Arquivo da tag: Dispositivos

Windows 10 IoT Core Services, nova versão do Windows 10 para dispositivos inteligentes


A Microsoft anunciou durante a Computex 2018, evento realizado nos últimos dias uma nova edição do Windows 10 para dispositivos inteligentes, a Windows 10 IoT Core Services.

Microsoft anuncia nova edição do Windows 10, a Windows 10 IoT Core ServicesEm seu anúncio a Microsoft destaca que esta nova edição do Windows 10 foi desenhada e otimizada para criação de dispositivos IoT (Internet of Things ou Internet das Coisas) inteligentes.

Além do Windows 10 IoT Core, que é gratuito, a Microsoft também apresentou o Windows 10 IoT Core Services versão paga voltada para dispositivos IoT. A versão gratuita continuará sendo oferecida através do canal Semi-Annual Channel (SAC).

Já a versão paga será oferecida através do canal Long-Term Servicing Channel (LTSC) e terá 10 anos de suporte. No canal LTSC, novas versões são lançadas normalmente a cada dois ou três anos.

Ela também terá controle de atualizações com o novo Device Update Center (DUC), segurança comprovada por hardware com o Device Health Attestation (DHA) e mais. O DHA permite que empresas e fabricantes avaliem a confiabilidade de um dispositivo IoT durante sua inicialização.

Esta nova edição está sendo testada por um número limitado de participantes. Empresas e fabricantes interessadas em testá-la podem entrar em contato via iotservices@microsoft.com.

A Microsoft ainda não definiu uma data oficial de lançamento desta versão, mas ressalta que uma versão Preview “pública” será disponibilizada em julho de 2018.

Fontes e Direitos Autorais: Windows Blogs – – 05/06/2018 – https://blogs.windows.com/windowsexperience/2018/06/05/windows-10-iot-tomorrows-iot-today/

Anúncios

Microsoft adquire PlayFab, fornecedora de serviços de backend para jogos em na nuvem


No final do mês de janeiro a Microsoft realizou a compra e aquisição da empresa PlayFab,  fornecedora de plataforma de serviços backend para construir, desenvolver e lançar jogos conectados à nuvem, conforme anúncio feito por Kareem Choudhry.

Como Satya Nadella, nosso CEO, observou na reunião anual de acionistas: “Estamos nos mobilizando para seguir nossa ampla oportunidade em um mercado de mais de 100 bilhões de jogos. Isso significa ampliar nossa abordagem sobre como pensamos os jogos de ponta a ponta, como começá-los e a maneira que estão sendo criados e distribuídos, e como são jogados e visualizados.”

Mais de 1 bilhão de pessoas jogam videogame, alimentando uma indústria próspera cujo ecossistema está evoluindo e crescendo rapidamente. Muitos setores estão mudando para a nuvem inteligente, e essa tendência é verdadeira também na área de jogos. Isso significa que um número crescente de desenvolvedores procura criar jogos conectados para dispositivos móveis, PCs e consoles, que tenham ênfase nas operações pós-lançamento. No entanto, o custo e a complexidade de alcançar esse resultado por meio de ferramentas e tecnologias personalizadas do servidor são altas, e a PlayFab oferece aos desenvolvedores um modelo atraente que varia naturalmente com os jogadores de seus games.

Os serviços de backend da PlayFab reduzem as barreiras do lançamento para os desenvolvedores de jogos, oferecendo soluções de desenvolvimento com bom custo-benefício para estúdios grandes e pequenos, que escalam seus jogos e os ajudam a engajar, reter e rentabilizar os jogadores. A PlayFab permite que os desenvolvedores usem a nuvem inteligente para criar e operar jogos, analisar dados e melhorar as experiências gerais dos títulos.

A plataforma PlayFab é um complemento natural do Azure para jogos (Visite azure.com/gaming para mais informações). O Azure, disponível localmente em 42 regiões em todo o mundo, fornece infraestrutura de servidores de primeira linha, permitindo que os criadores se concentrem na construção de ótimos jogos com alcance global. Para os jogadores, isso leva a um grau de inovação mais alto e rápido, além de melhores experiências.

