Governo Federal cria novo decreto para definir as estratégias de cibersegurança no país

Dicas para se prevenir de ciberataques em casa e no ambiente corporativo.


Image result for segurança de dados

A decisão ocorre após diversos casos de ataques cibernéticos a celulares pessoais de autoridades do governo ocorridos ao longo de 2019.

Conforme o Centro de Tratamento e Resposta a Incidentes Cibernéticos de Governo (CTIR-Gov), órgão vinculado ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI), foram 19.150 registros de notificações de ataques cibernéticos no ano passado, o que significa um aumento de quase 4 mil casos em relação a 2018.

Diante da necessidade de um ambiente digital seguro é que a CompTIA (The Computing Technology Industry Association), principal associação da indústria de tecnologia no mundo, e líderes do setor de tecnologia, além da comunidade empresarial brasileira, decidiram formar o Conselho Empresarial de Segurança Cibernética da CompTIA no Brasil (CSEC), que visa trazer melhorias nesse segmento.

Image result for segurança de dados

Mas antes mesmo da criação do CSEC, empresas de tecnologia e especialistas no assunto já alertavam a respeito de medidas para aumentar a segurança de dados dos usuários e evitar ser vítima de um ciberataque.

Continue Lendo “Governo Federal cria novo decreto para definir as estratégias de cibersegurança no país”

10 motivos para você preferir o Windows Phone ao Android


O sistema móvel da Microsoft ainda não possui grande participação no mercado de smartphones, não atingindo nem 10% do total. No entanto, se for considerado o crescimento da base de usuários que nos últimos anos vem dobrando, é provável que nos próximos anos tenhamos uma disputa mais acirrada entre Android, iOS e Windows Phone.

A plataforma receberá uma grande mudança assim que o Windows 10 for lançado, com melhorias no desempenho e na interface que deverão atrair ainda mais usuários em um ecossistema unificado. Mas isso não quer dizer que o atual sistema é ruim ou ultrapassado. Pelo contrário: o software tem diversas vantagens em relação aos seus principais concorrentes, em especial o sistema do Google.

A Microsoft investiu pesado na melhoria da interface do usuário no Windows Phone 8.1. Agora, os usuários podem contam com atalhos simplificados e processos mais simples. Com as mudanças, o sistema se aproximou da versão para desktop, ganhando melhorias na integração entre diversos dispositivos equipados com Windows. Se você é um usuário Android e está pensando em trocar de aparelho, o Windows Phone poderá ser uma excelente opção. Em uma análise detalhada, elaboramos uma lista com dez motivos para você preferir o Windows Phone ao Android.

1. Boa integração com os produtos da Microsoft

Windows Phone

Diferente do que acontece com o Android, o Windows Phone possui excelente integração com diversos produtos da Microsoft. A experiência de uso de alguns aplicativos como Skype, Office e Bing é visivelmente superior. A fluidez com que esses aplicativos trabalham no Windows Phone é fruto do desenvolvimento de uma única empresa, a Microsoft. Ou seja, o aparelho ganha em performance pelo fato do sistema e de diversos aplicativos serem desenvolvidos pela mesma fabricante.

2. Aparelhos com excelente design

Windows Phone

Os dispositivos equipados com Windows Phone apresentam um design diferenciado dos concorrentes. Antes da aquisição da Nokia pela Microsoft, já era possível notar que os aparelhos que continham o sistema se destacavam. Tradicionalmente a companhia finlandesa era conhecida por construir ótimos gadgets com aparência invejável e, mesmo após a compra pela Microsoft, os celulares da linha Lumia continuaram muito bem construídos.

Outras fabricantes também já investiram no sistema da gigante de Redmond, como a Samsung e a HTC, e não há dúvida que os aparelhos que contém o Windows Phone são bastante atraentes aos olhos dos consumidores. Já em relação ao Android, provavelmente você já se deparou com alguns dispositivos desagradáveis.

3. Aplicativos bem construídos

Windows Phone

Apesar da Windows Store ter menos aplicativos que a Google Play, a verdade é que os apps possuem uma qualidade superior. Isso pode ser creditado ao fato do Windows Phone não ser uma plataforma de código aberto. A grande diferença em relação aos apps Android é a aparência minimalista que proporciona um aspecto bem agradável aos apps do Windows Phone. É possível notar essa diferença com mais nitidez em apps como o Facebook e o Skype, por exemplo.

4. Consistência em vários dispositivos

Windows Phone

No Android, a experiência do usuário depende do dispositivo utilizado. Um aparelho de entrada é muito inferior em relação a desempenho do que um smartphone high-end. Já com o Windows Phone isso é diferente: mesmo em telefones mais simples, com poucos recursos de hardware, a experiencia de uso é praticamente a mesma. Toda a linha Lumia, por exemplo, contempla os seus usuários com sistemas eficientes, rápidos e agradáveis.

5. Personalização da tela de bloqueio

Windows Phone

Diferente do que acontece com o iOS e com o Android, cuja a possibilidade de personalizar a tela é pouco explorada, no Windows Phone é possível fazer diversas modificações. Uma das vantagens é poder alterar o fundo das imagens na tela de bloqueio. Outra opção é a de integração com aplicativos que ficarão “ao vivo” na no display. Nessa mesma tela bloqueada, ainda é possível definir algumas fotos para rodar ou então receber informações da música que você está escutando.

