Script desenvolvido pela Microsoft verifica se PCs estão vulneráveis aos ataques gerados pelas falhas Meltdown e Spectre


A Microsoft anunciou em seu site de suporte a disponibilidade de um script do PowerShell que pode ser utilizado por profissionais de TI para verificar se PCs são vulneráveis aos ataques Meltdown e Spectre.

O script pode ser utilizado via PowerShell no Windows 10 (1v1507, v1511, v1607, v1703 e v1709), Windows 8.1 e Windows 7 com SP1.

Ações recomendadas
Antes de começar, a Microsoft alerta que seus precisam tomar as seguintes medidas para se protegerem contra as vulnerabilidades:

– Verifique se você está executando um aplicativo antivírus com suporte antes de instalar as atualizações de SO ou firmware. Contate o fornecedor do software antivírus para obter informações de compatibilidade.

– Aplique as atualizações disponíveis do sistema operacional Windows, incluindo as atualizações de segurança do Windows de janeiro de 2018.

– Aplique a atualização de firmware fornecida pelo fabricante do dispositivo.

Nota: Máquinas baseadas no Windows (físicas ou virtuais) devem instalar as atualizações de segurança da Microsoft que foram lançadas em 3 de janeiro de 2018.

Aviso
Os clientes que só instalarem as atualizações de segurança do Windows de janeiro de 2018 não receberão o benefício de todas as proteções conhecidas contra as vulnerabilidades. Além de instalar as atualizações de segurança de janeiro, é necessária uma atualização do microcódigo do processador ou do firmware. Ele deve estar disponível pelo fabricante do seu dispositivo.

Observação: Os dispositivos da linha Surface receberão uma atualização do microcódigo através do Windows Update.

Script da Microsoft verifica se PCs são vulneráveis aos ataques Meltdown e Spectre

Verificando se o computador é vulnerável aos ataques Meltodown e Spectre

Para ajudar os clientes a confirmar se as proteções foram habilitadas e se seus sistemas estão vulneráveis, a Microsoft publicou um script PowerShell que os profissionais de TI podem executar em seus sistemas. Instale e execute o script executando os seguintes comandos:

Instale o módulo via PowerShell:

PS > Install-Module SpeculationControl

Execute o módulo no PowerShell para validar se as proteções estão habilitadas:

PS > Get-SpeculationControlSettings

A saída desse script PowerShell será semelhante à exibida abaixo. As proteções habilitadas serão exibidas na saída como “True”:

PS > Get-SpeculationControlSettings

Speculation control settings for CVE-2017-5715 [branch target injection]
Hardware support for branch target injection mitigation is present: True
Windows OS support for branch target injection mitigation is present: True
Windows OS support for branch target injection mitigation is enabled: True
Speculation control settings for CVE-2017-5754 [rogue data cache load]
Hardware requires kernel VA shadowing: True
Windows OS support for kernel VA shadow is present: True
Windows OS support for kernel VA shadow is enabled: True
Windows OS support for PCID optimization is enabled: True

Perguntas frequentes

P: Como saber se eu tenho a versão certa do microcódigo da CPU?
R: O microcódigo é fornecido através de uma atualização de firmware. Consulte o fabricante do dispositivo sobre aversão do firmware que possui a atualização apropriada para a sua CPU.

P: Meu sistema operacional (SO) não está listado. Quando posso esperar o lançamento de uma correção?
R: Abordar uma vulnerabilidade de hardware através de uma atualização de software apresenta desafios significativos, e as mitigações para sistemas operacionais mais antigos exigem extensas mudanças na arquitetura. A Microsoft está trabalhando com fabricantes de chips afetados para determinar a melhor maneira de proporcionar mitigações, que podem ser disponibilizadas em atualizações futuras.

P: Onde posso encontrar as atualizações de firmware/hardware do Surface?
A: As atualizações para dispositivos Microsoft Surface serão entregues aos clientes através do Windows Update, juntamente com as atualizações para o sistema operacional Windows. Para obter mais informações, consulte o artigo KB4073065.

Nota: Se seu dispositivo não for da Microsoft, aplique o firmware do fabricante do dispositivo. Contate o fabricante para obter mais informações.

P: Tenho um arquitetura x86, mas não vejo atualização. Vou receber uma?
R: Abordar uma vulnerabilidade de hardware através de uma atualização de software apresenta desafios significativos, e as mitigações para sistemas operacionais mais antigos exigem extensas mudanças na arquitetura. Estamos trabalhando com fabricantes de chips afetados para determinar a melhor maneira de fornecer mitigações para clientes x86, que podem ser fornecidos em uma atualização futura.

