Microsoft anuncia a realização da Build Conference para os dias 06 e 08 de Maio


Agora é oficial!

A Microsoft anunciou que seu grande evento o Build Developer Conference realizada anualmente será mais uma vez no mês de Maio especificamente nos dia 6, 7 e 8 em Seattle – Estados Unidos.

Da mesma maneira que ocorreu em 2018, os dias de realização do Build serão bem próximas aos dias que a Google Developer será realizada, marcada também para o mês de Maio, nos dias 7, 8 e 9.


Presidente Mundial da Microsoft Satya Nadella na abertura do Build Developer Conference 2018.

Espera-se que o Build 2019 tenha mais conversas da Microsoft sobre oportunidades de desenvolvedores usando o Azure e o Windows. Os rumores também sugerem que a Microsoft vai finalmente falar mais sobre o Windows Core OS, e pode até mesmo tirar os envoltórios da Microsoft próximos ao Windows Lite OS.

As inscrições para este grandioso evento se iniciando no dia 27 de Fevereiro, através do link –  Registration for Build 2019.

Fontes e Direitos Autorais: Windows Central – Zac Bowden – 06/02/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowscentral.com/microsoft-announces-build-developer-conference-may-6-8

Anúncios

Microsoft anuncia modo escuro no OneNote e melhorias na navegação


O OneNote é um programa de anotações incrivelmente popular da Microsoft que é usado por milhões de clientes em todo o mundo. Enquanto o OneNote apresenta uma variedade de ferramentas como a capacidade de desenhar, o mesmo ainda não se sente uma ferramenta  unificada ou até mesmo integrado com o sistema operacional de um certo modo.

Repare no seguinte cenário, observe que sempre ao acessar o OneNote, o mesmo apresenta um ambiente totalmente brilhante, isso ao longo do seu uso, pode tornar seu usabilidade um pouco cansativa, e não só isso, este brilho pode gerar possível danos as nossas retinas.

Desta maneira, o aplicativo é sempre incrivelmente brilhante, não importa se o seu sistema operacional é personalizado para ir fácil sobre os olhos. Felizmente, isso está prestes a mudar muito em breve.

De acordo com um relatório da aggiornamenti Lumia, a Microsoft está adicionando um tema escuro para o OneNote em seus próximas atualizações. Não é claro quando esse recurso será liberado, mas parece que ele já está rolando para um seleto grupo de insiders do Windows na atual fase de testes.

A Figura 1 abaixo ilustre o OneNote em modo escuro (Dark Mode):Figura 1 – Visual do OneNote em uso apresentando o Dark Mode.

Além do modo escuro, o OneNote parece estar recebendo navegação melhorada. Segundo o Vice-Presidente da Microsoft Laura Buttler informou em uma nota: “um novo conjunto de aprimoramentos foram adicionados, permitindo assim estabelecer a navegação melhorada”,  outros indícios destes possíveis aprimoramentos também foi encontrar em imagens recentes publicadas no Twitter.

Esperemos que as alterações irão tornar o OneNote ainda mais fácil de usar,  o qual está disponível em uma variedade de plataformas do Windows para o Mac, por isso é uma ferramenta bastante versátil.

Fonte e Direitos Autorais: Windows Central – Asher Madan  – 06/02/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowscentral.com/onenote-gets-dark-mode-and-improved-navigation-soon

Novos emojis adicionados ao Windows incluem representação de acessibilidade, flamingos e gesto de beliscar


Após longa espera a Microsoft adicionou novos emojis ao sistema operacional Windows. Nos últimos meses diversos usuários realizaram solicitações a Microsoft para que estas pequenas representações de sentimentos, expressões, e emoções fossem incluídas ao atual conjunto de “carinhas e símbolos” já existentes.

Desde a ascensão dos smartphones, os emojis deram aos usuários a capacidade de se expressarem de várias maneiras. Seja capturando as emoções ou descrevendo quem são, os emojis nos ajudam a fazer isso através de mensagens de texto e tweets.

Enquanto há um monte de emojis que atendem a um grande público, alguns grupos e culturas foram deixados de fora. Felizmente, isso está prestes a mudar de uma forma significativa em 2019.

De acordo com um relatório de Emojipedia, “a lista final do emoji para 2019 foi aprovada agora pelo consórcio de Unicode e inclui um total de 230 emojis novos que vêm às plataformas principais este ano.” Esta decisão inclui “adições previamente solicitadas, como um Flamingo, Otter, cão guia… Waffle, templo hindu, Sari, preguiça e mate. “no entanto, a maior mudança tem de ser a acessibilidade.

Os emojis como próteses, aparelhos auditivos, cadeiras de rodas e outros farão parte dessa expansão, a qual representam justamente falta uma simbolização relacionada com este grupo importante e diversificado.

Você pode ver todos os novos emojis na Figura 1 abaixo:

Figura 1 – Relação completa dos 230 novos emojis adicionados.

Novos emojis virão para iOS, Android, Windows, vários mensageiros como o WhatsApp, e plataformas Web como Twitter e Facebook em todo 2019. No entanto, tenha em mente que sua aparência e datas de lançamento irá variar de plataforma para plataforma. Isso pode causar alguns problemas se, por exemplo, um dispositivo iOS recebe esses emojis antes do Android.

Esperemos que no futuro ainda mais grupos, culturas e religiões possam ser representados em emojis. O vídeo abaixo apresenta de uma maneira animada e dinâmica a inclusão destes novos amiguinhos:

Além disso, se você sente que um Emoji em particular deve ser incluído, entre em contato consórcio de Unicode, apresentando uma proposta descrevendo o motivo e principalmente a importância deste “novo possível emoji” ser adicionado.

Fontes e Direitos Autorais: Windows Central – Asher Madan – 06/02/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowscentral.com/new-emojis-coming-windows-include-accessibility-representation-flamingos-pinching-gesture-and-more

Retrospectiva 2018 – Um ano muito diferente na minha vida


Alô você, boa noite…

Tudo bem? Eu estou bem, mesmo após estes últimos dias de comilança (“Festas de final de ano sempre abusamos um pouco.”).

Pois bem, este não um post dedicado a tecnologias ou produtos da Microsoft, ao contrário, a muito tempo venho pensando e criando coragem para elaborar um post que conte um pouco do meu trabalho, das minhas atividades acadêmicas e profissionais, como também da minha correria como MVP e MIE Expert nas ações e atividades promovidas pela Microsoft que eu estou sempre envolvido.

Introdução

Atribui o título de Retrospectiva, mas não sei bem se este post pode ser chamado ou intitulado desta forma, mesmo assim, vou dividir e até mesmo compartilhar com vocês minha rotina realizada nos 365 que se decorreram ao longo deste ano de 2018, sabendo que o ano ainda não acabou e que alguma coisa de diferente pode acontecer, sei que você que esta neste momento lendo este post entende e compreende o que estou dizendo.

De uma forma bastante simples, vou destacar mês a mês os posts aqui compartilhados, os eventos presenciais e online que participei (alias se eu for participar de todos que recebo convite, teria que se multiplicar em três ou quatros, sinceramente falando melhor são, pois um só já é bastante chato….kkkkkkk), palestras, atividades diárias nos fóruns MSDN e TechNet, Participação Mensal no Gallery TechNet, Participação Semanal no SQLServerCentral.com, bancas de TCCs e TGs, entre demais momentos que possa julgar importante.

2018 chegou e já passou, 2019 esta pedindo passagem…

Então, vamos lá, espero que de alguma forma você possa se sentir parte da minha vida no decorrer deste post, além de uma pequeno história do que aconteceu em cada mês, vou destacar os principais posts publicados no meu blog, como também os scripts que foram disponibilizados no Gallery TechNet e outras ações de destaque em outras mídias sociais, blogs e portais de tecnologia:

Janeiro

Começo de ano não é fácil, entrar novamente na rotina, se organizar após a festas de natal e ano novo é sempre complicado, mas em 2018 tudo começou bem cedo, compra dos uniformes escolares, materiais para volta as aulas, logicamente o aniversário da minha pequena Fernanda e sua nova oportunidade profissional, este foi um mês que mudou o decorrer do 2018.

Claro que não foi somente isso, pude descansar muito, voltar a ficar 30 dias em casa após o ano de 2017 de grandes mudanças profissionais, impactos financeiros e principalmente voltar a colocar minha consultoria de volta aos trabalhos foi bastante desgastante, conflitante e temoroso, mas a vida tem que continuar e já no segundo dia de 2018 publiquei o primeiro post do ano que me trouxe uma nova oportunidade de mostrar o meu trabalho.

Destaques:

#19 – Para que serve

Dica do Mês – SQL Setup ToolSuite Introduction

Microsoft SQL Server – Audit Events – Ocorrência de Restore Database

Microsoft SQL Server – Audit Events – Ocorrência de Backup Database

Fevereiro

Segundo mês do ano, voltamos ao trabalho, novas turmas, novos alunos, novos desafios e com ele sempre algumas mudanças, dentre elas o desafio de lecionar um pouco sobre IoT e principalmente Arduino (plaquinha danada de boa, mas que eu levei um tempinho para conhecer), tirando um pouco da tensão por trabalhar com este conteúdo, outro grande obstáculo a ser superado era a ideia de organizar um evento voltado para IoT na Fatec São Roque, evento que no mês de Junho você vai saber como foi.

Não posso deixar de citar o aniversário da minha pequena Malú.

Destaques:

Material de Apoio – Fevereiro 2018

Microsoft SQL Server – Audit Events – Find Errors for Sort Warnings

Microsoft SQL Server – Audit Events – Find Errors for Missing Column Statistics

Short Scripts – Fevereiro 2018 – Transaction Log

Março

Legal, chegamos no primeiro trimestre de 2018, agora sim o ano esta começando pois o carnaval acabou e com ele os “brasileiros” começam a pensar de verdade no que vão fazer no resto do ano (este não é o meu pensamento, mas sim um fato que a cada ano fica mais evidente), deixando um pouco de demagogia e até crítica de lado, um novo desafio se apresentava no decorrer deste mês, como aumentar ainda mais a audiência e visitação do meu blog que estava passando por um momento de turbulências, foi então que no dia 01/03 resolvi “ressuscitar” a antiga sessão que estava bastante esquecida no meu blog denominada Script Challenge (uma similaridade a sessões já existentes em outros blogs dedicados ao Microsoft SQL Server).

