As principais tendências de cibersegurança para 2020 na visão da Microsoft

A Microsoft divulgou quais são as principais tendências que acredita que demandarão muita atenção das organizações durante o ano de 2020.


Image result for imagens microsoft

 

“A segurança cibernética é a questão central do nosso tempo – e, na Microsoft, acreditamos ter a responsabilidade de proteger nossos clientes. É uma obrigação que adotamos”, disse Glaucia Faria Young, diretora de Engenharia e Parceiros de Software da Microsoft.

Ao redor do mundo, são gastos US$ 1 trilhão anualmente para combater o cibercrime – três vezes mais do que se gasta para reparar os estragos feitos por desastres naturais. A Microsoft, por sua vez, investe cerca de US$ 1 bilhão anualmente para combater o cibercrime e analisa mais de 8,2 trilhões de sinais todos os dias para proteger emails, identidades, aplicativos, infraestruturas, entre outros focos de ataques.

Continue Lendo “As principais tendências de cibersegurança para 2020 na visão da Microsoft”

O Windows Security da Microsoft em pé de igualdade com as soluções pagas

A Microsoft trabalhou duro e forte desde 2013 quando obteve os piores resultados, agora se tornou uma referência na área de proteção e acesso.


Você não precisa mais pagar por softwares de antivírus. O Windows Defender da Microsoft, um serviço gratuito integrado ao Windows 10, agora é tão bom quanto as soluções antivírus/antimalware pagas que coletam seu dinheiro há anos.
Milhares de usuários de PC se acostumaram a pagar por software antivírus por dois motivos: boas alternativas gratuitas eram escassas, e a Microsoft ofereceu proteção mínima via Windows, cedendo a categoria ao Norton, Kaspersky e vários outros fornecedores.
Os primeiros esforços antimalware do Windows foram tão abismais que agências de teste como AV-comparatives.org e AV-test.org usaram o Defender como o nível de desempenho básico (ou seja, lixo).
Em 2019, o Windows Defender Antivirus da Microsoft, embutido no Windows 10 gratuitamente, geralmente supera os serviços pagos. O Windows agora agrupa o Windows Defender Antivirus abaixo do que chama de Segurança do Windows, que inclui o Firewall do Windows e outras ferramentas.

Continue Lendo “O Windows Security da Microsoft em pé de igualdade com as soluções pagas”

Em testes realizados pelo instituto AV-Test Windows Defender obtem nota máxima

Durantes os meses de Maio e Junho o instituto internacional AVTest realizou uma nova bateria de avaliações em diversos antivírus existentes.


Entres os meses de maio e junho deste ano, o instituto internacional AV-Test avaliou continuamente 20 produtos de segurança para usuários domésticos que utilizam o sistema operacional Windows, dos seguintes fornecedores:

Os quais foram submetidos a testes com base em suas configurações padrões, nas versões atuais publicamente disponível de cada produto, todos foram autorizados a atualizar-se a qualquer momento e consultar seus serviços na nuvem, estes produtos tiveram que demonstrar suas capacidades usando todos os componentes e camadas de proteção.

O WINDOWS DEFENDER “FUTURAMENTE CONHECIDO COMO MICROSOFT DEFENDER”

A solução antivírus da Microsoft recebeu 6/6 pontos na categoria Proteção, 6/6 pontos na categoria Facilidade de uso e 6/6 pontos na categoria Performance nos testes conduzidos entre maio e junho deste ano.

Os testes aplicados na categoria Proteção visam determinar como as soluções antivírus se comportam contra malwares 0-day, o Windows Defender bloqueou 100% das 307 amostras, superando a média da indústria que é de 97,1%.

Além disso, o AV-TEST tentou determinar como as soluções antivírus se saem na detecção de malwares descobertos nas últimas quatro semanas, mais uma vez antivírus da Microsoft se detectou e bloqueou 100% das 2.408 amostras, a média da indústria é de 99,8%.

Nos testes da categoria Performance, a AV-TEST avaliou o impacto de cada antivírus testado no desempenho do computador. Em primeiro lugar, o Windows Defender obteve destaque quando se trata da lentidão que ele gera ao abrir sites populares no chamado hardware de baixa e alta (computadores lentos e rápidos) com uma pontuação de 13% e 14%, respectivamente. Isso significa que ele se saiu melhor do que a média da indústria, que é de 19% e 16%, respectivamente.

