Arquivo da tag: Profissionais de Tecnologia

Microsoft disponibiliza nova versão do System Center Management Pack para SQL Server


A Microsoft anunciou ontem dia 05/06 em seu blog SQL Server Release Services a nova versão do System Center Management Pack v7.0.5.0 Preview compatível com as versões: 2017, 2016, 2014, 2012, 2008 e 2008 R2 do Microsoft SQL Server.

Através do Management Pack, Profissionais de Tecnologia, Administradores de Servidores, Administradores de Bancos de Dados e DBAs, terão a possibilidade de monitorar em tempo os respectivos bancos de dados, serviços como SQL Server Agent e outros componentes que compõem o System Center Operations Manager.

See the source image

Em seu anúncio a Microsoft, informa que o System Center Management Pack v7.0.5.0 Preview para SQL Server traz correções para múltiplos bugs, mudanças em alguns scripts, mudanças na severidade de alguns alertas, suporte para monitoramento de instâncias SQL Server Cluster localmente, suporte para monitoramento de SQL Server Integration Services.

A versão 7.0.5.0 Preview encontra-se disponível para download, através dos links:

System Center Management Pack 7.0.5.0 Preview para SQL Server 2008, 2012, 2014 e 2016.

System Center Management Pack 7.0.5.0 Preview para SQL Server 2017.

Há lista completa com todas as novidades e bugs corrigidos pode ser obtida acessando: https://blogs.msdn.microsoft.com/sqlreleaseservices/released-public-preview-for-sql-server-management-packs-update-7-0-5-0-and-ssrs-management-pack-update-7-0-6-0/

Fontes e Direitos Autorais: 

Anúncios

Short Scripts – Maio 2018


Olá Mundo, bom dia, comunidade….

Tudo bem? E ai como passaram os últimos meses?

Pergunto isso, devido ao post anterior desta sessão ter sido publicado no mês de fevereiro, posso imaginar que neste intervalo de tempo nossas vidas apresentaram inúmeras situações, espero que todas possam ter sido dentro do possível boas, assim como a minha, e se caso venha a existir algo mais espinhoso, que você possa ter superado.

Seguindo em frente, que alegria poder te encontrar em mais um post da sessão Short Scripts, uma das sessões mais recentes do meu blog que esta alçando a marca de 33 posts publicados trimestralmente.

Mantendo a tradição estou retornando com mais um conjunto de “pequenos” scripts catalogados e armazenados em minha biblioteca pessoal de códigos relacionados ao Microsoft SQL Server e sua fantástica linguagem de desenvolvimento Transact-SQL.

Como promessa é dívida e deve ser cumprida “ou melhor” compartilhada, estou compartilhando a minha feita a exatos três meses no final do último post da sessão Short Scripts, hoje publicando mais um conjunto de scripts adicionados atualmente na minha biblioteca particular de códigos e exemplos.

O post de hoje

Como de costume selecionei os principais scripts armazenados recentemente na minha biblioteca de códigos, que apresentam os seguintes assuntos:

  • Acesso de usuário a tabelas;
  • Acesso e Leitura a Banco de dados;
  • Contas de Execução;
  • Descrição de Colunas;
  • DMV – Sys.dm_os_memory_clerks;
  • DMV – Sys.dm_server_services;
  • Ident_Current;
  • Leitura de Log;
  • Memória;
  • Memory Cache Entries;
  • Memory Clerks;
  • Multipage Allocators Statistic
  • OS Threads;
  • Processos em execução;
  • Scope_Ident;
  • Serviços do SQL Server;
  • SessioID;
  • System Identity Variable; e
  • XP_ReadErrorLog.

Chegou a hora, mãos nos teclados, a seguir apresento os códigos e exemplos selecionados para o Short Script – Maio 2018 . Vale ressaltar que todos os scripts publicados nesta sessão foram devidamente testados, mas isso não significa que você pode fazer uso dos mesmo em seu ambiente de produção, vale sim todo cuidado possível para evitar maiores problemas.

