Microsoft libera nova preview do SQL Server 2019 denominada 2.4


Ontem a Microsoft através do seu time MSSQLTiger, disponibilizou a nova versão preview da próxima versão do Microsoft SQL Server 2019.

Este novo preview foi batizado de SQL Server 2019 2.4 (quinta versão), vale ressaltar que nos últimos meses a Microsoft vem trabalhando fortemente para liberação de novas versões preliminares.

Novidades

Um dos destaques desta nova versão preliminar faz referência a integração do SQL Server com o Apache Spark™ e o HDFS com o SQL Server, criando assim  uma nova plataforma de dados unificada, que possibilita um grande salto no produto relacionado com os novos padrões de dados e processamento em larga escala.

Segundo informações fornecidas pela Microsoft, o SQL Server 2019 oferece mais segurança, disponibilidade e desempenho para todas as cargas de dados, além de trazer novas ferramentas de conformidade (relacionadas a GDPR e LGPD), melhor desempenho em hardware moderno e alta disponibilidade em Windows, Linux e contêineres.

A Figura 1 abaixo ilustra a página inicial do website da Microsoft dedicado ao Microsoft SQL Server 2019:

Figura 1 – Introdução ao Microsoft SQL Server 2019.

Melhorias

Esta versão inclui melhorias de versões CTP anteriores para corrigir bugs, melhorar a segurança e otimizar o desempenho.

Além disso, os seguintes recursos são adicionados ou aprimorados para SQL Server 2019 pré-visualização CTP 2.4:

    • Cluster de grande volume de dados
      • Orientação na GPU suporte para a execução de profunda aprendizagem com TensorFlow no Spark.
      • Atualização em tempo real para Spark 2.4.
    • Mecanismo de banco de dados
      • Novo evento estendido.query_post_execution_plan_profile
      • Nova DMF retorna o equivalente o último plano de execução real conhecido para a maioria das consultas.sys.dm_exec_query_plan_stats
      • Criptografia de dados transparente (TDE) varredura – suspender e continuar.
    • SQL Server Analysis Services
      • Relacionamentos muitos-para-muitos em modelos tabulares.
      • Configurações de propriedade para a gerenciamento de recursos.

Download

Dentre as opções disponíveis, você poderá optar tanto para rodar em ambientes físicos como Windows e Linux ou virtualizados através de máquinas virtuais ou containers, conforme Figura 2 abaixo ilustra:

Figura 2 – Plataformas para download disponíveis para versão 2.3 do Microsoft SQL Server 2019.

O Microsoft Server 2019 Preview 2.4 para Windows está disponível em arquivos ISO, arquivo .cab para os seguintes idiomas:

  • Inglês;
  • Alemão;
  • Japonês;
  • Espanhol;
  • Coreano;
  • Russo;
  • Italiano;
  • Francês;
  • Chinês (simplificado);
  • Chinês (tradicional); e
  • Português (Brasil)‎.

Saiba mais sobre o SQL Server 2019

Caso você queria saber mais sobre esta nova versão do Microsoft SQL Server e seus principais recursos, selecione um dos links abaixo:

https://info.microsoft.com/ww-landing-SQLDB-Microsoft-SQL-Server-WhitePaper.html

http://download.microsoft.com/download/8/B/6/8B643729-6224-4ECC-8C50-3292B8156F0E/SQL_Server_2019_Transform-Data_into_Insights_Infographic_EN_US.pdf

http://download.microsoft.com/download/D/2/5/D2519504-0ACD-4CD7-9C34-AB85D5824F34/SQL_Server_2019_Top_10_Reasons_to_Choose_Infographic_EN_US.pdf

https://info.microsoft.com/ww-landing-intro-sql-server-2019.html

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com – SQL Server BlogSQL Server Team – 27/03/2019.
Leia na integra acessando: https://docs.microsoft.com/en-us/sql/sql-server/what-s-new-in-sql-server-ver15?view=sql-server-ver15#ctp-24

Microsoft define “Santorini” como novo codinome para o futuro Windows Lite


See the source image

No final do ano passado, alguns os relatórios apresentando dados de um possível novo sistema operacional Microsoft chamado  “Windows Lite ” começaram a surgir. Detalhes faziam referência a um sistema operacional construído no Windows Core OS, que visa assumir o Chrome OS com novas experiências de usuário e um foco na Web. 

De acordo informações divulgadas recentemente na internet, a Microsoft internamente esta utilziando o codinome  “Santorini” para falar sobre o Windows Lite. Não está claro por que exatamente a Microsoft também está usando este codinome.

O Windows Lite não é uma versão menor do Windows; é uma experiência inteiramente nova, para o que podemos chamar de computação de pouco peso. Provavelmente não vai mesmo ser chamado Windows por causa disso, talvez este possa ser o motivo da escolha deste codiname, o qual tem sua origem e faz referência, a uma das ilhas gregas Cíclades no mar Egeu.

 

Vale destacar que outros codinomes também foram utilizados para representar o Windows Lite, dentre eles: Oasis e Aruba, sendo este último codinome presente em alguns produtos que a Microsoft apresentou no Ignite 2018.

Rumores sugerem que a Microsoft está planejando falar sobre o Windows Lite em sua conferência Build Developer em maio, se assim for, será a primeira vez que o público recebe uma prévia de Santorini, a versão do Windows Core OS que provavelmente veremos o envio em PCs dobráveis e laptops mais tradicionais e 2-em-1s, os quais estão sendo tratados com os codinomes  “Centaurus ” e  “Pegasus “, respectivamente.

Fontes e Direitos Autorais: WindowsCentral.com – Zac Bowden – 22/02/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowscentral.com/microsofts-windows-lite-project-gets-new-codename

Microsoft anuncia a realização da Build Conference para os dias 06 e 08 de Maio


Agora é oficial!

A Microsoft anunciou que seu grande evento o Build Developer Conference realizada anualmente será mais uma vez no mês de Maio especificamente nos dia 6, 7 e 8 em Seattle – Estados Unidos.

Da mesma maneira que ocorreu em 2018, os dias de realização do Build serão bem próximas aos dias que a Google Developer será realizada, marcada também para o mês de Maio, nos dias 7, 8 e 9.


