Microsoft Visual Studio 2017 v15.6 Preview 2 e Visual Studio for Mac Version 7.4 Preview disponíveis


A Microsoft anunciou a disponibilidade do Visual Studio 2017 v15.6 Preview 2. A versão Preview 1 original foi disponibilizada no dia 7 de dezembro de 2017.

De acordo com o changelog publicado aqui pela Microsoft, o Visual Studio 2017 v15.6 Preview 2 traz correções para múltiplos bugs, opções de depuração agora estão disponíveis para Embedded ARM GCC.

Esta nova versão Preview também traz uma extensa lista de melhorias no suporte para Visual C++, o instalador do Visual Studio foi melhorado e agora quando você instalá-lo pela primeira vez ou atualizá-lo via Web você verá um processo de instalação mais transparente:

Microsoft Visual Studio 2017 v15.6 Preview 2

O Preview 2 também inclui o suporte parta navegação por fontes descompiladas. Habilite isto acessando Tools > Options > Text Editor > C# > Advanced > Enable navigation to decompiled sources:

A lista completa com todas as novidades nesta versão Preview pode ser vista no link acima.

Desenvolvedores interessados podem fazer o download do Visual Studio 2017 v15.6 Preview 2 aqui ou podem utilizar o link fornecido na página com o changelog.

Fontes e Direitos Autorais: The Visual Studio Blog – 10/01/2018.

Anúncios

Microsoft abre inscrições para o maratona bots


A Microsoft abriu as inscrições para o Maratona Bots, um curso de capacitação online e gratuito destinado a programadores que querem aprender como criar chatbots, robôs que conversam via chat utilizando recursos de Inteligência Artificial.

O curso terá quatro semanas de duração e os conteúdos didáticos serão liberados semanalmente. O primeiro módulo estará disponível a partir de segunda-feira, dia 15 de janeiro.

Após o término das aulas, os participantes terão até o dia 26 de março para desenvolverem um bot atendendo aos critérios da organização do curso. Os projetos serão avaliados por um time de especialistas da Microsoft. O objetivo é fomentar a criatividade e o aprimoramento técnico dos participantes em serviços de Inteligência Artificial disponíveis na nuvem.

A maratona também fará uma breve introdução aos conceitos de machine learning e Inteligência Artificial, que podem auxiliar na construção de aplicativos de diferentes tipos. São conhecimentos que ajudam a formar um profissional capaz de fazer frente às demandas atuais das empresas interessadas em promover a transformação digital.

Microsoft abre inscrições para o Maratona Bots

O público-alvo principal do curso são os desenvolvedores de software. Profissionais de áreas relacionadas que tenham conhecimento básico de programação e desejam entender melhor a aplicabilidade da tecnologia nos negócios também podem participar.

Além das aulas de vídeo online, o curso terá materiais de apoio em formato PDF e laboratórios práticos. Durante o período de aulas, os participantes poderão tirar suas dúvidas com instrutores que estarão on-line. Depois do encerramento, o conteúdo das aulas continuará disponível na plataforma on-line.

Desenvolvedores e demais interessados podem se inscrever aqui.

Fontes e Direitos autorais: Microsoft News Center Brasil – 10/01/2018.

Script desenvolvido pela Microsoft verifica se PCs estão vulneráveis aos ataques gerados pelas falhas Meltdown e Spectre


A Microsoft anunciou em seu site de suporte a disponibilidade de um script do PowerShell que pode ser utilizado por profissionais de TI para verificar se PCs são vulneráveis aos ataques Meltdown e Spectre.

O script pode ser utilizado via PowerShell no Windows 10 (1v1507, v1511, v1607, v1703 e v1709), Windows 8.1 e Windows 7 com SP1.

Ações recomendadas
Antes de começar, a Microsoft alerta que seus precisam tomar as seguintes medidas para se protegerem contra as vulnerabilidades:

– Verifique se você está executando um aplicativo antivírus com suporte antes de instalar as atualizações de SO ou firmware. Contate o fornecedor do software antivírus para obter informações de compatibilidade.

– Aplique as atualizações disponíveis do sistema operacional Windows, incluindo as atualizações de segurança do Windows de janeiro de 2018.

– Aplique a atualização de firmware fornecida pelo fabricante do dispositivo.

Nota: Máquinas baseadas no Windows (físicas ou virtuais) devem instalar as atualizações de segurança da Microsoft que foram lançadas em 3 de janeiro de 2018.

Aviso
Os clientes que só instalarem as atualizações de segurança do Windows de janeiro de 2018 não receberão o benefício de todas as proteções conhecidas contra as vulnerabilidades. Além de instalar as atualizações de segurança de janeiro, é necessária uma atualização do microcódigo do processador ou do firmware. Ele deve estar disponível pelo fabricante do seu dispositivo.

Observação: Os dispositivos da linha Surface receberão uma atualização do microcódigo através do Windows Update.

