Microsoft SQL Server 2014 SP3 Atualização Cumulativa 1 liberada


A Microsoft informou no decorrer desta semana em seu blog SQL Server Release Services a disponibilidade da Atualização Cumulativa 1 para SQL Server 2014 SP3.

Com base, no artigo KB4470220 publicado no site de suporte, a atualização traz correções para múltiplos bugs no SQL Server 2014 SP3.

A lista com os bugs corrigidos destaca um dos mais reportados após o lançamento do Service Pack, conhecido por causar a ocorrência de resultados incorretos quando você converte o parâmetro pollinginterval de segundos para horas na System Stored Procedure sys.sp_cdc_scan, outro bug destacado se relacionado com um erro de violação de acesso no SQL Server Analysis Services durante o processamento de um banco de dados analítico.

A Atualização Cumulativa 1 para SQL Server 2014 SP3 está disponível para download em múltiplos idiomas para plataformas 32 e 64 bits, após a instalação desta atualização o Build Version será evoluído para o número: 12.0.6205.1.

A seguir destaco relação completa de atualizações disponíveis para o Microsoft SQL Server 2014 desde o seu lançamento, em destaque as mais recentes dentre elas o Service Pack 3.

SQL Server 2014 Service Pack 3 (SP3) e atualização cumulativa (CU) compilações


Nome da atualização cumulativa Versão da compilação Número da base de dados de conhecimento Dia do lançamento
SQL Server 2014 SP3 CU1 12.0.6205.1 KB4470220 12 de dezembro de 2018
SQL Server SP3 de 2014 12.0.6024.0 KB4022619 30 de outubro de 2018

SQL Server 2014 Service Pack 2 (SP2) e atualização cumulativa (CU) compilações


Nome da atualização cumulativa Versão da compilação Número da base de dados de conhecimento Dia do lançamento
SQL Server 2014 SP2 CU15 12.0.5605.1 KB4469137 12 de dezembro de 2018
SQL Server 2014 SP2 CU14 12.0.5600.1 KB4459860 15 de outubro de 2018
SQL Server 2014 SP2 CU13 12.0.5590.1 KB4456287  27 de agosto de 2018
SQL Server 2014 SP2 CU12 12.0.5589.7 KB4130489 18 de junho de 2018
SQL Server 2014 SP2 CU11 12.0.5579.0 KB4077063 19 de março de 2018
SQL Server 2014 SP2 CU10 12.0.5571.0 KB4052725 16 de janeiro de 2018
SQL Server 2014 SP2 CU9 12.0.5563.0 KB4055557 18 de dezembro de 2017
SQL Server 2014 SP2 CU8 12.0.5557.0 KB4037356 16 de outubro de 2017
SQL Server 2014 SP2 CU7 12.0.5556.0 KB4032541 28 de agosto de 2017
SQL Server 2014 SP2 CU6 12.0.5552.0 KB4019094 17 de julho de 2017
SQL Server 2014 SP2 CU5 12.0.5546.0 KB4013098 17 de abril de 2017
SQL Server 2014 SP2 CU4 12.0.5540.0 KB4010394 21 de fevereiro de 2017
SQL Server 2014 SP2 CU3 12.0.5538.0 KB3204388 19 de dezembro de 2016
SQL Server 2014 SP2 CU2 12.0.5522.0 KB3188778 17 de outubro de 2016
SQL Server 2014 SP2 CU1 12.0.5511.0 KB3178925 25 de agosto de 2016
SQL Server 2014 SP2 12.0.5000.0 KB3171021 11 de julho de 2016

SQL Server 2014 Service Pack 1 (SP1) e atualização cumulativa (CU) compilações


Nome da atualização cumulativa Versão da compilação Número da base de dados de conhecimento Dia do lançamento
SQL Server 2014 SP1 CU13 12.0.4520.0 (build mais recente) KB4019099 17 de julho de 2017
SQL Server 2014 SP1 CU12 12.0.4511.0 KB4017793 17 de abril de 2017
SQL Server 2014 SP1 CU11 12.0.4502.0 KB4010392 21 de fevereiro de 2017
SQL Server 2014 SP1 CU10 12.0.4491.0 KB3204399 19 de dezembro de 2016
SQL Server 2014 SP1 CU9 12.0.4474.0 KB3186964 17 de outubro de 2016
SQL Server 2014 SP1 CU8 12.0.4468.0 KB3174038 15 de agosto de 2016
SQL Server 2014 SP1 CU7 12.0.4459.0 KB3162659 20 de junho de 2016
SQL Server 2014 SP1 CU6 12.0.4457.0 KB3167392 30 de maio de 2016
SQL Server 2014 SP1 CU6 (preterido) 12.0.4449.0 KB3144524 18 de abril de 2016
SQL Server 2014 SP1 CU5 12.0.4439.1 KB3130926 22 de fevereiro de 2016
SQL Server 2014 SP1 CU4 12.0.4436.0 KB3106660 21 de dezembro de 2015
SQL Server 2014 SP1 CU3 12.0.4427.24 KB3094221 19 de outubro de 2015
SQL Server 2014 SP1 CU2 12.0.4422.0 KB3075950 17 de agosto de 2015
SQL Server 2014 SP1 CU1 12.0.4416.1 KB3067839 19 de junho de 2015
SQL Server SP1 de 2014 12.0.4100.1 KB3058865 4 de maio de 2015