Presidente Mundial da Microsoft Satya Nadella na abertura do Build Developer Conference 2018.

Espera-se que o Build 2019 tenha mais conversas da Microsoft sobre oportunidades de desenvolvedores usando o Azure e o Windows. Os rumores também sugerem que a Microsoft vai finalmente falar mais sobre o Windows Core OS, e pode até mesmo tirar os envoltórios da Microsoft próximos ao Windows Lite OS.

As inscrições para este grandioso evento se iniciando no dia 27 de Fevereiro, através do link –  Registration for Build 2019.

Fontes e Direitos Autorais: Windows Central – Zac Bowden – 06/02/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowscentral.com/microsoft-announces-build-developer-conference-may-6-8

Microsoft anuncia modo escuro no OneNote e melhorias na navegação


O OneNote é um programa de anotações incrivelmente popular da Microsoft que é usado por milhões de clientes em todo o mundo. Enquanto o OneNote apresenta uma variedade de ferramentas como a capacidade de desenhar, o mesmo ainda não se sente uma ferramenta  unificada ou até mesmo integrado com o sistema operacional de um certo modo.

Repare no seguinte cenário, observe que sempre ao acessar o OneNote, o mesmo apresenta um ambiente totalmente brilhante, isso ao longo do seu uso, pode tornar seu usabilidade um pouco cansativa, e não só isso, este brilho pode gerar possível danos as nossas retinas.

Desta maneira, o aplicativo é sempre incrivelmente brilhante, não importa se o seu sistema operacional é personalizado para ir fácil sobre os olhos. Felizmente, isso está prestes a mudar muito em breve.

De acordo com um relatório da aggiornamenti Lumia, a Microsoft está adicionando um tema escuro para o OneNote em seus próximas atualizações. Não é claro quando esse recurso será liberado, mas parece que ele já está rolando para um seleto grupo de insiders do Windows na atual fase de testes.

A Figura 1 abaixo ilustre o OneNote em modo escuro (Dark Mode):Figura 1 – Visual do OneNote em uso apresentando o Dark Mode.

Além do modo escuro, o OneNote parece estar recebendo navegação melhorada. Segundo o Vice-Presidente da Microsoft Laura Buttler informou em uma nota: “um novo conjunto de aprimoramentos foram adicionados, permitindo assim estabelecer a navegação melhorada”,  outros indícios destes possíveis aprimoramentos também foi encontrar em imagens recentes publicadas no Twitter.

Esperemos que as alterações irão tornar o OneNote ainda mais fácil de usar,  o qual está disponível em uma variedade de plataformas do Windows para o Mac, por isso é uma ferramenta bastante versátil.

Fonte e Direitos Autorais: Windows Central – Asher Madan  – 06/02/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowscentral.com/onenote-gets-dark-mode-and-improved-navigation-soon

Prepare-se, insiders: Windows 10 19H2 teste está chegando


Microsoft abriu nos últimos dias  inscrições para o Windows 10 Insider Skip Ahead ring,  permitindo que interessados em realizar testes para próxima atualização do Windows 10 realizem suas as matrículas antes do início dos testes.

Figura 1 – Twitter oficial do WindowsInsiders divulgado a aberta das inscrições.

Microsoft está começando a encerrar os testes nas atualizações atuais disponibilizadas para os  insiders que estão participando do 19H1, que provavelmente serão lançadas no decorrer deste ano.
A próxima atualização esta recebendo o codinome 19H2, mas ainda sem uma definição de data para ser lançada.
Se você estiver pronto para participar desta novo ciclo, faça sua inscrição diretamente pelo Windows acessando a tela de configuração e clicando em Atualizações e Segurança, por último na opção Windows Insider Program, conforme a Figura 2 a seguir ilustra:
Figura 2 – Opção Windows Insider Program existente na tela de atualizações e segurança do Windows 10.
Fontes e Direitos Autorais: Dan Thorp-Lancaster – Windows Central – 30/01/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowscentral.com/microsoft-opens-insider-skip-ahead-enrollments-windows-10-19h2-testing

O que é o Microsoft ‘ Windows Lite ‘ OS?


Falar de uma nova versão, leve do Windows tem sido cada vez mais comum desde o final do ano passado, principalmente após algumas referências ao  “Windows Lite ” terem aparecido dentro de um dos muitos Windows Insider Preview liberados regularmente.

Não demorou muito para o primeiro relatório surgir e apresentar alguns detalhes sobre o Windows Lite. A partir daí, entendemos que o Windows Lite vai ser o concorrente da Microsoft Chrome OS… assim como o Windows 10 S supostamente foi.

Windows Lite será ideal para você?

Isso levanta a questão, o que exatamente será esse “Windows Lite”? Esforços anteriores da Microsoft em tentar fazer uma versão do Windows 10 para o mercado do Chrome OS tem se aumentado ainda mais.

Um cliente querendo comprar um dispositivo Windows provavelmente está esperando que ele seja capaz de executar programas como Google Chrome e muitas outras aplicações Win32 que não estão Microsoft Store. Para a Microsoft ter a hipótese de fazer um sistema operacional que está equilibrado como o Chrome OS ou mais leve que o iOS , precisa cortar os laços com a marca Windows.

A diferença com Windows Lite, é que ele corta todos os laços com o que vamos esperar de um produto de “Windows”, muito que os rumores sugerem que Microsoft nem venha a fazer referência ao nome “Windows” quando provavelmente realizar seu anunciado oficial. 

Fazendo isso abre a Microsoft esta abrindo as portas em relação a capacidade do seu novo sistema operacional, ela estará na verdade evitando expectativas de disponibilidade do app, como também permitindo a própria empresa experimentar e se aventurar em um novo território, quando se trata de experiência do usuário.

Usuários do Windows vem para esperar uma barra de tarefas familiar e começar a combinação de botão e se afastar muito longe de que experiência causa problemas para os usuários. Caso no ponto: Windows 8. Não ligar para a nova versão do Windows deve ajudar a Microsoft a afastar isso.

Voltando à nossa pergunta inicial, que é de Lite para Windows? Simplificando, é para pessoas que não precisam de dispositivos com um Windows completo. É para as mesmas pessoas que estão olhando para o iPad com iOS e pensamento Sim, eu faço o que eu preciso fazer com algo assim. Mesmo para as pessoas que compram dispositivos de Chrome OS.