Incorporar a experiência da PlayFab, a crescente rede de desenvolvedores de jogos e a poderosa plataforma de jogo como serviço em nossa oferta de produtos é um passo importante para os jogos na Microsoft. A PlayFab atendeu mais de 700 milhões de jogadores e atualmente abriga mais de 1.200 jogos de empresas como Disney, Rovio e Atari. Sua plataforma de jogos inclui alguns dos títulos mais proeminentes do setor, como “Idle Miner Tycoon”, “Angry Birds: Seasons” e “Roller Coaster Tycoon Touch”.

Juntos, o Azure e a PlayFab vão liberar ainda mais o poder da nuvem inteligente para o setor de jogos, permitindo que os desenvolvedores e gamers apreciem em todo o mundo.”

As ferramentas da PlayFab são projetadas para ser usadas por desenvolvedores de jogos em todas as plataformas (móveis, PC e console). Essa aquisição amplia os investimentos e o trabalho que fizemos no Microsoft Azure para fornecer uma plataforma de nuvem de primeira linha para o setor de jogos.

Microsoft anuncia a compra da PlayFabPara mais informações sobre a PlayFab, acesse um post no blog de James Gwertzman, CEO e co-fundador.

Fontes e Direitos Autorais: 

Conferência Build 2018 realizada pela Microsoft será em Maio


A Microsoft ainda não divulgou os detalhes da conferência Build 2018, a nova edição do seu evento anual para desenvolvedores e profissionais de tecnologia. No post publicado no dia 06/02 por Mehedi Hassan  a data de realização do evento foi divulgada. A nova edição da conferência será realizada de 7 a 9 de maio em Seattle, nos Estados Unidos. Mais informações sobre a conferência Build 2018 serão publicadas em breve pela empresa no site https://build.microsoft.com/.

A edição de 2018 da conferência deve abordar a próxima grande atualização do Windows 10, codinome Redstone 4, e outras novidades para os desenvolvedores com foco em Azure, IA (Inteligência Artificial), IoT (Internet of Things ou Internet das Coisas), Visual Studio e mais.

Assim como ocorreu com a edição de 2017, a conferência deste ano também deverá ser transmitida ao vivo.

Conferência Build 2018 será realizada em maio pela MicrosoftFontes e Direitos Autorais: https://www.thurrott.com – 06/02/2018 – Mehedi Hassan.

Script desenvolvido pela Microsoft verifica se PCs estão vulneráveis aos ataques gerados pelas falhas Meltdown e Spectre


A Microsoft anunciou em seu site de suporte a disponibilidade de um script do PowerShell que pode ser utilizado por profissionais de TI para verificar se PCs são vulneráveis aos ataques Meltdown e Spectre.

O script pode ser utilizado via PowerShell no Windows 10 (1v1507, v1511, v1607, v1703 e v1709), Windows 8.1 e Windows 7 com SP1.

Ações recomendadas
Antes de começar, a Microsoft alerta que seus precisam tomar as seguintes medidas para se protegerem contra as vulnerabilidades:

– Verifique se você está executando um aplicativo antivírus com suporte antes de instalar as atualizações de SO ou firmware. Contate o fornecedor do software antivírus para obter informações de compatibilidade.

– Aplique as atualizações disponíveis do sistema operacional Windows, incluindo as atualizações de segurança do Windows de janeiro de 2018.

– Aplique a atualização de firmware fornecida pelo fabricante do dispositivo.

Nota: Máquinas baseadas no Windows (físicas ou virtuais) devem instalar as atualizações de segurança da Microsoft que foram lançadas em 3 de janeiro de 2018.

Aviso
Os clientes que só instalarem as atualizações de segurança do Windows de janeiro de 2018 não receberão o benefício de todas as proteções conhecidas contra as vulnerabilidades. Além de instalar as atualizações de segurança de janeiro, é necessária uma atualização do microcódigo do processador ou do firmware. Ele deve estar disponível pelo fabricante do seu dispositivo.

Observação: Os dispositivos da linha Surface receberão uma atualização do microcódigo através do Windows Update.