Fontes e Direitos Autorais: Suporte Microsoft – 05/01/2018 – https://support.microsoft.com/pt-br/help/4073119/protect-against-speculative-execution-side-channel-vulnerabilities-in

Anúncios

Microsoft apresenta tablets Surface 2 e Surface Pro 2

Modelo Surface 2 está mais fino, leve, rápido e chega por US$ 450.
Surface Pro 2 é voltado a profissionais; lançamento será em 22/10.


Microsoft apresneta Surface 2, nova versão de seu tablet (Foto: TITimothy Clary/AFP)

Microsoft apresenta Surface 2, nova versão de seu tablet (Foto: Timothy Clary/AFP)

A  Microsoft apresentou nesta segunda-feira (23) a nova geração dos tablets Surface, o Surface 2, que chega por a partir de US$ 450 nos Estados Unidos, e o Surface Pro 2, que sai por a partir de US$ 900.

Os aparelhos chegam ao mercado com o Windows 8.1, atualização do sistema operacional da empresa. Os aparelhos chegam ao mercado norte-americano em 22 de outubro. A partir desta terça-feira (24) começa a pré-venda nos EUA.

O Surface Pro 2, versão topo de linha do tablet voltada para consumidores profissionais, traz uma tela ClearType HD que traz 46% a mais de cores e também é mais eficiente no consumo de energia. Há melhores alto falantes que usam a tecnologia Dolby e o processador, de acordo com a Microsoft, é mais rápido do que 95% dos laptops atuais.

O Surface Pro 2 tem configurações de 64 GB de armazenamento com 4 GB de memória RAM; 128 GB de espaço e 4 GB de RAM; 256 GB de armazenamento e 8 GB de RAM; ou 512 GB de espaço em disco com 8 GB de RAM.

Um dos recursos so Surface Pro é poder rodar uma versão integral do Windows 8, incluindo a área “Legado”, que apresenta a área tradicional do Windows e programas do Windows 7 ou anterior do sistema operacional.

As melhorias do Surface Pro 2 inclui melhor processamento gráfico, um aprimoramento de 50% em relação ao modelo anterior. A bateria teve uma melhoria de 75%, ajudada pelo processador Haswell, da Intel, de acordo com a Microsoft. Uma capa que protege a tela do aparelho quando fechada e serve como teclado ao ser aberta traz mais bateria para o Surface Pro 2. A empresa afirma que com a capa, é possível usar o tablet o dia inteiro.

Panos Panay, vice-presidente de Surface na Microsoft, mostra a nova inclinação do tablet com suporte aberto, permitindo usá-lo no colo (Foto: Timothy Clary/AFP)
Panos Panay, vice-presidente de Surface na
Microsoft, mostra a nova inclinação do tablet com
suporte aberto, permitindo usá-lo no colo
(Foto: Timothy Clary/AFP)

Panos Panay, vice-presidente de Surface na Microsoft, disse que trabalha na nova versão do Surface há 18 meses. “Este é o tablet mais produtivo que já fizemos. Ele apresenta o poder de um PC de verdade no formato de um tablet”.

O Surface Pro 2 terá um dock, uma área em que é possível conectar o aparelho e transformá-lo em um PC. Além de recarregar a bateria, há três entradas USB 2.0, 1 entrada USB 3.0, uma porta para ligar o Surface em um monitor de PC, entrada de cabo de internet e entradas e saídas de áudio.

Em uma demonstração das capacidades do Surface Pro 2, Panay mostrou vídeos de uma câmera com resolução de 6K, usada para gravar o seriado “Game of Thrones” rodando em tempo real no tablet.

Surface 2
O novo Surface 2 é uma atualização do modelo Surface RT apresentando em 2012 e está mais fino, mais leve e mais rápido do que o modelo anterior. A tela apresenta resolução Full HD (1080p) e, além da cor preta, há uma opção na cor prata.

O aparelho terá versões com espaço de armazenamento de 32 GB e 64 GB e custará a partir de US$ 450.

Houve uma atualização do processador, que está mais rápido, e usa materiais que tornam o aparelho mais resistente contra quedas e pancadas. A velocidade do chip usado no tablet permite usar diversos aplicativos ao mesmo tempo. No teste durante a apresentação, o aparelho rodava quatro aplicativos da suíte Office ao mesmo tempo. O usuário pode ainda rodar um game e dividir a tela para rodar outra aplicação sem lentidão no sistema.

