Windows Defender terá suporte e proteção contra softwares que exibem mensagens coercivas


A Microsoft anunciou nesta semana no blog Microsoft Security que o Windows Defender passará a oferecer proteção contra softwares que exibem mensagens coercivas.

A partir de 1 de março de 2018, o antivírus do Windows 10 e outras soluções de segurança da Microsoft passarão a classificar programas que exibem mensagens coercivas como “softwares indesejados” que serão detectados e removidos. A Microsoft classifica como ”coercivas” mensagens alarmantes e/ou exageradas exibidas por programas como otimizadores e limpadores de sistemas supostamente gratuitos que visam intimidar o usuário para que ele compre uma versão “Premium” de tal programa para que o problema encontrado seja resolvido, por exemplo.

Desenvolvedores que não quiserem que seus programas sejam detectados como indesejados podem enviar amostras para análise através do portal Windows Defender Security Intelligence.

Se for necessário que o desenvolvedor faça alguma alteração no programa, a Microsoft o notificará sobre isso após a análise.

Windows Defender oferecerá proteção contra softwares que exibem mensagens coercivas
Windows Defender no Windows 10 Fall Creators Update –  A partir de 1 de março ele passará a oferecer proteção contra softwares que exibem mensagens coercivas.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft Secure –  – 30/01/2018.

Anúncios

Microsoft confirma que novo Office 2019 só rodará no Windows 10


A Microsoft confirmou ontem dia 01/02, que o novo Office 2019 será lançado no segundo semestre de 2018 e que ele só rodará em versões suportadas do Windows 10. Ele não rodará no Windows 7 e em versões anteriores. A nova versão do Office foi anunciada em setembro passado durante a conferência Ignite.

A confirmação de que o Office 2019 só rodará no Windows 10 foi feita no mesmo post onde a empresa anunciou que o prazo de suporte para o Windows 10 v1607, 1703 e 1709 foi estendido.

A nova versão do Office será lançada no segundo semestre de 2018 e versões Preview começarão a ser disponibilizadas no segundo trimestre deste ano.

Além do Office 2019, novas versões do Exchange, SharePoint e Skype for Business também serão lançadas no segundo semestre. Já as aplicações para servidores do novo Office só rodarão na próxima versão do Windows Server.

Microsoft confirma que o Office 2019 só rodará no Windows 10Os aplicativos do Office 2019, como o Word e Excel, só estarão disponíveis no modelo “Click-to-Run”, como já ocorre com o Office 365. A empresa não disponibilizará instaladores MSI para eles. Já as aplicações para servidores continuarão tendo instaladores MSI. Sobre o período de suporte, ele terá cinco anos de suporte base (ou mainstream) e dois anos de suporte estendido.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft TechNet – Windows for IT Pros – Caitlin Fitzgerald – 01/02/2018.

Dica do Mês – SQL Setup ToolSuite Introduction


Olá pessoal, muito boa tarde.

Tudo bem? Mais um dia de fortes chuvas aqui em São Roque e região, ainda bem que a internet até o presente  momento esta funcionando de forma razoável(é bom não elogiar muito)….

Estou retornado neste início de 2018 conforme prometido no último post da sessão Dica do Mês em 2017 com mais um post exclusivo desta sessão, daa mesma forma que o anterior apresentando algo diferente relacionado ao Microsoft SQL Server.

Neste post, quero compartilhar um conteúdo fresquinho que acabou de sair do forno, na verdade que acaba de ser liberado pelo time de engenheiros do Microsoft SQL Server dedicados exclusivamente ao suporte e desenvolvimento de soluções para o produto, conhecidos mundial como CSS SQL Server EngineersOfficial team Web Log for Microsoft Customer Service and Support (CSS) SQL Support. Caso você ainda não os conheça, não perca tempo acesse: https://blogs.msdn.microsoft.com/psssql/.

Continuando com o post, este fantástico time de profissionais mantidos pelo Microsoft esta a cada dia implementando novas soluções que nos permitem administrar, gerenciar e soluções problemas que o Microsoft SQL Server poderá apresentar em qualquer uma das atuais versões disponibilizadas nos últimos anos. Pensando justamente neste tipo de cenário o CSS SQL Server Engineers acabam de compartilhar uma nova suíte chamada de SQL Setup ToolSuite Introduction.

