Rumores informam que Microsoft estaria testando Surface com tela dupla


O website The Verge, um dos maiores sites sobre tecnologia do mundo e responsável por alguns grandes vazamento do universo Microsoft, que a empresa já teria começado a testar internamento um novo Surface dotado de um mecanismo de tela duplas.

 

Os testes iniciais estariam acontecendo dentro da própria empresa entre funcionários de vários setores. O dispositivo seria conhecido pelo codinome Centaurus. Muito se fala que ele seria “a evolução” do projeto Andrômeda, que seria um tipo de “substituto” do smartphone, porém, alguns especialista afirmam que a Microsoft abandonou tal projeto para focar justamente no Centaurus.


Intel concept dual-screen devicesPhoto by Vjeran Pavic / The Verge

Mas, isso ninguém sabe ao certo, até porque a empresa NUNCA falou oficialmente sobre nenhum desses projetos. No máximo temos a seguinte fala do líder de projetos da linha Surface, Panos Panay, que falou o seguinte:

“É absolutamente meu bebê”. Ele falou isso quando foi questionado sobre a existência ou não de um Surface de bolso em meados do ano passado. Ele continuou e disse: “Nós vamos inventar e vamos criar quando os produtos estiverem certos. Não podemos trazer novas categorias para o mundo e não ser um lugar onde os clientes precisam.”

Ou seja, Panay meio que admitiu que a empresa tem planos sim para criar um hardware novo e diferente do que temos hoje no portfólio da empresa, mas que o mercado ainda não parecia pronto para acolhe-lo. Quem sabe a notícia de hoje mostre que eles parecem acreditar que finalmente está próximo o dia de lançar algo novo e disruptivo.

Segundo a fonte original da informação a ideia é colocar o Windows Lite para rodar nesse novo aparelho. Para quem nunca ouviu falar nessa build do Windows 10, ela seria uma versão do S.O. mais leve, que não traz consigo o código legado do Windows.

Outra informação que chega até nós é que o Centaurus poderia se parecer com o antigo conceito do Microsoft Courier, que seria um tipo de PC/tablet dotado de uma tela dobrável, com dezenas de funcionalidades baseadas no Windows Ink, entre outros coisas.

Microsoft’s Courier concept

O conceito é antigo, mas sua inovações parecem servir muito bem as necessidades atuais.

Há poucos meses a Microsoft registrou uma patente voltada para os dispositivos Surface que em muito lembra o Courier:


Patente recente de um dispositivo da linha Surface da Microsoft.

Se tudo isso for realmente confirmado, a Microsoft se aproxima cada dia mais de sua visão de futuro demonstrada num vídeo incrível que você confere a seguir, nele a empresa revela sua visão para o futuro da tecnologia e da produtividade e dispositivos com telas flexíveis fazem parte dela.

Fontes e Direitos Autorais: The Verge – Tom Warren – 03/06/2019.
Leia na integra acessando: https://www.theverge.com/2019/6/3/18648919/microsoft-surface-dual-screen-centaurus-device-teaser

Microsoft libera nova preview do SQL Server 2019 denominada 2.4


Ontem a Microsoft através do seu time MSSQLTiger, disponibilizou a nova versão preview da próxima versão do Microsoft SQL Server 2019.

Este novo preview foi batizado de SQL Server 2019 2.4 (quinta versão), vale ressaltar que nos últimos meses a Microsoft vem trabalhando fortemente para liberação de novas versões preliminares.

Novidades

Um dos destaques desta nova versão preliminar faz referência a integração do SQL Server com o Apache Spark™ e o HDFS com o SQL Server, criando assim  uma nova plataforma de dados unificada, que possibilita um grande salto no produto relacionado com os novos padrões de dados e processamento em larga escala.

Segundo informações fornecidas pela Microsoft, o SQL Server 2019 oferece mais segurança, disponibilidade e desempenho para todas as cargas de dados, além de trazer novas ferramentas de conformidade (relacionadas a GDPR e LGPD), melhor desempenho em hardware moderno e alta disponibilidade em Windows, Linux e contêineres.

