Aliado ao planejamento estratégico, uso de informações coletadas por sistemas de análise podem fornecer ajuda crítica a companhias

Celso Oliveira é country manager da MicroStrategy Brasil, destaca como os dados aliados em meio à crise do coronavírus podem ajudar as empresas e seus sistemas


Image result for dados tecnologia

À medida que a pandemia de coronavírus continua a se espalhar, empresas e órgãos do setor público enfrentam o grande desafio de proteger a saúde de seus funcionários e, ao mesmo tempo, manter a eficácia operacional de seus programas de prevenção e atendimento.

Vou me ater aqui, principalmente, às entidades da área de saúde, que precisam tomar medidas proativas para reduzir o impacto da pandemia em suas operações, que são fundamentais para o bom andamento do atendimento à população. Porém, vale ressaltar que isso também se estende às empresas em geral.

Cada organização deve fazer uma avaliação da sua realidade operacional para estar preparada e se antecipar às mudanças no seu ambiente, agindo proativamente e de forma rápida em cenários como o que estamos vivenciando.

Continue Lendo “Aliado ao planejamento estratégico, uso de informações coletadas por sistemas de análise podem fornecer ajuda crítica a companhias”

Ferramentas gratuitas que podem te ajudar na gestão de projetos

Estabelecer boas relações entre o time é um dos fatores-chave para o sucesso de um projeto.


Resultado de imagem para gestão de projetos

Segundo as palavras do manager de baseball Casey Stengel “encontrar bons jogadores é fácil. Difícil é fazê-los jogar juntos”. Esta afirmação talvez valha para o momento atual no que tange aos recursos tecnológicos.

A Colaboração é um dos fatores-chave para o sucesso independente do tamanho da companhia. Tendo isso em mente, fica simples observar o quão importante é possuir a ferramenta de colaboração certa para manter os times conectados e caminhando numa mesma direção.

A Computerworld listou algumas soluções que podem ajudá-lo nesse sentido:

Continue Lendo “Ferramentas gratuitas que podem te ajudar na gestão de projetos”

Governo Federal cria novo decreto para definir as estratégias de cibersegurança no país

Dicas para se prevenir de ciberataques em casa e no ambiente corporativo.


Image result for segurança de dados

A decisão ocorre após diversos casos de ataques cibernéticos a celulares pessoais de autoridades do governo ocorridos ao longo de 2019.

Conforme o Centro de Tratamento e Resposta a Incidentes Cibernéticos de Governo (CTIR-Gov), órgão vinculado ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI), foram 19.150 registros de notificações de ataques cibernéticos no ano passado, o que significa um aumento de quase 4 mil casos em relação a 2018.

Diante da necessidade de um ambiente digital seguro é que a CompTIA (The Computing Technology Industry Association), principal associação da indústria de tecnologia no mundo, e líderes do setor de tecnologia, além da comunidade empresarial brasileira, decidiram formar o Conselho Empresarial de Segurança Cibernética da CompTIA no Brasil (CSEC), que visa trazer melhorias nesse segmento.

Image result for segurança de dados

Mas antes mesmo da criação do CSEC, empresas de tecnologia e especialistas no assunto já alertavam a respeito de medidas para aumentar a segurança de dados dos usuários e evitar ser vítima de um ciberataque.

Continue Lendo “Governo Federal cria novo decreto para definir as estratégias de cibersegurança no país”

UX a estratégia para um novo produto ou solução

Segundo Guilherme Sesterheim – Portal ITForum365. O UX trata de entender como o cliente se comporta e quais são as suas necessidades, para resolver os problemas o mais rápido possível.


Image result for imagens UX DesignersAnualmente, o Gartner IT Symposium/Xpo reúne, em Orlando, uma comunidade de líderes e especialistas em TI, para discutirem e terem acesso a todas as recentes descobertas do setor de tecnologia. Durante um painel financeiro na edição deste ano, o que mais me impactou foi a forma natural de como o tópico de UX foi discutido – o questionamento era simples: “o que você está fazendo no mercado financeiro se não tem UX como base em sua estratégia?”,  – e a mensagem mais clara e fácil ainda: estamos entrando em 2020 e apenas alguns bancos ao redor do mundo realmente investem e têm UX como ponto principal de sua estratégia. Embora o foco fosse financeiro, é uma constatação para todas as demais indústrias.