Fique a vontade para compartilhar, comentar e melhorar cada um destes códigos.

Short Scripts

— Short Script 1  – Encerramento processos que apresentam várias horas ou longo tempo de execução  —
SET NOCOUNT ON
DECLARE @spid SMALLINT, @spidString VARCHAR(12)

DECLARE spidCursor CURSOR
FOR SELECT spid
FROM master.sys.sysprocesses
WHERE last_batch < DATEADD(hh, -8, GETDATE()) AND spid > 50 — Change 8 to any other value for hours AND spid > 50 — for user spid
FOR READ ONLY
OPEN spidCursor
FETCH NEXT FROM spidCursor INTO @spid

SELECT ‘Killed spid(s) – ‘
WHILE (@@fetch_status = 0)
AND (@@error = 0)
BEGIN
SELECT @spidString = CONVERT(VARCHAR(12), @spid)
EXEC (‘kill ‘ + @spidString)
SELECT @spid
FETCH NEXT FROM spidCursor INTO @spid
END

CLOSE spidCursor
DEALLOCATE spidCursor
SET NOCOUNT OFF

— Short Script 2 –  Identificando – Memory Cache Entries —
WITH memory_cache_entries
AS
(
SELECT
name AS entry_name,
[type],
in_use_count,
pages_allocated_count,
CAST(entry_data AS XML) AS entry_data
FROM sys.dm_os_memory_cache_entries(nolock)
WHERE type = ‘USERSTORE_TOKENPERM’
),
memory_cache_entries_details
AS
(
SELECT
entry_data.value(‘(/entry/@class)[1]’, ‘bigint’) AS class,
entry_data.value(‘(/entry/@subclass)[1]’, ‘int’) AS subclass,
entry_data.value(‘(/entry/@name)[1]’, ‘varchar(100)’) AS token_name,
pages_allocated_count,
in_use_count
FROM memory_cache_entries
)
SELECT
class,
subclass,
token_name,
COUNT(*) AS nb_entries
FROM memory_cache_entries_details
GROUP BY token_name, class, subclass
ORDER BY nb_entries DESC;

— Short Script 3 – Obtendo a relação de últimos acessos de leitura e escrita por banco de dados —

;WITH myCTE AS
(
SELECT
DB_NAME(database_id) AS TheDatabase,
last_user_seek,
last_user_scan,
last_user_lookup,
last_user_update
FROM sys.dm_db_index_usage_stats
)
SELECT
ServerRestartedDate = (SELECT CREATE_DATE FROM sys.databases where name=’tempdb’),
x.TheDatabase,
MAX(x.last_read) AS last_read,
MAX(x.last_write) AS last_write
FROM
(
SELECT TheDatabase,last_user_seek AS last_read, NULL AS last_write FROM myCTE
UNION ALL
SELECT TheDatabase,last_user_scan, NULL FROM myCTE
UNION ALL
SELECT TheDatabase,last_user_lookup, NULL FROM myCTE
UNION ALL
SELECT TheDatabase,NULL, last_user_update FROM myCTE
) AS x

GROUP BY TheDatabase
ORDER BY TheDatabase

— Short Script 4 – Identificando e analisando as diferenças entre Ident_Current, Scope_Identity e Variável de Sistema Identity —
USE AdventureWorks2016;
Go

CREATE TABLE t6(id int IDENTITY);
CREATE TABLE t7(id int IDENTITY(100,1));
Go

CREATE TRIGGER t6ins ON t6 FOR INSERT
AS
BEGIN
INSERT t7 DEFAULT VALUES
END;
Go

SELECT id FROM t6;
SELECT id FROM t7;

— Do the following in Session 1.
INSERT t6 DEFAULT VALUES;
SELECT @@IDENTITY;
/*Returns the value 100.*/