Os dois novos Surface chegam ao mercado com uma loja virtual, a Windows Store, com mais de 100 mil aplicativos grátis e pagos. Em 2012, quando o primeiro Surface chegou ao mercado, havia apenas 10 mil “apps” na loja da Microsoft.

A câmera permite usar o programa de conversas por meio de vídeo Skype em qualquer tipo de iluminação.

Todos os dados são acessados por meio do serviço na nuvem SkyDrive. Quando o tablet é perdido, todos os dados podem ser restaurados. Há uma proteção que impede que os dados sejam facilmente acessados por terceiros, segundo a empresa.

Capa que protege a tela do Surface e também é teclado ganha nova versão com quatro cores (Foto: Timothy Clary/AFP)
Capa que protege a tela do Surface e também é
teclado ganha nova versão com quatro cores
(Foto: Timothy Clary/AFP)

Capa-teclado Type Cover 2
O novo Surface receberá capas que protegem a tela quando fechado e que servem de teclado quando abeta chamada Type Cover 2. Os modelos, 1 milímetro mais finos do que a versão anterior, estão em quatro cores: preta, roxa, azul e rosa.

A empresa afirma que ela torna a digitação de textos mais rápida, não faz barulho e tem iluminação no escuro.

Capa para DJs
Os novos Surface terão uma capa que permitirá que os usuários remixem suas músicas como verdadeiros DJs. A capa apresenta uma série de botões e de equalizadores que permitem, com o auxílio de um aplicativo, controlar a música e criar canções novas. Sensores de pressão conseguem criar efeitos diferentes conforme o usuário pressiona os botões.

Fontes e Direitos Autorais: G1.com – Tecnologia – 23/09/2013 12h10 – Atualizado em 23/09/2013 16h19.

Microsoft anuncia evento sobre o Surface para o dia 23 de Setembro

Empresa deve anunciar o Surface 2 e Surface 2 Pro, uma nova geração de seus tablets com o Windows 8.


A Microsoft começou a enviar à imprensa nesta segunda-feira um convite para um evento sobre os tablets Surface que será realizado em Nova Iorque no dia 23 de Setembro às 11:30 da manhã (horário de Brasília). A empresa não comenta o que será anunciado, mas provavelmente trata-se da introdução de uma nova geração de sua família de tablets com o Windows 8.

Rumores sobre novos tablets Surface ganharam força na semana passada, quando supostas especificações foram publicadas em vários blogs especializados na Microsoft, incluindo o NeoWin e o Paul Thurrot’s WinSuperSite. Citando fontes não identificadas, estes sites afirmaram que a Microsoft estaria preparando substitutos para o Surface RT e Surface Pro, batizados de Surface 2 e Surface 2 Pro, respectivamente.

De acordo com estes rumores o Surface Pro 2 terá um processador Intel Core i5 baseado na arquitetura Haswell, o que irá ampliar a autonomia de bateria em quase duas horas, para um total de cerca de sete horas.

Ambos os tablets terão visual idêntico ao de seus antecessores. Novos periféricos, incluindo uma capa com bateria extra chamada Power Cover e uma dock para o mercado corporativo, também são esperadas para o evento no dia 23 de Setembro.

Fontes e Direitos Autorais:  Gregg Keizer, Computerworld EUA – 09 de setembro de 2013 às 17h53.

MS desenvolve Surface de 7 polegadas


São Paulo – A Microsoft está desenvolvendo uma linha de tablets Surface, incluindo uma versão de sete polegadas que deve ser produzida em larga escala no final deste ano, publicou o Wall Street Journal, citando fontes com conhecimento dos planos da companhia.

Executivos da Microsoft perceberam que precisavam manter o ritmo com a crescente popularidade de tablets menores como o Nexus, de 7 polegadas, do Google, e o iPad Mini, de 7,9 polegadas, apresentado pela Apple em outubro passado, disse uma fonte ao jornal.

Microsoft não quis comentar a informação ao jornal. A empresa não pode ser imediatamente contatada pela Reuters para comentar o assunto.

Fontes e Direitos Autorais: 

• Quinta-feira, 11 de abril de 2013 – 10h46.

Tablet da Nokia com Windows RT pode ter teclado com bateria

Aparelho traria mais de 10 horas de autonomia para que os consumidores possam ficar longe das tomadas.