Estava também esperançoso para retornar ao mestrado, mais isso não aconteceu da forma que eu esperava, sendo assim, decidi voltar a me dedicar ao meu blog e tentar reconquistar novos seguidores em minhas redes sociais.

Essa não foi uma tarefa muito fácil, definir um novo formato, abordagem e até mesmo algo que trouxe-se mais visitantes ao blog sem conflitar com as sessões já existentes tomou um pouco do meu tempo, mas no final das contas de seu certo e no decorrer de 2018 outros posts desta mesma sessão foram publicados e em 2019 serão mais ainda.

O mês de março já estava acabando, parecia que tudo esta tranquilo, mas um situação bem fora do comum se apresentou, recebi informações da possível existência de um farsante como usuário dos fóruns do MSDN e TechNet aqui Brasil, e neste caso eu como moderador era responsável em tentar evidenciar e reportar o fato, foi então um momento muito incomum, contatar o profissionais da Microsoft localizados em Redmond em conjunto com meu MVP Leader Glauter Januzzi afim de monitorar este usuário, situação que somente no final deste ano conseguimos resolver.

Destaques:

Script Challenge – 13 – A resposta….

Dica do Mês – Microsoft SQL Server 2017 – SQL Graph Databases

Microsoft SQL Server – Audit Events – Identifying File Shrink Events

Microsoft SQL Server – Audit Events – Auto Database Growth Information

Abril

Mês um pouco mais de tensão e receios, este é o mês que passo pelo processo de análise e renovaçã anual como MVP, todas as minhas contribuições nos últimos 12 meses são sumarizadas, computadas, analisadas e principalmente ponderadas para que estabelecer um mínimo de relevância no meu trabalho que me permita ou não ser novamente reconhecido como MVP, mas esta história eu lhe como mais no mês de Julho, o que posso lhe dizer que entre Maio de 2017 e Abril de 2018 moderei mais de 8.700 dúvidas e posts publicados nos fóruns de SQL Server no Brasil.

Outro momento importante neste primeiro quartil do ano de 2018, foi a publicação de mais uma questão minha no maior portal dedicado ao Microsoft SQL Server, o SQLServerCentral.Com, em sua sessão QotD – Question of the Day, contendo um total de 666 visualizações e respostas.

Além disso, participei presencial do MVP.Conf, primeira conferência nacional dos MVPs da Microsoft realizada em São Paulo, tive a honra de levar os alunos da Etec São Roque neste evento, foi a maior caravana de estudantes presentes, um momento muito marcante na minha vida acadêmica.

Estava me esquecendo de destacar o aniversário da minha mãe (ela merece um post exclusivo por ter me aguentado em seu ventre) e o meu no dia 28.

Destaques:

Material de Apoio – Abril 2018

#20 – Para que serve

Microsoft libera Cumulative Update #6 para SQL Server 2017 RTM

Dica do Mês – SQL Operations Studio – View as Chart

Microsoft SQL Server – Audit Events – Adding and Finding Auto Statistics

Microsoft SQL Server – Audit Events – Find Errors for Missing Join Predicates

Manage the suspect_pages Table on SQL Sever 2017

Maio

O mês de maio foi bastante tranquilo, já começamos a se organizar para o final do semestre, este foi um período de 2018 que mais me deparei com demandas profissionais, foi um momento que tive a oportunidade de atender clientes em três localidades distantes ao mesmo tempo: Rio Grande do Sul, Bahia e Paraná isso me representou uma grande oportunidade e satisfação em poder demonstrar o meu trabalho em localidades geograficamente distantes da minha localidade.

Mas nem todos os momentos foram de alegria, neste mês me deparei com uma situação que a muito anos não vivenciava, o quanto algumas “pessoas” podem ser tão desonestas, a devido a uma situação que não vou detalhar mas que marcou muito que mudei brutalmente a minha forma de negociação e prestação de serviços, e não somente isso, me fez tomar a decisão de novamente interromper minhas atividades de consultoria na área de banco de dados para um período, fui buscar me aperfeiçoar, amadurecer profissionalmente como um empreendedor e dono do seu próprio negócio, mas nada de buscar ajuda do Sebrae ou algo parecido, fui na verdade conversar com pessoas que possuem seus próprios negócios aqui em São Roque para entender como eles sobrevivem, posso dizer que foi um momento de grande aprendizado.

A primeira decisão após este período sabático, mudar o nome fantasia da minha empresa, deixando de chamar Jr-Softwares para se tornar Galvão Tecnologia, momento de muito temor pois mudar o nome ou razão social não é tão simples.

Destaques:

Short Scripts – Maio 2018

Microsoft disponibiliza atualização cumulativa 7 para o Microsoft SQL Server 2017

#21 – Para que serve

Microsoft SQL Server 2016 SP2 – Atualização Cumulativa 1 disponível

Page considered Suspect in SQL Server 2017

Microsoft SQL Server – TempDB – Number of Reads and Writes

Microsoft SQL Server – TempDB – Monitoring space used by queries

Junho

Agora sim, estamos na metade do ano, 2018 esta voando, passando rápido, você se lembra que no mês de Fevereiro eu havia comentado do evento que estava ajudando a idealizar e organizar, pois bem, ele de fato aconteceu, o chamado 1º Encontro Tecnológico de Internet das Coisas foi devidamente no dia 26/06 com a presença de diversos profissionais de tecnologia da região.

Uma nova conquista também me foi conferida no decorrer do mês de Junho, a publicação de um Script de minha autoria no portal SQLServerCentral.com em sua sessão Scripts, honra e reconhecimento que aconteceu novamente no mês de Julho com um outro Script que me permitiu aprender muito.

Destaques:

Windows 10 IoT Core Services, nova versão do Windows 10 para dispositivos inteligentes

Material de Apoio – Junho 2018

Script Challenge – 2018 – Post 14

Entering random data into a table

Microsoft SQL Server-Comparative between sparse column and non-sparse column

Microsoft SQL Server – Identificar relacionamento lógico de registros em tabelas

Julho

Estamos virando a chave do ano, entramos na segunda metade de 2018, dois trimestres já se passaram, mês que me permitiu comemorar mais um reconhecimento como MVP sendo esta a minha décima primeira renovação anual consecutiva, meu décima segundo ano no programa como MVP e a partir desta renovação o MVP de Data Platform mais antigo do Brasil.

Continuando neste mês de conquistas, tive o prazer de compor as bancas de professores avaliadores dos trabalhos de graduação dos alunos do curso de Sistemas de Informação para Internet da Fatec São Roque.

Com destacado no mês de Junho, tive o reconhecimento de ter um novo Script de minha autoria publicado no SQLServerCentral.com, script que me possibilitou a troca de conhecimento com um dos maiores profissionais de banco de dados relacional do mundo Jeff Moden , agradeço muito a ele pela oportunidade de aprender.

Destaques:

Windows Server 2019 Preview build 17709 disponível para download

Microsoft SQL Server 2017 Cumulative Update 9 disponível

Dica do Mês – Ocultando uma instância em execução do Microsoft SQL Server

Microsoft SQL Server-Creating an annual calendar with holidays

Microsoft SQL Server-Identifying indexes that present duplicate columns

User Stored Procedure for Backup of user databases

Agosto

Meu deus, o segundo semestre chegou, este é o segundo quartil do ano, estamos próximos de terceiro trimestre de 2018, e como de costume mais um desafio é colocado na minha vida, voltar a lecionar uma das disciplinas que eu não trabalhava desde 2012 conhecida por muitos como Sistemas Operacionais, mas que para o Centro Paulo Paulo no curso de sistemas para internet é denominada Servidores e seus Sistemas Operacionais, tive que voltar a estudar, lêr os bons e tradicionais livres de Andrew Stuart Tanenbaum.

Não somente isso, voltar a estudar e praticar a administração de servidores Windows Server algo que eu sempre faço, mas o desafio era trabalhar de forma prática com Suse Linux, RedHat e Ubuntu, olha foram manhã de muito estudo e práticas para conseguir entregar algo de qualidade para meus pupilos, acredito ter feito da melhor forma possível.

Por outro lado, agreguei em minha coleção de disciplinas novas, um dedicada a área de gestão e negócios que esta totalmente relacionada com Banco de Dados, disciplina que mistura dado, informação, conhecimento e tomada de decisão com as possibilidades que as empresas podem ter a partir do momento que fazem uso de um banco de dados relacional e evoluem para um Data Warehouse.

Passado alguns dias, uma boa notícia, havia sido escolhido para a disciplina de Introdução a Criptografia no Mestrado da UFSCar em Sorocaba, mas devido a questões particulares tomei a decisão de não dar continuidade ao mestrado em 2018 e buscar uma nova oportunidade em outra instituição em 2019.

Um momento muito especial neste mês de agosto, foi a oportunidade de bater um papo com o MVP Leader Glauter Januzzi em umas das suas ações com líder dos MVPs, foi um momento impar e totalmente diferente, como também, poder fazer parte das ações de tradução de produtos da Microsoft, ação que eu já havia participado nos anos de 2008, 2009 e 2010, mas que agora tinha um objetivo diferente.

Outro momento muito importante que vivenciei no dia 03/08 a oportunidade de ter participado da Bienal do Livro em conjunto com minha esposa Fernanda, e conhecer alguns dos maiores nomes do Time de Hacking e Stem da Microsoft Corporation que estavam presentes nos estandes da Microsoft na Bienal.