SELECT SCOPE_IDENTITY();
/* Returns the value 1. This was inserted by the
INSERT statement two statements before this query.*/

SELECT IDENT_CURRENT(‘t7’);
/* Returns value inserted into t7, that is in the trigger.*/

SELECT IDENT_CURRENT(‘t6’);
/* Returns value inserted into t6. This was the INSERT statement four statements before this query.*/

— Do the following in Session 2.
SELECT @@IDENTITY;
/* Returns NULL because there has been no INSERT action
up to this point in this session.*/

SELECT SCOPE_IDENTITY();
/* Returns NULL because there has been no INSERT action
up to this point in this scope in this session.*/

SELECT IDENT_CURRENT(‘t7’);
/* Returns the last value inserted into t7.*/

— Short Script 5 – Identificando a SessionID e suas respectivas OS Threads —
SELECT osTask.session_id,
osThreads.os_thread_id,
osTask.scheduler_id,
osTask.task_state
FROM sys.dm_os_tasks AS osTask INNER JOIN sys.dm_os_threads AS osThreads
ON osTask.worker_address = osThreads.worker_address
WHERE osTask.session_id IS NOT NULL
ORDER BY osTask.session_id;
Go

— Short Script 6 – Identificando o último usuário que acesso a tabela —
SELECT DB_NAME(ius.[database_id]) AS [Database],
                 OBJECT_NAME(ius.[object_id]) AS [TableName],
                 MAX(ius.[last_user_lookup]) AS [last_user_lookup],
                 MAX(ius.[last_user_scan]) AS [last_user_scan],
                 MAX(ius.[last_user_seek]) AS [last_user_seek] FROM sys.dm_db_index_usage_stats AS ius
WHERE ius.[database_id] = DB_ID()
AND ius.[object_id] = OBJECT_ID(‘[PlayerAllData]’)
GROUP BY ius.[database_id], ius.[object_id]
Go

— Short Script 7 – Obtendo informações sobre a descrição de uma coluna —
declare @ColumnName nvarchar(300),
@TableName nvarchar(300);

Set @ColumnName= N’…’;
Set @TableName= N’…’;

Select st.name [Table],
sc.name [Column],
sep.value [Description]
from sys.tables st inner join sys.columns sc
on st.object_id = sc.object_id
left join sys.extended_properties sep
on st.object_id = sep.major_id
and sc.column_id = sep.minor_id
and sep.name = ‘MS_Description’
Where st.name = @TableName
And sc.name = @ColumnName
Go

— Short Script 8 – XP_ReadErrorLog – Identificando a porta padrão do SQL Server —
USE MASTER
Go

XP_readerrorlog 0, 1, N’Server is listening on’
Go

— Short Script 9 –  Utilizando – sys.dm_os_memory_clerks – Multipage Allocators Statistic —
Select name AS clerk_name, memory_node_id,
                 sum(single_pages_kb) / 1024 as single_page_total_size_mb,
                 sum(multi_pages_kb) / 1024 as multi_page_total_size_mb,
                 sum(awe_allocated_kb) / 1024 as awe_allocaed_size_MB
From sys.dm_os_memory_clerks(nolock)
Where memory_node_id = 64
Group by memory_node_id, name
Having SUM(multi_pages_kb) > 0
Order BY sum(single_pages_kb) + sum(multi_pages_kb) +
sum(awe_allocated_kb) DESC
Go

— Short Script 10 –  Utilizando – sys.dm_server_services – Identificando a conta que esta executando os serviços do SQL Server —
Select  servicename,
startup_type_desc,
status_desc,
               last_startup_time,
               service_account,
               is_clustered,
               cluster_nodename,
               filename,
               startup_type,
               status,
               process_id
From sys.dm_server_services
Go

Missão mais que cumprida! Uma nova relação de short scripts acaba de ser compartilhada, mesmo sendo denominados short entre aspas “pequenos”, posso garantir que todos estes exemplos são de grande importância, apresentam um valor e conhecimento do mais alto nível.