Script da Microsoft verifica se PCs são vulneráveis aos ataques Meltdown e Spectre

Verificando se o computador é vulnerável aos ataques Meltodown e Spectre

Para ajudar os clientes a confirmar se as proteções foram habilitadas e se seus sistemas estão vulneráveis, a Microsoft publicou um script PowerShell que os profissionais de TI podem executar em seus sistemas. Instale e execute o script executando os seguintes comandos:

Instale o módulo via PowerShell:

PS > Install-Module SpeculationControl

Execute o módulo no PowerShell para validar se as proteções estão habilitadas:

PS > Get-SpeculationControlSettings

A saída desse script PowerShell será semelhante à exibida abaixo. As proteções habilitadas serão exibidas na saída como “True”:

PS > Get-SpeculationControlSettings

Speculation control settings for CVE-2017-5715 [branch target injection]
Hardware support for branch target injection mitigation is present: True
Windows OS support for branch target injection mitigation is present: True
Windows OS support for branch target injection mitigation is enabled: True
Speculation control settings for CVE-2017-5754 [rogue data cache load]
Hardware requires kernel VA shadowing: True
Windows OS support for kernel VA shadow is present: True
Windows OS support for kernel VA shadow is enabled: True
Windows OS support for PCID optimization is enabled: True

Perguntas frequentes

P: Como saber se eu tenho a versão certa do microcódigo da CPU?
R: O microcódigo é fornecido através de uma atualização de firmware. Consulte o fabricante do dispositivo sobre aversão do firmware que possui a atualização apropriada para a sua CPU.

P: Meu sistema operacional (SO) não está listado. Quando posso esperar o lançamento de uma correção?
R: Abordar uma vulnerabilidade de hardware através de uma atualização de software apresenta desafios significativos, e as mitigações para sistemas operacionais mais antigos exigem extensas mudanças na arquitetura. A Microsoft está trabalhando com fabricantes de chips afetados para determinar a melhor maneira de proporcionar mitigações, que podem ser disponibilizadas em atualizações futuras.

P: Onde posso encontrar as atualizações de firmware/hardware do Surface?
A: As atualizações para dispositivos Microsoft Surface serão entregues aos clientes através do Windows Update, juntamente com as atualizações para o sistema operacional Windows. Para obter mais informações, consulte o artigo KB4073065.

Nota: Se seu dispositivo não for da Microsoft, aplique o firmware do fabricante do dispositivo. Contate o fabricante para obter mais informações.

P: Tenho um arquitetura x86, mas não vejo atualização. Vou receber uma?
R: Abordar uma vulnerabilidade de hardware através de uma atualização de software apresenta desafios significativos, e as mitigações para sistemas operacionais mais antigos exigem extensas mudanças na arquitetura. Estamos trabalhando com fabricantes de chips afetados para determinar a melhor maneira de fornecer mitigações para clientes x86, que podem ser fornecidos em uma atualização futura.

Fontes e Direitos Autorais: Suporte Microsoft – 05/01/2018 – https://support.microsoft.com/pt-br/help/4073119/protect-against-speculative-execution-side-channel-vulnerabilities-in

Microsoft adiciona versão Beta do cliente OpenSSH no Windows 10 v1709


Desenvolvedores e profissionais de TI interessados já podem testar o cliente OpenSSH no Windows 10 v1709 (o Windows 10 Fall Creators Update).

Em 2015 a empresa anunciou que estava trabalhando para incluir o suporte nativo para OpenSSH no Windows. SSH ou Secure Shell é uma ferramenta de linha de comando presente no UNIX e em distribuições do Linux usada para realização de conexões criptografadas a servidores remotos.

Além do cliente, o servidor OpenSSH também está presente como versão Beta no Windows 10 v1709. O detalhe é que ambos precisam ser habilitados manualmente.

Como habilitar a versão Beta do cliente OpenSSH no Windows 10 v1709

Para habilitar a versão Beta do cliente OpenSSH no Windows 10 v1709, siga os passos abaixo:

– Abra o aplicativo Configurações e clique em Aplicativos:


– Em Aplicativos e recursos clique no link Gerenciar recursos opcionais:


– Clique no botão Adicionar um recurso:


– Você verá o cliente e o servidor OpenSSH Beta na lista. Clique no item desejado e depois em Instalar:


Microsoft inclui versão Beta do seu cliente OpenSSH no Windows 10 v1709

 

Visual Studio Mobile Center passa a se chamar Visual Studio App Center


A Microsoft confirmou nos últimos dias em seu no blog do Azure que o Visual Studio Mobile Center agora se chama Visual Studio App Center.

O que é o Visual Studio App Center?

O Visual Studio App Center é um conjunto de serviços baseados na nuvem com foco na criação e gerenciamento de aplicativos para dispositivos móveis.

De acordo com a Microsoft, o App Center foi criado para atender aplicativos criados para Windows, iOS e Android.

Benefícios do Visual Studio App Center

Crie aplicativos com maior frequência e mais rapidez
Elimine a dificuldade de criar aplicativos iOS, Android e Windows localmente. Ao conectar-se aos repositórios do GitHub, do Bitbucket ou do Visual Studio Team Services, você pode criar aplicativos automaticamente com cada solicitação de pull ou sob demanda e evitar o trabalho extra de gerenciar agentes de build.