Script da Microsoft verifica se PCs são vulneráveis aos ataques Meltdown e Spectre

Verificando se o computador é vulnerável aos ataques Meltodown e Spectre

Para ajudar os clientes a confirmar se as proteções foram habilitadas e se seus sistemas estão vulneráveis, a Microsoft publicou um script PowerShell que os profissionais de TI podem executar em seus sistemas. Instale e execute o script executando os seguintes comandos:

Instale o módulo via PowerShell:

PS > Install-Module SpeculationControl

Execute o módulo no PowerShell para validar se as proteções estão habilitadas:

PS > Get-SpeculationControlSettings

A saída desse script PowerShell será semelhante à exibida abaixo. As proteções habilitadas serão exibidas na saída como “True”:

PS > Get-SpeculationControlSettings

Speculation control settings for CVE-2017-5715 [branch target injection]
Hardware support for branch target injection mitigation is present: True
Windows OS support for branch target injection mitigation is present: True
Windows OS support for branch target injection mitigation is enabled: True
Speculation control settings for CVE-2017-5754 [rogue data cache load]
Hardware requires kernel VA shadowing: True
Windows OS support for kernel VA shadow is present: True
Windows OS support for kernel VA shadow is enabled: True
Windows OS support for PCID optimization is enabled: True

Perguntas frequentes

P: Como saber se eu tenho a versão certa do microcódigo da CPU?
R: O microcódigo é fornecido através de uma atualização de firmware. Consulte o fabricante do dispositivo sobre aversão do firmware que possui a atualização apropriada para a sua CPU.

P: Meu sistema operacional (SO) não está listado. Quando posso esperar o lançamento de uma correção?
R: Abordar uma vulnerabilidade de hardware através de uma atualização de software apresenta desafios significativos, e as mitigações para sistemas operacionais mais antigos exigem extensas mudanças na arquitetura. A Microsoft está trabalhando com fabricantes de chips afetados para determinar a melhor maneira de proporcionar mitigações, que podem ser disponibilizadas em atualizações futuras.

P: Onde posso encontrar as atualizações de firmware/hardware do Surface?
A: As atualizações para dispositivos Microsoft Surface serão entregues aos clientes através do Windows Update, juntamente com as atualizações para o sistema operacional Windows. Para obter mais informações, consulte o artigo KB4073065.

Nota: Se seu dispositivo não for da Microsoft, aplique o firmware do fabricante do dispositivo. Contate o fabricante para obter mais informações.

P: Tenho um arquitetura x86, mas não vejo atualização. Vou receber uma?
R: Abordar uma vulnerabilidade de hardware através de uma atualização de software apresenta desafios significativos, e as mitigações para sistemas operacionais mais antigos exigem extensas mudanças na arquitetura. Estamos trabalhando com fabricantes de chips afetados para determinar a melhor maneira de fornecer mitigações para clientes x86, que podem ser fornecidos em uma atualização futura.

Fontes e Direitos Autorais: Suporte Microsoft – 05/01/2018 – https://support.microsoft.com/pt-br/help/4073119/protect-against-speculative-execution-side-channel-vulnerabilities-in

Microsoft não oferecerá atualizações de segurança realizadas ao Windows em computadores com antivírus considerados incompatíveis


A Microsoft publicou em seu site de suporte um alerta informando que não oferecerá atualizações de segurança para o Windows em PCs com antivírus incompatíveis.

A empresa tomou esta atitude depois que os usuários enfrentaram problemas com a atualização disponibilizada recentemente com foco nas vulnerabilidades Meltdown e Spectre.

Por causa dos antivírus incompatíveis, alguns PCs não puderam mais ser inicializados corretamente após a instalação da atualização. Para evitar problemas similares no futuro, a Microsoft alertou que não oferecerá atualizações de segurança para o Windows em PCs com antivírus incompatíveis.