A Figura 1 abaixo ilustra a página inicial do website da Microsoft dedicado ao Microsoft SQL Server 2019:

Figura 1 – Introdução ao Microsoft SQL Server 2019.

Melhorias

Esta versão inclui melhorias de versões CTP anteriores para corrigir bugs, melhorar a segurança e otimizar o desempenho.

Além disso, os seguintes recursos são adicionados ou aprimorados para SQL Server 2019 pré-visualização CTP 2.4:

    • Cluster de grande volume de dados
      • Orientação na GPU suporte para a execução de profunda aprendizagem com TensorFlow no Spark.
      • Atualização em tempo real para Spark 2.4.
    • Mecanismo de banco de dados
      • Novo evento estendido.query_post_execution_plan_profile
      • Nova DMF retorna o equivalente o último plano de execução real conhecido para a maioria das consultas.sys.dm_exec_query_plan_stats
      • Criptografia de dados transparente (TDE) varredura – suspender e continuar.
    • SQL Server Analysis Services
      • Relacionamentos muitos-para-muitos em modelos tabulares.
      • Configurações de propriedade para a gerenciamento de recursos.

Download

Dentre as opções disponíveis, você poderá optar tanto para rodar em ambientes físicos como Windows e Linux ou virtualizados através de máquinas virtuais ou containers, conforme Figura 2 abaixo ilustra:

Figura 2 – Plataformas para download disponíveis para versão 2.3 do Microsoft SQL Server 2019.

O Microsoft Server 2019 Preview 2.4 para Windows está disponível em arquivos ISO, arquivo .cab para os seguintes idiomas:

  • Inglês;
  • Alemão;
  • Japonês;
  • Espanhol;
  • Coreano;
  • Russo;
  • Italiano;
  • Francês;
  • Chinês (simplificado);
  • Chinês (tradicional); e
  • Português (Brasil)‎.

Saiba mais sobre o SQL Server 2019

Caso você queria saber mais sobre esta nova versão do Microsoft SQL Server e seus principais recursos, selecione um dos links abaixo:

https://info.microsoft.com/ww-landing-SQLDB-Microsoft-SQL-Server-WhitePaper.html

http://download.microsoft.com/download/8/B/6/8B643729-6224-4ECC-8C50-3292B8156F0E/SQL_Server_2019_Transform-Data_into_Insights_Infographic_EN_US.pdf

http://download.microsoft.com/download/D/2/5/D2519504-0ACD-4CD7-9C34-AB85D5824F34/SQL_Server_2019_Top_10_Reasons_to_Choose_Infographic_EN_US.pdf

https://info.microsoft.com/ww-landing-intro-sql-server-2019.html

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com – SQL Server BlogSQL Server Team – 27/03/2019.
Leia na integra acessando: https://docs.microsoft.com/en-us/sql/sql-server/what-s-new-in-sql-server-ver15?view=sql-server-ver15#ctp-24

Windows 10 19H 1: novas alterações são reveladas

Aqui está tudo o que você precisa saber sobre 10 Windows update 19H 1.


Microsoft está agora a trabalhar na próxima atualização para o Windows 10, codinome 19H característica 1 e programado para lançamento neste mês de abril. Esta atualização deverá incluir ainda mais mudanças, novas funcionalidades e mais refinamentos da interface do usuário e melhorias. Desenvolvimento deste lançamento é quase na marca do outro, ou seja, que não deve demorar muito tempo antes de 19H 1 é marcado como “característica completa” internamente e um foco na correção de bugs antes de lançamento começa.