Para fechar o mês, mais um reconhecido a fim conferido e ofertado pela Microsoft, agora na área de Educação, pelo segundo ano seguido foi nomeado MIE Expert – Microsoft Innovative Educator Expert for 2018-2019, prêmio me permitiu ter um engajamento ainda maior na área acadêmica.

Destaques:

Material de Apoio – Agosto 2018

#22 – Para que serve

Microsoft SQL Server 2017 – Cumulative Update 10

Windows Admin Center Preview v1808 disponível

Microsoft SQL Server-transaction relationship using Transaction Log

Microsoft SQL Server – Diferença básica entre operadores Rollup e Cube

Setembro

O mês de setembro, acredito que tenha sido o mais diferente do todos os outros que havia se passado em 2018, voltei a participar das reuniões mensais de MVPs realizadas pelo Glauter Januzzi, reuniões que também participei em Outubro, Novembro e Dezembro.

Tive a oportunidade de ter o meu nome destacou em neste reunião com um curador e mantenedor dos fóruns nacionais de SQL Server tanto no MSDN e TechNet, como também, me destaquei como um dos principais MVPs envolvidos no projeto de localização e tradução do termos, frases e palavras para os novos produtos da Microsoft.

Por fim no dia 06 o aniversário do Edu e no dia 28 do João Pedro, ambos meus “pequenos” garotos.

Destaques:

Short Scripts – Setembro 2018

Microsoft oficializa a disponibilidade geral do novo Office 2019

Microsoft SQL Server Data Tools v15.8.1 para Visual Studio 2017 liberado para download

Microsoft SQL Server – Informações sobre a execução de Jobs e Steps

Microsoft SQL Server – Obtendo o histórico de execução de jobs

Outubro

Segundo quartil de 2018 se apresenta, nele continuo minha caminhada semanal de respostas e moderadores de perguntas e dúvidas aplicadas no decorrer do ano nos fóruns MSDN e TechNet Brasil dedicados ao Microsoft SQL Server, ainda mais agora com esta responsabilidade de ser um curador ou mantenedor destas plataformas, atividade que tento fazer quase que diariamente mas requer tempo, cuidado e muito sensatez para diferenciar a dúvida da profanação.

Algo um pouco fora do comum acontece neste período, recebo solicitação de alguns participantes dos Fóruns para indicação como futuros novos MVPs, uma situação bastante fora do comum e até mesmo difícil de se resolver, mas como de costume deixou bem claro que não faço indicações pois cabe a própria Microsoft identificar seus futuros representantes.

Uma outra situação que também se apresenta neste mesmo momento, é a confirmação de um usuário dos fóruns brasileiros forjando a postagens de dúvidas e respostas, ou seja, ele mesmo postava e respondia com outro perfil somente para aumentar sua pontuação e se tornar líder no ranking, situação que como eu destaquei no mês de Março, deu muito trabalho mais conseguimos comprovar que era um mal elemento.

Fora tudo isso, tive a oportunidade de realizar a única palestra presencial de 2018 na 6ª Semana da Tecnologia da Fatec São Roque, com o tema: Introdução ao Data Mining aplicado em Business para Commerce, como também, a satisfação de conhecer pessoal dois grandes profissionais conhecedores de MongoDB: Leandro Domingues e Jhonatan de Souza Soares.

Para fechar o mês publico mais uma questão do dia para o SQLServerCentral.com, esta que até o presente momento ainda não foi publicada.

Destaques:

Microsoft divulga a disponibilidade do novo Microsoft Windows Server 2019

Microsoft Hyper-V Server 2019 disponível

Script Challenge – 14 – A resposta….

Microsoft confirma desativação dos protocolos TLS 1.0 e 1.1 para Microsoft Edge e Internet Explorer em 2020

Dica do Mês – Comando Restore Database Page – Restaurando páginas de dados de uma tabela no Microsoft SQL Server

Material de Apoio – Outubro 2018

Microsoft SQL Server – Identificando as querys com maior média de consumo de CPU

Microsoft SQL Server – Identificando o consumo de CPU por Banco de Dados

Novembro

Penúltimo mês de 2018 se apresentando para fazer parte desta história, em novembro tive a oportunidade de participar nos dia 19/11 e 28/11 das bancas de avaliação dos Trabalhos de Conclusão do Curso dos alunos da Etec São Roque, momento muito especial vivido no dia 28/11 na Câmara dos Vereadores de São Roque.

Por outro lado, foi no mês de novembro que alguns sustos e medos se apresentaram, minha esposa Fernanda teve alguns problemas de saúde se agravando, consultas com Neurologista, Ginecologista foram necessárias mas graças a deus tudo correu bem e no mês de dezembro tivemos boas notícias.

O final de semestre se aproximando e com ele o final de ano, a correria começando a aumentar devido aos prazos finais de para conclusão de notas, faltas, correção de provas, trabalhos, bancas de tccs e mais um evento a ser realizado na Fatec São Roque o qual eu estava totalmente envolvido.

No finalzinho do mês, passado alguns meses desde a última consultoria, decido retornar a minhas atividades de consultor, atualizo minhas apresentações, portfólio, página da minha empresa, cadastrados nos websites do governo, coloco novamente no ar a Galvão Tecnologia e passado dois ou três dias meu telefone particular toca, e um novo cliente se apresenta.

Destaques:

Próximas versões do Windows 10 poderão ter os codinomes Vanadium e Vibranium

Nova versão do Kit de Desenvolvimento Quântico da Microsoft

Microsoft SQL Server 2019 Preview 2.1 liberado

Short Scripts – Novembro 2018

Microsoft SQL Server 2014 SP3 liberado para download

Microsoft SQL Server – Identificando as contas que estão executando os serviços

Microsoft SQL Server – Monitorando os serviços através da XP_ServiceControl

Dezembro

E ai chegamos no último mês de 2018, último trimestre, último quartil, últimos 31 dias de um ano totalmente diferente dos demais 37 que eu já havia vivido, um ano totalmente dedicado aos estudos, tanto profissionais, acadêmicos, mas principalmente pessoais e espirituais.

Os primeiros 15 dias de dezembro foram muito, mas muito intensos, final de semestre chegou, tinha mais de 120 provas, trabalhos, listas de exercícios para serem corrigidos, terem suas notas validadas e lançadas, 21 bancas de trabalho de graduação para serem assistidas, bem como, o evento que encerrava uma das minhas disciplinas, aquela que eu comecei em 2018 e me dedicar mais afinco que envolvia IoT.

Pois bem, no dia 08/12 em conjunto com meus alunos do 4º Semestre de Sistemas para Internet, realizado o 2º Encontro Tecnológico de IoT da Fatec São Roque.

Neste mesmo período de dias aconteceram o Microsoft Ignite e o MVP Day em São Paulo, mas infelizmente não tive a oportunidade de participar destes eventos.

No dia 15 aniversário do meu herói, meu pai, completou mais um aninho de vida.

Desta forma, estou aqui neste momento finalizando este post no dia 27/12 ás 02:50hrs, tendo seu início no dia 26/12 ás 23:34hrs.

Destaques:

Aproximadamente 120 milhões de brasileiros tiveram seus números de CPF expostos de forma indevida na Internet

Quatro novos tema para Windows 10

Novos ícones para o Microsoft Office 365 são apresentados

Microsoft 365 Insider Program anunciado pela Microsoft

Material de Apoio – Dezembro 2018

#23 – Para que serve

Retrospectiva 2018 – Um ano muito diferente na minha vida

Microsoft SQL Server – Monitorando – Fila de disco em tempo real

Microsoft SQL Server – Alterando o valor mínimo de Memória RAM alocada

Conclusão

Talvez você que esta lendo este post, possa se perguntar: Não seria melhor ele ter feito uma retrospectiva destacando em números os resultados obtidos ou até mesmo o que ele alcançou?

A resposta para esta dúvida ou pergunta é muito simples NÃO. 

Pois muitos vezes os números podem ser mal interpretados, ou como eu costumo dizer para meus alunos, os números podem se tornar gelados, algo sem significado ou relevância para quer os identifica, análise, julga ou interpretar.

Procurei mostrar como minha vida no decorrer deste ano foi intensa, tenho a certeza que fatos, situações ou momentos foram esquecidos ou até mesmo deixados de lado, mas talvez a relevância do que aqui foi apresentado pode ilustrar o quanto temos de afazeres, responsabilidades e momentos de grande importância que nos permitem alcançar tudo aquilo que em algum momento sonhados ou desejamos para nossas vidas.


Agradecimento

Quero agradecer em muito a sua visita, sinto-me honrado em poder compartilhar um pouco do que fiz e produzi no decorrer de ano de 2018.

Felicidades, lhe desejo um final de ano fantástico e 2019 com muita saúde e paz.

Abraços.

Programa Microsoft para Startups


A Microsoft realizou ontem dia 14/02 o anúncio do programa Microsoft para Startups, que oferece acesso a negócios, tecnologia e benefícios da comunidade e que ajuda as empresas iniciantes a expandir sua base de clientes e a receita, construir uma plataforma confiável que cresça com elas e conectar-se à sua comunidade e clientes.

A empresa alocará US$ 500 milhões nos próximos dois anos para oferecer opções de covenda para startups, além do acesso à tecnologia da Microsoft e novos espaços comunitários que promovam a colaboração dentro dos ecossistemas locais. Startups são um motor de inovação indiscutível, e a Microsoft está em parceria com fundadores e investidores para ajudar a acelerar seu crescimento. Este novo programa foi projetado para ajudar as startups em ações relacionadas á:

Vender para novos clientes, setores e mercados
O programa Microsoft para Startups possui uma abordagem única que liga startups a clientes. A Microsoft possui mais de 30.000 representantes de vendas e 800.000 parceiros cujo objetivo é impulsionar a adoção de soluções de nuvem da Microsoft em empresas de todos os tamanhos e setores em todo o mundo. O programa fornece recursos que preparam suas equipes de marketing e vendas para atender aos padrões dos clientes corporativos e, em seguida, permitir que eles vendam para essas organizações em parceria com a vasta organização de vendas da Microsoft e o ecossistema parceiro.