Tablet da Nokia com Windows RT pode ter teclado com bateria

(Fonte da imagem: Reprodução/SlashGear)

Desde que a Nokia e a Microsoft firmaram o acordo que levou a empresa finlandesa de volta ao mercado dos smartphones, todos esperam que um tablet de qualidade Nokia surja com o sistema operacional Windows. Até agora, não sabemos uma data certa para que isso aconteça, mas rumores já apontam para a chegada do aparelho em fevereiro do próximo ano — sendo equipado com a versão RT do Windows.

E novos rumores indicam a a chegada deles com um teclado especial para permitir que a autonomia de bateria seja ainda maior que a oferecida pelos concorrentes. Há informações de que somente o tablet terá carga suficiente para 10 horas de utilização ininterrupta. Com o teclado equipado com uma bateria reserva, isso pode aumentar por mais algumas horas.

Vale dizer que é bem possível que o tablet da Nokia seja produzido com tecnologia para conexões móveis — 3G e 4G —, por isso é necessário que os aparelhos sejam equipados com sistemas de energia mais eficientes do que os tablets que só trabalham com conexões Wi-Fi. Mais detalhes sobre o aparelho devem surgir na CES 2013 ou na MWC 2013, que acontecem no primeiro trimestre.

Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/nokia/34519-tablet-da-nokia-com-windows-rt-pode-ter-teclado-com-bateria.htm#ixzz2GBZzD7M2

Cinco dúvidas sobre os tablets Microsoft Surface

Aparelhos causaram uma boa impressão quando foram anunciados, mas questões como o preço, data de chegada às lojas, opções de conectividade e mais continuam sem resposta.


A Microsoft deixou um monte de perguntas sem resposta após seguir a Apple no mercado de tablets com o anúncio de sua família de tablets Surface, baseados no Windows 8, durante um evento para a imprensa em Los Angeles na última segunda-feira (18/06).

Segundo a Microsoft os tablets Surface foram projetados como “companheiros” para o Windows 8, a mais dramática mudança no sistema operacional desde o Windows 95. Segundo Steve Ballmer, CEO da empresa “Quisemos dar ao Windows 8 seu próprio hardware inovador”. O sistema operacional, que ainda está em desenvolvimento, deve chegar às lojas por volta de Outubro deste ano.

surface_preto-360px.jpg Microsoft Surface, na cor preta e com a “Type Cover” com teclado mecânico

Curiosidade: esta não é a primeira vez que a Microsoft usa o nome “Surface” em um produto. Ele foi aproveitado de uma mesa inteligente, com uma superfície sensível ao toque e capaz de reconhecer e reagir a objetos, anunciada pela Microsoft em 2007.

As primeiras impressões são boas

Com base na ficha técnica, os novos aparelhos parecem promissores e as impressões iniciais são geralmente positivas. Os novos tablets terão uma tela de 10.6 polegadas, um apoio integrado para que possam ser colocados em pé sobre uma mesa e uma finíssima capa protetora com teclado integrado que se acopla aos aparelhos usando imãs.

O Surface estará disponível em duas versões: Surface with Windows RT e Surface with Windows 8 Pro. A versão RT do Windows 8 está sendo desenvolvida para aparelhos com processadores ARM, e inclui a nova interface Metro, otimizada para toque, uma versão adaptada do Microsoft Office e uma versão limitada do tradicional desktop do Windows, para rodar o Internet Explorer.

Tablets Surface with Windows RT incluem um slot para cartões microSD, uma porta USB 2.0 e uma porta micro HDMI. Os aparelhos irão pesar cerca de 700 gramas, com 9,3 mm de espessura. A Microsoft não informou qual processador será usado (especula-se que uma variante do Nvidia Tegra 3), mas disse que o tablet estará disponível em versões com 32 ou 64 GB de memória flash.

Já os tablets Surface with Windows 8 Pro serão baseados em um processador Intel Core i5 de terceira geração (Ivy Bridge) e terão acesso tanto à interface Metro quando ao desktop tradicional do Windows, sendo compatíveis com quaisquer aplicativos já escritos para a versão atual (Windows 7) ou anteriores (Vista, XP e outros) do sistema. Haverá versões com 64 ou 128 GB de memória Flash, e todas terão um slot para cartões microSDXC e portas USB 3.0 e Mini DisplayPort. O peso será de cerca de 900 gramas, com 13,5mm de espessura.

Isto é o que já sabemos sobre os Surface, mas há algumas perguntas pertinentes que ainda estão sem resposta.

Quanto eles irão custar?

