíveis para o Windows 10. Sendo a versão Canary, os updates são constantes e novidades chegarão constantemente.


Mesmo sem ainda ter liberado a versão Beta do Microsoft Edge baseado no Chromium para usuários Windows, a Microsoft não perdeu tempo e liberou ao menos a versão Canary do seu novo browser para o macOS da Apple.

Ela atendeu a enorme quantidade de pedidos que chegavam via feedback do navegador..

Microsoft Edge baseado no Chromium?

O novo Microsoft Edge é um browser da Microsoft criado com base no Projeto Chromium, que é um projeto de código aberto também utilizado pelo Google para desenvolver o Chrome. Ele faz uso do motor Blink. A mudança radical da Microsoft visa elevar o nível de compatibilidade do seu navegador afim de aumentar o engajamento dos seus usuários e a popularidade do browser.

O Edge Chromium based ainda está em sua fase inicial de desenvolvimento, tanto que atualmente ele só está disponível em versões consideradas Alpha. Para obter mais informações sobre o novo Edge e também para fazer o download a versão que mais lhe agrada, acesse: https://www.microsoftedgeinsider.com/en-us/whats-new

Fontes e Direitos Autorais: Alexandre Lima – WindowsTeam.com.br – 16/05/2019.
Leia na integra: https://www.windowsteam.com.br/microsoft-edge-baseado-no-chromium-disponivel-para-macos/

Novidades sobre Microsoft Edge baseado no Chromium


Recentemente a Microsoft disponibilizou uma série de notícias que apresentam as principiais novidades que o novo Microsoft Edge baseado na tecnologia e recursos Chromium ira apresentar.

Abaixo destaco algumas:

  • Adicionada uma opção “Copiar o link de download” para o menu de um item baixado;
  • O menu de contexto de um download cancelado não mostra mais uma lista de itens desativados e, em vez disso, mostra apenas “Copiar o link de download” ou “Copy download link”;
  • Adicionada uma opção “Salvar como” à barra de ferramentas no visualizador de PDF
  • A opção do menu de contexto “Adicionar ao dicionário” para uma palavra incorreta agora tem um ícone;
  • Para links rápidos na nova guia, se não houver um ícone de site disponível, o browser mostrará um ícone criado a partir da primeira letra do site; e
  • Eles aumentaram o tamanho de alguns textos no flyout do perfil do usuário para facilitar a leitura.

Além destas novidades, uma grande relação de bugs reportados foram corrigidos, dentre eles:

  • A caixa de diálogo enviar feedback não verifica mais os URLs e os endereços de e-mail;
  • Corrigido um bug em que o Microsoft Edge poderia travar após ser acessado por meio de uma sessão de área de trabalho remota;
  • Corrigida uma falha ao navegar de volta para os resultados da pesquisa de histórico;
  • Corrigida uma falha relacionada a dicas de ferramenta que ocorreria em vários cenários diferentes; e
  • Corrigido um problema de formatação visual com o aviso sobre um download de arquivo perigoso.

Antes de update vale lembrar que ele ganhou suporte ao Bing Tradutor, que passou a ser nativo no navegador, contudo, ainda não é funcional para quem usa um idioma diferente do inglês, já que por enquanto ele só traduz página para esse idioma; ganhou ainda um corretor ortográfico e por ai vai.

o que foi sentido falta até o momento?

Continuamos sentindo falta da opção que permita a tradução completa do navegador para nosso idioma (menus, caixa de contexto, etc). Na verdade, não só para o nosso, pois, a Microsoft ainda não liberou a tradução do aplicativo para nenhuma outro idioma que não o inglês. Até já baixei o PT-BR para quando liberar eu já fazer a mudanças, mas por hora, todo o conteúdo do browser só está disponível em inglês.

Gravação de tela mostrando coleções exportando um conjunto de câmeras salvas para um documento do Word.