Quando falamos em serviços, todas as pessoas desejam uma boa experiência (UX), querem se sentir especiais. E isto só é atingido através da personalização do serviço para cada pessoa individualmente. Porém para atingir este ponto, geralmente mais custos são envolvidos. Mais pessoas dedicadas e especializadas são necessárias para entregar a personalização, o atendimento/serviço/produto, de forma única. É isto que o investimento em UX gera nos clientes, e sua fidelidade é o resultado para a marca que investiu.

Continue Lendo “UX a estratégia para um novo produto ou solução”

Cibersegurança aplicada a banco de dados e seus desafios

Segundo Fernando A. S. F. Junior, colunista do Portal ITForum365, o aumento da conectividade da internet e da economia digital, alimenta um crescimento exponencial de dados acumulados por organizações.


Image result for imagens bancos de dados
Com o aumento da conectividade da internet e da economia digital, alimenta-se um crescimento exponencial de dados acumulados por organizações. Segundo a Forbes, em 2015, o volume de dados criado nos dois anos anteriores foi maior que a quantidade produzida por em toda história da humanidade.

Esse crescimento, aumentou muito o interesse dos cibercriminosos por promoverem invasões – e o fato de haver grande quantidade de informações em um só lugar favorece isso – e também o números de ferramentas e recursos de proteção contra ataques. Como os dados se tornaram protagonistas nas empresas, o vazamento de informações estratégicas pode resultar em processos milionários e até mesmo na quebra do negócio.

Continue Lendo “Cibersegurança aplicada a banco de dados e seus desafios”

As principais tendências de cibersegurança para 2020 na visão da Microsoft

A Microsoft divulgou quais são as principais tendências que acredita que demandarão muita atenção das organizações durante o ano de 2020.


Image result for imagens microsoft

 

“A segurança cibernética é a questão central do nosso tempo – e, na Microsoft, acreditamos ter a responsabilidade de proteger nossos clientes. É uma obrigação que adotamos”, disse Glaucia Faria Young, diretora de Engenharia e Parceiros de Software da Microsoft.

Ao redor do mundo, são gastos US$ 1 trilhão anualmente para combater o cibercrime – três vezes mais do que se gasta para reparar os estragos feitos por desastres naturais. A Microsoft, por sua vez, investe cerca de US$ 1 bilhão anualmente para combater o cibercrime e analisa mais de 8,2 trilhões de sinais todos os dias para proteger emails, identidades, aplicativos, infraestruturas, entre outros focos de ataques.

Continue Lendo “As principais tendências de cibersegurança para 2020 na visão da Microsoft”

Lista de possíveis novidades a serem lançadas em 2020 para Windows 10

Estas podem ser algumas das milhares de novidades a serem adicionadas no Windows 10 em 2020.


Segundo o WebSite Windows Central, a Microsoft que atualmente esta trabalhando no Build 20H1, codinome da próxima grande atualização do Windows, destaca algumas informações sobre as possíveis novidades a serem adicionadas ao Windows 10 em 2020.

Aparência do Windows

  • O Explorador de Arquivos ganhará uma nova interface de pesquisa e agora é alimentado por um novo sistema, o “ELF64 Linux”.
  • O Teclado Virtual ganhou mais 39 idiomas adicionais baseados nas tecnologias SwiftKey.
  • O Input Method Editor (IME) ganhou melhorias para japonês, bem como chinês simplificado e tradicional.
  • O Ditador agora suporta 12 idiomas adicionais.
  • A lista de Wi-Fi foi atualizada com uma interface do usuário aprimorada e melhor iconografia.
  • O Windows Ink Workspace agora é menor e fornece acesso direto ao Microsoft Whiteboard e ao Snip & Sketch.
  • Uma nova experiência da Cortana está presente e apresenta uma nova interface do usuário de conversação, modo claro e escuro e muito mais.
  • Os Desktops Virtuais agora podem ser renomeados e salvos entre as reinicializações.
  • Novas opções de notificação estão presentes e permitem que o usuário controle quais aplicativos podem emitir notificações. Também ficou mais fácil ocultar o conteúdo das notificações.
  • Agora, os usuários podem adicionar eventos ao calendário diretamente no menu desdobrável de hora e data na barra de tarefas.