  • Um novo tema de luz está disponível que fica na barra de tarefas, menu iniciar e outras áreas do Windows Shell branca.
  • Sombras estão agora presentes sob vários elementos de interface do usuário, incluindo menus de contexto do XAML e a janela pop-ups.
  • A tela de login agora apresenta efeitos de desfoque de acrílico.
  • O painel de Emoji é agora capaz de arrastar.
  • Emoji 12, Kaomoji e símbolos estão disponíveis no painel de Emoji.
  • Um novo ícone “globo” desconectado está presente na bandeja do sistema quando desconectado da internet.
  • Foco auxiliar irá agora automaticamente acender quando entrar em tela cheia em um aplicativo.
  • Você agora pode personalizar ações rápidas diretamente dentro do centro de ação.
  • Um novo controle de brilho está presente na área de ações rápidas no centro da acção.
  • O papel de parede padrão foi atualizado com cores mais claras e uma estética mais plana.
  • Ferramenta de recorte agora suporta recorte de janela para screenshotting fácil do windows app.
  • Iniciar e barra de tarefas saltar recurso de agora listas fluente projeto revelar e efeitos de desfoque.
  • Os poder e conta de menus no menu iniciar como inclui ícones.
  • O layout padrão do Start menu foi simplificado, agora usando uma única coluna, com uma configuração mais limpa.
  • Você agora pode desafixar grupos toda telha ao vivo no menu iniciar.
  • O ícone de arquivo Explorer agora é ligeiramente mais escuro se encaixar melhor com o tema luz.
  • Jogo de Bar foi atualizado com uma nova interface do usuário.
  • Nuvem de transferência interface do usuário foi ajustada para melhor uso de teclado e mouse de suíte.
  • Encontros amigáveis são agora o formato de data padrão no arquivo Explorer.

Pesquisa e Cortana

  • Pesquisa apresenta uma nova página de aterragem para atividades recentes e categoria da interface do usuário ao longo do topo.
  • Pesquisa e Cortana agora são separados.

Configurações

 

  • Homepage de configurações tem um novo banner personalizado na parte superior, que oferece acesso rápido a Microsoft Rewards, OneDrive, seu telefone e atualizações.
  • Os usuários podem agora tema o Shell do Windows separadamente do apps com um novo modo de cor personalizada.
  • Agora, você pode usar o aplicativo de configurações para definir configurações avançadas de Ethernet IP, incluindo configuração de endereços IP estáticos e configurações de servidor DNS preferenciais.
  • Gerenciador de tarefas agora irá dizer-lhe que os apps são dimensionamento por monitor ou pelo sistema.
  • Olá Windows configurações foram redesenhadas com uma experiência de usuário mais limpa.
  • Agora, você pode configurar uma chave de segurança diretamente nas configurações.
  • Um novo modo de pesquisa avançada fornece controle granular sobre arquivo pesquisando para aumento de desempenho.
  • Configurações de armazenamento foram atualizadas com um novo design e experiência de usuário mais limpa.
  • Agora, você pode desinstalar vários aplicativos de caixa de entrada mais incluindo:
    • Visualizador 3D.
    • Calculadora.
    • Calendário.
    • Música do sulco.
    • Correio.
    • Filmes & TV.
    • Pintura 3D.
    • Recorte & Sketch.
    • Notas autoadesivas.
    • Gravador de voz.
  • Um novo sistema de solução de problemas está presente e usa dados de diagnóstico enviados do seu PC para entregar um conjunto de correções de problemas que foram detectados no seu dispositivo de correspondência.
  • Microsoft agora irá recomendar uma correção quando o Windows detecta um problema.
  • “Correção de escalonamento para aplicações legadas” agora é ativada por padrão.
  • Atualização do Windows foi atualizada com um novo layout que traz várias funções, incluindo atualizações de pausa, horas ativas inteligentes e muito mais.
  • Horas de ativas inteligentes ajusta-se automaticamente seus conjunto ativas horas dependendo se mudam de suas horas de uso para evitar a falta de instalar uma atualização enquanto não interromper seu fluxo de trabalho.
  • Agora você pode sincronizar manualmente o relógio do sistema com a Microsoft para timekeeping exato.
  • Agora, você pode ajustar o tamanho do cursor.
  • Agora, você pode criar novas sem senha Microsoft Accounts com apenas um número de telefone.
  • Windows Enterprise 10 agora pode usar o reinício automático e Sign-On.
  • A experiência de redefinição de pin foi refinada.

