Cursos gratuitos online direcionados a profissionais de TI

Oportunidades disponíveis na internet que podem ajudar a melhorar ou transformar sua carreira.


Muitas profissões precisam se reinventar ano a ano. Mas uma área que continua em plena expansão é o mercado de tecnologia da informação, que a todo o momento busca novos profissionais para os mais diferentes cargos. Em fevereiro de 2019, uma pesquisa mostrou que o número de vagas no setor cresceu 300% no Brasil em comparação com fevereiro do ano passado. O site Panorama Positivo listou seis desses cursos que não dependem de assinatura, desta forma, você pode acompanhar as aulas quando quiser e no conforto de sua casa ou local de trabalho.

Veja a seguir a relação de cursos:

1. Conceitos de básicos de C# para iniciantes

Oferecido pela Microsoft Virtual Academy (MVA), o curso tem 24 episódios de treinamento em C#, uma linguagem de programação criada pela gigante de Redmond, orientada a objetos de propósitos gerais e fortemente tipada. A C# (C sharp) faz parte do framework .NET e sua sintaxe é inspirada na linguagem C, com algumas concepções de Java inseridas no sistema.

2. Introdução à Ciência da Computação

O curso CS50x tem certificação da Universidade de Harvard e tem o objetivo de preparar a mente dos alunos para refletir de forma mais algorítmica, ensinando-os a criar soluções criativas e inteligentes para os problemas computacionais. Alguns dos tópicos tratados são estrutura de dados, algoritmos, abstração, gerenciamento de recursos e engenharia de software, além de linguagens de programação propulares como C, JavaScript, CSS e HTML.

Image result for imagens código fonte

Continue Lendo “Cursos gratuitos online direcionados a profissionais de TI”

Em testes realizados pelo instituto AV-Test Windows Defender obtem nota máxima

Durantes os meses de Maio e Junho o instituto internacional AVTest realizou uma nova bateria de avaliações em diversos antivírus existentes.


Entres os meses de maio e junho deste ano, o instituto internacional AV-Test avaliou continuamente 20 produtos de segurança para usuários domésticos que utilizam o sistema operacional Windows, dos seguintes fornecedores:

Os quais foram submetidos a testes com base em suas configurações padrões, nas versões atuais publicamente disponível de cada produto, todos foram autorizados a atualizar-se a qualquer momento e consultar seus serviços na nuvem, estes produtos tiveram que demonstrar suas capacidades usando todos os componentes e camadas de proteção.

O WINDOWS DEFENDER “FUTURAMENTE CONHECIDO COMO MICROSOFT DEFENDER”

A solução antivírus da Microsoft recebeu 6/6 pontos na categoria Proteção, 6/6 pontos na categoria Facilidade de uso e 6/6 pontos na categoria Performance nos testes conduzidos entre maio e junho deste ano.

Os testes aplicados na categoria Proteção visam determinar como as soluções antivírus se comportam contra malwares 0-day, o Windows Defender bloqueou 100% das 307 amostras, superando a média da indústria que é de 97,1%.

Além disso, o AV-TEST tentou determinar como as soluções antivírus se saem na detecção de malwares descobertos nas últimas quatro semanas, mais uma vez antivírus da Microsoft se detectou e bloqueou 100% das 2.408 amostras, a média da indústria é de 99,8%.

Nos testes da categoria Performance, a AV-TEST avaliou o impacto de cada antivírus testado no desempenho do computador. Em primeiro lugar, o Windows Defender obteve destaque quando se trata da lentidão que ele gera ao abrir sites populares no chamado hardware de baixa e alta (computadores lentos e rápidos) com uma pontuação de 13% e 14%, respectivamente. Isso significa que ele se saiu melhor do que a média da indústria, que é de 19% e 16%, respectivamente.

O Windows Defender não causa lentidão no dispositivo ao baixar aplicativos usados com frequência, mas em vez disso, ele gera uma desaceleração de 8% ao iniciar um software padrão em ambos os tipos de computadores, ressaltando que a média da indústria é de 10% e 9%, respectivamente.

Continue Lendo “Em testes realizados pelo instituto AV-Test Windows Defender obtem nota máxima”

Baseado em série Microsoft lança Windows 1.11 Stranger Things Edition


A Microsoft acabou de liberou no começo desta semana o Windows 1.11 Stranger Things Edition via Microsoft Store.

windows 1.11Windows 1.11 Stranger Things Edition

O software apareceu nos novos episódios da 3ª temporada do seriado da Netflix e agora pode ser baixado por qualquer usuário do sistema operacional.