Configurações

  • Vai ser possível remover todas senhas tradicionais do sistema, isso condicionado apenas ao uso exclusivo dos mecanismos de autenticação do Windows Hello.
  • Uma nova seção de visualização geral para a área Idiomas nas Configurações permitirá saber rapidamente quais idiomas estão selecionados como padrão para sua exibição do Windows, aplicativos e sites, formato regional, teclado e fala.
  • A nova opção de “Cloud Download” permitirá restaurar o Windows a partir de um back-up feito na Nuvem.

Continue Lendo “Lista de possíveis novidades a serem lançadas em 2020 para Windows 10”

#26 – Para que serve

Conheça uma pequena introdução sobre os Níveis de Isolamento, destacando de forma prática o Read Uncommitted.


Olá, pessoal, bom dia.

Como vocês estão? Já fazem alguns meses que não nos encontramos nesta sessão em meu blog, fico feliz em te encontrar novamente. Seja bem-vindo a mais um post da sessão Para que Serve, post de número 26, em mais um dia de muitas atividades, afazeres e compromissos profissionais, domésticos (sim, eu adoro ajudar a minha esposa, cuidar da nossa casa…..) e claro acadêmicos.

Neste post quero destacar uma parte de um dos recursos mais importantes, impactantes e tradicionais do Microsoft SQL Server existente deste sua primeira versão, o qual esta totalmente relacionamento com o comportamento de nossas transações, querys e processamentos que possam estar sendo realizados neste momento em nossos servidores ou instâncias.

Sendo direto e reto no assunto, você que esta neste momento lendo este post e trabalhando com seus dados, tabelas e bancos no SQL Server esta fazendo uso dele sem talvez saber que ele exista, me refiro ao tradicionais Níveis de Isolamento de Transações ou Transaction Isolation Levels.

Você se lembra da existência deste recurso e o quanto ele é importante? Pois bem, caso não se lembra, a partir deste post e provavelmente os próximos 2 ou 3 futuros serão dedicados nesta sessão a apresentar de forma simples, prática e muito didática como podemos fazer uso deste recurso em nossas transações, seus comportamentos, vantagens e desvantagens (isso se elas existirem) e principalmente os riscos ao fazer uso talvez de uma forma não muito indicada.

Sendo assim, chegou a hora de conhecer um pouco mais sobre o post de número 25 da sessão Para que serve. Mas uma vez, bem vindo ao #26 – Para que serve – Apresentando os nível de isolamento Read Uncommitted.

Espero que você esteja animado para conhecer um pouco mais sobre este recurso, caso já conheça, continue lendo este post, sempre podemos aprender algo novo….

Continue Lendo “#26 – Para que serve”

Em testes realizados pelo instituto AV-Test Windows Defender obtem nota máxima

Durantes os meses de Maio e Junho o instituto internacional AVTest realizou uma nova bateria de avaliações em diversos antivírus existentes.


Entres os meses de maio e junho deste ano, o instituto internacional AV-Test avaliou continuamente 20 produtos de segurança para usuários domésticos que utilizam o sistema operacional Windows, dos seguintes fornecedores:

Os quais foram submetidos a testes com base em suas configurações padrões, nas versões atuais publicamente disponível de cada produto, todos foram autorizados a atualizar-se a qualquer momento e consultar seus serviços na nuvem, estes produtos tiveram que demonstrar suas capacidades usando todos os componentes e camadas de proteção.

O WINDOWS DEFENDER “FUTURAMENTE CONHECIDO COMO MICROSOFT DEFENDER”

A solução antivírus da Microsoft recebeu 6/6 pontos na categoria Proteção, 6/6 pontos na categoria Facilidade de uso e 6/6 pontos na categoria Performance nos testes conduzidos entre maio e junho deste ano.

Os testes aplicados na categoria Proteção visam determinar como as soluções antivírus se comportam contra malwares 0-day, o Windows Defender bloqueou 100% das 307 amostras, superando a média da indústria que é de 97,1%.