 

Microsoft anuncia o programa Microsoft para Startups

Inovar rapidamente com o acesso a ferramentas confiáveis ​​de tecnologia, suporte e desenvolvimento
O programa oferece às startups até US$ 120 mil em créditos gratuitos de Azure, suporte técnico de nível empresarial e ferramentas de desenvolvimento para ajudá-los a criar soluções inovadoras na nuvem utilizada ​​por 90% das empresas do ranking Fortune 500.

Acessar os recursos certos no momento certo
O Microsoft para Startups ajuda empresas iniciantes em todas as etapas em ecossistemas de todo o mundo:

Microsoft Reactors são espaços físicos onde empresários, desenvolvedores, investidores e a comunidade empresarial podem se unir para interagir, aprender e compartilhar. Durante o próximo mês, abriremos as portas nos novos espaços Microsoft Reactor em Londres, Sydney, Tel Aviv, Berlim, Xangai e Pequim. Esses espaços somam-se a nossos locais existentes em Redmond, Seattle, San Francisco e Nova York.

– Acesso ao Microsoft ScaleUp (antigo Microsoft Accelerators), ajudando as startups de série A e posterior a se ajustar ao mercado de produtos, aprimorar suas infraestruturas e construir seus negócios usando os serviços Azure e Microsoft Dynamics.

– Conexões com a Microsoft Ventures, equipe estratégica de investimento em capital de risco da Microsoft, cuja missão é ser um parceiro ativo em estágios-chave do crescimento de uma empresa, normalmente investindo entre as séries A e D.

As startups nos inspiram a ir além do possível e construir produtos que melhoram nossas vidas pessoais e profissionais. A Microsoft está animada para se associar a startups para capacitar cada pessoa e organização no planeta.

Para maiores informações acesse: startups.microsoft.com.

Fontes e Direitos Autorais: https://startups.microsoft.com/en-us/ – 14/02/2018.

Microsoft anuncia teclado com leitor de impressão digital


A Microsoft anunciou nesta semana um teclado com leitor de impressão digital integrado, o “Microsoft Modern Keyboard with Fingerprint ID“.

Compatível com o sistema de autenticação biométrica Windows Hello, o teclado suporta Bluetooth 4.0/4.1 e wireless com frequência de 2.4GHz e alcance de até 15 metros em local aberto e até 7 metros em escritórios.

O leitor de impressão digital no teclado é a tecla posicionada ao lado da tecla Alt.

De acordo com a Microsoft, o teclado é compatível com o Windows 8/8.1, Windows 10, Windows 10 Mobile, Android, macOS e iOS. El também vem com duas pilhas AAA recarregáveis.

O novo teclado com leitor de impressão digital já está em pré-venda na Microsoft Store por US$ 129,99 nos Estados Unidos. Ainda não foi confirmado se ele também será lançado por aqui.

Microsoft anuncia teclado com leitor de impressão digital

Vídeo apresentando o teclado com leitor de impressão digital:

Fontes e Direitos Autorais: Baboo.com – 16/06/2017 – 8:36 am.

Atualização Cumulativa 4 para SQL Server 2012 SP3


A Microsoft disponibilizou para download nesta semana sua Atualização Cumulativa 4 para SQL Server 2012 SP3. O Service Pack 3 (ou SP3) foi lançado em novembro de 2015.

O SP3 trouxe novidades como:

• Aprimoramentos de escalabilidade e desempenho para o mecanismo de armazenamento.

• Melhorias no desempenho da verificação de consistência.

• Dicas de consulta para fornecer controle granular enquanto estiver usando o Resource Governor.

• Adicionais recursos por meio de melhorias na DMV, Extended Events e planos de consulta de monitoramento.

• Melhorar o desempenho ao abrir e ler arquivos XEL usando leitor XEvent Linq.

De acordo com a Microsoft, a Atualização Cumulativa 4 contém as correções para problemas encontrados depois do lançamento do SP3.

A lista com os bugs corrigidos por esta atualização pode ser encontrada no artigo KB3165264 publicado no site de suporte da Microsoft.

Entre os bugs corrigidos estão um que faz com que caracteres Unicode não sejam exibidos corretamente quando eles são copiados de um relatório do SQL Server Reporting Services e um que faz com que o erro “The process cannot access the file” seja exibido quando uma tarefa XML falha no SQL Server.

Atualização Cumulativa 4 para SQL Server 2012 SP3
A Microsoft disponibilizou para download nesta semana sua Atualização Cumulativa 4 para SQL Server 2012 SP3. O Service Pack 3 (ou SP3) foi lançado em novembro de 2015

Baixe a Atualização Cumulativa 4 para SQL Server 2012 SP3

A Atualização Cumulativa 4 para SQL Server 2012 SP3 está disponível para download aqui. Ela é compatível com o Windows 10, Windows 7 SP1, Windows 8, Windows 8.1, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2008 R2 SP1, Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2.

Fontes e Direitos Autorais: Baboo. com – 19/07/2016 – 8:53 am.

Prepare-se: Sete carreiras de TI que seguirão quentes até 2020


Posicione sua carreira para um crescimento de longo prazo. Empresas normalmente têm um roteiro corporativo que detalha o que elas gostariam de ser em intervalos de três, cinco e 10 anos. Esse plano traz um mapa indicando como elas pretendem chegar lá e de que forma a tecnologia se encaixa nisso. Como profissional de TI, como enxerga seu trabalho dentro de uma perspectiva de futuro?

Claro que as organizações ainda precisarão de programadores e desenvolvedores por muito tempo. Contudo, elas pretendem pagar salários melhores por aqueles que souberem programar robôs ou desenvolverem soluções para serem embarcadas em dispositivos móveis. Assim, o mercado de TI seguirá sua evolução e demandará novas habilidades. Veja as apostas de especialistas sobre as carreiras que serão quentes em 2020.

#1. Programadores, especialistas de segurança e gerentes de cloud

Mais de 90% das empresas norte-americanas estão usando alguma forma de computação em nuvem, de acordo com levantamento da CompTIA. Além disso, um relatório de novembro 2014 constatou que as companhias, cada vez mais, movem suas infraestruturas ou aplicativos para ambientes de clouds privadas e públicas. Esse movimento tende a se acelerar, acarretando uma demanda intensa por profissionais para suportar a tendência.

Uma posição relacionada que terá destaque nesse campo é o do gestor de capacidade. “Esperamos que muitas [organizações] operem um ambiente híbrido de modo que a questão tocará sobre como mudar dinamicamente a demanda por computação e armazenamento entre nuvens públicas e privadas”, avalia Mike Sutcliff, executivo-chefe da Accenture Digital. “Isso vai exigir novas técnicas e disciplinas que muitas organizações de TI não têm em vigor hoje em dia”.

Além disso, programadores especializados em Perl, Ruby, Ruby on Rails e Python, Java e JavaScript, bem como aqueles confortáveis com o desenvolvimento de APIs e ambientes DevOps também estarão em alta. Isso deve ocorrer porque a tecnologia em cloud depende muito dessas disciplinas.

#2. Arquitetos de dados, especialistas em integração, profissionais de Hadoop

Cliff Justice, líder da pratica focada em serviços compartilhados e terceirização na KPMG, prevê enormes necessidades organizacionais em torno de analytics. O cenário será, em parte, impulsionado pelo grande volume de dados coletados, mas também pelo aumento do número de aplicações (como a robótica) alimentado por uma abordagem analítica. Como resultado, as empresas estão adicionando e criando vagas para profissionais gabaritados a tal tarefa.

A consultoria aponta para alta demanda pelos seguintes profissionais: arquitetos de dados, que projetam a estrutura para suportar as necessidades emergentes; engenheiros de integração de dados, que garantem que as soluções de dados e análises possam ser integradas a partir de qualquer número de fontes; e analistas de planejamento de TI, que agregam e analisam dados de várias fontes internas e externas para ajudar a TI a saberem o que provavelmente será necessário encomendar junto aos parceiros de negócio no futuro.

Dentre as posições técnicas que são e continuarão quentes ao final da década aparecem posições para desenvolvedor em Hadoop, engenheiro de dados, arquiteto de software para big data, projeta Christian P. Hagen, parceiro da área de consultoria estratégica de TI na AT Kearney.

Ao mesmo tempo, as demandas organizacionais ao redor analytics criarão um novo lote de posições de liderança, que surgem com a tarefa de entender como usar ferramentas e técnicas para alcançar metas e objetivos de negócio. Esses postos incluem diretor de analytics, chief digital officers (CDO), líder de análise de negócios e vice-presidente de dados corporativos.

#3. Hardware, software e especialistas em analytics

Um relatório de 2014 da PwC sobre o futuro dos wearables vê um mundo onde os dispositivos portáteis serão utilizados para treinar novos funcionários, acelerar o processo de vendas, melhorar serviços ao cliente, criar orientação de mãos-livres para os trabalhadores e melhorar a precisão das informações coletadas para servir o crescente movimento de análise pelas empresas.

Jack Cullen, presidente da empresa de recursos humanos TI Modis, prevê a mudança rumo às tecnologias vestíveis poderá estimular o empreendedorismo tanto ou mais que o advento dos smartphones. “Em 2020, esses dispositivos serão tão comuns quanto o iPhone é hoje. Isso cria novas oportunidades”, comentou.

O especialista espera que organizações de todos os tipos identifiquem posições de trabalho e processos que podem se beneficiar dos wearables, o que, por sua vez, significa que os departamentos de TI vão procurar tecnólogos com a capacidade de implantar, gerenciar e manter hardware, bem como especialistas que podem desenvolver, personalizar e apoiar aplicações e programas de análise que tornarão esses vestíveis úteis dentro das organizações.