Apps

  • Um novo aplicativo de escritório está presente e fornece acesso rápido aos seus documentos recentes e Office web apps.
  • O menu “Configurações e mais…” na borda agora pode quebrar fora da janela do aplicativo.

Diversas alterações

  • Corrigido um problema resultando no botão voltar em configurações e outros aplicativos, tornando-se o texto branco sobre um fundo branco se você pairou sobre ele.
  • Você agora pode ler ADLaM documentos e páginas da Web com a Windows jose fonte.
  • Um ícone de microfone está presente na bandeja do sistema quando o microfone estiver em uso.
  • Pressionando F4 quando no Editor do registro agora colocará o cursor no final da barra de endereço, expandindo a lista suspensa AutoCompletar.
  • Você pode agora ler frases próxima, atuais e anteriores no narrador.
  • Telex vietnamita e número baseada em chave teclados estão agora disponíveis.
  • Já está disponível para PC índicos fonético teclados.
  • Mais símbolos estão disponíveis sobre o teclado de toque.
  • Narrador agora irá alertá-lo quando você acidentalmente está digitando com Caps Lock ligado.
  • A caixa de diálogo impressão moderna agora suporta o tema luz.
  • O teclado de toque agora invisivelmente dinamicamente ajustar pontos para letras com base em como você digita.
  • Narrador tem uma nova experiência em casa que lhe permite lançar em características específicas do narrador.
  • Sandbox Windows vamos Pro e Enterprise usuários executados uma instância virtual do Windows 10 em cima de seu ativo instalam para testar apps.
  • Agora, você pode definir uma Tabulação padrão no Gerenciador de tarefas.
  • Agora você pode redimensionar o cursor através de um controle deslizante, com até 15 tamanhos diferentes para escolher.
  • 10 Windows Home usuários agora terá luz modo habilitado por padrão, depois de instalar um limpo. Windows 10 Pro e Enterprise continua a usar o modo escuro habilitado por padrão.

Fontes e Direitos Autorais: WindowsCentral.com – 07/01/2019 – Zac Bowden. https://www.windowscentral.com/windows-10-19h1-changelog

Windows Server 2019 Preview build 17709 disponível para download


Em anúncio realizado na última terça-feira dia 10/07 aos participantes do Windows Insider Program e do Windows Insider Program for Business já podem fazer o download do Windows Server 2019 Preview build 17709.

Este é o mais recente build da próxima versão do Windows Server que será oferecida através do Long-Term Servicing Channel (LTSC) e inclui a experiência de desktop completa ao invés de incluir apenas o Server Core, incluí também o  build 17709 para o Semi-Annual Channel (Server Core) e o build 17709 do Hyper-V Server 2019 Preview também estão disponíveis.

As chaves abaixo podem ser utilizadas para ativação do Windows Server 2019 Preview build 17709 (LTSC):

  • Edição Datacenter6XBNX-4JQGW-QX6QG-74P76-72V67
  • Edição StandardMFY9F-XBN2F-TYFMP-CCV49-RMYVH

O build 17709 para o Semi-Annual Channel (Server Core) não requer uma chave de produto, vale ressaltar que este novo build expirará em 14 de dezembro de 2018.

Os participantes dos programas Insiders podem fazer o download do Windows Server 2019 Preview 17709 (LTSC), Hyper-V Server 2019 Preview build 17709 e do build 17709 para o Semi-Annual Channel acessando o respectivo link.

Nesta mesma página a Microsoft disponibilizou a nova  versão Preview do da ferramenta de administração e gerenciamento de servidores Windows Admin Center v1806.

