Windows Defender terá suporte e proteção contra softwares que exibem mensagens coercivas


A Microsoft anunciou nesta semana no blog Microsoft Security que o Windows Defender passará a oferecer proteção contra softwares que exibem mensagens coercivas.

A partir de 1 de março de 2018, o antivírus do Windows 10 e outras soluções de segurança da Microsoft passarão a classificar programas que exibem mensagens coercivas como “softwares indesejados” que serão detectados e removidos. A Microsoft classifica como ”coercivas” mensagens alarmantes e/ou exageradas exibidas por programas como otimizadores e limpadores de sistemas supostamente gratuitos que visam intimidar o usuário para que ele compre uma versão “Premium” de tal programa para que o problema encontrado seja resolvido, por exemplo.

Desenvolvedores que não quiserem que seus programas sejam detectados como indesejados podem enviar amostras para análise através do portal Windows Defender Security Intelligence.

Se for necessário que o desenvolvedor faça alguma alteração no programa, a Microsoft o notificará sobre isso após a análise.

Windows Defender oferecerá proteção contra softwares que exibem mensagens coercivas
Windows Defender no Windows 10 Fall Creators Update –  A partir de 1 de março ele passará a oferecer proteção contra softwares que exibem mensagens coercivas.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft Secure –  – 30/01/2018.

Anúncios

Fapesp e Microsoft Research irão apoiar novos projetos científicos


Pesquisa

A Fapesp e a Microsoft Research lançaram a oitava chamada de propostas de pesquisa no âmbito do Instituto Virtual de Pesquisas FAPESP-Microsoft Research, mantido pelas instituições. A chamada está aberta a pesquisadores associados a instituições de ensino superior e de pesquisa, públicas ou privadas, no Estado de São Paulo.

O objetivo da chamada é explorar aplicações das Ciências da Computação aos desafios da pesquisa básica em áreas relacionadas a desafios em big data no contexto das mudanças climáticas globais, ciências ambientais e urban computing que aproveitem o potencial da nuvem.

Ferramentas e instrumentos de tecnologias de informação e computação podem ser aplicadas além de suas plataformas tradicionais, de modo que a permitir a investigação de assuntos de pesquisa fundamental que tenham potencial de beneficiar a sociedade e a sustentabilidade do planeta.

As propostas apresentadas serão analisadas especificamente quanto ao mérito nos seguintes itens: 1) Objetivos científicos ousados; metodologias e metas sólidas; 2) Foco nos avanços relevantes do conhecimento e da tecnologia, levando em consideração abordagens que permitam lidar com desafios significativos em mudanças climáticas globais, ciências ambientais e urban computing que envolvam grandes bases de dados. Abordagens novas e criativas são fortemente encorajadas.

A chamada de propostas disponibilizará um total de US$ 750 mil para apoiar os projetos selecionados, montante que será dividido igualmente entre Fapesp e Microsoft Research.

As propostas serão recebidas até o dia 12 de setembro de 2014.

A chamada de propostas está disponível em: www.fapesp.br/en/8690.

Fontes e Direitos Autorais: Info.com – 11/06/2014 08h58 – Atualizado em 11/06/2014 09h13