Além disso, o AV-TEST tentou determinar como as soluções antivírus se saem na detecção de malwares descobertos nas últimas quatro semanas, mais uma vez antivírus da Microsoft se detectou e bloqueou 100% das 2.408 amostras, a média da indústria é de 99,8%.

Nos testes da categoria Performance, a AV-TEST avaliou o impacto de cada antivírus testado no desempenho do computador. Em primeiro lugar, o Windows Defender obteve destaque quando se trata da lentidão que ele gera ao abrir sites populares no chamado hardware de baixa e alta (computadores lentos e rápidos) com uma pontuação de 13% e 14%, respectivamente. Isso significa que ele se saiu melhor do que a média da indústria, que é de 19% e 16%, respectivamente.

O Windows Defender não causa lentidão no dispositivo ao baixar aplicativos usados com frequência, mas em vez disso, ele gera uma desaceleração de 8% ao iniciar um software padrão em ambos os tipos de computadores, ressaltando que a média da indústria é de 10% e 9%, respectivamente.

Continue Lendo “Em testes realizados pelo instituto AV-Test Windows Defender obtem nota máxima”

Microsoft Defender o novo Windows Defender

Windows Defender será conhecida a partir das próximas atualizações e versões do Windows como Microsoft Defender


A Microsoft esta trabalhando forte para transformar o Windows Defender em um dos principais recursos de segurança para ser utilizado inicialmente em sistemas operacionais Windows, mas brevemente estará disponível em diversas plataformas.

Pensando nisso, a gigante de Redmond está renomeando o seu software de proteção que passará a se chamar Microsoft Defender ATP.

Para começar esta caminhada e transformação do Windows Defender, o Microsoft Defender ATP será disponibilizado para Mac e pode ser executado em dispositivos que estejam rodando o macOS Mojave, macOS High Sierra ou macOS Sierra. Durante o período de testes, o Microsoft Defender ATP para Mac permitirá que os utilizadores revisem e executem configurações de proteção, incluindo:

  • Verificações de ameaças, incluindo verificações completas, rápidas e personalizadas (Recomendamos verificações rápidas em quase todos os cenários);
  • Revisão de ameaças detectadas;
  • Tomar decisões sobre ameaças detectadas, incluindo quarentena, remover ou permitir.

A Microsoft pretende introduzir o Microsoft Defender na versão 20H1 do Windows 10, que está programada para liberação em abril 2020, mas o processo de comutação do Windows para a Microsoft já começou.

Em um recém-lançamento da Build 18941 do Windows 10 20H1, o nome de alguns componentes do Windows Defender já foram alterados, por exemplo, o Windows Defender Exploit Guard foi renomeado para Microsoft Defender Exploit Guard, mas suas funções permanecem as mesmas.

Se você utiliza um Mac e tem interesse em testar o Microsoft Defender, a Microsoft esta disponibilizando uma versão para teste, disponível através deste lik.

Outros pontos importantes destacado pela Microsoft, se relaciona ao avanço em como o produto poderá se tornar uma solução de segurança unificada para outras plataformas, também estamos atualizando nosso nome para refletir a amplitude dessa cobertura expandida: Microsoft defender ATP.

Há duas partes principais para suporte multi-plataforma para o Microsoft defender ATP no Mac:

1 – Uma nova interface de usuário em clientes Mac chamado Microsoft defender ATP. A interface do usuário traz uma experiência semelhante ao que os clientes têm hoje em dispositivos Windows 10; e

2 – Relatórios para dispositivos Mac no portal do Microsoft defender ATP.

Em vídeo publicado pela empresa, podemos ter uma visão mais próxima de como o Microsoft Defender terá um papel importante na segurança de nossos dispositivos:


Fontes e Direitos Autorais: Microsoft Defender ATPEric Avena – 24/07/2019.
Leia na integra acessando: https://techcommunity.microsoft.com/t5/Microsoft-Defender-ATP/Announcing-Microsoft-Defender-ATP-for-Mac/ba-p/378010

Novidades sobre Xbox Scarllet apresentadas por Phil Spencer

Depois de uma E3 em que a Microsoft parece que conscientemente deixou muitas perguntas sem resposta, é certamente o homem que todos buscam explicações.