Para maiores informações sobre esta nova nova versão Preview do Windows Server 2019 acesse o changelog está disponível através do respectivo link.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com – Docs Windows Insider Program Windows Insider Program for Server What’s new for Windows Server 2019 Insider Preview Builds

Windows 10 IoT Core Services, nova versão do Windows 10 para dispositivos inteligentes

Com esta nova versão do Windows 10, a Microsoft busca ofertar um novo ambiente para trabalhar com dispositivos de IoT.


A Microsoft anunciou durante a Computex 2018, evento realizado nos últimos dias uma nova edição do Windows 10 para dispositivos inteligentes, a Windows 10 IoT Core Services.

Microsoft anuncia nova edição do Windows 10, a Windows 10 IoT Core ServicesEm seu anúncio a Microsoft destaca que esta nova edição do Windows 10 foi desenhada e otimizada para criação de dispositivos IoT (Internet of Things ou Internet das Coisas) inteligentes.

Além do Windows 10 IoT Core, que é gratuito, a Microsoft também apresentou o Windows 10 IoT Core Services versão paga voltada para dispositivos IoT. A versão gratuita continuará sendo oferecida através do canal Semi-Annual Channel (SAC).

Já a versão paga será oferecida através do canal Long-Term Servicing Channel (LTSC) e terá 10 anos de suporte. No canal LTSC, novas versões são lançadas normalmente a cada dois ou três anos.

Ela também terá controle de atualizações com o novo Device Update Center (DUC), segurança comprovada por hardware com o Device Health Attestation (DHA) e mais. O DHA permite que empresas e fabricantes avaliem a confiabilidade de um dispositivo IoT durante sua inicialização.

Esta nova edição está sendo testada por um número limitado de participantes. Empresas e fabricantes interessadas em testá-la podem entrar em contato via iotservices@microsoft.com.

A Microsoft ainda não definiu uma data oficial de lançamento desta versão, mas ressalta que uma versão Preview “pública” será disponibilizada em julho de 2018.

Fontes e Direitos Autorais: Windows Blogs – – 05/06/2018 – https://blogs.windows.com/windowsexperience/2018/06/05/windows-10-iot-tomorrows-iot-today/

Microsoft anuncia teclado com leitor de impressão digital


A Microsoft anunciou nesta semana um teclado com leitor de impressão digital integrado, o “Microsoft Modern Keyboard with Fingerprint ID“.

Compatível com o sistema de autenticação biométrica Windows Hello, o teclado suporta Bluetooth 4.0/4.1 e wireless com frequência de 2.4GHz e alcance de até 15 metros em local aberto e até 7 metros em escritórios.

O leitor de impressão digital no teclado é a tecla posicionada ao lado da tecla Alt.

De acordo com a Microsoft, o teclado é compatível com o Windows 8/8.1, Windows 10, Windows 10 Mobile, Android, macOS e iOS. El também vem com duas pilhas AAA recarregáveis.

O novo teclado com leitor de impressão digital já está em pré-venda na Microsoft Store por US$ 129,99 nos Estados Unidos. Ainda não foi confirmado se ele também será lançado por aqui.

Microsoft anuncia teclado com leitor de impressão digital

Vídeo apresentando o teclado com leitor de impressão digital:

Fontes e Direitos Autorais: Baboo.com – 16/06/2017 – 8:36 am.

Windows chega aos 30 anos: relembre a trajetória do sistema


Nesta sexta-feira, 20 de novembro de 2015, o Windows chega a uma marca histórica. São exatos trinta anos de trajetória desde o lançamento do Windows 1.0, no ano de 1985. De lá para cá, são muitas versões, algumas delas queridas pelo público, outras nem tanto.

São 30 anos de atualizações, erros, acertos, telas azuis, novas interfaces e novos métodos de interação com o computador. Nem todos caíram nas graças dos usuários, mas não dá para dizer que o Windows não tem uma história rica.