Por fim, também estamos sentindo falta da liberação da versão Beta. Hoje, só dois canais estão disponíveis para download, que é o DEV e o Canary, ou seja, dois canais com compilações muito experimentais, digamos assim, versões Alpha. Queremos que eles liberem logo a versão Beta, pois, teoricamente ela seria mais estável e assim poderíamos ver mais pessoas “se arriscando” nos testes de modo que isso aceleraria o desenvolvimento do navegador. Ao menos eles liberam as versões de teste para o macOS.

Como obter essa versão do browser?

Para usar o novo Edge é necessário se inscrever no Programa Insider do Microsoft Edge baseado no Chromium e isso pode ser feito clicando aqui. Você não precisa ser um Windows Insider para se tornar um insider do Edge.

Fontes e Direitos Autorais: Alexandre Lima – WindowsTeam.com.br – 16/05/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowsteam.com.br/as-novidades-mais-recentes-do-microsoft-edge-baseado-no-chromium/

Build 2019 – Os principais anúncios apresentados neste mega evento

A Microsoft tive uma lista extensa de diversos anúncios a serem feitos no Build 2019, dentre eles, alguns se destacaram muito mais.


O CEO da Microsoft, Satya Nadella, levou ao palco durante o Build 2019 à conferência da empresa um extenso discurso.

Este ano, a Microsoft apresentou aos desenvolvedores uma ampla gama de anúncios relacionados ao novo Microsoft Edge, Fluent design, e muito mais.

Top 5 announcements from Build 2019

Dentre estes diversos anúncios, alguns merecem um destaque maior, dentre eles:

O novo Microsoft Edge considerado mais privado e produtivo

Ainda relativamente cedo para abordar o desenvolvimento do novo Microsoft Edge construído como base no Chromium, mas algumas características novas já podem ser destacadas para usuários corporativos, um modo do Internet Explorer fará com que o Edge funcione com aplicativos Web herdados e sites de dentro de uma guia borda.

Esta nova versão do Microsoft Edge também terá uma nova forma de controle de como os sites podem rastreá-lo pela Web com três níveis de controles de privacidade.

 

Cortana ainda mais conversacional “falante de uma maneira mais coloquial”

Como os assistentes digitais existem atualmente, interagir com eles pode ser relativamente complicado, exigindo frases e comandos específicos para invocar uma ação, uma a uma. Microsoft está olhando para quebrar esse paradigma, integrando Cortana com nova tecnologia AI conversacional.

O resultado, segunda a Microsoft, será mais interações naturais com Cortana. O assistente digital será capaz de seguir o contexto de uma conversação ao manipular várias consultas e habilidades ao mesmo tempo, interagirando com Cortana possibilitando se sentir estivesse falando com outra pessoa.

Um novo e totalmente remodelado windows terminal “prompt-de-comando”

Windows Terminal

Na minha humilde opinião, este foi o anúncio mais sensacional, que mostra como a Microsoft esta procurando se reinventar, olhando para seu legado como fonte de inspiração para trazer novas possibilidades. Hoje a Microsoft abalou as coisas um pouco, anunciando o novo aplicativo de terminal do Windows.

Definido para lançamento em junho, o novo terminal do Windows permite que você defina temas personalizados, use guias e até mesmo usar emoji. Sim, Emoji. Se você usa o PowerShell, Windows Subsystem para Linux, ou CMD, inserindo comandos via Windows terminal deve revelar-se apenas um pouco mais divertido.

Fontes e Direitos Autorais: Dan Thorp-Lancaster – WindowsCentral.com
Leia na integra: https://www.windowscentral.com/top-5-announcements-microsoft-build-2019

Uma ótima novidade Microsoft Edge agora compatível com o Windows 10 de 32bits

Novo Microsoft Edge rodando em Windows 10 32 bits.


Segundo informações obtidas pelo portal brasileiro WindowsTeam, a próxima versão do Microsoft Edge terá suporte nativa versões do Windows 10 rodando em plataforma 32 bits.