Ficou curioso em saber um pouco mais sobre esta nova suíte? Então vamos em frente, vou tentar matar a sua curiosidade. Sendo assim, seja bem vindo ao post – Dica do Mês – SQL Setup ToolSuite Introduction.

Você vai conhecer um pouco sobre esta suíte e suas ferramentas…


SQL Setup ToolSuite Introduction (1) – FixMissingMSI

Se você encontrou problemas de MSI/MSP armazenados em cache durante a instalação do SQL Server, você pode ter acessado o artigo: Como restaurar os arquivos de cache do Windows Installer ausentes e resolver problemas que ocorrem durante uma atualização do SQL Server. 

Pensando justamente neste cenário que o time do CSS desenvolveu esta ferramenta, sendo esta uma solução para contornar este tão frequente comportamento apresentado pelo setup de instalação do Microsoft SQL Server. A Figura 1 ilustra a tela da FixMissingMSI, clique na própria figura para realizar o download:Figura 1 – SQL Suíte ToolSetup Introduction – FixMissingMSI.

SQL Setup ToolSuite Introduction (2) – Product Browser

Através desta simples e prática ferramenta, temas a capacidade de obter informações sobre todos os produtos relacionados ao Microsoft SQL Server instalados em sua máquina, dentre elas local de instalação, patch, versão entre outras.

A Figura 2 abaixo ilustra a tela do Product Browser, clique na própria figura para realizar o download:

Figura 2 – SQL Suíte ToolSetup Introduction – Product Browser.

SQL Setup ToolSuite Introduction (3) – SQL Registry Viewer

Você pode querer saber quais chaves do registro serão adicionadas ao sistema para uma instalação do SQL Server. Se você usar alguma ferramenta de snapshot do registro para comparar a mudança de registros de janela antes e depois da instalação do SQL você vai encontrar há 40.000 ~ 60000 modificações acontecendo.

No entanto, se você estudar as modificações com cuidado você vai descobrir que a maioria deles não tem muito sentido, por exemplo, muitas modificações vão para HKLM\DRIVERS\DriverDatabase\DeviceIds\ entrada. As modificações mais interessantes são:

<>Installer related registry keys under
HKEY_CLASSES_ROOT\Installer and
Computer\HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Installer\UserData\S-1-5-18

<>COM+ related,Like
Computer\HKEY_CLASSES_ROOT\CLSID
Computer\HKEY_CLASSES_ROOT\Interface
Computer\HKEY_CLASSES_ROOT\TypeLib

<> SQL specific
Computer\HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Microsoft SQL Server

<>Service
WOW6432Node

Agora com o SQL Registry Viewer, você poderá obter facilmente todo este conjunto de dados armazenados no registro do Windows, relacionados ao Microsoft SQL Server e seus componentes. A Figura 3 a seguir apresenta a tela desta excepcional ferramenta:

Figura 3 –  SQL Suíte ToolSetup Introduction – SQL Registry Viewer.

E ai gostou destas novas ferramentas que fazem parte da SQL Setup ToolSuite Introduction? Posso lhe dizer que gostei muito, já realizei o download e testei em minhas máquinas físicas e virtuais, mas vou confessar de todas elas a que eu mais gostei foi a SQL Registry Viewer. E você?

Quer deixar a sua opinião? Compartilhar a sua preferência?

Então vote na enquete abaixo escolhendo a ferramenta que mais você gostou e acredita que poderá lhe ajudar mais:

Sensacional, show, chegamos ao final de mais um post da sessão Dica do Mês, espero que você tenha gostado, com certeza estas novas ferramentas desenvolvidas pelo CSS SQL Server Engineers poderão lhe ajudar muito em suas atividades diárias.