Windows 1.0

Quando estava em desenvolvimento, era chamado pelo nome pouco simpático de “Interface Manager”, ou “Gerenciador de interfaces”. Felizmente a Microsoft teve o bom-senso de rever o nome para “Windows”, por causa da interface de janelas. O sistema era basicamente uma interface gráfica, comandada pelo mouse, sobre o MS-DOS, cujas linhas de comando eram complexas demais para o público comum na época.

Ele foi anunciado em 1983, mas demorou dois anos para ser lançado. A demora fez com que muitos acreditassem que se tratasse de um “vaporware”, termo da indústria de tecnologia para designar produtos anunciados, mas que nunca são lançados.

Entre as novidades, listadas efusivamente neste vídeo por Steve Ballmer, estão recursos como calendário, calculadora, o Paint, relógio, bloco de notas, entre outros. Ele já trazia menus expansíveis, barras de rolagem, ícones, entre outras novidades que tornaram o Windows mais amigável para o usuário comum.

Windows 2.0

Lançada em 1987, a versão trazia melhorias gráficas e permitia a sobreposição de janelas. Também foi adicionada a ferramenta que possibilitava a utilização de atalhos do teclado para facilitar a vida do usuário. Ele foi inicialmente criado para processadores 286, da Intel, mas recebeu uma atualização para o 386.

Quem está acostumado a mexer nas configurações do Windows deve estar familiarizado com uma ferramenta nascida nesta época: o Painel de Controle apareceu pela primeira vez no Windows 2.0.

Windows 3.x

Com lançamento em maio de 1990, foi o primeiro Windows a avançar para a nova década, recebendo uma atualização para a versão 3.1 em 1992. Juntas, as duas versões venderam 10 milhões de cópias em dois anos. Foi o maior sucesso comercial do Windows até o momento.

Agora o Windows suportava gráficos com 16 cores e ganhou recursos para gerenciamento de programas, arquivos e impressoras. Também passou a contar com os clássicos Paciência, Copas e Campo Minado.  Para instalar, era necessária uma caixa cheia de disquetes, com manuais de instruções bem pesados. Outros tempos.

A Microsoft também lançou o Windows for Workgroups 3.11, voltado para redes corporativas, mas que esteve longe de ser um grande sucesso comercial.

Paralelamente, também foi criado o Windows NT (New Technology) 3.1, o primeiro sistema realmente 32 bits lançado pela Microsoft, que não era mais baseado no MS-DOS. O NT serviu de base também para todos os sistemas da empresa depois do Windows 2000.

Windows 95

A Microsoft começou a nomear seus sistemas com o ano de lançamento nesta versão, lançada em 24 de agosto daquele ano. Foram 7 milhões de cópias vendidas em apenas cinco semanas, com uma campanha agressiva que incluía comerciais de TV com a música dos Rolling Stones “Start Me Up”, mostrando o botão Iniciar, novidade na época.

O sistema viu o lançamento da primeira versão do Internet Explorer. Ele era adaptado para a internet de uma forma geral, com suporte a conexões discadas e o novo sistema de plug-and-play, facilitando a instalação de hardware. Além do botão Iniciar, o Windows ganhou a barra de tarefas e os botões de minimizar, maximizar e fechar, que se tornariam um padrão em breve.

Para funcionar, era recomendado um processador 486 (quem lembra?) e 8 MB de RAM. Ele foi lançado em disquetes ou em CD-ROM, em 12 línguas diferentes.

Windows 98

Lançada em 25 de junho de 1998, foi a última versão a ser baseada no MS-DOS. Ela foi feita pensando no usuário final e se propunha a evoluir o Windows 95 tanto para trabalho quanto para dviersão. Ele facilitava a conexão à internet e trouxe a possibilidade de fixar programas na barra de tarefas ao lado do menu Iniciar. O sistema também trouxe o suporte à leitura de DVDs e reconhecimento de dispositivos USB.

Windows 2000

Lançado em 17 de fevereiro de 2000, ele foi criado para substituir o Windows 95, o 98 e o NT Workstation 4.0 em todos os computadores de uso corporativo. Ele foi criado sobre o código do próprio NT Workstation 4.0.