A versão Canary do Microsoft Edge baseado no projeto Chromium foi atualizada para a v. 75.0.133.0. A principal novidade é a chegada do suporte a versões do Windows 10 de 32 bits e baseadas em ARM, além do Windows 7, Windows 8.1 e Mac. E a partir de ontem à noite, a Microsoft finalmente deu o primeiro passo nessa direção.

“Começando com a versão de hoje do Canary (75.0.133.0), você pode agora instalar o preview do Microsoft Edge em 32-bit [PCs]”, tweetou a conta do Microsoft Edge Dev . “Experimente e deixe-nos saber o que você pensa!”

Ontem (18), foi a versão DEV do browser que recebeu seu primeiro update e agora a versão ainda mais experimental foi pra frente com uma novidade que nem nós esperávamos.

Microsoft edge

O update de hoje deixa bem claro que esse novo Edge um dia irá migrar para o Windows 10 no ARM ou mesmo para a Microsoft Store.

Fontes e Direitos: WindowsTeam – https://www.windowsteam.com.br/novo-microsoft-edge-agora-compativel-com-o-windows-10-de-32bits/

Microsoft confirma desativação dos protocolos TLS 1.0 e 1.1 para Microsoft Edge e Internet Explorer em 2020


A Microsoft anunciou no último dia 15 de outubro em seu blog que os protocolos TLS 1.0 e 1.1 no Microsoft Edge e Internet Explorer serão desativados por padrão a partir do primeiro semestre de 2020.

Estas versões do protocolo Transport Layer Security serão desativadas nas versões suportadas dos dois navegadores da empresa, conforme notificação da Microsoft, que também ressalta que 19 de janeiro de 2019 marca o 20º aniversário do TLS 1.0 – versão inaugural do protocolo para criptografia e autenticação de conexões seguras na Web

Nos últimos 20 anos, outras versões do TLS mais avançadas e seguras foram lançadas e o suporte para o TLS 1.3 em uma futura versão do Microsoft Edge já está em desenvolvimento.

Como as versões 1.0 e 1.1 deverão ser depreciadas formalmente pela IETF (Internet Engineering Task Force) no final deste ano, a recomendação é que sites migrem para as versões mais recentes do protocolo o mais rápido possível.

Preparando seus sites e organizações

Dados da SSL Labs mostram que 94% dos sites hoje já suportam o TLS 1.2 e menos de 1% das conexões feitas diariamente no Microsoft Edge usam o TLS 1.0 ou 1.1:

Microsoft desativará o TLS 1.0 e 1.1 no Microsoft Edge e Internet Explorer em 2020A Microsoft optou por anunciar bem antes que desativará o TLS 1.0 e 1.1 no Microsoft Edge e Internet Explorer para que os sites que ainda fazem uso destas versões tenham tempo suficiente para se preparar e fazer o upgrade para a versão 1.2 ou 1.3.

Esta mudança segue os semelhantes anúncios feitos pela Apple, Google e Mozilla, suporte mais seguro, suporte com melhor performance, conexões seguras, ajudando a avançar uma experiência de navegação mais segura para todos.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft – Windows.blog – 15/10/2018 –  https://blogs.windows.com/msedgedev/2018/10/15/modernizing-tls-edge-ie11/#yItMJIZHSkMwOiY3.97

Nova atualização para Windows 10 conhecida como RedStone 5 será lançada em outubro

Codinome Redstone 5 definido para nova atualização do Windows 10, estará disponível a partir do mês de outubro, conforme informações divulgadas pela Microsoft.


A Microsoft divulgou na feira de tecnologia IFA, em Berlim, na Alemanha a data da próxima atualização do Windows 10, da Microsoft, chegará: 28 de outubro de 2018. Entretanto, espera-se que esta seja uma grande coleção de melhorias e atualizações, em vez de quaisquer novos recursos inovadores.