Chegamos ao final de mais um Short Scripts, espero que este material possa lhe ajudar, ilustrando o uso de alguns recursos e funcionalidades do Microsoft SQL Server.

Acredito que você tenha observado que estes códigos são conhecidos em meu blog, todos estão relacionados aos posts dedicados ao Microsoft SQL Server publicados no decorrer dos últimos anos.

Boa parte deste material é fruto de um trabalho dedicado exclusivamente a colaboração com a comunidade, visando sempre encontrar algo que possa ser a solução de um determinado problema, bem como, a demonstração de como se pode fazer uso de um determinado recurso.

Links

Caso você queira acessar os últimos posts desta sessão, não perca tempo acesse os links listados abaixo:

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/02/19/short-scripts-fevereiro-2018-transaction-log/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2017/12/09/short-scripts-dezembro-2017/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2017/09/16/short-scripts-setembro-2017/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2017/06/08/short-scripts-junho-2017/

Agradecimento

Obrigado mais uma vez por sua visita, fico honrado com sua ilustre presença ao meu blog, desejo e espero que você possa ter encontrado algo que lhe ajudou.

Volte sempre, nos encontraremos mais uma vez na sessão Short Scripts no post do mês de agosto de 2018.

Abraços…

Programa Microsoft para Startups


A Microsoft realizou ontem dia 14/02 o anúncio do programa Microsoft para Startups, que oferece acesso a negócios, tecnologia e benefícios da comunidade e que ajuda as empresas iniciantes a expandir sua base de clientes e a receita, construir uma plataforma confiável que cresça com elas e conectar-se à sua comunidade e clientes.

A empresa alocará US$ 500 milhões nos próximos dois anos para oferecer opções de covenda para startups, além do acesso à tecnologia da Microsoft e novos espaços comunitários que promovam a colaboração dentro dos ecossistemas locais. Startups são um motor de inovação indiscutível, e a Microsoft está em parceria com fundadores e investidores para ajudar a acelerar seu crescimento. Este novo programa foi projetado para ajudar as startups em ações relacionadas á:

Vender para novos clientes, setores e mercados
O programa Microsoft para Startups possui uma abordagem única que liga startups a clientes. A Microsoft possui mais de 30.000 representantes de vendas e 800.000 parceiros cujo objetivo é impulsionar a adoção de soluções de nuvem da Microsoft em empresas de todos os tamanhos e setores em todo o mundo. O programa fornece recursos que preparam suas equipes de marketing e vendas para atender aos padrões dos clientes corporativos e, em seguida, permitir que eles vendam para essas organizações em parceria com a vasta organização de vendas da Microsoft e o ecossistema parceiro.

 

Microsoft anuncia o programa Microsoft para Startups

Inovar rapidamente com o acesso a ferramentas confiáveis ​​de tecnologia, suporte e desenvolvimento
O programa oferece às startups até US$ 120 mil em créditos gratuitos de Azure, suporte técnico de nível empresarial e ferramentas de desenvolvimento para ajudá-los a criar soluções inovadoras na nuvem utilizada ​​por 90% das empresas do ranking Fortune 500.

Acessar os recursos certos no momento certo
O Microsoft para Startups ajuda empresas iniciantes em todas as etapas em ecossistemas de todo o mundo:

Microsoft Reactors são espaços físicos onde empresários, desenvolvedores, investidores e a comunidade empresarial podem se unir para interagir, aprender e compartilhar. Durante o próximo mês, abriremos as portas nos novos espaços Microsoft Reactor em Londres, Sydney, Tel Aviv, Berlim, Xangai e Pequim. Esses espaços somam-se a nossos locais existentes em Redmond, Seattle, San Francisco e Nova York.

– Acesso ao Microsoft ScaleUp (antigo Microsoft Accelerators), ajudando as startups de série A e posterior a se ajustar ao mercado de produtos, aprimorar suas infraestruturas e construir seus negócios usando os serviços Azure e Microsoft Dynamics.