Não há dúvida que foi uma grande sacada de marketing, tanto da Microsoft como da Netflix, fazer uso desse tipo de propaganda indireta. Isso deixa todo fã de series e tecnologia louco. E se somar a isso algum traço de paixão e nostalgia pela época, ai é que a cabeça do fã vai a 1000 por hora…

Mas, o que é o Windows 1.11 Stranger Things Edition?

Ele é um aplicativo nostálgico que remete a 1985. Ele foi criado especificamente para PCs com Windows 10 e tem sua UI completamente inspirada no Windows 1.0, mas que foi conquistado pelo Upside Down, do Stranger Things.

Com ele você poderá explorar os mistérios e segredos que assolam Hawkins, desbloquear conteúdo exclusivo de shows e ovos de páscoa, e jogar jogos e quebra-cabeças retro – todos construídos em torno do universo da 3ª temporada de Stranger Things.

Junte-se a Eleven, Steve, Dustin e gangues enquanto eles tentam salvar Hawkins e o mundo. Abrace os anos 80 e pegue o seu spray de cabelo, porque é basicamente a experiência de show mais radiante de todos os tempos. Mas, fica o aviso: cuidado com o Esfolador da Mente.

Diferente do Windows 1.0 original, que cabia em alguns poucos disquetes, o Windows 1.11 do qual estamos falando tem pouco mais que 770MB de tamanho.

Clique na imagem abaixo para realizar o download:

Detalhe importante, ao tentar realizar o download o Windows Store apresenta uma mensagem informando que o mesmo esta disponível inicialmente para usuários localizados nos Estados Unidos, altere o Idioma da sua máquina ou até mesmo a localização e tente novamente realizar o download.


Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com – https://www.microsoft.com/en-us/p/windows-111/9pghpx7zmjrc?activetab=pivot%3Aoverviewtab
Coautoria – Alexandre Lima – Windowsteam.com.br

Microsoft Edge Chromium Based muito próximo de ser liberado


O Microsoft Edge baseado no Chromium agora com WebView2 e isso é algo muito bom e que iria acontecer mais cedo ou mais tarde. Por quê?

A resposta é simples, porque é o WebView que permite aos desenvolvedores criar conteúdo da Web em seus aplicativos, incluindo páginas de entrada para determinados serviços ou PWA, que dependem quase inteiramente do conteúdo da web.

Agora, com o WebView2 sendo alimentado pelo mesmo motor do Chromium que impulsiona a nova versão do Edge, a experiência pode ser melhor de diversas maneiras, especialmente porque deve ser mais interoperável com as experiências da Web criadas para outras plataformas. Para mostrar os recursos do WebView2, a Microsoft estará desenvolvendo uma nova experiência de add-ins para seus aplicativos do Office no futuro, impulsionada pelo novo controle.

Afim de garantir que a experiência dos usuários seja consistente em todos os dispositivos Windows, o controle WebView2 será atualizado com o próprio navegador Edge por padrão, o que significa que todos os usuários terão os mesmos recursos, independentemente de qual versão do Windows eles estejam executando.

Caso os desenvolvedores queiram ter mais controle sobre a experiência, eles podem enviar seus aplicativos com uma versão específica do WebView2 e atualizá-los em seu próprio ritmo.

microsoft edge
A chegada do WebView2 facilitará o processo de login dentro de aplicações web e muito mais

O melhor de tudo é:

O mais importante é que o WebView2 abre as portas para unificação do browser rumo a completa substituição do motor EdgeHTML e MSHTML ainda usado no Edge que vem com o Windows 10. A novidade anunciada era um dos passos que faltava para a completa migração do browser padrão do Windows 10 para sua nova versão e para que enfim aconteça sua liberação geral e irrestrita para todos os usuários do Windows.

Dessa forma, não deve demorar para a Microsoft liberar o novo Edge baseado no Projeto Chromium ser entregue junto com uma grande atualização do seu sistema operacional, colocando um fim na era do Edge baseado no EdgeHTML, deixando de ser apenas um programa Beta.

O que é o Microsoft Chromium Based?

O novo Microsoft Edge é um browser da Microsoft criado com base no Projeto Chromium, que é um projeto de código aberto também utilizado pelo Google para desenvolver o Chrome. Ele faz uso do motor Blink. A mudança radical da Microsoft visa elevar o nível de compatibilidade do seu navegador afim de aumentar o engajamento dos seus usuários e a popularidade do browser.

O Edge Chromium based ainda está em sua fase inicial de desenvolvimento, tanto que atualmente ele só está disponível em versões consideradas Alpha. Nem o Beta foi liberado ainda. Existem dois canais para escolher, o Canary e o DEV.

Clique aqui para obter mais informações sobre o novo Edge e também para fazer o download a versão que mais lhe agrada.