Compilações do SQL Server 2014 atualização cumulativa (CU)


Nome da atualização cumulativa Versão da compilação Número da base de dados de conhecimento Dia do lançamento
CU14 12.0.2569.0 (build mais recente) KB3158271 20 de junho de 2016
CU13 12.0.2568.0 KB3144517 18 de abril de 2016
CU12 12.0.2564.0 KB3130923 22 de fevereiro de 2016
CU11 12.0.2560.0 KB3106659 21 de dezembro de 2015
CU10 12.0.2556.4 KB3094220 19 de outubro de 2015
CU9 12.0.2553.0 KB3075949 17 de agosto de 2015
CU8 12.0.2546.0 KB3067836 19 de junho de 2015
CU7 12.0.2495.0 KB3046038 20 de abril de 2015
CU6 12.0.2480.0 KB3031047 16 de fevereiro de 2015
CU5 12.0.2456.0 KB3011055 17 de dezembro de 2014
CU4 12.0.2430.0 KB2999197 21 de outubro de 2014
CU3 12.0.2402.0 KB2984923 18 de agosto de 2014
CU2 12.0.2370.0 KB2967546 27 de junho de 2014
CU1 12.0.2342.0 KB2931693 21 de abril de 2014

Fontes e Direitos Autorais: Suporte da Microsoft – Versões de compilação do SQL Server 2014 – 14/12/2018 – https://support.microsoft.com/pt-br/help/2936603/sql-server-2014-build-versions

Anúncios

Aproximadamente 120 milhões de brasileiros tiveram seus números de CPF expostos de forma indevida na Internet


Um relatório da empresa InfoArmor, destaca que um servidor Web com Apache foi descoberto em março deste ano não estava configurado corretamente e expôs online os dados armazenados nele.

Por padrão, o Apache retorna o conteúdo de um arquivo chamado index.html quando ele está presente. Se um arquivo com este nome não existe e a listagem de diretórios está habilitada, ele exibirá então os arquivos, pastas e também possibilitará seu download.

Como é possível ver na imagem abaixo do servidor configurado incorretamente, alguém deve ter renomeado o arquivo index.html para index.html_bkp, o que fez com que o servidor listasse os arquivos e pastas com tamanhos variando de 27MB até 82GB:

Números de CPF de 120 milhões de brasileiros foram expostos online

Ao abrir um dos arquivos os analistas da InfoArmor descobriram que ele continua informações como números de CPF, informações pessoais, informações militares, números de telefone, informações sobre empréstimos e endereços:

Database Tables

Ao tentar entrar em contato com o proprietário do banco de dados enquanto ainda monitorava o diretório exposto, a InfoArmor viu o arquivo de 82GB ser substituído por um arquivo .sql com 25GB.

Com base nos tipos de arquivos armazenados e nos dados contidos neles, é possível que o diretório exposto estava sendo usado para armazenar backups de bancos de dados sem perceber que eles estavam expostos online.

No final de março o servidor foi reconfigurado e os arquivos deixaram de ser expostos publicamente, não é possível afirmar por quanto tempo os arquivos ficaram expostos antes do servidor configurado incorretamente ter sido descoberto pela InfoArmor e nem se criminosos tiveram acesso aos dados.

Fontes e Direitos Autorais: BleepIngComputer – Lawrence Abrams – 12/12/2018 – https://www.bleepingcomputer.com/news/security/taxpayer-id-numbers-for-120-million-brazilians-exposed-online; e

InfoArmor – Christian Less – Special Report: InfoArmor Finds 120 Million Brazilian Identities Exposed – 12/12/2018 – https://blog.infoarmor.com/employees/infoarmor-discovers-120-million-brazilian-identities-exposed

Microsoft pode estar planejando versão lite do Windows como possível concorrente do Chrome OS


Em mais um de seus diversos rumores e burburinhos, Brad Sams através do website Petri.com, informa que a Microsoft esta trabalhando no desenvolvimento de uma versão possivelmente lite para o Windows: “O Windows Lite está sendo desenvolvido pela Microsoft para competir diretamente com o ChromeOS.”

Um detalhe que chama a atenção é que esta versão pode não ter a palavra “Windows” no nome, mas nada disso foi confirmado oficialmente.