– Conexões com a Microsoft Ventures, equipe estratégica de investimento em capital de risco da Microsoft, cuja missão é ser um parceiro ativo em estágios-chave do crescimento de uma empresa, normalmente investindo entre as séries A e D.

As startups nos inspiram a ir além do possível e construir produtos que melhoram nossas vidas pessoais e profissionais. A Microsoft está animada para se associar a startups para capacitar cada pessoa e organização no planeta.

Para maiores informações acesse: startups.microsoft.com.

Fontes e Direitos Autorais: https://startups.microsoft.com/en-us/ – 14/02/2018.

Short Scripts – Dezembro 2017


Hello World, muito, mas muito bom dia….

Mais um sábado começando, justamente hoje que excepcionalmente eu não vou trabalhar e deveria estar dormindo estou aqui aproveitando um pouco do meu tempo para me dedicar a outra enorme paixão, meu blog e meu seguidores que estão me ajudando desde o começo deste ano a aumentar de forma considerável a audiência dos meus posts e sessões aqui compartilhadas.

Como promessa é dívida e deve ser cumprida “ou melhor” compartilhada, estou compartilhando a minha feita a exatos três meses no final do último post da sessão Short Scripts, hoje publicando mais um conjunto de scripts adicionados a minha biblioteca particular de códigos e exemplos nos últimos meses.

O post de hoje

Como de costume selecionei os principais scripts armazenados recentemente na minha biblioteca de códigos, que apresentam os seguintes assuntos:

  • Armazenamento de arquivos;
  • Construção de Frases;
  • Conversão de caracteres;
  • Data Type Money;
  • Excel;
  • Grant All Permissions;
  • Operador Cube;
  • Operador Rollup;
  • Select Recursivo;
  • Sequência Numérica;
  • Views;
  • XP_DirTree;
  • XML Path.

Chegou a hora, mãos nos teclados, a seguir apresento os códigos e exemplos selecionados para o Short Script – Dezembro 2017. Vale ressaltar que todos os scripts publicados nesta sessão foram devidamente testados, mas isso não significa que você pode fazer uso dos mesmo em seu ambiente de produção, vale sim todo cuidado possível para evitar maiores problemas.

Fique a vontade para compartilhar, comentar e melhorar cada um destes códigos.

Short Scripts

— Short Script 1  – Armazenando arquivos do Excel diretamente no SQL Server —
Set Nocount On
Go

Create Table FileList
(id int identity(1,1) primary key clustered,
FileName varchar(max))
Go

Create Table #TempTable
(id int identity(1,1) primary key clustered,
FileName varchar(max),
FileDepth int,
FileID int)
Go

Create Table dbo.TestBlob
(tbId int IDENTITY(1,1) NOT NULL,
tbName varchar (50) NULL,
tbDesc varchar (100) NULL,
tbBin varbinary (max) NULL)
Go

Insert Into #TempTable
EXEC master.sys.xp_dirtree ‘E:\ExcelOutput’,0,1;
Go

Select * from #TempTable
Go

Declare @I int=0, @FileName varchar(max), @Count int

Select * into #TempFileList from FileList
Set @Count=(Select count(*) from #TempFileList)

Declare @SQLText nvarchar(max)
While (@i<@Count)
 Begin

Set @FileName=(select top 1 FileName from #TempFileList)
  Set @SQLText=’Insert TestBlob(tbName, tbDesc, tbBin) Select ”’+@FileName+”’,”Files”,
  BulkColumn from Openrowset( Bulk ”’+@FileName+”’, Single_Blob) as tb’

  Print @SQLText
  Delete from #TempFileList where FileName=@FileName
  Set @I=@I+1
 End

Select tbID as ID,
tbName as ‘File Name’,
tbBin as ‘Converted file’
from TestBlob
Go