#4. Especialistas que aplique conceitos de inteligência artificial/robótica nas empresas

Inteligência artificial e robótica já passaram da ficção científica para a realidade há algum tempo. Em breve, são conceitos que chegarão em um negócios (bem) perto de você. De acordo com um relatório do Pew Research Center, essas tecnologias “irão permear várias facetas da vida diária em 2025, com enormes implicações para uma variedade de indústrias, tais como saúde, transporte e logística, atendimento ao cliente e manutenção residencial”.

Não surpreendentemente, especialistas nesta área verificarão alta demanda, comenta Justice, da KPMG. Ele observa que os profissionais de TI terão papéis a desempenhar na programação, integrando e construindo a infraestrutura para aplicações organizacionais da IA e robótica.

#5. Pesquisadores com visão sistêmica

A IDC prevê que o mercado de internet das coisas saltará de um patamar de US$ 1,9 trilhão em 2013 para US$ 7,1 trilhões em 2020. “A tecnologia está sendo construída sobre tudo que conhecemos”, cometa David Dodd, vice-presidente de TI e CIO da Stevens Institute of Technology. Isso significa um futuro brilhante para tecnólogos que compreendam os fundamentos desse tipo de conectividade. Na verdade, a IoT pode desencadear o surgimento de um novo especialista que pode combinar habilidades em hardware, engenharia, programação, análise, privacidade e segurança.

Dodd, no entanto, acredita que a habilidade mais demanda dentro do conceito será na compreensão do valor passível de se extraído de toda essa conectividade. As organizações percebem que não basta simplesmente conectar itens e coletar dados, elas precisam saber como essas conexões e os dados que eles geram podem resolver problemas ou fazer avançar os objetivos organizacionais. As empresas “querem pessoas que possam compreender e formular o futuro da Internet das coisas”, projeta o especialista.

#6. Profundos conhecedores de segurança

O Bureau of Labor Statistics prevê um crescimento de 37% em cargos de analista de segurança da informação entre 2012 e 2022. A expansão virá devido ao fato de que praticamente todas tecnologias emergentes estão exigindo, e continuarão a exigir, ainda mais atenção a partir do programa de segurança, privacidade e acesso de uma organização.

“Para todas as grandes oportunidades que nuvem, análise social e móvel, e a IoT trarão, os ganhos econômicos que serão realizados por todas essas novas tecnologias podem ser significativamente inferiores caso não existam programas robustos de segurança e protocolos em vigor”, avalia Matt Aiello, sócio no escritório Heidrick & Struggles, empresa especializada em recrutamento de CIOs.

#7. Artesãos digitais

A pressão para ser mais do que um puro técnico continuará nos próximos anos – e isso significa mais do que adicionar uma ou duas habilidades de negócios em seu currículo. Profissionais de tecnologia que navegarem com sucesso as mudanças turbulentas da indústria serão capazes de demonstrar visão de negócios em todo o espectro, avalia Ray Wang, fundador e analista da Constellation Research Inc. Ele chama esses novos especialistas de “artesãos digitais”, explicando que se trata de profissionais que equilibram características distintas dos dois hemisférios do cérebro.

Produtos, serviços e soluções medianas não são mais suficientes para sustentar as empresas em um cenário cada vez mais competitivo, enfatiza Wang. Para prosperar nos próximos 10 anos, as organizações precisam buscar talentos capazes de “pensar fora da caixa, mas executar dentro do sistema”. Para oferecer esse tipo de valor estratégico, os profissionais de TI precisam ser autênticos, relevantes, com uma mentalidade transformadora, desafiadores, rápidos, artísticos e não-conformista.

Fontes e Direitos Autorais: COMPUTERWORLD EUA

Home Office: Dez ótimos sites para encontrar um trabalho remoto


Como encontrar um emprego para trabalhar de casa? Eis uma lista com dez sites que podem impulsionar seu sonho de home office

A jornada tradicional, aquela que vai das nove da manhã às seis da tarde, se torna cada vez mais abstrata com o avanço de conceitos de mobilidade e computação em nuvem. Uma das coisas fantásticas proporcionada pela tecnologia é a capacidade de executar trabalhos de qualquer lugar (onde tenha uma conexão com a internet).

Mas como encontrar uma tarefa remunerada que possa ser feita sem sair de casa? A seguir, apresentamos uma lista com dez sites que podem impulsionar seu sonho de home office.

WFH.io

O serviço é dedicado ao trabalho remoto, como o próprio nome do site sugere (a sigla trata de uma abreviação de “work-from-home”). Há bastante oportunidade para profissionais de tecnologia. O site é simples e fácil de navegar, listando trabalhos para engenheiros, programadores e desenvolvedores. É possível filtrar as ofertas por categorias, como suporte ao usuário, design, DevOps, administração de sistemas e desenvolvimento de software. O uso da ferramenta é gratuito e, clicando no cargo, se tem uma descrição completa da tarefa e como se candidatar a ela. O site também oferece a possibilidade de receber emails semanais com algumas oportunidades.

Flex Jobs

O site é bastante famoso na oferta de oportunidades em trabalho remoto. É, também, especialista em ofertas de empregos de meio período e projetos para atuar como freelancer. Segundo os responsáveis, as oportunidades são checadas com os contratantes antes de serem divulgados na ferramenta. Há uma lista de acesso gratuito, mas a maior parte das vagas é para membros que pagam pelo serviço. O valor varia de US$ 14,95 por mês até US$ 49,95 para uma subscrição anual. Essas opções incluem uma série de facilidades adicionais.

Virtual Vocations

O site traz uma lista de oportunidades de trabalho remoto em quase todos os setores que você pode imaginar – desde desenvolvimento de software até enfermagem, educação, contabilidade, marketing ou advocacia. O serviço reconhece o quão difícil pode ser a tarefa de encontrar um anúncio legítimo de trabalho remoto e, por isso, faz um trabalho pesado de curadoria e validação das vagas, antes de expô-las na internet.

Há opções de inscrições que incluem postagens diárias, alertas, histórico de projetos para os quais se candidatou. As assinaturas variam entre US$ 6,99 por semana até US$ 59,99 para um período de seis meses.

We Work Remotely

O serviço apresenta vagas de administração de sistemas, copy writing, design, atendimento ao cliente, programação e muito mais. Cada categoria também indica quando o post mais recente foi feito para que seja possível identificar a oferta desde a última vez que o usuário a visualizou. Trata-se de um site básico, que inicia o trabalho. É possível também seguir o We Work Remotely no Twitter.

Authentic Jobs

Como citamos, uma das preocupações em encontrar trabalho remoto reside na possibilidade de clicar em um anúncio interessante e cair em uma cilada (consequentemente, sendo pego em um golpe). O Authentic Jobs tenta endereçar uma solução a esse problema já no nome que escolheu. O site apresenta vagas em companhias como Apple, Facebook, MSNBC.com, ESPN, HBP, Electronic Arts e HP, entre outras grandes organizações. O serviço tem um foco de ajudar instituições de caridade.

Working Nomads

O serviço apresenta bom número de trabalhos remotos na área de tecnologia, com ofertas para projetos de desenvolvimento, design, administração de sistema e marketing. O site é simples; basta logar, conferir os anúncios e filtrar por categorias. As ofertas são listadas por ordem de publicação, o que garante se é recente ou não. Ao clicar sobre uma oportunidade aparece uma breve descrição e instruções sobre como se candidatar.

Skip the Drive

Uma das vantagens de trabalhar de casa é não precisar dirigir até o escritório. É isso que o Skip the Drive sugere em seu nome. O site oferece vagas em posições em diversas indústrias, sem necessidade de registros. Além disso, oferece uma espécie de calculadora para ajudá-lo a computar a quantidade de tempo e dinheiro que economizou em termos de tempo e deslocamento ao realizar um trabalho de casa. Os responsáveis pelo serviço afirmam que todas as ofertas listadas são legítimas – incluindo posições em empresas listadas na Fortune 500 que lá aparecem.

Remote OK

Nesse site você encontra uma lista atualizada regularmente das empresas, em sua maioria startups, onde é “Ok” trabalhar remotamente. É possível procurar por novos postos de trabalho, contratação para atividades em tempo integral e parcial, estágios e categorias de carreira específica. Para cada categoria, há também uma lista do salário médio e o número de postos disponíveis naquele grupo. Por exemplo, no momento da redação desse artigo, a categoria “Engenheiro” possuía 2.323 trabalhos listados com um salário anual médio de US$ 90 mil. É possível pesquisar por habilidades especificas como tipo de software, habilidades, indústria. O foco está principalmente em empregos de tecnologia, especialmente aqueles relativos a startups. Logo, desenvolvedores, engenheiros e programadores encontrarão uma infinidade de oportunidades relevantes.

Workatho.me

O site apresenta empregos desde níveis iniciais e médios até oportunidades temporárias. Outros filtros incluem engenheiro de software, desenvolvedor web, especialistas em DevOps, administração de sistemas, analista de rede, segurança da informação, desenvolvedor móvel, escritor técnico e muito mais. O serviço também verifica cada anúncio de emprego para verificar se a vaga realmente existe e que se você candidatar-se a ele vai estar em contato direto com o recrutador.

Remote Working

Este site difere dos outros na descrição das experiências. Ao se inscrever em uma lista de discussão, o candidato recebe notícias, ferramentas e últimas vagas “escolhidas a dedo”, segundo os organizadores. Quem quiser, pode ser o @remoteworkingio no Twitter e ter informações em tempo real sobre oportunidades de trabalho remoto.

Fontes e Direitos Autorais: ComputerWorld – CIO.com.

Microsoft lista smartphones que já estão prontos para receber o Windows 10


Windows 10 Mobile

Ainda sem ter uma data oficial de lançamento do Windows 10 Mobile, muitos usuários do sistema móvel da Microsoft se perguntam se seus dispositivos receberão a nova versão do sistema. Apesar de também não haver uma resposta oficial sobre quais serão exatamente os aparelhos que receberão o Windows 10, a Microsoft listou nos seus sites dos Estados Unidos e do Reino Unido os smartphones que já estão prontos para receber a nova versão do sistema operacional móvel.