A Microsoft vai direto para esse mercado, o que eu gosto de chamar o mercado de “computação de luz”. Computação de luz é um dispositivo e experiência de sistema operacional que foi projetado para sair do modo e atender as necessidades básicas da maioria das pessoas usando um laptop ou tablet.

O que mais pode significar Windows Lite ?

Neste sentido, o Windows Lite muito provavelmente vai para ser um grande jogador na estratégia de educação da Microsoft, que também tem visto Chrome OS com este potencial.

A Microsoft não pode perder o mercado de educação para o Chrome OS e iOS, mas 10 Windows em si não é suficiente para competir mais nesta indústria, uuitas escolas querem uma plataforma que é simples e fácil de manter.

A web também é uma parte enorme do Windows Lite. Me disseram que muito esta sendo priorizar a web com suas experiências nos laços profundos neste novo sistema operacional. Eu não ficaria surpreso se a Microsoft anunciar um Windows Lite PCs como dispositivos que vêm com o gabinete de graça, ou Office web apps.

Windows Lite é tanto um competidor ao lado do Chrome OS como ele também está competindo com o Google Docs. Chrome OS e Google Docs estão amarrados juntos muito bem, e eu espero ver o mesmo com Lite Windows e Office Online. O Windows Lite é para usuários casuais, pessoas em educação e a multidão de computação luz.

Se você é alguém que verifica e-mail, escreve documentos, elabora planilhas, faz apresentações, ouve música, assiste a Netflix e navega Reddit, então Windows Lite, assim como o Chrome OS e o iPad, é para você.

É uma versão do Windows que está se esforçando muito para não ser Windows, e estou interessado em ver até onde a Microsoft leva essa ideia.

Fontes e Direitos Autorais: Zac Bowden – Editor Sênior no Windows Central – 30/01/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowscentral.com/who-windows-lite-going-be

14 de Janeiro de 2020, marca o fim ciclo de vida e atualizações do Windows 7


Esta segunda-feira (14) marca uma contagem regressiva para o Windows 7. Isso porque a Microsoft irá parar de realizar qualquer tipo de atualização a essa versão do sistema operacional daqui a exatamente um ano.

A mudança é significativa, pois o fim do suporte oficial da empresa significa que eventuais novas falhas de segurança não serão corrigidas. Um número importante de usuários será afetado por essa virada, pois o Windows 7 é a segunda versão mais instalada do sistema operacional, perdendo apenas para o Windows 10 – até o início de 2018, era a mais usada.

Segundo a StatCounter, empresa que analisa dados, 34,49% dos computadores brasileiros utilizam o Windows 7, contra 56,19% do Windows 10. As informações correspondem a dezembro de 2018.

Já a Netmarketshare, outra companhia de inteligência de mercado, analisa que o Windows 10 só superou o Windows 7 no fim de 2018, com 39,22% e 36,9% dos usuários, respectivamente. A Microsoft afirma que esse fim de suporte está de acordo com o que a empresa se comprometeu: 10 anos de atualizações para o sistema operacional, lançado em outubro de 2009.

Na prática, o Windows 7 terá suporte por alguns meses depois de seu décimo aniversário, mas, quando 14 de janeiro de 2020 chegar, assistência técnica e atualizações automáticas deixarão de ser disponibilizadas para os computadores que utilizarem o Windows 7.

A empresa recomenda atualização antes da data limite, mas o preço para isso é salgado: R$ 559,99 para a licença mais barata do Windows 10.

Fontes e Direitos Autorais: Rodrigo Trindade – Do UOL, em São Paulo – 14/01/2019 13h46.

Novos modelos administrativos liberados pela Microsoft para Windows 10 October 2018 Update


No decorrer desta segunda semana de Janeiro, a Microsoft disponibilizou para download um novo pacote de Modelos Administrativos para o Windows 10 October 2018 Update (Windows 10 v1809),  arquivos com extensão .admx.

As ferramentas de Políticas de Grupo usam os Modelos Administrativos para preencher as configurações das políticas de forma mais rápida, isto permite que os administradores gerenciem configurações de políticas baseadas no registro.‎

Os arquivos .admx podem ser usados com o Group Policy Object Editor (gpedit.msc), o download inclui os Modelos Administrativos disponíveis para os seguintes idiomas:

  • Tcheco,
  • Dinamarquês,
  • Alemão,
  • Grego,
  • Inglês (Estados Unidos),
  • Espanhol,
  • Finlandês,
  • Francês,
  • Húngaro,
  • Italiano,
  • Japonês,
  • Coreano,
  • Norueguês,
  • Holandês,
  • Polonês,
  • Português (Brasil),
  • Português (Portugal),
  • Russo,
  • Sueco, e
  • Chinês.

Para realizar o download, clique na imagem abaixo:

Vale ressaltar que ao realizar o procedimento de download, será disponibilizado um arquivo com extensão denominado Administrative Templates (.admx) for Windows 10 October 2018 Update.msi, contendo todos os arquivos .admx disponíveis para este pacote de modelos administrativos.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com – Download Center – https://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=57576

Windows 10 19H 1: novas alterações são reveladas


Microsoft está agora a trabalhar na próxima atualização para o Windows 10, codinome 19H característica 1 e programado para lançamento neste mês de abril. Esta atualização deverá incluir ainda mais mudanças, novas funcionalidades e mais refinamentos da interface do usuário e melhorias. Desenvolvimento deste lançamento é quase na marca do outro, ou seja, que não deve demorar muito tempo antes de 19H 1 é marcado como “característica completa” internamente e um foco na correção de bugs antes de lançamento começa.