O Windows Defender não causa lentidão no dispositivo ao baixar aplicativos usados com frequência, mas em vez disso, ele gera uma desaceleração de 8% ao iniciar um software padrão em ambos os tipos de computadores, ressaltando que a média da indústria é de 10% e 9%, respectivamente.

Continue Lendo “Em testes realizados pelo instituto AV-Test Windows Defender obtem nota máxima”

Ferramenta de verificação e remoção de Malware – Microsoft Safety Scanner recebe novas atualizações

Esta é uma das ferramentas criadas pelo Windows Defender Security Intelligence que poucos profissionais de tecnologia conhecem, ainda mais se levarmos em consideração outra ótima ferramenta o Microsoft Windows Malicious Software Remove Tool, conhecido como MRT.

O Microsoft Safety Scanner NÃO substitui um software antivírus. Para ajudar a proteger seu computador, use um software antivírus e mantenha-o sempre atualizado.


A Microsoft disponibilizou nesta última segunda – feira dia 28/05/2018 a nova versão para do Microsoft Safety Scanner, ferramenta de verificação projetada para localizar e remover malware de computadores com Windows.
Sua forma de uso é bastante simples, após o download basta realizar a execução do arquivo msert.exe, o qual será realizado um simples processo de instalação, logo na sequência a ferramenta apresentará a tela para selecionar uma das três formas de varredura e verificação de malwares.

O Safety Scanner realiza o processo de varredura e verificação de forma manual, além disso, seu período de validade e utilização após a instalação é limitado para 10 dias. A Microsoft recomenda que você sempre baixe a versão mais recente dessa ferramenta antes de cada verificação.

Para realizar o download, acesse: https://www.microsoft.com/en-us/wdsi/products/scanner#, de forma automática será lhe apresentada a versão de acordo com a arquitetura do seu sistema operacional, disponível para versões 32 e 64 bits.
O Microsoft Safety Scanner pode ser utilizado em versões do:
  • Windows 10,
  • Windows 8 ou 8.1,
  • Windows 7,
  • Windows Server 2016,
  • Windows Server 2012 R2,
  • Windows Server 2012,
  • Windows Server 2008 R2, e
  • Windows Server 2008.
Microsoft Safety Scanner – 1.0.3001.0:
Fontes e Direitos Autorais: Windows Defender Security Intelligence – 28/05/2018.

Windows Defender terá suporte e proteção contra softwares que exibem mensagens coercivas


A Microsoft anunciou nesta semana no blog Microsoft Security que o Windows Defender passará a oferecer proteção contra softwares que exibem mensagens coercivas.

A partir de 1 de março de 2018, o antivírus do Windows 10 e outras soluções de segurança da Microsoft passarão a classificar programas que exibem mensagens coercivas como “softwares indesejados” que serão detectados e removidos. A Microsoft classifica como ”coercivas” mensagens alarmantes e/ou exageradas exibidas por programas como otimizadores e limpadores de sistemas supostamente gratuitos que visam intimidar o usuário para que ele compre uma versão “Premium” de tal programa para que o problema encontrado seja resolvido, por exemplo.

Desenvolvedores que não quiserem que seus programas sejam detectados como indesejados podem enviar amostras para análise através do portal Windows Defender Security Intelligence.

Se for necessário que o desenvolvedor faça alguma alteração no programa, a Microsoft o notificará sobre isso após a análise.

Windows Defender oferecerá proteção contra softwares que exibem mensagens coercivas
Windows Defender no Windows 10 Fall Creators Update –  A partir de 1 de março ele passará a oferecer proteção contra softwares que exibem mensagens coercivas.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft Secure –  – 30/01/2018.

Microsoft não oferecerá atualizações de segurança realizadas ao Windows em computadores com antivírus considerados incompatíveis


A Microsoft publicou em seu site de suporte um alerta informando que não oferecerá atualizações de segurança para o Windows em PCs com antivírus incompatíveis.

A empresa tomou esta atitude depois que os usuários enfrentaram problemas com a atualização disponibilizada recentemente com foco nas vulnerabilidades Meltdown e Spectre.

Por causa dos antivírus incompatíveis, alguns PCs não puderam mais ser inicializados corretamente após a instalação da atualização. Para evitar problemas similares no futuro, a Microsoft alertou que não oferecerá atualizações de segurança para o Windows em PCs com antivírus incompatíveis.