Alguns dias atrás, Spencer falou ao alemão PCGamesHardware, onde ele revelou uma série de pontos muito interessantes. É claro que ele também contribuiu com informações sobre o Xbox ScarlettApesar desse site alemão ser dedicado aos jogos de PC, o chefe da divisão do Xbox lida amplamente com os esforços da Microsoft em relação ao Windows, mas também teve tempo de falar sobre os consoles.

Nesta entrevista, ele apostou em trazer mais Xbox e Windows através do novo SDK de Redmond, com o qual os desenvolvedores podem tirar proveito do trabalho feito para uma das plataformas no outro, todos vimos como a conferência do Xbox se referia ao Xbox Scarlett como um hardware quatro vezes mais poderoso que o Xbox One X.

Bem, Spencer queria ressaltar que, com essa afirmação, eles se referiam diretamente à CPU:

“Quando declaramos que o console seria quatro vezes mais potente, nos referimos apenas à CPU. Seria um pouco simplista falar sobre a potência total do console, porque há muitos componentes que ainda não estão definitivos.”

                                      Phil Spencer – CEO da divisão Xbox.

Isso significa que já existe uma CPU decidida por Scarlett? Provavelmente não, mas esta é certamente a especificação mais próxima da final. Além disso, deixou claro que o console ainda está em preparação, então nem ele sabe ao certo o seu verdadeiro poder.

Spencer também relatou a importância de incorporar ao console o SSD, o que ele diz “pode ser usado por desenvolvedores quase como se fosse RAM“: 

“… Nosso objetivo principal com Scarlett era melhorar os recursos gráficos e a GPU do console. Agora estamos falando de 120 Hertz ou taxas de atualização variáveis. Porque se o tempo do loop do jogo – as principais rotinas de um jogo – corresponder à taxa de atualização, isso reduz a latência de entrada e, assim, garante uma experiência de jogo tranquila. E isso depende muito da largura de banda da CPU e da memória. É por isso que você tem que ver uma declaração como “Scarlett é x vezes mais rápido que o Xbox One X” um pouco mais diferenciado.”

Outro fato interessante, Phil Spencer adicionou que podemos ver versões melhoradas para o Xbox Scarlett dos jogos da geração atual no próximo, como aconteceu com os jogos da retrocompatibilidade. Ainda disse que diferentemente dos PCs, os consoles historicamente tinham GPUs fracas mas que mudar isso para ir além dos 30FPS.

Ficamos felizes em saber que a Microsoft e suas equipes estão construindo seu próximo console pensando não apenas em potência bruta , mas também para facilitar a vida dos desenvolvedores.

As expectativas é que esta máquina seja uma outra obra de arte para os fãs do Xbox, com certeza, uma forma de mostra que esta plataforma vai muito além de um “simples jogo”, representa a junção de todo potencial humana existente na construção de uma máquina em união das principais invoações tecnológicas para programação voltada para jogos.


Fontes e Direitos Autorais: PCGamesHardware.de – 05/07/2019.
Leia na integra acessando: https://www.pcgameshardware.de/Xbox-Next-Scarlett-Konsolen-268616/Specials/Phil-Spencer-Das-Mega-Interview-1293543/?utm_source=twitter.com&utm_campaign=sharebutton&utm_medium=social
Coautoria – WindowsClub.com.br

Microsoft Edge Chromium Based muito próximo de ser liberado


O Microsoft Edge baseado no Chromium agora com WebView2 e isso é algo muito bom e que iria acontecer mais cedo ou mais tarde. Por quê?

A resposta é simples, porque é o WebView que permite aos desenvolvedores criar conteúdo da Web em seus aplicativos, incluindo páginas de entrada para determinados serviços ou PWA, que dependem quase inteiramente do conteúdo da web.

Agora, com o WebView2 sendo alimentado pelo mesmo motor do Chromium que impulsiona a nova versão do Edge, a experiência pode ser melhor de diversas maneiras, especialmente porque deve ser mais interoperável com as experiências da Web criadas para outras plataformas. Para mostrar os recursos do WebView2, a Microsoft estará desenvolvendo uma nova experiência de add-ins para seus aplicativos do Office no futuro, impulsionada pelo novo controle.