A Microsoft não deu detalhes quanto ao preço dos tablets Surface. A empresa disse que a versão com Windows RT terá preço “comparável ao tablets Windows RT de outros fabricantes”, e que a versão com Windows 8 Professional terá preço “comparável ao dos Ultrabooks”.

Vamos dizer que o preço dos tablets com Windows RT seja similar ao do atual líder de mercado, o iPad. Assim, os modelos mais básicos do Surface deverão custar entre US$ 600 pelo modelo de 32 GB e US$ 700 pelo modelo de 64 GB.

O preço do Surface “Pro” é outra história, já que a Microsoft quer competir com os Ultrabooks. Quando a Intel anunciou esta nova categoria de portáteis, em Maio de 2011, eles deveriam custar menos de R$ 1.000. Mas este sonho só está se tornando uma realidade agora, com a segunda geração de Ultrabooks.

Aparelhos como o Lenovo U310 e o 410 tem preço entre US$ 750 e US$ 800 (nos EUA) respectivamente. A Vizio, uma novata no mercado de PCs, lançou recentemente uma linha de Ultrabooks com preços a partir de US$ 900, e o modelo base do novo Sony Vaio T13 custa US$ 800. Será que o Surface Pro também custará menos de US$ 1.000, ou irá a Microsoft tentar um preço mais alto, como o do Samsung Series 9 (entre US$ 1.400 e US$ 1.500) ou o ASUS Zenbook Prime UX31A (US$ 1.100)?

Quando chegam às lojas?

A versão Windows RT do Surface deve chegar às lojas na mesma época do lançamento do Windows 8, que é esperado para Outubro. O Surface Pro deve ser lançado três meses depois, ou seja, no início de 2013. Em ambos os casos, a Microsoft não mencionou datas específicas.

Será que a Microsoft vai algum dia desistir da caneta?

A Microsoft não resistiu a uma referência a seus tablets legados (os “notebooks conversíveis) e inclui uma caneta no Surface Pro. Mas será que ela não vê que os consumidores já disseram “não, obrigado!” a essa tecnologia adotando em massa aparelhos controlados apenas com o dedos, como o iPad?

E quanto à conectividade com redes 3G e 4G?

A Microsoft não disse se os Surface terão modems integrados para conexão a redes 3G ou 4G. Talvez a empresa não queira discutir o assunto enquanto trabalha para estabelecer parcerias com operadoras para a venda de seus novos tablets. Aparelhos apenas com Wi-Fi são ótimos, mas muitas pessoas – especialmente as que podem estar interessadas no Surface Pro como ferramenta de trabalho – irão querer a opção de um aparelho que, embora um pouco mais caro, possa se conectar à internet em qualquer lugar através de uma rede 3G ou 4G.

Será que o Surface irá cumprir a promessa do iPad?

Quando críticos de tecnologia especulam sobre o futuro do iPad, muitos se perguntam se algum dia ele poderá substituir o PC doméstico para muitos dos usuários. De certa forma ele já fez isso, para usuários que só precisam de um computador para acesso casual à internet, e-mail, redes sociais e streaming de áudio e vídeo. Também há profissionais que usam o iPad em vez de um notebook no trabalho, incluindo programadores, jornalistas e proprietários de pequenas empresas.

Mas embora o iPad esteja se tornando uma escolha popular para computação móvel, muitas pessoas ainda se agarram a seus notebooks. Isso pode mudar com o Surface e aparelhos similares, já que eles oferecem uma familiaridade que o iPad não necessariamente tem.

Isto se aplica especialmente ao Surface Pro: é um PC Windows completo que ainda assim é um tablet relativamente esguio com um teclado fino projetado pensando naqueles que digitam rapidamente. Isso significa que você pode pegar todos os programas que usa nesse exato momento e colocá-los em algo com o tamanho e peso de um tablet.

Ainda falta algo…

Com base em tudo o que a Microsoft disse, uma coisa que pode estar faltando no Surface é um preço inicial mais atraente, de cerca de US$ 500. Esse parece ser o “número mágico” para as pessoas que compram iPads, e tablets que inicialmente tiveram um preço mais alto não conseguiram ganhar tração no mercado.

Talvez a Microsoft consiga atingir o preço de US$ 500 com a versão de 32 GB, como faz a ASUS com o Eee Pad Transformer Prime TF201, mas não teremos certeza até que os tablets cheguem às lojas.

A Microsoft tem um bom começo com o Surface, mas ainda teremos que aguardar alguns meses para descobrir se as promessas da empresa atenderão às expectativas dos consumidores.

Fontes e Direitos Autorais: PCWorld.com – Rafael Rigues.