Na lista britânica, alguns modelos que não estão disponíveis nos Estados Unidos também foram listados. Os aparelhos listados incluem o Lumia 640, Lumia 640 XL, Lumia 735, Lumia 635, Lumia 830, Lumia 535 e Lumia 435.

Ainda não se sabe se esses dispositivos são os únicos que receberão a atualização para o Windows 10 Mobile ou se são apenas os primeiros que terão o novo sistema operacional disponível para atualização. É provável que a Microsoft otimize o sistema para outros dispositivos que tenham configurações de hardware mais modestas.

Além disso, é de interesse da Microsoft levar o Windows 10 ao máximo de dispositivos possíveis, mirando a meta de alcançar 1 bilhão de dispositivos rodando seu mais novo sistema operacional.

Apesar da companhia não informar qual a data de lançamento do Windows 10 Mobile, os mais recentes rumores que chegaram na última semana indicam que o SO estará disponível oficialmente no dia 10 de outubro.

Fonte: Microsoft USA e Microsoft UK

10 motivos para você preferir o Windows Phone ao Android


O sistema móvel da Microsoft ainda não possui grande participação no mercado de smartphones, não atingindo nem 10% do total. No entanto, se for considerado o crescimento da base de usuários que nos últimos anos vem dobrando, é provável que nos próximos anos tenhamos uma disputa mais acirrada entre Android, iOS e Windows Phone.

A plataforma receberá uma grande mudança assim que o Windows 10 for lançado, com melhorias no desempenho e na interface que deverão atrair ainda mais usuários em um ecossistema unificado. Mas isso não quer dizer que o atual sistema é ruim ou ultrapassado. Pelo contrário: o software tem diversas vantagens em relação aos seus principais concorrentes, em especial o sistema do Google.

A Microsoft investiu pesado na melhoria da interface do usuário no Windows Phone 8.1. Agora, os usuários podem contam com atalhos simplificados e processos mais simples. Com as mudanças, o sistema se aproximou da versão para desktop, ganhando melhorias na integração entre diversos dispositivos equipados com Windows. Se você é um usuário Android e está pensando em trocar de aparelho, o Windows Phone poderá ser uma excelente opção. Em uma análise detalhada, elaboramos uma lista com dez motivos para você preferir o Windows Phone ao Android.

1. Boa integração com os produtos da Microsoft

Windows Phone

Diferente do que acontece com o Android, o Windows Phone possui excelente integração com diversos produtos da Microsoft. A experiência de uso de alguns aplicativos como Skype, Office e Bing é visivelmente superior. A fluidez com que esses aplicativos trabalham no Windows Phone é fruto do desenvolvimento de uma única empresa, a Microsoft. Ou seja, o aparelho ganha em performance pelo fato do sistema e de diversos aplicativos serem desenvolvidos pela mesma fabricante.

2. Aparelhos com excelente design

Windows Phone

Os dispositivos equipados com Windows Phone apresentam um design diferenciado dos concorrentes. Antes da aquisição da Nokia pela Microsoft, já era possível notar que os aparelhos que continham o sistema se destacavam. Tradicionalmente a companhia finlandesa era conhecida por construir ótimos gadgets com aparência invejável e, mesmo após a compra pela Microsoft, os celulares da linha Lumia continuaram muito bem construídos.

Outras fabricantes também já investiram no sistema da gigante de Redmond, como a Samsung e a HTC, e não há dúvida que os aparelhos que contém o Windows Phone são bastante atraentes aos olhos dos consumidores. Já em relação ao Android, provavelmente você já se deparou com alguns dispositivos desagradáveis.

3. Aplicativos bem construídos

Windows Phone

Apesar da Windows Store ter menos aplicativos que a Google Play, a verdade é que os apps possuem uma qualidade superior. Isso pode ser creditado ao fato do Windows Phone não ser uma plataforma de código aberto. A grande diferença em relação aos apps Android é a aparência minimalista que proporciona um aspecto bem agradável aos apps do Windows Phone. É possível notar essa diferença com mais nitidez em apps como o Facebook e o Skype, por exemplo.

4. Consistência em vários dispositivos

Windows Phone

No Android, a experiência do usuário depende do dispositivo utilizado. Um aparelho de entrada é muito inferior em relação a desempenho do que um smartphone high-end. Já com o Windows Phone isso é diferente: mesmo em telefones mais simples, com poucos recursos de hardware, a experiencia de uso é praticamente a mesma. Toda a linha Lumia, por exemplo, contempla os seus usuários com sistemas eficientes, rápidos e agradáveis.

5. Personalização da tela de bloqueio

Windows Phone

Diferente do que acontece com o iOS e com o Android, cuja a possibilidade de personalizar a tela é pouco explorada, no Windows Phone é possível fazer diversas modificações. Uma das vantagens é poder alterar o fundo das imagens na tela de bloqueio. Outra opção é a de integração com aplicativos que ficarão “ao vivo” na no display. Nessa mesma tela bloqueada, ainda é possível definir algumas fotos para rodar ou então receber informações da música que você está escutando.

6. Possibilidade de jogar games do Xbox One

Windows Phone

Enquanto o Android possui apenas jogos que podem ser instalados através da Google Play, o Windows Phone possui uma excelente integração com o Xbox, plataforma de games da Microsoft. Assim, o usuário poderá tirar o máximo de proveito dos seus jogos favoritos. Com a integração, é possível jogar e receber pontos de sua conta pessoal. Games como Asphalt 6, Jetpack Joyride ou Fifa 14 estão disponíveis para você se divertir. A qualidade presente em um smartphone ou tablet também é excelente.

7. Maior quantidade de armazenamento com OneDrive

Windows Phone

Apesar dos aparelhos com Windows Phone menos potentes possuírem 8 GB de armazenamento internet e suportarem um cartão MicroSD de até 64 GB, o serviço de nuvem OneDrive oferece uma boa quantia gratuita de armazenamento. No caso do Lumia 640 XL, o espaço oferecido é de 30 GB. Isso reduz as chances de você ter de utilizar plataformas de terceiros e ainda pagar por elas.

8. Resumo do que está acontecendo nos aplicativos

Windows Phone

Outra característica interessante no Windows Phone e que não existe no Android é a possibilidade de ver o que está acontecendo em seus aplicativos sem precisar sair da tela inicial. Sem acessar diretamente o app, você pode obter informações sobre clima, últimos tuítes e notificações do Facebook por meio da chamada “live tile”. É claro que o Android disponibiliza os widgets, mas convenhamos que, em termos visuais, não é uma boa alternativa.

9. Assistente Cortana

Windows Phone

Mesmo que ainda não esteja disponível em português, a Cortana já está entre nós. Se você precisa de uma assistente pessoal pronta para ajudá-lo a fazer todos os tipos de tarefas e mantê-lo a par das coisas que realmente importa, esta função é fundamental. Se você quer um assistente de voz que tenha ótima integração com o Bing, a Cortana é sua escolha. Para utilizá-la, basta alterar o idioma de seu Windows Phone para o inglês.

10. Office nativo

Windows Phone

O pacote Office mobile é nativo no Windows Phone, algo que não acontece com o Android. Se você utiliza as ferramentas do Office em seu desktop, nada melhor do que poder contar com ele em seu smartphone ou tablet. Assim você pode utilizar sua conta para sincronizar arquivos, iniciando em seu computador e terminando em seu aparelho celular, por exemplo.

Fontes e Direitos Autorais: CanalTech.com.br – William Nascimento RSS

10 mitos sobre computadores que insistem em resistir ao tempo


Assim como qualquer outra coisa, os computadores são alvos constantes do imaginário popular, que, ao longo dos anos, atribuiu vários mitos e lendas urbanas a eles.

É bem difícil definir como esses mitos surgiram e porquê raios eles foram passando de geração para geração. Apesar disso, é seguro dizer que uma boa parcela dessas fábulas um dia já foi verdade, mas, graças ao avanço da tecnologia, hoje não passam de conversa para boi dormir. Quanto ao restante delas, a maioria surgiu por algum mal-entendido principalmente em torno de como os computadores, o Windows e a própria internet funcionam. A partir daí ideias erradas (e muitas vezes ridículas) se propagaram e ainda estão presentes na cabeça de muita gente como verdades absolutas.

Para acabar de uma vez por todas com essas crenças, desmistificamos 10 delas logo a seguir. Confira:

1. Hackers estão tentando invadir o seu computador o tempo todo

Não há como negar que a internet é um lugar onde os mais incautos acabam sendo vítimas de golpes e invasões hackers por puro descuido. Contudo, ao contrário do que muita gente imagina, aquela figura do hacker que vive trancafiado em um quarto escuro e é alimentado apenas por pizzas jogadas por baixo da porta para não perder o foco nas milhares de invasões diárias que faz não existe.

Essa figura um tanto quanto hollywoodiana não existe e é preciso botar na cabeça que a maioria dos ataques atualmente é automatizada. Ao invés de um sujeito sentado digitando códigos freneticamente na frente de uma tela preta, a ideia aqui é que os hackers desenvolvem ferramentas que se propagam pela internet e infectam computadores em busca de dados pessoais e bancários das vítimas.

Entre os exemplos mais comuns da atualidade estão os malwares que instalam keyloggers, que registram toda e qualquer informação digitada pela vítima no computador; e o phishing, que engana os mais desavisados, levando-os, na maioria das vezes, a um site idêntico ao original, mas que cujo propósito é lhes roubar informações de autenticação.