Afim de garantir que a experiência dos usuários seja consistente em todos os dispositivos Windows, o controle WebView2 será atualizado com o próprio navegador Edge por padrão, o que significa que todos os usuários terão os mesmos recursos, independentemente de qual versão do Windows eles estejam executando.

Caso os desenvolvedores queiram ter mais controle sobre a experiência, eles podem enviar seus aplicativos com uma versão específica do WebView2 e atualizá-los em seu próprio ritmo.

microsoft edge
A chegada do WebView2 facilitará o processo de login dentro de aplicações web e muito mais

O melhor de tudo é:

O mais importante é que o WebView2 abre as portas para unificação do browser rumo a completa substituição do motor EdgeHTML e MSHTML ainda usado no Edge que vem com o Windows 10. A novidade anunciada era um dos passos que faltava para a completa migração do browser padrão do Windows 10 para sua nova versão e para que enfim aconteça sua liberação geral e irrestrita para todos os usuários do Windows.

Dessa forma, não deve demorar para a Microsoft liberar o novo Edge baseado no Projeto Chromium ser entregue junto com uma grande atualização do seu sistema operacional, colocando um fim na era do Edge baseado no EdgeHTML, deixando de ser apenas um programa Beta.

O que é o Microsoft Chromium Based?

O novo Microsoft Edge é um browser da Microsoft criado com base no Projeto Chromium, que é um projeto de código aberto também utilizado pelo Google para desenvolver o Chrome. Ele faz uso do motor Blink. A mudança radical da Microsoft visa elevar o nível de compatibilidade do seu navegador afim de aumentar o engajamento dos seus usuários e a popularidade do browser.

O Edge Chromium based ainda está em sua fase inicial de desenvolvimento, tanto que atualmente ele só está disponível em versões consideradas Alpha. Nem o Beta foi liberado ainda. Existem dois canais para escolher, o Canary e o DEV.

Clique aqui para obter mais informações sobre o novo Edge e também para fazer o download a versão que mais lhe agrada.

Fonte e Direitos Autorais: Blog – Windows.com – / Program Manager, WebView – 19/06/2019.
Leia na integra acessando: https://blogs.windows.com/msedgedev/2019/06/18/building-hybrid-applications-with-the-webview2-developer-preview/#zEWM4oLlHDEKkkGT.97

Microsoft pretende adicionar uma tecla dedicada ao Office em novos teclados

Segundo informações obtidas pela portal WindowTeam.com.br


Você é bom com atalhos de teclado do Windows?

Se sua resposta foi não! bem vindo ao time da maioria dos usuários do Windows. São poucos que conhecem a fundo as dezenas de atalhos de teclado existentes para o S.O. A grande maioria conhece meia dúzia deles, como por exemplo, o Ctrl + C para copiar algo, e o Ctrl + V para colar o que foi copiado; tem também o Alt + F4 para fechar um programa aberto, porém, não vai muito além disso…

Obviamente a Microsoft sabe disso e está sempre maquinando formas de facilitar o uso dos seus produtos, o que aumenta o engajamento, tanto que anos atrás criou a tecla “Windows”, que hoje, funciona para várias coisas. A título de curiosidade a Microsoft Natural Keyboard foi introduzida em 1994.

Agora, informações ainda não confirmada apontam para a criação de uma nova tecla dedicada ao Microsoft Office. Quem chegou com essa informação foi nosso amigo do Twitter, o WalkingCat, já conhecido por revelar informações privilegiadas. Ele postou a imagem do seguinte formulário:

Nele podemos ver uma pesquisa interna da empresa que fala sobre a criação e uso da tecla dedicada ao Microsoft Office. Também vemos que a ideia seria atribuir a ela atalhos bem interessas, como por exemplo, os atalhos da Tecla Office + O, T, W, X, P, D, N, Y e L que serviriam para abrir rapidamente os vários aplicativos da suíte, como por exemplo: tecla Office + W para abrir o Word; tecla Office + P para abrir o Power Point e assim por diante.