Diferente do Windows RT e do Windows 10 S, o suposto Windows Lite só rodará PWAs (Progressive Web Apps) e aplicativos baseados na Universal Windows Platform (UWP). Nada de Win32.

Esta seria finalmente uma versão do Windows totalmente “leve” e livre do código legado presente nas outras versões. Além disso, os rumores dizem que esta suposta nova versão do sistema operacional só será disponibilizada para os fabricantes de PCs.

Indícios do nome “Lite” já apareceram em alguns builds recentes do SDK do Windows, como o 18282.

Rumor: Windows Lite será concorrente direto do ChromeOS

O “real” motivo para a morte do Windows 10 S como versão separada do sistema operacional é que isto foi necessário para abrir caminho para o Windows Lite.

O objetivo da Microsoft com a suposta nova versão é criar um sistema operacional que possa ser inicializado instantaneamente, sempre conectado e compatível com diferentes arquiteturas de processadores.

Como a Qualcomm pretende anunciar uma nova geração do seu processador Snapdragon com performance superior à do Snapdragon 835, é bem possível que o novo chip seja utilizado em dispositivos com o Windows Lite.

O suposto novo sistema operacional também terá uma nova interface, mas mais uma vez é importante destacar que nada disso foi confirmado oficialmente pela Microsoft.

Fontes e Direitos Autorais: Petri.com – https://www.petri.com/what-is-windows-core-os-its-microsofts-chromebook-os-killer – 03/12/2018.

Novos ícones para o Microsoft Office 365 são apresentados


Publicado em seu canal no YouTube a Microsoft divulgou um vídeo, apresentando os novos ícones para os aplicativos do Office 365. A última grande mudança nos ícones do Office foi com o lançamento do Office 2013 anos atrás.

A Microsoft criou novos ícones para o Word, Excel, PowerPoint, OneNote, Outlook e também para outros produtos que fazem parte do Office 365 para empresas como o SharePoint, Microsoft Teams e Skype:

Microsoft apresenta novos ícones para os aplicativos do Office 365

De acordo com o anúncio da Microsoft, os novos ícones para os aplicativos do Office 365 estarão disponíveis para todas as plataformas nos próximos meses. Segundo Jon Friedman –  Head of Microsoft Office design: “Design está se tornando o coração e a alma do Office. Saiba como evoluímos nossa identidade visual para refletir as experiências simples, poderosas e inteligentes do Office 365.” Eles serão disponibilizados primeiro nos aplicativos móveis e na versão Web.

Um detalhe que chama a atenção é que o vídeo também mostra novos ícones para outros aplicativos do próprio Windows 10, como Email, Calendário, Notícias, Fotos e Calculadora.

Diferente dos ícones para os aplicativos do Office, ainda não se sabe quando os novos ícones para os aplicativos do Windows 10 estarão disponíveis.

Vídeo apresentando os novos ícones para os aplicativos do Office 365:

Sistemas visuais flexíveis que funcionam em plataformas, dispositivos e gerações.

Nossa solução do projeto era dissociple a letra e o símbolo nos ícones, criando essencialmente dois painéis (um para a letra e um para o símbolo) que nós podemos emparelhar ou separar. Isso nos permite manter a familiaridade enquanto ainda enfatizando a simplicidade dentro do aplicativo.

Separando-os em dois painéis também acrescenta profundidade, que faíscas oportunidades em contextos 3D. Através deste sistema flexível, mantemos a tradição viva enquanto suavemente empurrando o envelope.

Projetos centrados no homem que enfatizam o conteúdo e refletem a velocidade da vida moderna

Fontes e Direitos Autorais – Jon Friedman – https://medium.com/microsoft-design/redesigning-the-office-app-icons-to-embrace-a-new-world-of-work-91d72608ee8f

Microsoft reconhece e corrige problemas relacionados aos servidores de ativação para Windows 10


Os primeiros relatos sobre os problemas com os servidores de ativação do Windows 10 surgiram no Reddit.

Microsoft corrige problemas com os servidores de ativação do Windows 10

Segundo os relatos, em alguns casos o Windows 10 relata repentinamente que não está mais ativado e a reativação não funciona corretamente. Alguns usuários confirmaram que tiveram o “downgrade” do Windows 10 Pro para o Windows 10 Home.

Em resposta a um usuário em seu fórum de suporte, a Microsoft confirmou que o problema estava afetando usuários no Japão, Coreia do Sul, Américas e em outros países.

No mesmo post a empresa disse que estava investigando o que causou isso e confirmou que estava trabalhando em uma solução. Ainda não se sabe o número exato de computadores afetados. Outro detalhe é que o problema aparentemente diferentes versões do Windows 10, como a 1809 e a 1803.