Diferente do que muitos pensam, os hackers não passam o dia inteiro trancados em ambientes escuros. Na maioria das vezes, ferramentas automatizadas fazem todo o serviço sujo por eles

Diferente do que muitos pensam, os hackers não passam o dia inteiro trancados em ambientes escuros. Na maioria das vezes, ferramentas automatizadas fazem todo o serviço sujo por eles (Imagem: Reprodução)

2. Atualizações automáticas sempre estragam o computador

No passado, atualizar o Windows ou qualquer software era sinônimo de dor de cabeça. Não raramente nos deparávamos com a famosa (e temida) tela azul da morte após instalar um pacote de atualização e voltar atrás era uma tarefa hercúlea.

Esse inconveniente, no entanto, ficou para trás e é cada vez mais raro ver alguém reclamando que um update dizimou o computador por completo e exigiu que tudo fosse reinstalado. Nos raros casos em que isso acontece, sempre é possível utilizar a restauração do sistema para retornar a um ponto anterior à instalação ou, na pior das hipóteses, retornar a máquina para o estado de fábrica.

Atualmente, porém, esses casos são extremamente raros e a melhor solução é deixar as atualizações automáticas do seu Windows ou software favorito ativadas para não dar chance ao azar.

3. Você precisa desligar o computador antes de ir dormir

Muita gente cresceu ouvindo os pais dizer que era necessário desligar o computador sempre que ele não fosse ser utilizado. Essa recomendação muito provavelmente surgiu nos primórdios do computador, quando deixar a máquina ligada durante um período ocioso e, sobretudo, durante a noite abria espaço para o surgimento de bugs e queima de peças.

Essa realidade ficou para trás há um bom tempo e atualmente não é mais necessário desligar a máquina com tanta frequência. Isso porque os computadores mais modernos conseguem gerenciar a energia de uma maneira tão eficiente que apenas deixar a máquina “dormindo” já é suficiente para economizar na conta de luz no fim do mês. Além disso, colocar o computador apenas para dormir acelera bastante o processo de inicialização, que é bastante lento quando a máquina é desligada completamente.

Portanto, procure pelas opções de energia do seu computador e configure-as para que elas lhe ajudem a poupar energia ao mesmo tempo em que não comprometem sua produtividade. E mesmo que você acredite que não vale a pena pressionar o botão “Dormir”, dê uma chance à hibernação, que coloca o computador em estado de suspensão completa, sem consumir nenhum watt de energia, e ainda inicializa o computador rapidamente.

Na época do Windows 95, desligar o computador após sua utilização era praticamente obrigatório. Nos tempos atuais, sistemas de consumo eficiente de energia permitem apenas colocar o computador para dormir e hibernar, poupando preciosos minutos no momento da inicialização

Na época do Windows 95, desligar o computador após sua utilização era praticamente obrigatório. Nos tempos atuais, sistemas de consumo eficiente de energia permitem apenas colocar o computador para dormir e hibernar, poupando preciosos minutos no momento da inicialização (Imagem: Reprodução)

4. Vírus e malwares são o motivo do seu computador estar lento

Quando um usuário reclama de lentidão no computador, o que normalmente ouvimos em resposta é um “ele deve estar com vírus”. A verdade é que as pragas digitais atuais são focadas quase que exclusivamente na obtenção de informações pessoais dos incautos e não têm qualquer intenção de prejudicar o desempenho dos computadores, pelo contrário.

A ordem aqui é permanecer escondido, agindo no pianinho, coletando os dados das vítimas. Muitas vezes, até mesmo as mais modernas ferramentas antivírus não conseguem identificar e remover essas pestes, tendo o usuário que partir para uma remoção manual.

Apesar disso, pode ser sim que seu computador esteja infectado e sendo usado numa rede de computadores zumbis, as botnets. Mesmo assim, esses são casos mais raros e, via de regra, o motivo da lentidão é a quantidade excessiva de aplicações iniciando junto com o sistema operacional ou um navegador carregado de extensões desnecessárias.

Em casos mais graves, pode ser que algum componente de hardware esteja com defeito e comprometendo o desempenho da sua máquina. Aqui, o ideal é levar o computador a um técnico especializado e de confiança para saber o que pode estar ocorrendo e fazer uma eventual substituição de peça.

5. O Internet Explorer é lento, vulnerável e ruim

Outrora o navegador mais popular do mundo, há um bom tempo o Internet Explorer é alvo de chacota dos usuários e sobretudo do público geek. O bullying com o browser foi tão grande que a Microsoft se viu obrigada a se livrar da má reputação e recomeçar do zero com o Edge, o novo navegador que virá embutido no Windows 10.

Apesar de todo esse mal-estar, a verdade é que as últimas versões do Internet Explorer vinham apresentando melhorias sensíveis em relação aos tempos mais sombrios. As duas últimas versões do navegador, por exemplo, já ofereciam suporte a um grande leque de padrões web modernos que antes só eram vistos no Chrome e no Firefox. Inclusive uma das funções do navegador da raposa que foi abraçada pela turma de Redmond foi o modo “sandbox”, que permite a desenvolvedores web mexer e visualizar alterações no código HTML em tempo real. Por fim, o Internet Explorer 11 trouxe suporte a multiprocessamento, algo que até agora não é visto em nenhum concorrente.

É claro que ninguém voltará a utilizar o IE só por causa disso, mas a verdade é que ele não é mais aquela piada que outrora foi até sua oitava versão.

Por anos o Internet Explorer foi alvo de piadas em todo lugar na internet. Má fama veio sobretudo após o fiasco do Internet Explorer 6

Por anos o Internet Explorer foi alvo de piadas em todo lugar na internet. Má fama veio sobretudo após o fiasco do Internet Explorer 6 (Imagem: Reprodução)

6. Codecs são necessários para assistir vídeos online

Os dias em que isso foi verdade já ficaram para trás há muito tempo. Na época, para assistir qualquer coisa online era necessário ter uma penca de codecs instalados no computador, sem contar os famigerados RealPlayer, QuickTime e DivX Player. Aqui e acolá surgia um e outro site que exigia o Java, o que geralmente acabava travando qualquer computador mais modesto.

Atualmente, no entanto, essa realidade de trevas já não mais existe e tudo funciona na base do HTML5 ou do Flash.

É importante ressaltar que nenhuma dessas duas tecnologias exige que você baixe e instale codecs específicos. Aqui, tudo é transmitido diretamente para o computador do usuário, sem necessidade de decodificação, e a única exigência é ter ou um navegador com suporte a HTML5 (o que a maioria já oferece) ou o plugin do Flash instalado. Fora isso, jamais clique em banners que demandam a instalação de algo desse tipo, pois, no final das contas, você acabará instalando um punhado de junkware e comprometendo o desempenho do seu computador.

Codecs só são necessários quando você baixa um arquivo de vídeo para o computador – e mesmo nesses casos o melhor a se fazer é optar por algo como o VLC, player para lá de popular que já traz consigo uma enorme quantidade de codecs e nenhuma pegadinha.

7. Muita memória RAM em uso é sinal de que há algo errado

Foi-se o tempo em que 64 MB de memória RAM eram suficientes para dar conta do recado. Contudo, à medida que se torna mais comum vermos computadores com 4 GB, 8 GB e até 16 GB de RAM, mais pessoas relatam que o Windows e outros programas parecem sempre querer mais.

É verdade que cada vez mais não só o Windows, como também o Linux, Mac OS X e até mesmo os sistemas operacionais móveis consomem mais memória, mas isso não é necessariamente algo ruim. O uso cada vez maior de memória RAM é proposital e os softwares atuais são desenvolvidos de maneira tal a alocar cada vez mais recursos nela.

Isso tem sido feito basicamente para que o acesso a esses recursos seja cada vez mais rápido e o usuário não fique esperando para que os dados sejam acessados no HD, que é mais lento que a memória RAM. E, ao contrário do que acontecia antigamente, se o seu computador “sentir” que precisa de mais espaço livre na memória RAM, ele próprio irá executar uma limpeza e abrir espaço para algo mais importante.

Portanto, não adianta se preocupar com isso a não ser que o seu computador realmente esteja sofrendo com um desempenho abaixo da média.

A não ser que o desempenho do seu computador esteja abaixo da média, a indicação de muita memória RAM em uso não significa necessariamente que você precisa adicionar um ou dois novos pentes ao computador

A não ser que o desempenho do seu computador esteja abaixo da média, a indicação de muita memória RAM em uso não significa necessariamente que você precisa adicionar um ou dois novos pentes ao computador (Imagem: Reprodução)

8. Antivírus sempre protegerão o seu computador

Embora muita gente já saiba que os softwares antivírus são o último recurso para proteger o computador de uma praga virtual, ainda há quem confie cegamente nesse tipo de ferramenta e acredite que ela é infalível.

A verdade é que a própria Symantec já declarou que seu antivírus, o Norton Antivirus, um dos mais famosos do mundo, não consegue impedir inúmeros tipos de ciberataques. Pior, a maioria dos antivírus sequer protege os usuários dos chamados softwares invasivos, aqueles que são instalados silenciosamente junto com outros softwares e acabam comprometendo o desempenho geral do computador.

Para piorar ainda mais essa realidade, uma série de antivírus gratuitos agora estão trazendo consigo essas pragas, instalando-as sem o conhecimento do usuário. Dito isso, fica bastante claro que os antivírus não são as ferramentas mais confiáveis do mundo.

Mesmo com essa dolorosa verdade, você não deve deixar de lado o seu software antivírus favorito – pelo contrário. Contudo, tenha em mente que ele deve ser a sua última frente de segurança e que você precisa desenvolver hábitos seguros para manter seus arquivos e informações pessoais longe das mãos dos cibercriminosos. Nunca é demais lembrar que um usuário bem informado e precavido é mais eficaz do que muito software de segurança que existe por aí.

9. Desfragmentação manual e ferramentas pagas ajudam a melhorar o PC

Foi-se o tempo em que tínhamos que reservar um horário toda semana para executar a desfragmentação do HD. Atualmente, o usuário não precisa se preocupar com absolutamente nada relacionado a esse assunto, já que o Windows traz uma ferramenta de desfragmentação que faz o serviço automaticamente sem a necessidade de intervenção.