A Microsoft anunciou a data na última sexta-feira (31/8) durante o evento, onde a empresa também continuou sua tradição de destacar as novidades de hardware dos seus parceiros.

O ciclo de construção de atualização de outubro de 2018, também conhecido como Redstone 5, está se encerrando. Embora não se saiba qual será a versão final, a Microsoft geralmente emite várias rodadas de correções de bugs antes de decidir por uma versão “final” para liberar aos consumidores. É nesta fase que a empresa está agora.

A data que os consumidores receberão a atualização é desconhecida. A Microsoft originalmente lançou a versão “final” da sua atualização mais recente do Windows 10 em 10 de abril de 2018. À época, descobriu bugs que levaram a eventual liberação para o último dia possível, 30 de abril.

Normalmente, os Windows Insiders recebem a compilação “final” um pouco antes. É provável que a Microsoft promova a próxima grande atualização para Insiders para testes finais em meados de setembro. Isso daria à Microsoft várias semanas para analisar seus dados de telemetria e decidir se sua versão “final” é, de fato, definitiva.

Fontes e Direitos Autorais: Mark Hachman, da PCWorld (EUA) – 03/09/2018.

Windows Admin Center Preview v1808 disponível


A Microsoft publicou em seu blog algumas novidades sobre o Windows Admin Center Preview v1808, disponibilizado nesta semana para os participantes do Windows Insider Program e do Windows Insider Program for Business.

Caso você ainda não o conheça, o Admin Center (ex-Project Honolulu) é uma experiência flexível e instalada localmente que possibilita o gerenciamento do Windows Server usando o navegador, através desta nova plataforma de gerenciamento da Microsoft, você terá a possibilidade de substituir diversas soluções de gerenciamento e configuração, como snap-ins do Microsoft Management Console, o Server Manager do Windows Server, o Gerenciador de Tarefas, entre outras possíveis soluções nativas ou de terceiros.

Há Microsoft informa que está implementando uma nova infraestrutura para suportar futuros cenários de gerenciamento e para melhorar a experiência com cenários híbridos do Azure Site Recovery e Azure Update Management.

Outra grande novidade, se relaciona com as configurações de servidor, como variáveis de ambiente, área de trabalho remota e configurações de RBAC (Role-based access control), esta a partir deste preview disponíveis como uma ferramenta separada na lista de ferramentas do gerenciador do servidor no Admin Center Preview.

As configurações do host para o Hyper-V também estão disponíveis em servidores “standalone” e clusters Hyper-V habilitado, incluindo também que as configurações do host para o Hyper-V em um cluster possam realizar mudanças de configurações em todos os nós ao mesmo tempo sem necessitar de qualquer tipo de configuração individual.

Em relação aos recursos de Máquinas Virtuais, o Windows Admin Center Preview v1808, possui agora uma uma nova seção com opções de segurança para as VMs:

Novidades no Windows Admin Center Preview v1808

O Windows Admin Center Preview v1808 apresenta uma nova ferramenta Apps & Features, que permite que os administradores gerenciem remotamente componentes instalados no Windows.

Durante a conexão a um cliente com Windows 10, a ferramenta carregará os aplicativos instalados (Microsoft Store e Win32) e recursos que podem ser habilitados/desabilitados. Durante a conexão a um servidor, você verá apenas os aplicativos:

Winadc 1808 02
Lista de aplicativos catalogados pelo Admin Center.

A ferramenta pode ser instalada a partir da lista de extensões disponíveis no gerenciador de extensões.

Além das novidades mencionadas acima, esta versão Preview traz versões atualizadas de algumas ferramentas como o Agendador de Tarefas, melhorias no suporte para o compartilhamento de arquivos, entre outros ajustes.