  • Um novo tema de luz está disponível que fica na barra de tarefas, menu iniciar e outras áreas do Windows Shell branca.
  • Sombras estão agora presentes sob vários elementos de interface do usuário, incluindo menus de contexto do XAML e a janela pop-ups.
  • A tela de login agora apresenta efeitos de desfoque de acrílico.
  • O painel de Emoji é agora capaz de arrastar.
  • Emoji 12, Kaomoji e símbolos estão disponíveis no painel de Emoji.
  • Um novo ícone “globo” desconectado está presente na bandeja do sistema quando desconectado da internet.
  • Foco auxiliar irá agora automaticamente acender quando entrar em tela cheia em um aplicativo.
  • Você agora pode personalizar ações rápidas diretamente dentro do centro de ação.
  • Um novo controle de brilho está presente na área de ações rápidas no centro da acção.
  • O papel de parede padrão foi atualizado com cores mais claras e uma estética mais plana.
  • Ferramenta de recorte agora suporta recorte de janela para screenshotting fácil do windows app.
  • Iniciar e barra de tarefas saltar recurso de agora listas fluente projeto revelar e efeitos de desfoque.
  • Os poder e conta de menus no menu iniciar como inclui ícones.
  • O layout padrão do Start menu foi simplificado, agora usando uma única coluna, com uma configuração mais limpa.
  • Você agora pode desafixar grupos toda telha ao vivo no menu iniciar.
  • O ícone de arquivo Explorer agora é ligeiramente mais escuro se encaixar melhor com o tema luz.
  • Jogo de Bar foi atualizado com uma nova interface do usuário.
  • Nuvem de transferência interface do usuário foi ajustada para melhor uso de teclado e mouse de suíte.
  • Encontros amigáveis são agora o formato de data padrão no arquivo Explorer.

Pesquisa e Cortana

  • Pesquisa apresenta uma nova página de aterragem para atividades recentes e categoria da interface do usuário ao longo do topo.
  • Pesquisa e Cortana agora são separados.

Configurações

 

  • Homepage de configurações tem um novo banner personalizado na parte superior, que oferece acesso rápido a Microsoft Rewards, OneDrive, seu telefone e atualizações.
  • Os usuários podem agora tema o Shell do Windows separadamente do apps com um novo modo de cor personalizada.
  • Agora, você pode usar o aplicativo de configurações para definir configurações avançadas de Ethernet IP, incluindo configuração de endereços IP estáticos e configurações de servidor DNS preferenciais.
  • Gerenciador de tarefas agora irá dizer-lhe que os apps são dimensionamento por monitor ou pelo sistema.
  • Olá Windows configurações foram redesenhadas com uma experiência de usuário mais limpa.
  • Agora, você pode configurar uma chave de segurança diretamente nas configurações.
  • Um novo modo de pesquisa avançada fornece controle granular sobre arquivo pesquisando para aumento de desempenho.
  • Configurações de armazenamento foram atualizadas com um novo design e experiência de usuário mais limpa.
  • Agora, você pode desinstalar vários aplicativos de caixa de entrada mais incluindo:
    • Visualizador 3D.
    • Calculadora.
    • Calendário.
    • Música do sulco.
    • Correio.
    • Filmes & TV.
    • Pintura 3D.
    • Recorte & Sketch.
    • Notas autoadesivas.
    • Gravador de voz.
  • Um novo sistema de solução de problemas está presente e usa dados de diagnóstico enviados do seu PC para entregar um conjunto de correções de problemas que foram detectados no seu dispositivo de correspondência.
  • Microsoft agora irá recomendar uma correção quando o Windows detecta um problema.
  • “Correção de escalonamento para aplicações legadas” agora é ativada por padrão.
  • Atualização do Windows foi atualizada com um novo layout que traz várias funções, incluindo atualizações de pausa, horas ativas inteligentes e muito mais.
  • Horas de ativas inteligentes ajusta-se automaticamente seus conjunto ativas horas dependendo se mudam de suas horas de uso para evitar a falta de instalar uma atualização enquanto não interromper seu fluxo de trabalho.
  • Agora você pode sincronizar manualmente o relógio do sistema com a Microsoft para timekeeping exato.
  • Agora, você pode ajustar o tamanho do cursor.
  • Agora, você pode criar novas sem senha Microsoft Accounts com apenas um número de telefone.
  • Windows Enterprise 10 agora pode usar o reinício automático e Sign-On.
  • A experiência de redefinição de pin foi refinada.

Apps

  • Um novo aplicativo de escritório está presente e fornece acesso rápido aos seus documentos recentes e Office web apps.
  • O menu “Configurações e mais…” na borda agora pode quebrar fora da janela do aplicativo.

Diversas alterações

  • Corrigido um problema resultando no botão voltar em configurações e outros aplicativos, tornando-se o texto branco sobre um fundo branco se você pairou sobre ele.
  • Você agora pode ler ADLaM documentos e páginas da Web com a Windows jose fonte.
  • Um ícone de microfone está presente na bandeja do sistema quando o microfone estiver em uso.
  • Pressionando F4 quando no Editor do registro agora colocará o cursor no final da barra de endereço, expandindo a lista suspensa AutoCompletar.
  • Você pode agora ler frases próxima, atuais e anteriores no narrador.
  • Telex vietnamita e número baseada em chave teclados estão agora disponíveis.
  • Já está disponível para PC índicos fonético teclados.
  • Mais símbolos estão disponíveis sobre o teclado de toque.
  • Narrador agora irá alertá-lo quando você acidentalmente está digitando com Caps Lock ligado.
  • A caixa de diálogo impressão moderna agora suporta o tema luz.
  • O teclado de toque agora invisivelmente dinamicamente ajustar pontos para letras com base em como você digita.
  • Narrador tem uma nova experiência em casa que lhe permite lançar em características específicas do narrador.
  • Sandbox Windows vamos Pro e Enterprise usuários executados uma instância virtual do Windows 10 em cima de seu ativo instalam para testar apps.
  • Agora, você pode definir uma Tabulação padrão no Gerenciador de tarefas.
  • Agora você pode redimensionar o cursor através de um controle deslizante, com até 15 tamanhos diferentes para escolher.
  • 10 Windows Home usuários agora terá luz modo habilitado por padrão, depois de instalar um limpo. Windows 10 Pro e Enterprise continua a usar o modo escuro habilitado por padrão.

Fontes e Direitos Autorais: WindowsCentral.com – 07/01/2019 – Zac Bowden. https://www.windowscentral.com/windows-10-19h1-changelog

Windows Server 2019 terá OpenSSH como recurso opcional


A Microsoft informou no início desta semana em seu blog que o cliente e servidor OpenSSH agora está disponível oficialmente como recurso opcional no Windows Server 2019, ele também está disponível no Windows 10 v1809 (o Windows 10 October 2018 Update).