Referências

https://blogs.msdn.microsoft.com/psssql/2018/01/24/sql-setup-toolsuite-introduction-1-fixmissingmsi/

https://blogs.msdn.microsoft.com/psssql/2018/01/24/sql-setup-toolsuite-introduction-2-product-browser/

https://blogs.msdn.microsoft.com/psssql/2018/01/24/sql-setup-toolsuite-introduction-3-sql-registry-viewer/

Posts Anteriores

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2017/11/01/dicadomessql2017novascolunasinternas/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2017/08/26/dica-do-mes-simulando-a-insercao-de-uma-massa-de-dados-aleatoria/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2017/05/23/conhecendo-e-aplicando-o-uso-de-atualizacao-de-estatisticas-incrementais/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2017/04/13/dica-do-mes-microsoft-sql-server-identificando-as-transacoes-que-estao-utilizando-o-transact-log/

Conclusão

Falar, compartilhar informações, e um pouco do meu conhecimento sobre o Microsoft SQL Server é algo que me da um imensão prazer e satisfação. Mas saber que existe um time de profissionais focados diariamente na evolução, correções e melhorias do produto é um sentimento que faz a cada dia saber que tomei a decisão certa em meados do ano 2000, quando resolvi mudar totalmente a minha carreira e se dedicar exclusivamente a este produto e todo o seu conjunto de ferramentas, componentes, recursos e soluções.

Estas três novas ferramentas, são um pequeno pedaço existente do lado externo do Microsoft SQL Server que nos permite entender e analisar a grandeza do produto, não somente na sua capacidade de processamento e armazenamento de dados, mas sim no seu real tamanho, proporção de soluções e possibilidades de se contornar, corrigir e mitigar qualquer possibilidade de falha, perda de performance ou um simples erro durante o processo de instalação.

Foi pensando justamente neste cenário que estas novas ferramentas que formam a SQL Setup ToolSuite Introduction nos permite fazer, colentando informações de chaves de registro ou até mesmo identificar produtos instalados em nossas máquinas relacionados a o SQL Server.

Parece ser simples isso! Na verdade é algo muito além de um simples editor de texto para se montar uma query, é justamente um ambiente SGBD. Este é o universo do Microsoft SQL Server, criado a muito anos que esta sempre evoluindo, passando por transformações sem perder a sua essência.

Para os demais produtos que acreditam fazer o mesmo que ele, eu digo, sinto muito.

Agradecimentos

Quero deixar um agradecimento especial ao Team CSS SQL Server Engineers, profissionais do mais alto escalão e nível técnico, que a cada dia nos ajudam a conhecer e desvendar os diversos mistérios existentes nas versões e edições do Microsoft SQL Server.

Agora agradeço a você por sua atenção e visita ao meu blog. Fique a vontade para enviar suas críticas, sugestões, observações e comentários.

Um forte abraço, nos encontramos no próximo post a ser publicado no mês de março.

Vai SQL Server, Vai SQL Server…..

Sucesso e até mais.

Microsoft apresenta o Windows Desktop Application Program, sua nova ferramenta de análise para desenvolvedores


A Microsoft apresentou no último dia 23 o Windows Desktop Application Program, uma nova ferramenta online de análise voltada para desenvolvedores. Com ela os desenvolvedores podem visualizar e analisar detalhes sobre a performance de seus aplicativos, ocorrência de falhas, popularidade com os usuários e mais.

De posse dos dados obtidos pela ferramenta os desenvolvedores também podem monitorar e priorizar correções e monitorar a distribuição dos aplicativos. Os desenvolvedores interessados no Windows Desktop Application Program podem fazer o login com uma conta da Microsoft e registar seus certificados.

Desenvolvedores que já possuem uma conta no Windows Dev Center podem optar pelo acesso ao programa acessando a página Programs nas configurações da conta.

Mais detalhes, incluindo um vídeo que oferece uma visão geral da ferramenta, podem ser encontrados no post com o anúncio da Microsoft:

Microsoft anuncia o Windows Desktop Application Program, sua nova ferramenta para desenvolvedores


Fontes e Direitos Autorais: 23/01/2018 – Windows Blog –
https://blogs.windows.com/buildingapps/2018/01/23/introducing-windows-desktop-program-desktop-application-analytics/#KQ6MPa29QL8XEJsx.97

SQL Operations Studio Preview v0.25.4 – Janeiro 2018


A Microsoft disponibilizou para download nesta semana o SQL Operations Studio Preview v0.25.4. A ferramenta está disponível para Windows, macOS e Linux.

Se você ainda não conhece esta nova ferramenta, saiba que o SQL Operations Studio é uma ferramenta gratuita para gerenciamento do SQL Server, Azure SQL Database e Azure SQL Data Warehouse.