Para saber mais sobre as novidades apresentadas neste novo preview, acesse: https://blogs.windows.com/windowsexperience/2018/08/14/announcing-windows-admin-center-preview-1808/#IafcvibYoKufKGG0.97

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft – https://docs.microsoft.com/en-us/windows-server/manage/windows-admin-center/understand/what-is

Microsoft adquire PlayFab, fornecedora de serviços de backend para jogos em na nuvem


No final do mês de janeiro a Microsoft realizou a compra e aquisição da empresa PlayFab,  fornecedora de plataforma de serviços backend para construir, desenvolver e lançar jogos conectados à nuvem, conforme anúncio feito por Kareem Choudhry.

Como Satya Nadella, nosso CEO, observou na reunião anual de acionistas: “Estamos nos mobilizando para seguir nossa ampla oportunidade em um mercado de mais de 100 bilhões de jogos. Isso significa ampliar nossa abordagem sobre como pensamos os jogos de ponta a ponta, como começá-los e a maneira que estão sendo criados e distribuídos, e como são jogados e visualizados.”

Mais de 1 bilhão de pessoas jogam videogame, alimentando uma indústria próspera cujo ecossistema está evoluindo e crescendo rapidamente. Muitos setores estão mudando para a nuvem inteligente, e essa tendência é verdadeira também na área de jogos. Isso significa que um número crescente de desenvolvedores procura criar jogos conectados para dispositivos móveis, PCs e consoles, que tenham ênfase nas operações pós-lançamento. No entanto, o custo e a complexidade de alcançar esse resultado por meio de ferramentas e tecnologias personalizadas do servidor são altas, e a PlayFab oferece aos desenvolvedores um modelo atraente que varia naturalmente com os jogadores de seus games.

Os serviços de backend da PlayFab reduzem as barreiras do lançamento para os desenvolvedores de jogos, oferecendo soluções de desenvolvimento com bom custo-benefício para estúdios grandes e pequenos, que escalam seus jogos e os ajudam a engajar, reter e rentabilizar os jogadores. A PlayFab permite que os desenvolvedores usem a nuvem inteligente para criar e operar jogos, analisar dados e melhorar as experiências gerais dos títulos.

A plataforma PlayFab é um complemento natural do Azure para jogos (Visite azure.com/gaming para mais informações). O Azure, disponível localmente em 42 regiões em todo o mundo, fornece infraestrutura de servidores de primeira linha, permitindo que os criadores se concentrem na construção de ótimos jogos com alcance global. Para os jogadores, isso leva a um grau de inovação mais alto e rápido, além de melhores experiências.

Incorporar a experiência da PlayFab, a crescente rede de desenvolvedores de jogos e a poderosa plataforma de jogo como serviço em nossa oferta de produtos é um passo importante para os jogos na Microsoft. A PlayFab atendeu mais de 700 milhões de jogadores e atualmente abriga mais de 1.200 jogos de empresas como Disney, Rovio e Atari. Sua plataforma de jogos inclui alguns dos títulos mais proeminentes do setor, como “Idle Miner Tycoon”, “Angry Birds: Seasons” e “Roller Coaster Tycoon Touch”.

Juntos, o Azure e a PlayFab vão liberar ainda mais o poder da nuvem inteligente para o setor de jogos, permitindo que os desenvolvedores e gamers apreciem em todo o mundo.”

As ferramentas da PlayFab são projetadas para ser usadas por desenvolvedores de jogos em todas as plataformas (móveis, PC e console). Essa aquisição amplia os investimentos e o trabalho que fizemos no Microsoft Azure para fornecer uma plataforma de nuvem de primeira linha para o setor de jogos.

Microsoft anuncia a compra da PlayFabPara mais informações sobre a PlayFab, acesse um post no blog de James Gwertzman, CEO e co-fundador.

Fontes e Direitos Autorais: 

Microsoft Virtual Academy – Novo treinamento sobre noções básicas do Windows Server 2016


Nos últimos dias a Microsoft adicionou a sua biblioteca de cursos on-line disponibilizados no Microsoft Virtual Academy, um novo curso dedicado exclusivamente ao Windows Server 2016, trata-se do curso de Noções Básicas, focado em profissionais, estudantes e entusiastas que querem conhecer um pouco mais sobre o sistema operacional da Microsoft utilizado em servidores.