A versão para Windows foi introduzida inicialmente no Windows 10 Fall Creators Update e no Windows Server v1709 como uma versão de testes:

Windows 10 Openssh 001

A partir do lançamento do Windows 10 v1803, o OpenSSH começou a ser suportado oficialmente como um recurso opcional, entretanto no Windows Server, ele começa a ser introduzida nesta nova versão do sistema operacional, mas oficialmente suportado como recurso opcional:

Windows 10 Openssh 002
Windows 10 Openssh 003

A Microsoft anunciou em 2015 que estava trabalhando para incluir o suporte nativo para OpenSSH no Windows, o SSH ou Secure Shell é uma ferramenta de linha de comando presente no UNIX e em distribuições do Linux usada para realização de conexões criptografadas a servidores remotos.

Para mais informações acesse a página do projeto Win32-OpenSSH no GitHub ou através da documentação oficial Microsoft, acessando o Microsoft Docs.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft – Windows Blogs –  / Program Manager, PowerShell Team – 12/12/2018.

Microsoft pode estar planejando versão lite do Windows como possível concorrente do Chrome OS


Em mais um de seus diversos rumores e burburinhos, Brad Sams através do website Petri.com, informa que a Microsoft esta trabalhando no desenvolvimento de uma versão possivelmente lite para o Windows: “O Windows Lite está sendo desenvolvido pela Microsoft para competir diretamente com o ChromeOS.”

Um detalhe que chama a atenção é que esta versão pode não ter a palavra “Windows” no nome, mas nada disso foi confirmado oficialmente.

Diferente do Windows RT e do Windows 10 S, o suposto Windows Lite só rodará PWAs (Progressive Web Apps) e aplicativos baseados na Universal Windows Platform (UWP). Nada de Win32.

Esta seria finalmente uma versão do Windows totalmente “leve” e livre do código legado presente nas outras versões. Além disso, os rumores dizem que esta suposta nova versão do sistema operacional só será disponibilizada para os fabricantes de PCs.

Indícios do nome “Lite” já apareceram em alguns builds recentes do SDK do Windows, como o 18282.

Rumor: Windows Lite será concorrente direto do ChromeOS

O “real” motivo para a morte do Windows 10 S como versão separada do sistema operacional é que isto foi necessário para abrir caminho para o Windows Lite.

O objetivo da Microsoft com a suposta nova versão é criar um sistema operacional que possa ser inicializado instantaneamente, sempre conectado e compatível com diferentes arquiteturas de processadores.

Como a Qualcomm pretende anunciar uma nova geração do seu processador Snapdragon com performance superior à do Snapdragon 835, é bem possível que o novo chip seja utilizado em dispositivos com o Windows Lite.

O suposto novo sistema operacional também terá uma nova interface, mas mais uma vez é importante destacar que nada disso foi confirmado oficialmente pela Microsoft.

Fontes e Direitos Autorais: Petri.com – https://www.petri.com/what-is-windows-core-os-its-microsofts-chromebook-os-killer – 03/12/2018.

Short Scripts – Novembro 2018


Muito boa tarde, já estamos no mês de novembro, e este é mais um post da sessão Short Scripts.

Tudo bem? Já esta se preparando para as festividades de final de ano?

Eu particularmente ainda não, na verdade a grana esta curta então tenho que esperar um pouquinho….

Seguindo em frente, que alegria poder te encontrar em mais um post da sessão Short Scripts, uma das sessões mais recentes do meu blog que esta alçando a marca de 35 posts publicados trimestralmente.

Mantendo a tradição estou retornando com mais um conjunto de “pequenos” scripts catalogados e armazenados em minha biblioteca pessoal de códigos relacionados ao Microsoft SQL Server e sua fantástica linguagem de desenvolvimento Transact-SQL.

Como promessa é dívida e deve ser cumprida “ou melhor” compartilhada, estou compartilhando a minha feita a alguns meses no final do último post desta sessão, publicando mais um conjunto de scripts adicionados atualmente na minha biblioteca particular de códigos e exemplos.

O post de hoje

Normalmente compartilho os principais scripts armazenados nos últimos meses, no post de hoje vou fazer a mesma forma que o anterior, compartilhar scripts relacionados a um tema específico, sendo o tema de hoje a propriedade Identity(), desta maneira, você vai se deparar com alguns códigos que estejam envolvidos com este tema e que também se vinculem com outros, dentre os quais destaco:

  • Ativando e Desativando a propriedade Identity;
  • Capturando o último valor Identity;
  • Comando DBCC CheckIdenty();
  • Função Identity;
  • Ident_Current;
  • Realizando insert com a propriedade Identity;
  • Refazer numeração sequencial;
  • Scope_Identity;
  • Select Into;
  • Sequência Numérica;
  • Set Identity_Insert On / Off;
  • Tabela de sistema sys.indexes;
  • Tabela de sistema sys.objects;
  • Tabela de sistema sys.identity_columns;
  • Tabela de sistema sys.index_column; e
  • Variáveis de sistema @@Identity.

Chegou a hora, mãos nos teclados, a seguir apresento os códigos e exemplos selecionados para o Short Script – Novembro 2018 . Vale ressaltar que todos os scripts publicados nesta sessão foram devidamente testados, mas isso não significa que você pode fazer uso dos mesmo em seu ambiente de produção, vale sim todo cuidado possível para evitar maiores problemas.

Fique a vontade para compartilhar, comentar e melhorar cada um destes códigos.