Entre seus recursos estavam a simplificação da instalação de hardware com a ampliação do plug-and-play, suporte a redes avançadas e produtos sem fio e dispositivos USB.

Windows ME

Amplamente reconhecida como uma das maiores bombas já lançadas pela Microsoft, a “Millenium Edition” (apelidada de “Mistake Edition”, ou “edição do erro”) foi lançada em 14 de setembro de 2000. A PC World chegou a considerá-lo um dos piores produtos de tecnologia de todos os tempos, afirmando que “os usuários tinham problemas para instalá-lo, fazê-lo rodar, fazê-lo funcionar com outros hardwares e softwares e fazê-lo parar de funcionar”.

Ele foi criado para o uso doméstico e tinha o objetivo de trazer melhorias para a reprodução de mídia e a criação de redes domésticas. Ele também trouxe a restauração do sistema, que está presente até hoje nas versões recentes do Windows. Foi o último sistema da Microsoft a ser desenvolvido sobre o código do Windows 95.

Windows XP

Aposentado há pouco tempo pela Microsoft chegou ao mercado em 25 de outubro de 2001 e foi um sucesso. Até hoje é um sucesso, e muitos usuários se recusam a abandoná-lo, mesmo com o suporte encerrado.

Ele foi construído do zero depois que a Microsoft abandonou a base do Windows 95, com um visual renovado e usabilidade melhorada. Foram 45 milhões de linhas de código para criar o sistema. Para o uso doméstico, trouxe melhorias no Media Player e o Movie Maker e o suporte melhorado a fotografias digitais. Já para as empresas, trouxe sistema de criptografia de arquivos, desktop remoto. Ele também trouxe suporte a redes sem fio 802.1x, facilitando a vida de quem usava o XP em notebooks.

Para tentar cobrir o avanço das ameaças de segurança, a Microsoft começou a emitir atualizações pela internet. O XP também foi o primeiro a impor o limite de instalações do sistema operacional. Antigamente, era possível comprar apenas uma cópia e instalar por infinitos computadores, o que passou a ser inviável. Talvez por isso o XP, além de um sucesso comercial, também foi um dos softwares mais pirateados da história.

Windows Vista

Seguindo o sucesso do Windows XP, a Microsoft lançou em 2006 o Windows Vista, que também é reconhecido como um erro da empresa. O software teve problemas em sua fase de desenvolvimento. Ele deveria ter sido lançado dois ou três anos depois do XP, mas só saiu cinco anos depois. Mesmo assim, ele trouxe algumas novidades, como o Controle de Conta de Usuário, para evitar que vírus e malwares pudessem fazer alterações perigosas no computador da vítima.

O design foi uma parte importantíssima do Vista, trazendo o Aero, uma nova identidade visual que permitia que as bordas das janelas ganhassem um tipo de transparência interessante, mesmo que isso fizesse com que o software ficasse mais pesado. O botão Iniciar também foi recriado.

No lançamento, o Vista estava disponível em 35 idiomas, e 1,5 milhões de dispositivos eram compatíveis na ocasião. Contudo, falhas minaram o possível sucesso. Problemas da incompatibilidade existiram aos montes, e não faltam relatos do desastre que foi o seu desenvolvimento.

Steve Ballmer, CEO na ocasião, revela que no meio do processo de criação foi necessário resetar o código-fonte do Vista, até então conhecido como Longhorn. Este foi o maior arrependimento de sua gestão: “tentamos realizar uma tarefa grande demais e, no processo, perdemos milhares de horas de trabalho e inovação”, conta.

Windows 7

Agora, sim, a Microsoft acertou a mão. Em 2009, chegava ao mercado a versão 7 do Windows, que aproveitava o que havia de bom no Vista e melhorava o que estava de errado, tornando o sistema muito mais compatível e amigável. Antes do lançamento, ele já havia sido testado por 8 milhões de pessoas durante o período de beta.