Há casos raríssimos em que o usuário pode querer instalar um jogo muito grande, como Grand Theft Auto V, e seja necessário executar a desfragmentação manual para garantir máximo desempenho. Contudo, esse é um caso bem isolado e específico e, via de regra, não há qualquer necessidade de executar essa rotina manualmente.

Ferramentas pagas que prometem melhorar o desempenho do HD também não valem a pena e surgem como um balde para você jogar dinheiro fora. Em muitos casos, o valor cobrado por softwares como o Diskeeper Professional pode ser usado para comprar um SSD, atualizar o computador e ganhar em desempenho. Portanto, não se preocupe com nada disso, deixe o Windows fazer o serviço dele e guarde o seu dinheiro para investir em algo realmente útil para o seu PC.

10. Limpar o cache melhora o desempenho do computador

Algumas aplicações têm o famoso cache, um conjunto de arquivos que são cópias offline de algo baixado anteriormente da internet. Esses arquivos são armazenados localmente no computador para que, no futuro, quando o conteúdo for acessado novamente não tenha que ser baixado todo da internet. Esse comportamento, como dá para perceber, se traduz em economia de tempo e largura de banda para o usuário.

Apesar disso, nem todo mundo vê o cache como algo bom e acaba baixando ferramentas que prometem livrar o HD desses arquivos temporários baixados da internet e armazenados no computador. A premissa é simples: são arquivos que você não usa (pelo menos não diretamente), logo podem ser excluídos para poupar espaço no disco rígido.

Embora pareça fazer sentido, essa prática força sobretudo os navegadores web a baixarem o conteúdo e o armazenar localmente mais uma vez, consumindo mais banda e gastando mais tempo para carregar as suas páginas mais acessadas. Sem contar que tudo se transforma num ciclo infinito, com você limpando o cache e ele sendo preenchido logo na sequência.

Limpezas no disco rígido nem sempre garantirão um melhor desempenho do computador. A eliminação de cache, por exemplo, apenas tornar a navegação na internet mais lenta e pesada

Limpezas no disco rígido nem sempre garantirão um melhor desempenho do computador. A eliminação de cache, por exemplo, apenas tornar a navegação na internet mais lenta e pesada (Imagem: Reprodução)

Você achava que algum desses mitos eram verdadeiros? Quais outros mitos sobre computadores você conhece? Conta para gente aqui embaixo, na caixa de comentários.
Fontes e Direitos Autorais: CanalTech.com.br – Por Sérgio Oliveira RSS | 21.07.2015 às 10h08

Imagens do Windows 10 build 10240


Agora que a o Windows 10 build 10240 está disponível para os participantes registrados no Windows Insider Program, é hora de conferir algumas imagens.

AVISO: Essa build foi erroneamente considerada RTM nas últimas horas

Além das correções de bugs, este build também traz diversas melhorias no desempenho do navegador Microsoft Edge.

Em testes de desempenho como o WebKit Sunspider, Google Octane e Apple JetStream, o Microsoft Edge é 112%, 11% e 37% mais rápido que o Google Chrome, respectivamente.

O Windows 10 build 10240 disponibilizada para os participantes do Windows Insider Program só pode ser obtida via Windows Update. Imagens ISO não foram disponibilizadas.

Vale destacar que como a Microsoft adotou o modelo Windows as a Service (WaaS ou Windows como Serviço) com o Windows 10, o sistema operacional continuará recebendo novos recursos e funcionalidades além das atualizações e correções tradicionais.

Confira algumas imagens do Windows 10 (build 10240):

Imagens da versão final do Windows 10 (build 10240)
win10-rtm-10240-02
win10-rtm-10240-03
win10-rtm-10240-04
win10-rtm-10240-05
win10-rtm-10240-06
win10-rtm-10240-07
win10-rtm-10240-08
win10-rtm-10240-09
win10-rtm-10240-10
win10-rtm-10240-11
win10-rtm-10240-12
win10-rtm-10240-13
win10-rtm-10240-14
win10-rtm-10240-15
win10-rtm-10240-16
win10-rtm-10240-17
win10-rtm-10240-18
win10-rtm-10240-19
win10-rtm-10240-20
win10-rtm-10240-21
win10-rtm-10240-22
win10-rtm-10240-23
win10-rtm-10240-24
win10-rtm-10240-25

Fontes e Direitos Autorais: Baboo.com – Sid Vicious @ 15 jul 2015 | 7:04 pm

Microsoft lança nova versão Web da Windows Store


A Microsoft lançou nesta semana uma nova versão Web da Windows Store, que oferece tanto apps universais para Windows 10 e Windows 10 Mobile como apps específicos para Windows e para Windows Phone.

A Windows Store foi introduzida junto com o Windows 8 em 2012, enquanto que a Windows Phone Store foi introduzida com o Windows Phone 7 em outubro de 2010.

Com a nova versão, as lojas do Windows e do Windows Phone foram unificadas em uma só.

Visualmente, pouca coisa mudou nesta nova versão Web da Windows Store. A diferença é que agora é possível encontrar os apps para Windows e Windows Phone em um só lugar.

Confira a nova versão da loja aqui.

Nova versão Web da Windows Store:

Microsoft lança nova versão Web da Windows Store

Fontes e Direitos Autorais: Baboo.com Sid Vicious @ 16 jul 2015 | 8:45 am

7 atitudes para começar com o pé direito num novo emprego


Executivo Executivo: nos primeiros dias, é melhor se conter e fazer uma observação silenciosa das outras pessoas, diz consultora

Crachá novo, vida nova. É natural sentir um frio na barriga nos primeiros dias de um emprego em que você acabou de ser admitido.

Para Adriana Gomes, psicóloga e consultora de carreira, “aterrissar” tranquilamente num novo ambiente de trabalho não é uma manobra simples. “É como o início das aulas numa escola nova: você precisa se adaptar a múltiplos cenários ao mesmo tempo”, explica.

Mas, se a ansiedade e o medo do desconhecido são inevitáveis, é bom se esforçar para garantir um bom começo. “Não é mentira que as primeiras impressões são as que ficam”, diz Romaly de Carvalho, professora de etiqueta no trabalho da FGV (Fundação Getúlio Vargas).

Segundo ela, a fase inicial de um emprego é o período em que o profissional é observado mais de perto. Por isso, vale redobrar a atenção para atitudes que possam contribuir para o seu marketing pessoal.

A seguir, veja algumas atitudes recomendadas para quem está atravessando as emoções do começo de uma nova aventura profissional:

1. Fale pouco, escute muito
Ninguém espera que, nos seus primeiros dias de empresa, você já saia tagarelando pelos corredores. É melhor se conter e, principalmente, fazer uma observação silenciosa das outras pessoas.

Como seus colegas se relacionam? Quais são os seus assuntos? Quais são as relações de poder mais visíveis? “Você precisa se informar sobre o seu novo ambiente”, diz Adriana. “E não existe forma melhor de fazer isso do que escutar, escutar e escutar”.

2. Economize nos “pitacos”
Você pode até já ter comentários sobre o que deve ser feito, mas normalmente é melhor guardá-los para si. “É arriscado se expor sem conhecer tão bem o seu novo trabalho”, alerta Adriana.

Se já houver reuniões para as quais você foi convidado, o melhor é agir como ouvinte. “Deixe as suas opiniões e avaliações mais veementes para o futuro”, aconselha.

3. Descubra quais são os rostos das figuras mais importantes
Para Romaly, o novato deve fazer um trabalho de “detetive” para se preparar. “Descubra quem são as figuras-chave da empresa, como o presidente e os principais diretores”, recomenda ela. “Se ninguém puder apontar quem é quem para você, vale até pesquisar fotos na internet”.

Não é bisbilhotice, garante Romaly. “Saber como eles são fisicamente evita constrangimentos ou posturas inadequadas se você encontrá-los no elevador ou pelos corredores da empresa, por exemplo”, explica.

4. Não tenha vergonha de se apresentar
Nos primeiros dias, é importante que você busque se fazer conhecer pelos seus novos colegas. “Descubra quando e onde as pessoas costumam se reunir para o café, e use esses espaços para se apresentar”, recomenda Romaly.

Se ninguém facilitar esse primeiro contato, tome a iniciativa. Segundo ela, o gesto de se apresentar a quem você não conhece demonstra autoconfiança, além de ser simpático.

5. Tome a iniciativa para acompanhar colegas em almoços e happy hours
Além de se apresentar, também é aconselhável que você busque ativamente oportunidades para socializar com os demais. De acordo com Adriana, o novato deve evitar almoçar sozinho, por exemplo.

“Perca a vergonha e se convide para acompanhá-los nos almoços, cafés e até happy hours”, diz a consultora. “Quanto antes você se integrar, melhor”.

6. Não force amizades
Embora o recém-chegado deva buscar contato social no novo ambiente, é bom não exagerar na dose. “Não é para dar uma de ‘amigão’ com pessoas que você mal conhece”, diz Adriana.

O ideal, então, é encontrar um equilíbrio delicado entre simpatia e formalidade. “Intimidade é algo que se constrói, então é melhor manter uma certa distância, que vai se encurtando aos poucos”, acrescenta Romaly.

7. Não se envergonhe das suas dúvidas
Nos primeiros dias, é natural estar um pouco perdido. “Não é demérito nenhum desconhecer o funcionamento das coisas”, afirma Romaly. As perguntas, ao contrário, são muito bem-vindas – sobretudo porque serão vistas como sinal de interesse e disposição para aprender.

As interrogações, portanto, estão liberadas – mas desde que sejam sobre trabalho. “Vale mais ser discreto e evitar perguntas sobre assuntos pessoais, como família ou política”, diz a especialista.

Fontes e Direitos Autorais: , de EXAME.com – 13/11/2014.