Os desenvolvedores de softwares antivírus deverão tornar seus produtos compatíveis com esta e futuras atualizações definindo a seguinte chave de registro:

Key=”HKEY_LOCAL_MACHINE” Subkey=”SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\QualityCompat”
Value=”cadca5fe-87d3-4b96-b7fb-a231484277cc”
Type=”REG_DWORD”
Data=”0x00000000”

Microsoft não oferecerá atualizações de segurança para o Windows em PCs com antivírus incompatíveis

Perguntas frequentes

Por que algumas soluções antivírus são incompatíveis com as atualizações de segurança?
Durante seu processo de testes, a Microsoft descobriu que alguns softwares antivírus de terceiros estão fazendo chamadas sem suporte para memória do kernel do Windows, causando erros de parada (também conhecidos como erros de tela azul).

O que a Microsoft está fazendo para ajudar a atenuar os problemas causados por esses aplicativos sem suporte?
Para proteger seus clientes contra telas azuis e cenários desconhecidos, a Microsoft exige que todos os fornecedores de software antivírus confirmem a compatibilidade de seus aplicativos, definindo uma chave de registro do Windows.

Por quanto tempo a Microsoft exigirá a definição de uma chave do Registro para receber atualizações de segurança?
A Microsoft adicionou esse requisito para garantir que os clientes possam instalar com êxito as atualizações de segurança de janeiro de 2018. A empresa continuará a impor esse requisito até que haja confiança de que a maioria dos clientes não encontrará falhas de dispositivo depois de instalar as atualizações de segurança.

Tenho um aplicativo antivírus compatível, mas não recebi a opção de atualizações de segurança de janeiro de 2018. O que devo fazer?
Em alguns casos, pode demorar até que as atualizações de segurança sejam entregues nos sistemas, particularmente para dispositivos que foram desligados ou que não conectados à Internet (offline). Depois que eles forem novamente ligados, esses sistemas receberão atualizações de seus provedores de software antivírus. Os clientes que ainda estiverem enfrentando problemas 24 horas depois de garantirem que seus dispositivos têm boa conectividade com a Internet deverão contactar seus fornecedores de software antivírus para conhecer as etapas de solução de problemas adicionais.

Meu software antivírus não é compatível. O que devo fazer?
A Microsoft tem trabalhado estreitamente com parceiros de software antivírus para ajudar a garantir que todos os clientes recebam as atualizações de segurança do Windows de janeiro de 2018 o mais rápido possível. Se os clientes não estiverem recebendo a atualização de segurança deste mês, a Microsoft recomenda que eles contatem seus fornecedores de software antivírus.

Tenho um aplicativo de software antivírus compatível, mas ainda estou com problemas de tela azul. O que devo fazer?
A Microsoft reuniu os seguintes recursos para ajudar os clientes potencialmente afetados:

– Solucionar problemas de erros de tela azul
– Solucionando erros de parada (tela azul) no Windows 7

Fontes e Direitos Autorais: Suporte da Microsoft – 05/01/2018 – https://support.microsoft.com/pt-br/help/4072699/january-3-2018-windows-security-updates-and-antivirus-software

Visual Studio Mobile Center passa a se chamar Visual Studio App Center


A Microsoft confirmou nos últimos dias em seu no blog do Azure que o Visual Studio Mobile Center agora se chama Visual Studio App Center.

O que é o Visual Studio App Center?

O Visual Studio App Center é um conjunto de serviços baseados na nuvem com foco na criação e gerenciamento de aplicativos para dispositivos móveis.

De acordo com a Microsoft, o App Center foi criado para atender aplicativos criados para Windows, iOS e Android.

Benefícios do Visual Studio App Center

Crie aplicativos com maior frequência e mais rapidez
Elimine a dificuldade de criar aplicativos iOS, Android e Windows localmente. Ao conectar-se aos repositórios do GitHub, do Bitbucket ou do Visual Studio Team Services, você pode criar aplicativos automaticamente com cada solicitação de pull ou sob demanda e evitar o trabalho extra de gerenciar agentes de build.

Envie aplicativos de alta qualidade com confiança
Automatize testes de interface do usuário em milhares de dispositivos reais e em centenas de configurações na nuvem, usando estruturas populares como Appium, Espresso e XCUITest. Teste todas as possíveis interações com a interface do usuário e diagnostique bugs e problemas de desempenho sempre que você compilar, com relatórios detalhados de acompanhamento passo a passo, capturas de tela e logs.