Drop Table #TempFileList
Go

— Short Script 2  – Convertendo caracteres diretamente para o formato e data type Money —
SELECT ‘1,,,,,,’+$0
Go

— Short Script 3  – Criando uma frase através de um Select Recursivo —
Create Table myWords
(RowID Int,
Word Varchar(20))
Go

Insert Into myWords Values(1, ‘This’),(2, ‘is’),(3, ‘an’),(4, ‘interesting’),
(5,’table’)

Declare @Sentence as varchar(8000)
SET @Sentence = ”

SELECT @Sentence = @Sentence + word + ‘ ‘
FROM myWords
ORDER BY RowID

PRINT @Sentence
Go

— Short Script 4  – Utilizando XML Path para gerar uma sequência numérica —
Declare @MyTable Table
(MyID Int)

Insert Into @MyTable Values(1),(2),(3),(4),(5)
Go

— Execução 1 —
Select MyID as “text()”, ‘;’ as “text()” from @MyTable for xml path(”)
Go

— Execução 2 —
Select MyID + ‘;’ as “text()” from @MyTable for xml path(”)
Go

— Short Script 5  – Atribuindo Grant All para todas tabelas em um Banco de Dados —

USE MyDatabase
Go

If EXISTS (Select [name] FROM master..sysdatabases WHERE [name] = ‘MyDatabase’)
Begin

Print ‘Updating Permissions for MyDatabase’
Print ‘ ‘

Declare @tablename varchar(255), @tablename_header varchar(255)

Declare tnames_cursor CURSOR FOR
Select name FROM MyDatabase..sysobjects
WHERE type = ‘U’

Open tnames_cursor
Fetch Next From tnames_cursor INTO @tablename

While (@@Fetch_status <> -1)
Begin

If (@@Fetch_status <> -2)
Begin
Select @tablename_header = ‘Updating ‘ + ‘MyDatabase..’ + RTrim(UPPER(@tablename) )
Print @tablename_header
Exec (‘Grant All on ‘ + @tablename +’ to shanewiso’)
End

Fetch Next From tnames_cursor INTO @tablename
End

Deallocate tnames_cursor
End
Go

— Short Script 6  – Diferença entre os operadores Rollup e Cube —
Create Table Funcionarios
(Codigo Int Primary Key,
Nome VarChar(50) Not Null,
Sexo VarChar(10) Not Null,
Salario Int Not Null,
Departamento VarChar(50) Not Null)
Go

Insert Into Funcionarios
Values
(1, ‘David’, ‘Masculino’, 5000, ‘Sales’),
(2, ‘Jim’, ‘Feminino’, 6000, ‘HR’),
(3, ‘Kate’, ‘Feminino’, 7500, ‘IT’),
(4, ‘Will’, ‘Masculino’, 6500, ‘Marketing’),
(5, ‘Shane’, ‘Feminino’, 5500, ‘Finance’),
(6, ‘Shed’, ‘Masculino’, 8000, ‘Sales’),
(7, ‘Vik’, ‘Masculino’, 7200, ‘HR’),
(8, ‘Vince’, ‘Feminino’, 6600, ‘IT’),
(9, ‘Jane’, ‘Feminino’, 5400, ‘Marketing’),
(10, ‘Laura’, ‘Feminino’, 6300, ‘Finance’),
(11, ‘Mac’, ‘Masculino’, 5700, ‘Sales’),
(12, ‘Pat’, ‘Masculino’, 7000, ‘HR’),
(13, ‘Julie’, ‘Feminino’, 7100, ‘IT’),
(14, ‘Elice’, ‘Feminino’, 6800,’Marketing’),
(15, ‘Wayne’, ‘Masculino’, 5000, ‘Finance’)
Go

— Agrupamento simples através de Group By através da coluna Departamento —
Select Departamento,
Sum(Salario) As Salario_Sum
From Funcionarios
Group By Departamento
Go