Short Scripts

— Short Script 1  – Ativando e Desativando a propriedade Identity() —

SET IDENTITY_INSERT NomedaTabela On
Go

SET IDENTITY_INSERT NomeDaTabela Off
Go

— Short Script 2  – Comando DBCC CheckIdent(), redefinindo a sequência Identity() —
Declare @Identity Int

— Obtendo o último valor Identity() —
Set @Identity=(Select Ident_Current(‘NomedaTabela’))

— Aplicando e redefinindo a sequência Identity através do último valor obtido —
DBCC CheckIdent(‘NomedaTabela‘,Reseed,@Identity)
Go

— Short Script 3  – Identificando se a chave primária possui a propriedade Identity aplicada —
Select O.Object_Id,
O.Name,
Case IC.is_identity
When 0 Then ‘Identity desabilitado’
When 1 Then ‘Identity habilitado’
End As ‘Identity’
From sys.objects O Inner Join sys.identity_columns IC
On O.object_id = IC.object_id
Where IC.is_identity=1

— Short Script 4  – Obtendo o último valor Identity de cada tabela —
SELECT sys.tables.name AS [Table Name],
sys.identity_columns.name AS [Column Name],
sys.types.name as Type,
last_value AS [Last Value]
FROM sys.identity_columns INNER JOIN sys.tables
ON sys.identity_columns.object_id = sys.tables.object_id
Inner join sys.types
on sys.types.user_type_id = sys.identity_columns.user_type_id
ORDER BY last_value DESC

— Short Script 5  – Resentando o valor Identity atualmente em uso — 
DBCC CHECKIDENT (‘NomedaTabela’, RESEED, 0)
Go

— Short Script 6 – Identificando o valor Identity atualmente em uso —
DBCC CHECKIDENT (‘NomedaTabela’, NORESEED)
Go

— Short Script 7 – Utilizando a função Identity() em conjunto com o comando Insert —

— Exemplo 1 —
Create Table Valores
(Codigo Int)

Insert Into Valores Values(1)
Go 100

Select Identity(Int, 2,2) As Linha, Codigo Into Registros from Valores
Go

— Exemplo 2 —
Select identity(int, 1,1) As Seq, name from sys.sysdatabases
Go

Muito bem, missão mais que cumprida! Uma nova relação de short scripts acaba de ser compartilhada, mesmo sendo denominados short entre aspas “pequenos”, posso garantir que todos estes exemplos são de grande importância, apresentam um valor e conhecimento do mais alto nível.


Chegamos ao final de mais um Short Scripts, espero que este material possa lhe ajudar, ilustrando o uso de alguns recursos e funcionalidades do Microsoft SQL Server.

Acredito que você tenha observado que estes códigos são conhecidos em meu blog, todos estão relacionados aos posts dedicados ao Microsoft SQL Server publicados no decorrer dos últimos anos.

Boa parte deste material é fruto de um trabalho dedicado exclusivamente a colaboração com a comunidade, visando sempre encontrar algo que possa ser a solução de um determinado problema, bem como, a demonstração de como se pode fazer uso de um determinado recurso.

Links

Caso você queira acessar os últimos posts desta sessão, não perca tempo acesse os links listados abaixo:

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/09/18/short-scripts-setembro-2018/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/05/10/short-scripts-maio-2018/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/02/19/short-scripts-fevereiro-2018-transaction-log/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2017/12/09/short-scripts-dezembro-2017/

Agradecimento

Obrigado mais uma vez por sua visita, fico honrado com sua ilustre presença ao meu blog, desejo e espero que você possa ter encontrado algo que lhe ajudou.

Volte sempre, nos encontraremos mais uma vez na sessão Short Scripts no post a ser publicado somente em 2019, mais especificamente no mês de fevereiro.

Um forte abraço, lhe desejo um ótimo final de ano.

Até mais.

Próximas versões do Windows 10 poderão ter os codinomes Vanadium e Vibranium


As primeiras duas versões do Windows 10, a 1507 e a 1511, receberam os codinomes Threshold e Threshold 2. As versões 1607, 1703, 1709, 1803 e 1809 receberam os codinomes Redstone, Redstone 2, Redstone 3, Redstone 4 e Redstone 5, respectivamente.

Rumor: Próximas versões do Windows 10 terão codinomes Vanadium e VibraniumDepois de abandonar o uso do codinome Redstone após a atualização Redstone 5, tudo indicava que a Microsoft passaria a usar codinomes referentes ao período de lançamento – começando com o Windows 10 19H1, que tem lançamento previsto para o primeiro semestre de 2019.

Agora novos rumores indicam que a empresa mudou de ideia mais uma vez, com as próximas versões do Windows 10 lançadas depois da 19H1 supostamente recebendo os codinomes Vanadium e Vibranium.

Quanto o Vanadium faz referência a um elemento real da tabela periódica, o Vibranium é mais conhecido por ser o material (fictício) usado nas histórias da Marvel para criar o escudo do Capitão América.

Vale ressaltar que a Microsoft ainda não confirmou oficialmente os novos codinomes.

Fontes e Direitos Autorais: ZdNet – https://www.zdnet.com/article/what-comes-after-windows-10-19h1-vanadium/.

Material de Apoio – Outubro 2018


Bom dia, bom dia, bom dia…

Tudo bem? Estamos no mês de outubro, as eleições terminaram, e os brasileiros escolheram os seus representantes, passado estes últimos acontecimentos, começamos a direcionar nossos esforços e pensamentos nos acontecimentos de final de ano, aquele momento tão esperado por todos esta mais uma vez se aproximando e nossos sonhos de um futuro melhor começam novamente a serem renovados.

Como de costume, estou aqui mais uma vez procurando colaborar e compartilhar com a comunidade técnica em mais um post da sessão Material de Apoio dedicado exclusivamente ao meu blog.

Espero que você esteja gostando do conteúdo aqui disponibilizado, como também, possa me ajudar a torná-lo ainda melhor no decorrer do tempo com a sua participação.

O post de hoje

Seja bem-vindo a mais um post da sessão Material de Apoio, sendo o quarto do ano de 2018 e de número 159 no total desta sessão.

Para aqueles que já acompanham o meu blog a um certo tempo, os posts dedicados a sessão Material de Apoio, possuem o objetivo de compartilhar o conhecimento de recursos, funcionalidades e procedimentos que podemos realizar no Microsoft SQL Server.

Hoje não será diferente, estou trazendo alguns dos mais recentes scripts  catalogados nos últimos meses, que atualmente estão compondo a minha galeria de códigos formada ao longo dos anos de trabalho como DBA e atualmente como Professor de Banco de Dados.