Muitos dos usuários que tiveram seus PCs afetados pelos problemas com a ativação do Windows 10 disseram que eles fizeram o upgrade a partir do Windows 7 e Windows 8.1 quando a oferta do upgrade gratuito ainda estava em vigor.

Fontes e Direitos Autorais: https://www.zdnet.com/article/windows-10-users-seeing-their-erroneous-product-activation-issues-resolved/#ftag=RSSbaffb68

Próximas versões do Windows 10 poderão ter os codinomes Vanadium e Vibranium


As primeiras duas versões do Windows 10, a 1507 e a 1511, receberam os codinomes Threshold e Threshold 2. As versões 1607, 1703, 1709, 1803 e 1809 receberam os codinomes Redstone, Redstone 2, Redstone 3, Redstone 4 e Redstone 5, respectivamente.

Rumor: Próximas versões do Windows 10 terão codinomes Vanadium e VibraniumDepois de abandonar o uso do codinome Redstone após a atualização Redstone 5, tudo indicava que a Microsoft passaria a usar codinomes referentes ao período de lançamento – começando com o Windows 10 19H1, que tem lançamento previsto para o primeiro semestre de 2019.

Agora novos rumores indicam que a empresa mudou de ideia mais uma vez, com as próximas versões do Windows 10 lançadas depois da 19H1 supostamente recebendo os codinomes Vanadium e Vibranium.

Quanto o Vanadium faz referência a um elemento real da tabela periódica, o Vibranium é mais conhecido por ser o material (fictício) usado nas histórias da Marvel para criar o escudo do Capitão América.

Vale ressaltar que a Microsoft ainda não confirmou oficialmente os novos codinomes.

Fontes e Direitos Autorais: ZdNet – https://www.zdnet.com/article/what-comes-after-windows-10-19h1-vanadium/.

Microsoft Windows 10 v1809 apresenta novidades para profissionais de TI


A Microsoft publicou recentemente no Windows IT Pro Center um artigo destacando algumas novidades no Windows 10 v1809 para profissionais de TI. A versão 1809 também é conhecida como Windows 10 October 2018 Update.

A empresa também disponibilizou um vídeo com três minutos de duração que resume alguns recursos novos que estão disponíveis para profissionais de TI nesta versão:

 

Para usuários de iPhone, o app Seu Telefone também ajuda você a vincular seu telefone ao seu computador. Navegue na Web no seu telefone e, em seguida, envie a página da Web instantaneamente para o computador para continuar a fazer o que você está fazendo – – ler, assista ou procurar – com todos os benefícios de uma tela maior.

seu telefone

Uma das novidades no Windows 10 v1809 para profissionais de TI é que usuários do Azure Active Directory e do Active Directory usando o Windows Hello para Empresas podem usar biometria para autenticar uma sessão de Área de Trabalho Remota:

Rdpwbiotime 01
Para começar, entrar no seu dispositivo usando o Windows Hello para Empresas. Ative a Conexão de Área de Trabalho Remota (mstsc.exe), digite o nome do computador que você deseja se conectar e clique em Conectar.

O Windows reconhece que você está logado usando o Windows Hello para Empresas e seleciona automaticamente o Windows Hello para Empresas para autenticá-lo à sua sessão RDP.

Você também pode clicar em mais opções para escolher credenciais alternativas:

Novidades no Windows 10 v1809 para profissionais de TI
Neste exemplo, o Windows usa o reconhecimento facial para autenticar a sessão RDP para o servidor Hyper-V Server 2016.

Você pode continuar a usar o Windows Hello para Empresas na sessão remota, mas você deve usar o PIN:

Rdpwbiotime 03

BitLocker – Imposição silenciosa em unidades fixas
Por meio de uma política de Gerenciamento de Dispositivos Modernos (MDM), o BitLocker pode ser habilitado silenciosamente para usuários associados ao Azure Active Directory (AAD) padrão. No Windows 10, versão 1803, a criptografia automática do BitLocker foi habilitada para usuários padrão do AAD, mas isso ainda exigia o hardware moderno que passou na Interface de Teste de Segurança de Hardware (HSTI). Essa nova funcionalidade habilita o BitLocker por meio da política até mesmo em dispositivos que não passam na HSTI.

Esta é uma atualização do CSP BitLocker, que foi introduzido no Windows 10, versão 1703 e usado pelo Intune e outros.

Fornecimento de política do BitLocker para dispositivos AutoPilot durante OOBE
Você pode escolher qual algoritmo de criptografia para aplicar a criptografia de disco BitLocker automática para dispositivos compatíveis com, em vez de ter automaticamente os dispositivos propriamente ditos criptografar com o algoritmo padrão. Isso permite que o algoritmo de criptografia (e outras políticas de BitLocker que devem ser aplicadas antes da criptografia) ser entregue antes de criptografia BitLocker automática começa.