— Utilizando operador Rollup para gerar totais e subtotais com base na coluna Departamento —
Select Coalesce (Departamento, ‘Departamentos’) As Departamento,
Sum(Salario) As Salario_Sum
From Funcionarios
Group By Rollup (Departamento)
Go

— Procurando subtotais através do operador Rollup para colunas Departamento e Sexo —
Select Coalesce (Departamento, ‘Departamentos’) As Departamento,
Coalesce (Sexo,’Sexos’) As Sexo,
Sum(Salario) As Salario_Sum
From Funcionarios
Group By Rollup (Departamento, Sexo)
Go

— Utilizando o Operador Cube para gerar todas as possíveis combinações de agrupamentos de dados através das colunas Departamento e Sexo —
Select Coalesce (Departamento, ‘Departamentos’) As Departamento,
Coalesce (Sexo,’Sexos’) As Sexo,
Sum(Salario) As Salario_Sum
From Funcionarios
Group By Cube (Departamento, Sexo)
Go

— Short Script 7  – Identificando a relação de colunas utilizadas em uma view —
— Exemplo 1: Utilizando Information_Schema —

SELECT * FROM INFORMATION_SCHEMA.VIEW_COLUMN_USAGE AS UsedColumns
WHERE UsedColumns.VIEW_NAME=’NameofView’
Go

— Exemplo 2: Utilizando DMVs —
SELECT
v.name AS ViewName,
c.name AS ColumnName,
columnTypes.name AS DataType,
aliases.name AS Alias
FROM sys.views v INNER JOIN sys.sql_dependencies d
ON d.object_id = v.object_id
INNER JOIN .sys.objects t
ON t.object_id = d.referenced_major_id
INNER JOIN sys.columns c
ON c.object_id = d.referenced_major_id
INNER JOIN sys.types AS columnTypes
ON c.user_type_id=columnTypes.user_type_id
AND c.column_id = d.referenced_minor_id
INNER JOIN sys.columns AS aliases
On c.column_id=aliases.column_id
AND aliases.object_id = object_id(‘[SchemaName].[ViewName]’)
WHERE v.name = ‘ViewName’;
Go

Show, missão cumprida! Mais uma relação de short scripts acaba de ser compartilhada, mesmo sendo denominados short entre aspas “pequenos”, posso garantir que todos estes exemplos são de grande importância, apresentam um valor e conhecimento do mais alto nível.


Chegamos ao final de mais um Short Scripts, espero que este material possa lhe ajudar, ilustrando o uso de alguns recursos e funcionalidades do Microsoft SQL Server.

Acredito que você tenha observado que estes códigos são conhecidos em meu blog, todos estão relacionados aos posts dedicados ao Microsoft SQL Server publicados no decorrer dos últimos anos.

Boa parte deste material é fruto de um trabalho dedicado exclusivamente a colaboração com a comunidade, visando sempre encontrar algo que possa ser a solução de um determinado problema, bem como, a demonstração de como se pode fazer uso de um determinado recurso.

Links

Caso você queira acessar os últimos posts desta sessão, não perca tempo acesse os links listados abaixo:

Agradecimento

Obrigado mais uma vez por sua visita, fico honrado com sua ilustre presença ao meu blog, desejo e espero que você possa ter encontrado algo que lhe ajudou.

Volte sempre, nos encontraremos mais uma vez na sessão Short Scripts no post do mês de fevereiro de 2018.

Um forte abraço, feliz natal e próspero ano novo.

Microsoft inicia teste com Visual Studio 2017 v15.6 Preview


Agora que a versão 15.5 do Visual Studio 2017 está disponível oficialmente, a Microsoft já iniciou os testes da próxima atualização com o Visual Studio 2017 v15.6 Preview.

O Visual Studio 2017 foi lançado em 7 de março pela empresa.