6. Possibilidade de jogar games do Xbox One

Windows Phone

Enquanto o Android possui apenas jogos que podem ser instalados através da Google Play, o Windows Phone possui uma excelente integração com o Xbox, plataforma de games da Microsoft. Assim, o usuário poderá tirar o máximo de proveito dos seus jogos favoritos. Com a integração, é possível jogar e receber pontos de sua conta pessoal. Games como Asphalt 6, Jetpack Joyride ou Fifa 14 estão disponíveis para você se divertir. A qualidade presente em um smartphone ou tablet também é excelente.

7. Maior quantidade de armazenamento com OneDrive

Windows Phone

Apesar dos aparelhos com Windows Phone menos potentes possuírem 8 GB de armazenamento internet e suportarem um cartão MicroSD de até 64 GB, o serviço de nuvem OneDrive oferece uma boa quantia gratuita de armazenamento. No caso do Lumia 640 XL, o espaço oferecido é de 30 GB. Isso reduz as chances de você ter de utilizar plataformas de terceiros e ainda pagar por elas.

8. Resumo do que está acontecendo nos aplicativos

Windows Phone

Outra característica interessante no Windows Phone e que não existe no Android é a possibilidade de ver o que está acontecendo em seus aplicativos sem precisar sair da tela inicial. Sem acessar diretamente o app, você pode obter informações sobre clima, últimos tuítes e notificações do Facebook por meio da chamada “live tile”. É claro que o Android disponibiliza os widgets, mas convenhamos que, em termos visuais, não é uma boa alternativa.

9. Assistente Cortana

Windows Phone

Mesmo que ainda não esteja disponível em português, a Cortana já está entre nós. Se você precisa de uma assistente pessoal pronta para ajudá-lo a fazer todos os tipos de tarefas e mantê-lo a par das coisas que realmente importa, esta função é fundamental. Se você quer um assistente de voz que tenha ótima integração com o Bing, a Cortana é sua escolha. Para utilizá-la, basta alterar o idioma de seu Windows Phone para o inglês.

10. Office nativo

Windows Phone

O pacote Office mobile é nativo no Windows Phone, algo que não acontece com o Android. Se você utiliza as ferramentas do Office em seu desktop, nada melhor do que poder contar com ele em seu smartphone ou tablet. Assim você pode utilizar sua conta para sincronizar arquivos, iniciando em seu computador e terminando em seu aparelho celular, por exemplo.

Fontes e Direitos Autorais: CanalTech.com.br – William Nascimento RSS

MS desenvolve Surface de 7 polegadas


São Paulo – A Microsoft está desenvolvendo uma linha de tablets Surface, incluindo uma versão de sete polegadas que deve ser produzida em larga escala no final deste ano, publicou o Wall Street Journal, citando fontes com conhecimento dos planos da companhia.

Executivos da Microsoft perceberam que precisavam manter o ritmo com a crescente popularidade de tablets menores como o Nexus, de 7 polegadas, do Google, e o iPad Mini, de 7,9 polegadas, apresentado pela Apple em outubro passado, disse uma fonte ao jornal.

Microsoft não quis comentar a informação ao jornal. A empresa não pode ser imediatamente contatada pela Reuters para comentar o assunto.

Fontes e Direitos Autorais: 

• Quinta-feira, 11 de abril de 2013 – 10h46.

Microsoft apresenta características do próximo Windows

Novo sistema se adaptará a tablet e usará interface inspirada no WP7.
Companhia deve lançar o ‘Windows 8’ nos próximos 18 meses.


A Microsoft ofereceu na quarta-feira (1) na Califórnia (EUA) uma antecipação de como será a próxima versão de seu sistema operacional Windows, que está sendo desenvolvido para concorrer no mercado dos tablets.

O novo software pretende adaptar o ambiente tradicional do Windows a um sistema de telas sensíveis ao toque, aplicativos e menus dinâmicos, que tomará como referência a estética e a funcionalidade de sua versão atual para celulares Windows Phone 7.

O herdeiro do Windows 7, denominado extraoficialmente de Windows 8, foi apresentado brevemente na quarta-feira na conferência “D9: All Things Digital”, que está sendo realizada esta semana em Rancho Palos Verdes, no sul da Califórnia.

Tela inicial do Windows 8 (Foto: Divulgação)
Tela inicial do Windows 8 apresentada em evento na Califórnia (Foto: Divulgação)

Steven Sinofsky, presidente da divisão do Windows, assegurou que o próximo sistema servirá tanto para o ambiente habitual de escritórios, com mouse e teclado, como para dispositivos móveis.

A primeira demonstração do Windows em um tablet, que para funcionar precisa estar conectado a um computador convencional, correu a cargo de Julie Larson-Green, vice-presidente do Windows Experience. O teste provou que a Microsoft está realizando progressos no desenvolvimento do novo sistema que, segundo a empresa, funcionará em diversos tipos de equipamentos.

À primeira vista, a nova plataforma supõe uma mudança drástica em relação a seus antecessores, a maior remodelação desde o Windows 95, há quase 16 anos.

Entre outros aspectos, o próximo Windows não apresenta os tradicionais comandos de inicialização na parte inferior da tela e os substitui por um menu oculto que aparece em uma das laterais, enquanto os diversos programas são mostrados visualmente como se fossem aplicativos.

“É um Windows completo”, disse Julie Larsson-Green, que reconheceu que a estética foi inspirada no sistema operacional para celulares, embora tenha sido ajustado para “aproveitar o espaço de uma tela maior”.

A previsão é que o novo Windows seja lançado em 2012, Mais detalhes serão fornecidos na conferência que a Microsoft organizará em setembro na Califórnia.

Assista ao vídeo oficial da Microsoft com apresentação do novo Windows.

Fontes e Direitos Autorais: 02/06/2011 10h30 – Atualizado em 02/06/2011 11h21.