Alguns suspeitam que a tecla dedicada viria em um hardware próprio da empresa, como seus teclados, ou mesmo em produtos completos, como a linha Surface, porém, isso também não foi confirmado.

Mas, onde essa tecla seria inserida, se o teclado já é todo preenchido?

A ideia seria adiciona-lo no lugar da tecla “Alt” do lado direito do teclado. Se você nunca percebeu, ela é repetida. Muitas fabricantes colocam um “Alt Gr”, como a HP, que termina adicionando funcionalidades a tecla, mas por padrão ela é repetida para ajudar na digitação e acesso a atalhos diversos que a usam na combinação, então, lugar tem, só resta saber se os usuários a aceitarão.

surface
A tecla Office substituiria a tecla Alt do lado direito do teclado que fica ao lado da barra de espaço

Difícil encontrar alguém que dependa de um computador que possa abrir mão do Word, do Excel e do Power Point. Claro que amantes do Open Source usam soluções diversas para suprir essa necessidades, contudo, a grande massa usa Windows, então… faria todo sentido essa adição da tecla Office.


Fontes e Direitos Autorais: WindowsTeam.com.br – Alexandre Lima – 19/06/2019.

Uma parceria histórica envolvendo games firmada entre Microsoft e Sony

Sony e a Microsoft anunciando uma parceria envolvendo jogos, você não é o único, mas algo impensável como isso se tornou verdade do dia pra noite.


Na última quinta-feira dia 16, as empresas Microsoft e Sony anunciaram uma parceria histórica que visa oferecer o que é de mais moderno quando o assunto é experiência de usuário em plataformas de entretenimento e soluções de inteligência artificial (AI) em torno do mercado de jogos eletrônicos.

a parceria?

microsoft e sony
CEO da Sony ao lado do CEO da Microsoft

Em resumo a Sony vai começar a usar as soluções da plataforma em Nuvem da Microsoft, o Azure, para seus serviços de games e streaming, além da exploração da incorporação das ferramentas avançadas de AI da Microsoft e semicondutores nos produtos da empresa, tudo no intuito de fornecer experiências “altamente intuitivas e fáceis de usar”, isso nas palavras da própria empresa.

Sobre a parceria o presidente e CEO da Sony, Kenichiro Yoshida, disse o seguinte:

“O PlayStation surgiu através da integração de criatividade e tecnologia. Nossa missão é evoluir continuamente essa plataforma como uma que continua a oferecer as melhores e mais imersivas experiências de entretenimento, junto com um ambiente de nuvem que garante a melhor experiência possível, a qualquer hora, em qualquer lugar. Por muitos anos, a Microsoft tem sido um parceiro comercial importante para nós, embora, é claro, as duas empresas também estejam competindo em algumas áreas. Acredito que o desenvolvimento conjunto de futuras soluções em nuvem contribuirá muito para o avanço do conteúdo interativo”.

Yoshida lembrou bem que Sony e Microsoft são parceria há anos. As empresas já trabalharam juntas em vários projetos, especialmente quando o assunto são PCs com Windows, mas sempre competiram no mercado de games, então, essa é a primeira vez que elas trabalharão juntas em algo relacionados ao mercado de jogos eletrônicos.

Depois do CEO da Sony, temos a seguir algumas palavras do chefe do Xbox dentro da Microsoft, Phil Spencer, que também fez alguns comentários sobre a nova parceria.

“Empolgado com as oportunidades à frente com a @Sony para que possamos perseguir nossas ambições mútuas em jogos e encantar os jogadores ao redor do mundo”

O CEO da Microsoft não poderia ficar de fora da conversa e falou o seguinte:

“A Sony sempre foi líder em entretenimento e tecnologia, e a colaboração que anunciamos hoje se baseia nessa história de inovação”, disse Nadella. “Nossa parceria traz o poder do Azure e do Azure AI para a Sony para oferecer novas experiências de entretenimento e jogos para os clientes”, ressaltou ele.

“As duas empresas explorarão o desenvolvimento conjunto da futura solução de nuvem no Microsoft Azure para suportar seus respectivos serviços de streaming de conteúdo e jogos”, explica uma declaração da Microsoft.