Neste post você vai encontrar arquivos relacionados exclusivamente ao recurso de Linked Server, sendo este, uma funcionalidade existente a muitos anos no Microsoft SQL Server, que nos permite de uma forma bastante simples, mas não muito prática e performática estabelecer um canal de acesso entre fontes de dados distintas, possibilitando em tempo real que o próprio SQL Server possa acessar e manipular dados entre estas fontes, bem como, armazenar estes mesmos dados internamente.

Segue abaixo a relação de temas relacionados ao uso Linked Server:

  • Access;
  • Active Directory;
  • Excel;
  • Query Dinâmica;
  • Remote Servers;
  • Senhas;
  • sp_addlinkedserver;
  • sp_addlinkedsrvlogin;
  • sp_droplinkedsrvlogin;
  • sp_dropserver;
  • Stored Procedure;
  • sys.linked_logins;
  • sys.server_principals;
  • sys.servers;
  • Transações; e
  • Variáveis.

Espero que este conteúdo possa lhe ajudar em seus atividades profissionais e acadêmicas. Por questões de compatibilidade com a plataforma WordPress.com, todos os arquivos estão renomeados com a extensão .docx ao final do seu respectivo nome, sendo assim, após o download torna-se necessário remover esta extensão, mantendo somente a extensão padrão .sql.

Material de Apoio

A seguir apresento a relação de arquivos  selecionados:

1 – Material de Apoio – Outubro 2018 – Linked Server – Acessando – Active Directory via Linked Server.sql

2 – Material de Apoio – Outubro 2018 – Linked Server – Configurando – Linked Server entre Access 2010 e SQL Server 2008.sql

3 – Material de Apoio – Outubro 2018 – Linked Server – Criando – Linked Server entre Access e Banco de Dados com Senha.sql

4 – Material de Apoio – Outubro 2018 – Linked Server – Criando – Linked Server para acesso ao Excel.sql

5 – Material de Apoio – Outubro 2018 – Linked Server – Trabalhando com Transaçoes no Linked Server.sql

6 – Material de Apoio – Outubro 2018 – Linked Server – Obtendo informacoes sobre o Linked Server.sql

7 – Material de Apoio – Outubro 2018 – Linked Server – Trabalhando com Query Dinâmica em conjunto com Linked Server e Variável.sql

8 – Material de Apoio – Outubro 2018 – Linked Server – Trabalhando com Linked Server e seus recursos básicos.sql

9 – Material de Apoio – Outubro 2018 – Linked Server – Realizando um update através de uma conexão via Linked Server.sql

Fique a vontade para copiar, editar, compartilhar e distribuir estes arquivos com seus contatos, aproveite se possível deixe seu comentário, críticas, sugestões e observações.

Nota: Todos os arquivos disponibilizados foram obtidos ou criados com autorização de seus autores, sendo estes, passíveis de direitos autorais.

Links

Caso você queira acessar os posts anteriores da sessão, não perca tempo utilize os links listados abaixo:

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/08/14/material-de-apoio-agosto-2018/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/06/19/material-de-apoio-junho-2018/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/04/05/material-de-apoio-abril-2018/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/02/13/material-de-apoio-fevereiro-2018/

Agradecimento

Quero agradecer imensamente a sua visita, sinto-me honrado e orgulhoso de contar com a sua presença.

Não deixe de acessar os outros posts das demais sessões, o próximo post desta sessão será publicado no mês de dezembro, até lá, continue aproveitando cada momento da sua vida, desfrutando com muita sabedoria os momentos de galeria e também os desafios que são colocada ao nosso redor.

Um forte abraço, muita saúde, sucesso e nos encontramos no final do ano (que na verdade já chegou)….

Script Challenge – 14 – A resposta….


Boa tarde, pessoal…

Tudo bem?  Seja mais uma vez muito bem vindo ao meu blog, mais especificamente ao post que apresenta a resposta para o Script Challenge – 2018 – Post 14, publicado em junho de 2018, sendo este respectivamente o segundo post após o retorno desta desafiadora sessão em meu blog denominada Script Challenge (Script Desafiador ou Desafio do Script) como queiram traduzir.

Espero que você já tenha ouvido falar desta sessão ou acessado alguns dos posts publicados na mesma, caso ainda não tenha feito, fique tranquilo você vai encontrar no final deste post uma pequena relação contendo os últimos desafios lançados e seus respostas.

Vamos então falar um pouco mais sobre o último desafio, estou me referindo ao Script Challenge 14, desta forma, seja bem vindo a mais um post da sessão Script Challenge.


Script Challenge 14

Falando do desafio de número 14, o mesmo foi publicado no mês de junho de 2018, período de data em que o mundo todo praticamente direcionou os seus olhares para a Rússia, mais especificamente para os jogos de futebol que estavam ocorrendo no país naquele momento.

Pois bem, o Script Challenge 14 não tem nenhum relação com o mundo do futebol, muito menos com o esporte, e como diria aquele apresentador do programa que passa ao domingos: “Sabe o que isso significa? Nada…..”.

Na verdade não é bem assim, para todos aqueles que trabalham com tecnologia e são responsáveis em armazenar, compartilhar, gerenciar e manter dados armazenados em banco de dados, sabe muito bem o quanto temos que nos preocupar em estabelecer boas práticas de retenção de dados afim de podermos ter uma quem sabe vida tranquila ou momentos de lazer.

Continuando nossa história, quero lhe perguntar: E ai já matou a charada? Eu acredito que sim!

Mas para te ajudar mais um pouco vou apresentar a Figura 1 que contem todo código Transact-SQL utilizado neste desafio, contendo trechos ou partes de código ocultas, procedimento que realizei no post que contempla o lançamento deste desafio como forma de aumentar o nível de dificuldade:

Figura 1 – Código Transact-SQL apresentado no Script Challenge 14.

Bom chegou a hora de revelar o que exatamente este bloco de código esta fazendo, chegou o momento de revelar e desvendar este desafio, a seguir apresento a resposta para o Script Challenge 14 e o trecho de código disponível para você utilizar em seus ambientes de trabalho ou estudos.