Novidades no Visual Studio 2017 v15.6 Preview

De acordo com o anúncio publicado pela Microsoft no blog do Visual Studio, o Visual Studio 2017 v15.6 Preview traz melhorias com foco na produtividade, novos recursos e outras novidades.

Nesta versão Preview a ferramenta CPU Usage agora destaca a linha de código com base no uso de CPU. Com isso ficou mais fácil determinar quais linhas são responsáveis por um aumento repentino no uso de CPU, por exemplo:

Microsoft Visual Studio 2017 v15.6 Preview
Nesta versão Preview a ferramenta CPU Usage agora destaca a linha de código com base no uso de CPU. Com isso ficou mais fácil determinar quais linhas são responsáveis por um aumento repentino no uso de CPU, por exemplo

Com o Visual Studio 2017 v15.6 Preview agora você pode criar projetos CMake. Esta versão também adiciona suporte para o Android NDK r15c:

O Team Explorer recebeu melhorias na funcionalidade Git tags e o IntelliSense para Python não requer mais um banco de dados para conclusão.

A lista com todas as novidades nesta versão pode ser vista no post com o anúncio da Microsoft.

Desenvolvedores interessados podem fazer o download do Visual Studio 2017 v15.6 Preview aqui.

Fontes e Direitos Autorais: The Visual Studio Blog – 07/12/2017 –https://blogs.msdn.microsoft.com/visualstudio/2017/12/07/visual-studio-2017-version-15-6-preview/

Curso de Extensão – Fundamentos de Data Warehouse e BI


Olá pessoal, bom dia.

Tudo bem?

Em parceria com a Fundação FAT e Fatec São Roque, estarei realizando no mês de outubro um novo curso de extensão voltado para área de análise de dados, mais especificamente sobre Data Warehouse e Business Intelligence.

Ficou interessado sobre o curso? A seguir você poderá encontrar maiores detalhes e informações.

INSCRIÇÕES
Entre 20 de Setembro a 10 de Outubro de 2017
Modalidade Presencial : 28 horas aulas distribuídas ao longo de 07 dias.
Realização : nos dias 16, 17, 18, 19, 20, 23 e 24 de Outubro de 2017 . 
Horário 01 (uma) turma : das 08:00 as 12:00h

CURSO
Este curso visa transmitir aos alunos os conhecimentos básicos dos sistemas de informação de uma empresa, com ênfase na utilização do sistema de apoio a decisão como importante sustentação para otimizar os resultados desejados, mediante a coleta, seleção, armazenamento, processamento e recuperação de dados para prover os executivos das informações relevantes, passadas, presentes e futuras, sobre a empresa e o ambiente, possibilitando tomadas de decisão com o mínimo de incerteza. 

Permitir uma visão clara das técnicas aplicáveis para a construção de um data warehouse, ferramentas, recursos e ciclo de vida, para o desenvolvimento de projetos de data warehouse, que é ajustado às necessidades do negócio


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
• Conceitos básicos. 
• Sistemas de Apoio à Decisão. 
• Os Ecossistemas de Informação. 
• O Ciclo de Vida do DW: Planejamento e Administração, Levantamento de Requisitos, Arquiteturas e Business Intelligence.

METODOLOGIA

• Exercícios práticos em laboratório e prova valendo nota para aprovação
• Serão aprovados e receberão o Certificado de Conclusão do Curso os alunos que cumprirem todas as atividades obrigatórias estabelecidas pela 
avaliação, nos prazos determinados e atingirem níveis de qualidade compatíveis com os objetivos de formação estabelecidos pelo Plano de Curso.

LOCAL E REALIZAÇÃO
Campus da FATEC São Roque
Investimento: R$ 200,00 ou Matricula (R$ 100,00) + 01 parcela (R$ 100,00) – Boleto Bancário.
Dúvidas: Pedro Antonio Galvão Junior – pedro.galvao3@fatec.sp.gov.br

Para realizar a inscrição clique aqui


Agradeço a sua atenção, nos encontramos em breve.

Até mais.