A primeira versão Preview pública foi lançada no início de novembro de 2017. De acordo com o changelog, a versão 0.25.4 traz correções de bugs, corrige um problema com o tamanho do ícone no menu Iniciar, muda o campo Nome do servidor para Servidor na caixa de diálogo Conexão e mais.

Confira a lista completa de melhorias e correções disponíveis no changelog clicando aqui.

Microsoft SQL Operations Studio Preview v0.25.4

A versão para Windows do SQL Operations Studio Preview v0.25.4 está disponível para download aqui com instalador e aqui em versão portátil (não requer instalação). As versões para outras plataformas e as instruções de instalação podem ser encontradas aqui.

Para maiores informações acesse: https://docs.microsoft.com/en-us/sql/sql-operations-studio/what-is

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft – 17/01/2018 – https://docs.microsoft.com/en-us/sql/sql-operations-studio/release-notes

Microsoft SQL Server Data Tools v15.5.1 para Visual Studio 2017 disponível


O SQL Server Data Tools v15.5.1 é uma ferramenta de desenvolvimento moderna que você pode baixar gratuitamente para criar bancos de dados relacionais do SQL Server, bancos de dados SQL do Azure, pacotes do Integration Services, modelos de dados do Analysis Services e relatórios do Reporting Services.

Com o SSDT, você pode projetar e implantar qualquer tipo de conteúdo do SQL Server com a mesma facilidade com que desenvolve um aplicativo no Visual Studio.

O SQL Server Data Tools v15.5.1 para Visual Studio 2017 está disponível para download aqui e é compatível com o Windows 7 SP1, Windows 8.1, Windows 10, Windows Server 2012 R2 e Windows Server 2016.

SQL Server Data Tools v15.5.1 para Visual Studio 2017Esta versão do SSDT pode ser instalada nos seguintes idiomas:

Chinês (República Popular da China) | Chinês (Taiwan) | Inglês (Estados Unidos) | Francês | Alemão | Italiano | Japonês | Coreano | Português (Brasil) | Russo | Espanhol

De acordo com o changelog, esta versão traz a correção de um problema no qual o instalador trava na pós-instalação do SQL Server Integration Services e a correção de um problema no qual a instalação falha com a seguinte mensagem de erro: “Não há suporte para a operação de metarquivo solicitada (0x800707D3)”.

IMPORTANTE: Antes de instalar o SSDT v15.5.1 para Visual Studio 2017, desinstale as extensões “Projetos do Microsoft Analysis Services” e “Projetos do Microsoft Reporting Services”, caso eles já estejam instalados no VS 2017 e feche todas as instâncias do VS.

Mais informações sobre o SQL Server Data Tools podem ser encontradas aqui. Ele também possui uma versão para o Visual Studio 2015.

Fontes e Direitos Autorais: https://docs.microsoft.com/pt-br/sql/ssdt/changelog-for-sql-server-data-tools-ssdt

Microsoft Visual Studio 2017 v15.6 Preview 2 e Visual Studio for Mac Version 7.4 Preview disponíveis


A Microsoft anunciou a disponibilidade do Visual Studio 2017 v15.6 Preview 2. A versão Preview 1 original foi disponibilizada no dia 7 de dezembro de 2017.

De acordo com o changelog publicado aqui pela Microsoft, o Visual Studio 2017 v15.6 Preview 2 traz correções para múltiplos bugs, opções de depuração agora estão disponíveis para Embedded ARM GCC.

Esta nova versão Preview também traz uma extensa lista de melhorias no suporte para Visual C++, o instalador do Visual Studio foi melhorado e agora quando você instalá-lo pela primeira vez ou atualizá-lo via Web você verá um processo de instalação mais transparente:

Microsoft Visual Studio 2017 v15.6 Preview 2

O Preview 2 também inclui o suporte parta navegação por fontes descompiladas. Habilite isto acessando Tools > Options > Text Editor > C# > Advanced > Enable navigation to decompiled sources:

A lista completa com todas as novidades nesta versão Preview pode ser vista no link acima.

Desenvolvedores interessados podem fazer o download do Visual Studio 2017 v15.6 Preview 2 aqui ou podem utilizar o link fornecido na página com o changelog.

Fontes e Direitos Autorais: The Visual Studio Blog – 10/01/2018.