A Microsoft Virtual Academy (ou MVA) oferece treinamento online da Microsoft realizado por especialistas para ajudar os tecnólogos a aprender constantemente, com centenas de cursos em múltiplos idiomas. A MVA é gratuita e o serviço inteiro é hospedado no Microsoft Azure. Além dos treinamentos, ela também oferece para download diversos ebooks gratuitos.

O treinamento é dividido em seis módulos que apresentam a versão 2016 do Windows Server, que foi lançada em setembro de 2016 durante a conferência Ignite e disponibilizada oficialmente em outubro do mesmo ano.

O Treinamento

O primeiro módulo centra-se na instalação do novo sistema operacional e na comparação da funcionalidade de diferentes versões.

No segundo módulo, são apresentadas as novas funções na área de identidade. O terceiro módulo apresenta os novos recursos da rede.

O módulo 4 fornece uma visão geral dos novos recursos e melhorias na memória. No quinto módulo, são apresentadas as novas funções no campo da virtualização. Após uma pequena introdução ao Hyper-V, também é mostrado como criar e configurar máquinas virtuais.

No último módulo, a Microsoft aborda os contêineres que fornecem uma extensão da virtualização.

Treinamento gratuito: Noções básicas sobre o Windows Server 2016
O treinamento é dividido em seis módulos que apresentam a versão 2016 do Windows Server, que foi lançada em setembro de 2016 durante a conferência Ignite e disponibilizada oficialmente em outubro do mesmo ano

Módulos do treinamento gratuito Noções básicas sobre o Windows Server 2016:

01 | Introdução ao Windows Server 2016
O primeiro módulo se concentra na instalação do novo sistema operacional e na comparação da funcionalidade de diferentes versões.

02 | Serviços de diretório do Windows Server 2016
No segundo módulo, são apresentadas as novas funções no campo da identidade.

03 | Serviços de rede no Windows Server 2016
No terceiro módulo você receberá uma introdução às novas funções na rede.

04 | Soluções de armazenamento do Windows Server 2016
Este módulo fornece uma visão geral dos novos recursos e melhorias de memória.

05 | Virtualização do Windows Server 2016
No quinto módulo são apresentadas as novas funções no campo da virtualização.

06 | Windows Server 2016 Container Basics
O último módulo tem como foco os contêineres.

Para maiores informações e acesso ao treinamento clique aqui.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com – 05/02/2018.

Microsoft apresenta o Windows Desktop Application Program, sua nova ferramenta de análise para desenvolvedores


A Microsoft apresentou no último dia 23 o Windows Desktop Application Program, uma nova ferramenta online de análise voltada para desenvolvedores. Com ela os desenvolvedores podem visualizar e analisar detalhes sobre a performance de seus aplicativos, ocorrência de falhas, popularidade com os usuários e mais.

De posse dos dados obtidos pela ferramenta os desenvolvedores também podem monitorar e priorizar correções e monitorar a distribuição dos aplicativos. Os desenvolvedores interessados no Windows Desktop Application Program podem fazer o login com uma conta da Microsoft e registar seus certificados.

Desenvolvedores que já possuem uma conta no Windows Dev Center podem optar pelo acesso ao programa acessando a página Programs nas configurações da conta.

Mais detalhes, incluindo um vídeo que oferece uma visão geral da ferramenta, podem ser encontrados no post com o anúncio da Microsoft:

Microsoft anuncia o Windows Desktop Application Program, sua nova ferramenta para desenvolvedores


Fontes e Direitos Autorais: 23/01/2018 – Windows Blog –
https://blogs.windows.com/buildingapps/2018/01/23/introducing-windows-desktop-program-desktop-application-analytics/#KQ6MPa29QL8XEJsx.97