Os desenvolvedores de softwares antivírus deverão tornar seus produtos compatíveis com esta e futuras atualizações definindo a seguinte chave de registro:

Key=”HKEY_LOCAL_MACHINE” Subkey=”SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\QualityCompat”
Value=”cadca5fe-87d3-4b96-b7fb-a231484277cc”
Type=”REG_DWORD”
Data=”0x00000000”

Microsoft não oferecerá atualizações de segurança para o Windows em PCs com antivírus incompatíveis

Perguntas frequentes

Por que algumas soluções antivírus são incompatíveis com as atualizações de segurança?
Durante seu processo de testes, a Microsoft descobriu que alguns softwares antivírus de terceiros estão fazendo chamadas sem suporte para memória do kernel do Windows, causando erros de parada (também conhecidos como erros de tela azul).

O que a Microsoft está fazendo para ajudar a atenuar os problemas causados por esses aplicativos sem suporte?
Para proteger seus clientes contra telas azuis e cenários desconhecidos, a Microsoft exige que todos os fornecedores de software antivírus confirmem a compatibilidade de seus aplicativos, definindo uma chave de registro do Windows.

Por quanto tempo a Microsoft exigirá a definição de uma chave do Registro para receber atualizações de segurança?
A Microsoft adicionou esse requisito para garantir que os clientes possam instalar com êxito as atualizações de segurança de janeiro de 2018. A empresa continuará a impor esse requisito até que haja confiança de que a maioria dos clientes não encontrará falhas de dispositivo depois de instalar as atualizações de segurança.

Tenho um aplicativo antivírus compatível, mas não recebi a opção de atualizações de segurança de janeiro de 2018. O que devo fazer?
Em alguns casos, pode demorar até que as atualizações de segurança sejam entregues nos sistemas, particularmente para dispositivos que foram desligados ou que não conectados à Internet (offline). Depois que eles forem novamente ligados, esses sistemas receberão atualizações de seus provedores de software antivírus. Os clientes que ainda estiverem enfrentando problemas 24 horas depois de garantirem que seus dispositivos têm boa conectividade com a Internet deverão contactar seus fornecedores de software antivírus para conhecer as etapas de solução de problemas adicionais.

Meu software antivírus não é compatível. O que devo fazer?
A Microsoft tem trabalhado estreitamente com parceiros de software antivírus para ajudar a garantir que todos os clientes recebam as atualizações de segurança do Windows de janeiro de 2018 o mais rápido possível. Se os clientes não estiverem recebendo a atualização de segurança deste mês, a Microsoft recomenda que eles contatem seus fornecedores de software antivírus.

Tenho um aplicativo de software antivírus compatível, mas ainda estou com problemas de tela azul. O que devo fazer?
A Microsoft reuniu os seguintes recursos para ajudar os clientes potencialmente afetados:

– Solucionar problemas de erros de tela azul
– Solucionando erros de parada (tela azul) no Windows 7

Fontes e Direitos Autorais: Suporte da Microsoft – 05/01/2018 – https://support.microsoft.com/pt-br/help/4072699/january-3-2018-windows-security-updates-and-antivirus-software

Microsoft Safety Scanner v1.0.3001.0


O Microsoft Safety Scanner v1.0.3001.0 é uma ferramenta de verificação projetada para localizar e remover malware de computadores com Windows.

Basta baixá-lo e executar uma verificação para localizar malware e tentar reverter as alterações feitas por ameaças identificadas.

O Safety Scanner só verifica quando executado manualmente e está disponível para uso 10 dias após o download. A Microsoft recomenda que você sempre baixe a versão mais recente dessa ferramenta antes de cada verificação.

Observação: O Microsoft Safety Scanner NÃO substitui um software antivírus. Para ajudar a proteger seu computador, use um software antivírus e mantenha-o sempre atualizado.

O Microsoft Safety Scanner v1.0.3001.0 está disponível para download aqui em versões 32 e 64 bits e pode ser usado no Windows 10, Windows 8/8.1, Windows 7, Windows Server 2016, Windows Server 2012 R2, Windows Server 2012, Windows Server 2008 R2 e no Windows Server 2008.

Imagens do Microsoft Safety Scanner v1.0.3001.0:

Microsoft Safety Scanner v1.0.3001.0
O Safety Scanner só verifica quando executado manualmente e está disponível para uso 10 dias após o download. A Microsoft recomenda que você sempre baixe a versão mais recente dessa ferramenta antes de cada verificação



Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com – https://www.microsoft.com/en-us/wdsi/products/scanner#