Por exemplo, você pode escolher o algoritmo de criptografia XTS-AES de 256 e que ele seja aplicado a dispositivos que faria normalmente criptografar propriamente ditos automaticamente com o algoritmo de XTS-AES de 128 padrão durante OOBE.

Políticas de Grupo do Microsoft Edge
O Windows 10 v1809 introduz novas políticas de grupo e as configurações de Gerenciamento de Dispositivos Modernos para gerenciar o Microsoft Edge.

As novas políticas incluem habilitar e desabilitar o modo de tela inteira, a impressão, a barra de favoritos e o histórico de salvamento; impedir substituições de erro de certificado; configuração do botão Início e opções de inicialização; configuração da página Nova Guia e URL do botão Início, e gerenciamento de extensões.

O Windows Defender Credential Guard é compatível por padrão com dispositivos com Windows 10 S ingressados no AAD
Windows Defender Credential Guard é um serviço de segurança no Windows 10 criado para proteger credenciais de domínio do Active Directory (AD) para que eles não podem ser roubados ou usados incorretamente por malware no computador do usuário. Ele foi projetado para proteger contra ameaças conhecidas como Pass-the-Hash e coleta de credencial.

O Windows Defender Credential Guard sempre foi um recurso opcional, mas o Windows 10 S ativa essa funcionalidade por padrão quando o computador tiver sido ingressado no Azure Active Directory (AAD). Isso fornece um nível adicional de segurança ao se conectar aos recursos do domínio normalmente não está presentes em dispositivos com Windows 10 S.

Experiência de projeção sem fio

Uma das coisas que recebemos comentários de você é que ele é difícil saber quando você está projetando uma conexão sem fio e como desconectar sua sessão quando iniciado no Explorador de arquivos ou de um aplicativo. No Windows 10, versão 1809, você verá uma faixa de controle na parte superior da tela quando você estiver em uma sessão (assim como você vê ao usar a Área de Trabalho Remota). A faixa mantém você informado sobre o estado da sua conexão, permite que você desconectar ou reconectar ao mesmo coletor rapidamente e permite que você ajustar a conexão com base no que você está fazendo. Esse ajuste é feita por meio de Configurações, que otimiza a latência de tela a tela com base em um dos três modos:

  • Modo de jogo minimiza a latência de tela a tela para possibilitar jogos ao longo de uma conexão sem fio
  • Modo de vídeo aumenta a latência de tela a tela para garantir que o vídeo na tela grande reproduz suavemente
  • Modos de produtividade alcança um equilíbrio entre o modo de jogo e o modo de vídeo; a latência tela a tela é responsiva o suficiente para que a percepção de digitação soe natural, garantindo que os vídeos não falhem com mais frequência.

faixa de projeção sem fio

O artigo com as novidades no Windows 10 v1809 para profissionais de TI pode ser obtido na íntegra através do link: https://docs.microsoft.com/pt-br/windows/whats-new/whats-new-windows-10-version-1809.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft – Windows IT Pro Center – Documentos | Windows | Novidades – 18/10/2018.

Microsoft confirma desativação dos protocolos TLS 1.0 e 1.1 para Microsoft Edge e Internet Explorer em 2020


A Microsoft anunciou no último dia 15 de outubro em seu blog que os protocolos TLS 1.0 e 1.1 no Microsoft Edge e Internet Explorer serão desativados por padrão a partir do primeiro semestre de 2020.

Estas versões do protocolo Transport Layer Security serão desativadas nas versões suportadas dos dois navegadores da empresa, conforme notificação da Microsoft, que também ressalta que 19 de janeiro de 2019 marca o 20º aniversário do TLS 1.0 – versão inaugural do protocolo para criptografia e autenticação de conexões seguras na Web

Nos últimos 20 anos, outras versões do TLS mais avançadas e seguras foram lançadas e o suporte para o TLS 1.3 em uma futura versão do Microsoft Edge já está em desenvolvimento.

Como as versões 1.0 e 1.1 deverão ser depreciadas formalmente pela IETF (Internet Engineering Task Force) no final deste ano, a recomendação é que sites migrem para as versões mais recentes do protocolo o mais rápido possível.

Preparando seus sites e organizações

Dados da SSL Labs mostram que 94% dos sites hoje já suportam o TLS 1.2 e menos de 1% das conexões feitas diariamente no Microsoft Edge usam o TLS 1.0 ou 1.1:

Microsoft desativará o TLS 1.0 e 1.1 no Microsoft Edge e Internet Explorer em 2020A Microsoft optou por anunciar bem antes que desativará o TLS 1.0 e 1.1 no Microsoft Edge e Internet Explorer para que os sites que ainda fazem uso destas versões tenham tempo suficiente para se preparar e fazer o upgrade para a versão 1.2 ou 1.3.