Visual Studio Mobile Center agora se chama Visual Studio App Center
Implante em qualquer lugar com facilidade
Distribua seu aplicativo para testadores e usuários beta em iOS, Android, Windows e macOS a cada confirmação ou sob demanda. Envie diferentes builds para diferentes grupos de testadores e notifique-os por meio de atualizações no aplicativo. Quando estiver pronto, libere para a App Store, o Google Play e o Microsoft Intune.

Relatórios de falhas ricos em informações
Diagnostique problemas e monitore a integridade do seu aplicativo com recursos avançados, como agrupamento e gerenciamento inteligentes de falhas, depuração mais rápida com simbolização e relatórios de falhas detalhados. Seja notificado e corrija problemas conforme eles surgem.

Análise em tempo real
Aumente sua audiência concentrando-se no que importa, com informações e relatórios detalhados sobre sessões de usuário, principais dispositivos, versões de SO, análise comportamental e rastreadores de eventos para aplicativos iOS, Android, Windows e macOS. Crie facilmente eventos personalizados para acompanhar qualquer coisa, com análise de aplicativo extensiva.

Escolha somente os serviços que você precisa
Você tem sua própria solução de análise? Utiliza uma plataforma de distribuição beta diferente? Nenhum problema. Os SDKs e APIs de software livre permitem que você integre apenas os serviços do App Center que precisa.

Conheça mais sobre o Visual Studio App Center acessando: https://www.visualstudio.com/pt-br/app-center/

Fontes e Direitos Autorais: Mobile Center – https://www.visualstudio.com/pt-br/app-center/

MICROSOFT LANÇA O AZURE IOT HUB


A Microsoft anunciou hoje o lançamento do Azure IoT Hub. Com ele você pode conectar seus ativos da Internet das coisas (IoT) de maneira rápida e segura.

AZURE IOT HUB

Use dados de telemetria do dispositivo para nuvem para compreender o estado dos dispositivos e ativos, e esteja pronto para agir quando um dispositivo precisar de sua atenção.

Nas mensagens do dispositivo para nuvem, envie comandos e notificações de maneira confiável para seus dispositivos conectados e acompanhe a entrega de mensagem com confirmação de recebimento.

Além disso, mensagens do dispositivo são enviadas de uma maneira durável para acomodar os dispositivos conectados de intermitentemente.

Microsoft lança o Azure IoT Hub

A Microsoft anunciou hoje o lançamento do Azure IoT Hub. Com ele você pode conectar seus ativos da Internet das coisas (IoT) de maneira rápida e segura

Trabalhe com plataformas e protocolos que você conhece
Inclua novos dispositivos — e conecte os existentes — usando SDKs de dispositivos de software livre para diversas plataformas, incluindo Linux, Windows e sistemas operacionais em tempo real.

Use protocolos padrão e personalizados, incluindo HTTP, AMQP (Advanced Message Queuing Protocol) e MQTT (MQ Telemetry Transport).

Autenticação por dispositivo para soluções IoT com segurança aprimorada
Configure identidades individuais e credenciais para cada um de seus dispositivos conectados — e ajude a manter a confidencialidade para ambas as mensagens de nuvem para dispositivo e de dispositivo para nuvem.

Revogue seletivamente os direitos de acesso de dispositivos específicos para manter a integridade do seu sistema.

O Azure IoT Hub está disponível em três edições: Gratuita, S1 e S2. Com a edição gratuita você pode transmitir até 8.000 mensagens por dia e é recomendada para quem ainda está se familiarizando com o conceito de IoT e com o IoT Hub.

Com a edição S1 você pode transmitir até 400.000 mensagens por dia e é recomendada para soluções de IoT que geram um volume baixo de dados.

Já a edição S2 permite a transmissão de até 6.000.000 mensagens por dia e é recomendada para soluções de IoT que geram um grande volume de dados.

Saiba mais sobre o Azure IoT Hub, seus planos e preços clicando aqui.

Fontes e Direitos Autorais: Baboo.com – SID VICIOUS @ 4 FEV 2016 | 11:56 AM