Sem dúvida essa é uma reação aos mais recentes anúncios do Google, como por exemplo, da plataforma de streaming de jogo Stadia, então, Sony e Microsoft parecem não querer deixar nem uma migalha do bolo do mercado de jogos para o Google.

Com Inteligência Artificial também está no foco da parceria, a Microsoft também vai usar tecnologia Sony para aprimorar seus produtos, como por exemplo, a Microsoft pretende usar os mais avançados sensores de imagem da Sony em sintonia com a tecnologia de IA da Azure para melhorar as experiências em sua Nuvem.

E o Xbox e o Playstation nessa história?

Neste primeiro momento, não há qualquer sinal de integração entre a plataforma Xbox e a Playstation, como jogos multiplataforma ou algo do gênero, no entanto, dada a abrangência dessa nova parceria em torno de Cloud Services, nada impede que no futuro as empresas combinem de abrir uma loja única e online para permitir o acesso a jogos diversos via streaming. Não de jogos exclusivos, mas ao menos de títulos de terceiros que geralmente lançam seus produtos para ambas as plataformas.

Fontes e Direitos Autorais: theenemy e Microsoft – 16/05/2019.

Microsoft vai mudar a forma que o Windows Update trabalha

Esta nova mudança é outro sinal de que a empresa está mudando sua forma de conduzir negócios sob a liderança de Satya Nadella, respeitando a maneira que os usuários entendem a necessidade de se utilizar e manter o sistema operacional em pleno funcionamento.


A maioria das empresas sabe que uma guerra com as pessoas que compram e usam seus produtos é uma guerra que eles não podem vencer. A Microsoft reconheceu tardiamente isso em relação às suas políticas do Windows Update. E se você está prestando atenção às mudanças na cultura corporativa em Redmond, a entrega da empresa a seus clientes não deve ser uma surpresa.

A guerra de longo prazo tem a ver com a maneira como o Windows 10 se atualiza em PCs – especificamente, as atualizações significativas duas vezes por ano, chamadas de “atualizações de recursos”, que adicionam novos recursos ao Windows. Por anos, você teve, para todos os propósitos práticos, nenhuma escolha sobre atualizar ou não; o seu PC instalou todas as atualizações automaticamente, quer você goste ou não. (Tecnicamente, você poderia contornar isso, mas não era uma opção que a maioria dos usuários escolheria; mas mais sobre isso em breve.)

Os usuários do Windows não ficaram satisfeitos com isso e por um bom motivo. Frequentemente, as atualizações de recursos foram liberadas antes de estarem prontas para o horário nobre, às vezes até causando danos a PCs e arquivos. Por exemplo, a última, a Atualização do Windows 10 de outubro de 2018, excluiu arquivos sem avisar os usuários, e esses arquivos foram perdidos para sempre. Depois, houve o fiasco do Windows 10 de abril de 2018, quando as pessoas reclamaram que ele travou seus computadores e exibiu a notória tela azul da morte.

O que muda?

Com a próxima versão, o Windows não instalará automaticamente uma atualização com novos recursos quando ela estiver disponível. Em vez disso, o Windows irá notificá-lo que está disponível, mostrando uma mensagem “Fazer download e instalar agora” e um link no painel Configurações do Windows Update. Se você não quiser instalá-lo, basta ignorar a mensagem. Se você quiser instalá-lo, clique no link e siga as instruções. E se você quiser esperar um pouco – alguns dias, algumas semanas, alguns meses – até ter certeza de que a atualização não é problemática, vá em frente e faça isso. O controle, finalmente, está em suas mãos.

Tenha em mente que você ainda terá de instalar os pequenos patches que a Microsoft emite todos os meses. Isso é porque eles geralmente são atualizações de segurança e todos devem tê-los. No entanto, a Microsoft concordou em dar a você algum controle sobre quando eles serão instalados. Você poderá atrasá-los por até 35 dias.

Fontes e Direitos Autorais:Preston Gralla, Computerworld (EUA).
Leia na integra acessando:https://itmidia.com/microsoft-se-rende-em-sua-guerra-do-windows-update-com-usuarios/