Esta mudança segue os semelhantes anúncios feitos pela Apple, Google e Mozilla, suporte mais seguro, suporte com melhor performance, conexões seguras, ajudando a avançar uma experiência de navegação mais segura para todos.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft – Windows.blog – 15/10/2018 –  https://blogs.windows.com/msedgedev/2018/10/15/modernizing-tls-edge-ie11/#yItMJIZHSkMwOiY3.97

Microsoft SQL Server 2014 SP2 recebe atualização cumulativa 14


A Microsoft anunciou na última segunda-feira no blog SQL Server Release Services a disponibilidade da Atualização Cumulativa 14 para SQL Server 2014 SP2, esta atualização contém correções para os problemas que foram descobertos depois do lançamento do SQL Server 2014 SP2 e das atualizações cumulativas anteriores.

O artigo KB4459860 publicado no site de suporte da Microsoft, a atualização traz correções para múltiplos bugs no SQL Server 2014 SP2.

Atualização Cumulativa 14 para SQL Server 2014 SP2

A lista com os bugs corrigidos inclui um que causa erro de violação de acesso no SQL Server Analysis Services durante o processamento de certos bancos de dados, um que causa erro de violação de acesso durante uma consulta que faz referência ao tipo de dado Extended Markup Language (XML) e um que causa erro de falta de memória em certos cenários.

A relação completa com todos os bugs corrigidos pode ser vista através do link: https://support.microsoft.com/en-us/help/4459860/cumulative-update-14-for-sql-server-2014

A Figura 1 abaixo destaca a relação de arquivos disponíveis para download relacionados a  atualização cumulativa 14, nas arquiteturas de sistemas operacionais 32 e 64 bits:

Figura 1 – Relação de arquivos disponíveis para download relacionados ao SQL Server 2014 SP2 CU 14.

A Atualização Cumulativa 14 para SQL Server 2014 SP2 (build 12.0.5600.1) está disponível para download clicando na imagem abaixo:

Compatível com os seguintes sistemas operacionais (para múltiplos idiomas):

  • Windows 10,
  • Windows 7,
  • Windows 7 Service Pack 1,
  • Windows 8,
  • Windows 8.1,
  • Windows Server 2008 R2,
  • Windows Server 2008 R2 SP1,
  • Windows Server 2012,
  • Windows Server 2012 R2, e
  • Windows Server 2016.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft – Download Center: 15/10/2018.

Exchange Server 2016 atualização cumulativa 11 liberada


A Microsoft disponibilizou para download a Atualização Cumulativa 11 para Exchange Server 2016.

Com base no artigo KB4134118 publicado no site de suporte da Microsoft, este pacote cumulativo traz correções de bugs e pode ser usado para efetuar uma nova instalação do Exchange Server 2016 ou para atualizar uma instalação existente.

Atualização Cumulativa 11 para Exchange Server 2016A lista com os bugs corrigidos inclui que faz com que um usuário do Exchange Server 2016 não consiga acessar um calendário compartilhado do Exchange Server 2013, um que faz com que clientes ActiveSync não consigam se conectar ou a sincronização é mais demorada em um ambiente com Exchange Server e um que faz com que o Outlook na Web entre em um loop infinito durante a autenticação.

A relação completa com os bugs corrigidos pela Atualização Cumulativa 11 para Exchange Server 2016 pode ser encontrada no link: https://support.microsoft.com/pt-br/help/4134118/cumulative-update-11-for-exchange-server-2016

Diferente das versões mais antigas do Exchange, as atualizações cumulativas não usam a infraestrutura de rollup, ao contrário, com o novo modelo de servicing do Exchange as atualizações cumulativas basicamente são versões completas do produto.

Desta forma, quando você for implementar um novo servidor com o Exchange Server 2016, basta usar a atualização cumulativa mais recente para instalar o produto completo e já atualizado. O download da Atualização Cumulativa 11 para Exchange Server 2016 pode ser feito clicando na imagem abaixo:

Vale ressaltar que esta atualização se aplica ao Exchange Server 2016 Standard e Enterprise, a atualização está disponível como um arquivo ISO com pouco mais de 5.5GB.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft – Suporte da Microsoft – 17/10/2018.

Windows Server 2019 Essentials disponível gratuitamente por até 180 dias


A Microsoft liberou para download em sua plataforma Microsoft Evaluation Center a versão de avaliação do Windows Server 2019 Essentials, que pode ser utilizada gratuitamente pelo período de até 180 dias.

Caso você ainda não saiba, o Windows Server Essentials oferece uma solução de servidor flexível, acessível e fácil de usar para pequenas empresas com até 25 usuários e 50 dispositivos.

Experimente o Windows Server 2019 Essentials gratuitamente por até 180 diasIndicada principalmente para ser implementada como um primeiro servidor, o Windows Server Essentials também pode ser usado como servidor principal em um ambiente multiservidores(Multi-Servers) para pequenas empresas.