Fonte e Direitos Autorais: Blog – Windows.com – / Program Manager, WebView – 19/06/2019.
Leia na integra acessando: https://blogs.windows.com/msedgedev/2019/06/18/building-hybrid-applications-with-the-webview2-developer-preview/#zEWM4oLlHDEKkkGT.97

Uma parceria histórica envolvendo games firmada entre Microsoft e Sony

Sony e a Microsoft anunciando uma parceria envolvendo jogos, você não é o único, mas algo impensável como isso se tornou verdade do dia pra noite.


Na última quinta-feira dia 16, as empresas Microsoft e Sony anunciaram uma parceria histórica que visa oferecer o que é de mais moderno quando o assunto é experiência de usuário em plataformas de entretenimento e soluções de inteligência artificial (AI) em torno do mercado de jogos eletrônicos.

a parceria?

microsoft e sony
CEO da Sony ao lado do CEO da Microsoft

Em resumo a Sony vai começar a usar as soluções da plataforma em Nuvem da Microsoft, o Azure, para seus serviços de games e streaming, além da exploração da incorporação das ferramentas avançadas de AI da Microsoft e semicondutores nos produtos da empresa, tudo no intuito de fornecer experiências “altamente intuitivas e fáceis de usar”, isso nas palavras da própria empresa.

Sobre a parceria o presidente e CEO da Sony, Kenichiro Yoshida, disse o seguinte:

“O PlayStation surgiu através da integração de criatividade e tecnologia. Nossa missão é evoluir continuamente essa plataforma como uma que continua a oferecer as melhores e mais imersivas experiências de entretenimento, junto com um ambiente de nuvem que garante a melhor experiência possível, a qualquer hora, em qualquer lugar. Por muitos anos, a Microsoft tem sido um parceiro comercial importante para nós, embora, é claro, as duas empresas também estejam competindo em algumas áreas. Acredito que o desenvolvimento conjunto de futuras soluções em nuvem contribuirá muito para o avanço do conteúdo interativo”.

Yoshida lembrou bem que Sony e Microsoft são parceria há anos. As empresas já trabalharam juntas em vários projetos, especialmente quando o assunto são PCs com Windows, mas sempre competiram no mercado de games, então, essa é a primeira vez que elas trabalharão juntas em algo relacionados ao mercado de jogos eletrônicos.

Depois do CEO da Sony, temos a seguir algumas palavras do chefe do Xbox dentro da Microsoft, Phil Spencer, que também fez alguns comentários sobre a nova parceria.

“Empolgado com as oportunidades à frente com a @Sony para que possamos perseguir nossas ambições mútuas em jogos e encantar os jogadores ao redor do mundo”

O CEO da Microsoft não poderia ficar de fora da conversa e falou o seguinte:

“A Sony sempre foi líder em entretenimento e tecnologia, e a colaboração que anunciamos hoje se baseia nessa história de inovação”, disse Nadella. “Nossa parceria traz o poder do Azure e do Azure AI para a Sony para oferecer novas experiências de entretenimento e jogos para os clientes”, ressaltou ele.

“As duas empresas explorarão o desenvolvimento conjunto da futura solução de nuvem no Microsoft Azure para suportar seus respectivos serviços de streaming de conteúdo e jogos”, explica uma declaração da Microsoft.

Sem dúvida essa é uma reação aos mais recentes anúncios do Google, como por exemplo, da plataforma de streaming de jogo Stadia, então, Sony e Microsoft parecem não querer deixar nem uma migalha do bolo do mercado de jogos para o Google.

Com Inteligência Artificial também está no foco da parceria, a Microsoft também vai usar tecnologia Sony para aprimorar seus produtos, como por exemplo, a Microsoft pretende usar os mais avançados sensores de imagem da Sony em sintonia com a tecnologia de IA da Azure para melhorar as experiências em sua Nuvem.

E o Xbox e o Playstation nessa história?

Neste primeiro momento, não há qualquer sinal de integração entre a plataforma Xbox e a Playstation, como jogos multiplataforma ou algo do gênero, no entanto, dada a abrangência dessa nova parceria em torno de Cloud Services, nada impede que no futuro as empresas combinem de abrir uma loja única e online para permitir o acesso a jogos diversos via streaming. Não de jogos exclusivos, mas ao menos de títulos de terceiros que geralmente lançam seus produtos para ambas as plataformas.

Fontes e Direitos Autorais: theenemy e Microsoft – 16/05/2019.

Novidades sobre Microsoft Edge baseado no Chromium


Recentemente a Microsoft disponibilizou uma série de notícias que apresentam as principiais novidades que o novo Microsoft Edge baseado na tecnologia e recursos Chromium ira apresentar.