A resposta

Tanto no post de lançamento do desafio, bem como, neste post que a resposta para o mesmo, eu deixei algumas pequenas dicas para tentar ajudar a identificar a resposta, dentre as quais a relação do script com uma das mais tradicionais atividades desempenhadas por um Administrador de Banco de Dados ou Profissional de tabela, mais diretamente falando a execução de uma operação de backup de banco de dados.

Mas se mesmo assim, você ainda não conseguiu adivinhar ou até mesmo esta se perguntando qual a relação do Script Challenge – 14 tem haver com um momento de lazer, a resposta é muito simples, para qualquer Administrador de Banco de Dados, Administrador de Servidores, Desenvolvedor, enfim um profissional de tecnologia, tudo o que fazemos basicamente em um computador é manipular dados (Criar, Atualizar, Excluir).

Tudo o que fazemos esta relacionado com esta palavrinha pequena mas de altíssima importância e pensando neste sentido a resposta para este desafio se relaciona a estimativa de crescimento de um arquivo de backup, e o quanto esta atividade tão importante e de alta complexidade pode impactar totalmente na vida daqueles que assim como eu um dia ou por diversos momentos teve que abrir mão do seu convívio familiar para se dedicar a acompanhar esta atividade.

Então a resposta para o Script Challenge 14 se relaciona com a possibilidade que o script apresenta em nos ajudar a identificar e estimar o quanto de espaço livre em disco em megabytes ainda teremos antes da execução do backup database levando-se em consideração o tamanho do arquivo de backup a ser criado.

Isso mesmo, esta é a resposta, e o script original que apresenta esta funcionalidade apresentada abaixo:

— Script Challenge 14 – A resposta – Identificando o total de espaço livre em disco antes da realização do backup database — 

— Criando a Stored Procedure —
USE AdventureWorksDW2016
Go

CREATE PROCEDURE dbo.dbo.EstimatedDriveFreeSpaceAndDBSize (
@drvLetter VARCHAR (5),
@enoughSpaceForBackupFlag BIT OUTPUT
)
AS
BEGIN
DECLARE @estimatedBackSizeMB INT,
@estimatedDriveFreeSpaceMB INT,
@dbCheckMessage varchar(80)

SET NOCOUNT ON

SET @dbCheckMessage = Concat (‘Checking database ‘, DB_NAME ())

SELECT @estimatedBackSizeMB = round (sum (a.total_pages) * 8192 / SQUARE (1024.0), 0)
FROM sys.partitions p JOIN sys.allocation_units a
                                            ON p.partition_id = a.container_id
                                           LEFT JOIN sys.internal_tables it
                                            ON p.object_id = it.object_id

CREATE TABLE #freespace

(drive VARCHAR (5),

MBFree DECIMAL (8, 2))

INSERT INTO #freespace (Drive, MBFree)
EXEC xp_fixeddrives

SELECT @estimatedDriveFreeSpaceMB = MBFree
FROM #freespace
WHERE drive = @drvLetter

IF @estimatedBackSizeMB * 1.15 < @estimatedDriveFreeSpaceMB
 SET @enoughSpaceForBackupFlag = 1
ELSE
 SET @enoughSpaceForBackupFlag = 0

SELECT DatabaseName = db_name(),
Estimated_Back_Size_MB = @estimatedBackSizeMB,
Estimated_Drive_Free_Space_MB = @estimatedDriveFreeSpaceMB,
EnoughSpaceForBackupFlag = @enoughSpaceForBackupFlag

DROP TABLE #freespace
SET NOCOUNT OFF
END
GO

Então, agora você deve ter gostado deste desafio, não é verdade? Poder estimar o espaço livre em disco e o tamanho ocupado pelo arquivo mesmo sem executar o Backup Database é realmente uma grande funcionalidade que o Microsoft SQL Server possui. 

Observações

  1. Estamos criando uma User Stored Procedure EstimatedDriveFreeSpaceAndDBSize;
  2. A mesma possui um parâmetros de entrada de valores: @drvLetter (utilizado para informar qual a letra da unidade de disco que iremos analisar); e
  3. Um parâmetro de saída @enoughSpaceForBackupFlag (utilizado no momento da execução da stored procedure como sinalizar responsável em apresentar uma mensagem ao usuário).

Para que você possa entender mais ainda sobre como podemos obter os resultados apresentados por este script, declaro a seguir uma possível maneira de executar o Script Challenge – 14:

— Executando o Script Challenge – 14 —

USE AdventureWorksDW2016
Go

DECLARE @enoughSpaceForBackupFlag bit

EXEC Master.dbo.EstimatedDriveFreeSpaceAndDBSize ‘S’, @enoughSpaceForBackupFlag OUTPUT

PRINT @enoughSpaceForBackupFlag
IF @enoughSpaceForBackupFlag = 1
PRINT ‘Continue to Backup…’
ELSE
PRINT ‘Drive Space Problem…’
GO

A Figura 2 apresentada abaixo, ilustra o conjunto de dados retornados após a execução do Script Challenge – 14:

Figura 2 – Informações relacionadas a estimativa de tamanho do arquivo de backup e espaço livre em disco em megabytes.

Muito bom, sensacional, conseguimos, chegamos ao final, esta é a resposta para o Script Challenge 14, fico extremamente feliz por ter conseguido compartilhar este conteúdo com vocês.

Espero que você tenha gostado deste novo post da sessão Script Challenge!


Sua Participação

No post de lançamento deste desafio, contei com a participação através de uma enquete contendo algumas opções de respostas que poderiam estar relacionadas com o Script Challenge 14. A seguir apresento o resultado desta enquete:

A opção mais votada com 77,78% dos votos é justamente a resposta correta para este desafio, o qual exibe retorna ao usuário informações relacionadas a estimativa de espaço em disco ocupado pelo arquivo de backup de banco de dados e o espaço livre disponível em disco após a conclusão do backup.

Referências

Agradecimentos

Obrigado por sua visita, espero que este conteúdo aqui apresentado como um possível “desafio” possa ser útil e ao mesmo tempo prover conhecimento, aprendizado ou mostrar recursos e problemas existentes no Microsoft SQL Server que as vezes parecem não ter uma resposta.

Um forte abraço nos encontramos em breve nas demais sessões e especialmente em fevereiro de 2019 em mais um post da sessão Script Challenge.

Até a próxima…