Envie aplicativos de alta qualidade com confiança
Automatize testes de interface do usuário em milhares de dispositivos reais e em centenas de configurações na nuvem, usando estruturas populares como Appium, Espresso e XCUITest. Teste todas as possíveis interações com a interface do usuário e diagnostique bugs e problemas de desempenho sempre que você compilar, com relatórios detalhados de acompanhamento passo a passo, capturas de tela e logs.

Visual Studio Mobile Center agora se chama Visual Studio App Center
Implante em qualquer lugar com facilidade
Distribua seu aplicativo para testadores e usuários beta em iOS, Android, Windows e macOS a cada confirmação ou sob demanda. Envie diferentes builds para diferentes grupos de testadores e notifique-os por meio de atualizações no aplicativo. Quando estiver pronto, libere para a App Store, o Google Play e o Microsoft Intune.

Relatórios de falhas ricos em informações
Diagnostique problemas e monitore a integridade do seu aplicativo com recursos avançados, como agrupamento e gerenciamento inteligentes de falhas, depuração mais rápida com simbolização e relatórios de falhas detalhados. Seja notificado e corrija problemas conforme eles surgem.

Análise em tempo real
Aumente sua audiência concentrando-se no que importa, com informações e relatórios detalhados sobre sessões de usuário, principais dispositivos, versões de SO, análise comportamental e rastreadores de eventos para aplicativos iOS, Android, Windows e macOS. Crie facilmente eventos personalizados para acompanhar qualquer coisa, com análise de aplicativo extensiva.

Escolha somente os serviços que você precisa
Você tem sua própria solução de análise? Utiliza uma plataforma de distribuição beta diferente? Nenhum problema. Os SDKs e APIs de software livre permitem que você integre apenas os serviços do App Center que precisa.

Conheça mais sobre o Visual Studio App Center acessando: https://www.visualstudio.com/pt-br/app-center/

Fontes e Direitos Autorais: Mobile Center – https://www.visualstudio.com/pt-br/app-center/

Microsoft anuncia novas máquinas virtuais L Series v2 do Azure


Microsoft anunciou neste última terça-feira dia 05 a disponibilidade das novas máquinas virtuais L Series v2 do Azure equipadas com processadores AMD EPYC.

As novas máquinas virtuais são otimizadas para armazenamento e foram criadas para suportar cargas de trabalho como bancos de dados Cassandra, MongoDB e Cloudera que demandam altos níveis de I/O.

As máquinas virtuais utilizam o processador AMD EPYC 7551, que possui clock de 2.2GHz (podendo chegar a até 3.0GHz), possuem opções com até 64 processadores virtuais.

Empresas interessadas nas novas máquinas virtuais podem se registrar aqui.

Os processadores AMD EPYC foram lançados no final de junho deste ano. Confira mais detalhes aqui.

Novas máquinas virtuais L Series v2 com processadores AMD EPYC:

Microsoft anuncia máquinas virtuais L Series v2 do AzureFontes e Direitos Autorais: Microsoft Azure – 05/12/2017 – https://azure.microsoft.com/en-us/blog/announcing-the-lv2-series-vms-powered-by-the-amd-epyc-processor/

Suporte para Cosmos DB no Azure Storage Explorer já está disponível como Preview


A Microsoft anunciou na semana passada que o suporte para Cosmos DB no Azure Storage Explorer já está disponível como Preview.

Cosmos DB no Azure Storage Explorer

Com o suporte os bancos de dados Cosmos DB podem ser explorados e gerenciados com a mesma experiência de uso que torna o Azure Storage Explorer uma poderosa ferramenta para desenvolvedores que precisam gerenciar armazenamento no Azure.

Para quem não sabe, o Storage Explorer é um aplicativo autônomo que permite que você trabalhe facilmente com dados do Azure Storage no Windows, macOS e Linux.

O aplicativo fornece várias maneiras de se conectar às contas de armazenamento. Isso inclui se conectar a contas de armazenamento associadas às suas assinaturas do Azure, conectar-se às contas de contas de armazenamento e serviços compartilhados por outras assinaturas do Azure e até mesmo se conectar e gerenciar o armazenamento local usando o Emulador de Armazenamento do Azure.

Suporte para Cosmos DB no Azure Storage Explorer já está disponível como Preview
Azure Storage Explorer

O suporte para o Cosmos DB no Azure Storage Explorer permite que você gerencie entidades, manipule dados, crie e atualize ‘stored procedures’ e muito mais.

Para começar, faça o Azure Storage Explorer aqui para Windows, aqui para macOS ou aqui para Linux, confira aqui um artigo para saber mais sobre o Storage Explorer e utilize o manual para ver como gerenciar Cosmos DB no Azure Storage Explorer.

Uma demonstração do Cosmos DB no Storage Explorer está disponível aqui.


Fontes e Direitos Autorais: azure.microsoft.com – 09/11/2017.