Abaixo destaco algumas:

  • Adicionada uma opção “Copiar o link de download” para o menu de um item baixado;
  • O menu de contexto de um download cancelado não mostra mais uma lista de itens desativados e, em vez disso, mostra apenas “Copiar o link de download” ou “Copy download link”;
  • Adicionada uma opção “Salvar como” à barra de ferramentas no visualizador de PDF
  • A opção do menu de contexto “Adicionar ao dicionário” para uma palavra incorreta agora tem um ícone;
  • Para links rápidos na nova guia, se não houver um ícone de site disponível, o browser mostrará um ícone criado a partir da primeira letra do site; e
  • Eles aumentaram o tamanho de alguns textos no flyout do perfil do usuário para facilitar a leitura.

Além destas novidades, uma grande relação de bugs reportados foram corrigidos, dentre eles:

  • A caixa de diálogo enviar feedback não verifica mais os URLs e os endereços de e-mail;
  • Corrigido um bug em que o Microsoft Edge poderia travar após ser acessado por meio de uma sessão de área de trabalho remota;
  • Corrigida uma falha ao navegar de volta para os resultados da pesquisa de histórico;
  • Corrigida uma falha relacionada a dicas de ferramenta que ocorreria em vários cenários diferentes; e
  • Corrigido um problema de formatação visual com o aviso sobre um download de arquivo perigoso.

Antes de update vale lembrar que ele ganhou suporte ao Bing Tradutor, que passou a ser nativo no navegador, contudo, ainda não é funcional para quem usa um idioma diferente do inglês, já que por enquanto ele só traduz página para esse idioma; ganhou ainda um corretor ortográfico e por ai vai.

o que foi sentido falta até o momento?

Continuamos sentindo falta da opção que permita a tradução completa do navegador para nosso idioma (menus, caixa de contexto, etc). Na verdade, não só para o nosso, pois, a Microsoft ainda não liberou a tradução do aplicativo para nenhuma outro idioma que não o inglês. Até já baixei o PT-BR para quando liberar eu já fazer a mudanças, mas por hora, todo o conteúdo do browser só está disponível em inglês.

Gravação de tela mostrando coleções exportando um conjunto de câmeras salvas para um documento do Word.

Por fim, também estamos sentindo falta da liberação da versão Beta. Hoje, só dois canais estão disponíveis para download, que é o DEV e o Canary, ou seja, dois canais com compilações muito experimentais, digamos assim, versões Alpha. Queremos que eles liberem logo a versão Beta, pois, teoricamente ela seria mais estável e assim poderíamos ver mais pessoas “se arriscando” nos testes de modo que isso aceleraria o desenvolvimento do navegador. Ao menos eles liberam as versões de teste para o macOS.

Como obter essa versão do browser?

Para usar o novo Edge é necessário se inscrever no Programa Insider do Microsoft Edge baseado no Chromium e isso pode ser feito clicando aqui. Você não precisa ser um Windows Insider para se tornar um insider do Edge.

Fontes e Direitos Autorais: Alexandre Lima – WindowsTeam.com.br – 16/05/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowsteam.com.br/as-novidades-mais-recentes-do-microsoft-edge-baseado-no-chromium/

Uma ótima novidade Microsoft Edge agora compatível com o Windows 10 de 32bits

Novo Microsoft Edge rodando em Windows 10 32 bits.


Segundo informações obtidas pelo portal brasileiro WindowsTeam, a próxima versão do Microsoft Edge terá suporte nativa versões do Windows 10 rodando em plataforma 32 bits.


A versão Canary do Microsoft Edge baseado no projeto Chromium foi atualizada para a v. 75.0.133.0. A principal novidade é a chegada do suporte a versões do Windows 10 de 32 bits e baseadas em ARM, além do Windows 7, Windows 8.1 e Mac. E a partir de ontem à noite, a Microsoft finalmente deu o primeiro passo nessa direção.

“Começando com a versão de hoje do Canary (75.0.133.0), você pode agora instalar o preview do Microsoft Edge em 32-bit [PCs]”, tweetou a conta do Microsoft Edge Dev . “Experimente e deixe-nos saber o que você pensa!”

Ontem (18), foi a versão DEV do browser que recebeu seu primeiro update e agora a versão ainda mais experimental foi pra frente com uma novidade que nem nós esperávamos.

Microsoft edge

O update de hoje deixa bem claro que esse novo Edge um dia irá migrar para o Windows 10 no ARM ou mesmo para a Microsoft Store.

Fontes e Direitos: WindowsTeam – https://www.windowsteam.com.br/novo-microsoft-edge-agora-compativel-com-o-windows-10-de-32bits/