A versão de avaliação do Windows Server 2019 Essentials está disponível para download em arquivo no formato ISO e apenas para plataformas 64 bits nos seguintes idiomas:

  • Chinês (simplificado);
  • Holandês (Holanda);
  • Inglês;
  • Francês;
  • Húngaro;
  • Italiano;
  • Japonês;
  • Coreano;
  • Polonês;
  • Português (Brasil);
  • Português (Portugal);
  • Russo;
  • Espanhol;
  • Sueco (Suécia);
  • Turco; e
  • Tcheco.

A realizar o pedido de download e instalação, utilize a seguinte chave de produto: NJ3X8-YTJRF-3R9J9-D78MF-4YBP4, informada pela Microsoft válida para o uso durante o período de 180 dias.

Para maiores informações sobre esta nova versão do Windows Server acesse: https://docs.microsoft.com/en-us/windows-server-essentials/get-started/what-s-new-19?branch=WS2019-RELEASE

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com – Docs – 03/10/2019.

Microsoft oficializa a disponibilidade geral do novo Office 2019


A Microsoft anunciou em seu blog a disponibilidade geral do Office 2019 para Windows e Mac, incluindo as versões atualizadas do Word, Excel, PowerPoint, Outlook, Project, Visio, Access e Publisher, dentre os quais (Project 2019, Visio 2019, Access 2019 e Publisher 2019 só estão disponíveis para Windows).

O Office 365‎ ProPlus, a versão do Office conectada à nuvem, oferece a experiência do Office mais produtiva e mais segura —‎‎ com o menor custo total de propriedade para a implantação e gerenciamento.

Para clientes que não estão prontos para a nuvem, o Office 2019 traz novos recursos e funcionalidades para as versões locais dos aplicativos com foco nos usuários e nos profissionais de TI.

Muitos dos recursos presentes na versão 2019 foram introduzidos nos últimos anos primeiro no Office 365 ProPlus. O Office 2019 é uma versão única e não receberá novos recursos e funcionalidades. Importante destacar que o Office 365 ProPlus continuará recebendo novos recursos e funcionalidade mensalmente, incluindo inovações com o foco na colaboração, inteligência artificial, segurança e mais.

Office 2019

O Office 2019 traz diversos novos recursos em seu aplicativos para ajudar os usuários a criar mais conteúdo em menos tempo.‎ No PowerPoint 2019, por exemplo, você pode criar apresentações cinematográficas com recursos como Morph e Zoom.

A tablet or laptop screen displaying Focus mode in Microsoft Word

O suporte melhorado para tinta em todos os aplicativos da versão 2019 para Windows também ajudam você criar documentos mais naturalmente.

Microsoft anuncia a disponibilidade geral do Office 2019

O Excel 2019 traz novos recursos para análise de dados, incluindo novas fórmulas e gráficos, além de melhorias no PowerPivot.

Office 2019 2

O Word 2019 e o Outlook 2019 ajudam você a e focar no que mais importa. ‎Ferramentas de aprendizagem‎ como a leitura de texto em voz alta e o espaçamento de texto torna mais fácil para o usuário lidar com o conteúdo. O modo de Foco bloqueia distrações e coloca o conteúdo em primeiro lugar.

Disponibilidade
Um número limitado de clientes comerciais com contratos de licenciamento por volume pode obter o Office 2019 desde o último dia 24 de setembro. Nas próximas semanas ele estará disponível para todos os clientes (comerciais e consumidores).

Para maiores informações sobre o Office 2019, acesse: https://products.office.com/en-us/get-started-with-office-2019

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft – Microsoft 365 – https://www.microsoft.com/en-us/microsoft-365/blog/2018/09/24/office-2019-is-now-available-for-windows-and-mac/

Microsoft Windows 10 IoT Core Preview build 17763 disponível


A Microsoft liberou no decorrer desta semana o download o Windows 10 IoT Core Preview build 17763, para os participantes do Windows Insider Program.

A relação e lista de problemas conhecidos neste build inclui somente dois itens:

  • O primeiro relacionado a implantação de drivers via F5 a partir do Visual Studio não funcione; e
  • O segundo que impede a conexão à internet via Wi-Fi com SoftAp (software enabled access point).

Os participantes do Windows Insider Program que neste momento estão utilizando versões de builds anteriores podem instalar o Windows 10 IoT Core Preview build 17763 via Windows Update, não é necessário realizar nenhum outro procedimento de atualização.

Além disso, os arquivos para instalação limpa serão disponibilizados nos próximos dias para as placas Raspberry Pi, MinnowBoard MAX e Dragonboard 410c.

Importante destacar que a Microsoft anunciou recentemente o Windows 10 IoT Core Services, sendo esta uma nova edição do Windows 10 para dispositivos inteligentes.