O Windows 7 trouxe algumas mudanças de interface e novas formas de interagir com as janelas do sistema, como o Aero Shake, que permitia “chacoalhar” uma janela para isolá-la do restante e o Aero Peek, que possibilitava “espiar” uma prévia de cada uma das janelas minimizadas na barra de tarefas. Já o Aero Snap trazia algo que foi difundido no Windows 8, que é a possibilidade de fixar programas em um lado da tela, ocupando 50% do espaço.

O Windows 7 também trouxe o início do Windows Touch, permitindo usar o toque na tela para interagir com o sistema. Isso também foi aprofundado na versão seguinte do software.

Windows 8 e 8.1  

Introduzido em 2012, o sistema trouxe mudanças radicais de interface. A principal delas era a extinção do tradicional Menu Iniciar para dar lugar a uma Tela Iniciar repleta de quadrados e retângulos que representavam os aplicativos, que a Microsoft chama de “blocos dinâmicos”.

O Windows 8 também deu início à loja de aplicativos do Windows, uma tentativa da Microsoft de ter um pouco mais de controle sobre o ecossistema dos PCs. No entanto, o recurso nunca foi realmente atraente para desenvolvedores, e até hoje as opções da loja não são muitas.

O sistema, no entanto, não convenceu os usuários a migrar do Windows 7, incapaz de superar a popularidade de seu antecessor. Tanto que até agora o sistema de 2009 ainda é o mais usado no mundo.

A principal novidade do Windows 8, os blocos dinâmicos, também são um dos motivos pelo qual ele ficou para trás. Usuários e empresas alegavam que a nova usabilidade tornava o sistema pouco parecido com o que estavam acostumados, dificultando a adaptação para a novidade. Além disso, os blocos, otimizados para o toque, não eram muito bons para o uso com mouse e teclado.

A geração também trouxe o Windows RT, uma adaptação do Windows 8 para tablets que não rodavam os programas tradicionais legado do Windows, apenas os apps da Windows Store. Foi um fracasso ainda maior, e a maior parte dos parceiros abandonou o barco ainda no primeiro ano.

Windows 10

Lançado neste ano, o Windows 10 traz uma nova estratégia para a empresa: oferecer o Windows como um serviço, o que significa que ele deve ser aprimorado ao longo dos meses e anos com atualizações graduais de segurança e novos recursos.

A versão 10 do sistema ainda aposta no conceito dos blocos dinâmicos, mas desta vez eles são muito mais discretos e fazem parte de um Menu Iniciar que, ao mesmo tempo, é novo e antigo. Novo porque ele foi modificado em relação ao que vimos no 7 e também no 8, mas antigo, porque traz familiaridade com o Windows 7, solucionando o principal erro do Windows 8.

Uma novidade do Windows 10 foi a introdução do programa Windows Insider, que permite que usuários recebam frequentemente compilações de teste do Windows e testem as novidades antes de o grande público recebe-las. Assim, a Microsoft pode liberar as atualizações sem temer tantos problemas de compatibilidade, já que tudo é testado por uma base bem grande de usuário de teste antes de ser liberada para uma base ainda maior de usuários comuns.

O sistema trouxe outras novidades como a assistente Cortana e o navegador Microsoft Edge, que colocou um fim no malfadado Internet Explorer. O browser antigo ainda está presente no sistema, mas em segundo plano, apenas por razões de retrocompatibilidade.

Outra diferença grande em relação a todas as versões anteriores do Windows, é que a Microsoft permitiu que usuários do Windows 7 e 8.1 fizessem a atualização grátis para a nova plataforma, o que alavancou rapidamente a base de usuários do 10. Em 4 meses, já são mais de 100 milhões de pessoas no sistema mais recente, já se aproximando do pico de usuários do Windows 8.

Fontes e Direitos Autorais: OlharDigital – Renato Santinoem 20/11/2015 às 07h00