Para saber mais esta versão acesse: https://docs.microsoft.com/pt-br/windows/iot-core/commercialize-your-device/iotcoreservicesoverview

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com – Insider.Windows.com – 25/09/2018.

Microsoft anuncia disponibilidade de Antimalware Scan Interface no Office 365


A Microsoft informou no decorrer desta semana o suporte para Antimalware Scan Interface no Office 365 visando oferecer mais segurança para os usuários.

Antimalware Scan Interface ou AMSI é uma interface aberta disponível no Windows 10 desde 2015 que os aplicativos podem usar para requisitar durante sua execução uma verificação síncrona de um buffer de memória por um antivírus ou outra solução de segurança. Qualquer aplicativo pode fazer uso da AMSI para requisitar uma verificação para qualquer dado potencialmente suspeito.

Qualquer software antivírus pode ser um provedor AMSI e inspecionar dados enviados pelos aplicativos através desta interface. Se o conteúdo enviado para verificação é detectado como malicioso, o aplicativo que enviou a requisição pode executar a ação necessária para lidar com a ameaça.

Maiores informações e detalhes técnicos sobre a AMSI estão disponíveis podem ser obtidas aqui.

A integração dos aplicativos do Office 365 com a AMSI significa que os softwares antivírus e outras soluções de segurança poderão verificar macros e outros scripts em documentos durante sua execução em busca de comportamento malicioso.

Por padrão, a integração já foi habilitada nos seguintes aplicativos do Office 365: Word, Excel, PowerPoint, Access, Visio e Publisher.

Na configuração padrão as macros são verificadas durante a execução exceto nos seguintes cenários:

– O usuário alterou as configurações de segurança do Office para “Habilitar todas as Macros”.
– O documento foi aberto a partir de um local confiável.
– O documento foi definido como confiável.
– O documento contém VBA assinado digitalmente por uma fonte confiável.

Usuários do Windows 10 com o Windows Defender ativo contam com uma camada extra de proteção graças ao mecanismo de segurança baseado na nuvem, que usa a integração com a AMSI para determinar se uma macro é ou não maliciosa:

Microsoft anuncia suporte para Antimalware Scan Interface no Office 365

Se a macro for detectada como sendo maliciosa o usuário será notificado pelo aplicativo do Office, que também terá sua execução encerrada para protegê-lo:

Amsi Microsoft 365 02

Empresas também podem fazer uso das novas políticas de grupo para que os administradores possam configurar se e quando as macros podem ser verificadas.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft Security – https://cloudblogs.microsoft.com/microsoftsecure/2018/09/12/office-vba-amsi-parting-the-veil-on-malicious-macros/

Windows Server 2019 Essentials, versão para pequena empresas é anunciada


Através do anuncio feito hoje no Windows Server Blog a Microsoft confirmou a existência do Windows Server 2019 Essentials, a nova edição do sistema operacional voltada para pequenas empresas.

Por mais de uma década a Microsoft vem oferecendo edições do Windows Server criadas para atender às necessidades das pequenas empresas. O Windows Server 2016 Essentials é a edição mais recente disponível no mercado e é voltado para empresas com até 25 usuários.

Com o anuncio da edição 2019 Essentials, a Microsoft destacou que esta edição terá as mesmas características da versão 2016:

– Uma licença com Client Access Licenses (CALs) para até 25 usuários/50 dispositivos.


– Preço mais baixo em comparação com as outras edições.

– Suporte para execução de aplicativos tradicionais e outros recursos como o compartilhamento de arquivos e impressoras.

O Windows Server 2019 Essentials apresentará as mesmas características técnicas e de licenciamento da atual edição do Windows Server 2016 Essentials.

  • Ao ser configurado como um Controlador de Domínio, ele deve ser o único controlador de domínio, deve executar todas as funções Flexible Single Master Operations (FSMO) e não pode ter two-way trusts com outros domínios do Active Directory.

Esta nova edição do Windows Server Essentials também trará suporte para o hardware mais recente, novos recursos como Storage Migration Services, System Insights e mais.

Outra característica importante, é que ele não terá a função Essentials Experience, que basicamente simplificava o compartilhamento de arquivos e o gerenciamento de dispositivos. A Microsoft recomenda o Windows Admin Center para uma melhor experiência de gerenciamento.

O lançamento desta nova versão e edição do Windows Server será ainda este ano junto com as outras edições do Windows Server 2019 e incluindo o suporte pelo Long Term Servicing Channel (LTSC).

Caso sua empresa possua mais de 25 usuários/50 dispositivos, a Microsoft recomenda o Windows Server 2019 Standard ou Datacenter.

Para maiores informações sobre esta nova versão e edição, acesse: Windows Server 2019 Essentials update.

Fontes e Direitos Autorais: Windows Server Blog – 05/09/2018.