Cursos gratuitos online sobre TI e programação são oferecidos pela Microsoft

A Microsoft possui uma das maiores plataformas de cursos online entre as empresas de tecnologia.


Image result for Microsoft Pode parecer brincadeira, mas a Microsoft conta com um  a verdadeira escola online com diversas aulas voltadas para programação, desenvolvimento, banco de dados e outros temas que cercam esse universo da tecnologia da informação.

Com dois grandes atrativos: todos os cursos são gratuitos, podem ser finalizados onde e quando você quiser, e trazem ainda certificação garantida a partir de uma determinada quantidade de horas.

A seguir, você encontra alguns dos principais cursos oferecidos gratuitamente com foco em programação. Para acessá-los, basta clicar no título de cada módulo.


1. Adicionar lógica de decisão a seu código usando a instrução if-else em C#

Aprenda a ramificar o caminho de execução de seu código avaliando expressões boolianas. Neste módulo, você vai escrever código que avalia condições usando as instruções if-elseif-else; criar expressões boolianas para avaliar uma condição; combinar expressões boolianas usando operadores lógicos; aninhar blocos de código dentro de outros blocos de código.

2. Introdução ao Python

Aprenda a escrever código básico do Python, declarar variáveis e trabalhar com entrada e saída do console. Neste módulo, você vai explorar as opções disponíveis para executar aplicativos do Python; usar o interpretador do Python para executar instruções e scripts; aprender a declarar variáveis; criar um aplicativo simples do Python que use entrada e produza saída.

3. Chamar métodos da Biblioteca de Classes do .NET usando C#

Use a funcionalidade na Biblioteca de Classes do .NET chamando métodos que retornam valores, aceitam parâmetros de entrada e mais.

Neste módulo, você vai escrever código que chama métodos sem estado na Biblioteca de Classes do .NET; criar uma instância de classes da Biblioteca de Classes do .NET para chamar métodos que mantêm o estado; use o IntelliSense para saber mais sobre um método, suas versões sobrecarregadas, seu tipo de dados de valor retornado e seus tipos de dados de parâmetro de entrada; use docs.microsoft.com para pesquisar o que um método faz, suas versões sobrecarregadas, seu tipo de valor retornado, seus parâmetros de entrada e o que cada parâmetro representa e muito mais.

4. Criar uma API Web com o ASP.NET Core

Crie um serviço RESTful com o ASP.NET Core que dá suporte a operações de CRUD (criação, leitura, atualização e exclusão). Neste módulo, você vai criar um projeto de API Web com o ASP.NET Core; criar um banco de dados em memória para manter produtos; adicionar suporte para operações CRUD; testar métodos de ação de API Web no shell de comando.

Continue Lendo “Cursos gratuitos online sobre TI e programação são oferecidos pela Microsoft”

Novas atualizações para Windows 10 disponíveis

Microsoft disponibiliza algumas atualizações pontuais para o Windows 10 neste mês.


A Microsoft começou a liberar nesta quarta-feira (13) o segundo maior update de 2019 para o sistema operacional – dessa vez, sem grandes novidades ou surpresas. Esta a atualização serviu apenas para melhorar a performance e estabilidade do Windows 10. Apesar de ser a segunda maior atualização do ano para o sistema operacional, nada muito significativo foi adicionado a ponto de impactar a utilização da plataforma. A correção de alguns bugs também faz parte do patch.

Continue Lendo “Novas atualizações para Windows 10 disponíveis”

Lista de possíveis novidades a serem lançadas em 2020 para Windows 10

Estas podem ser algumas das milhares de novidades a serem adicionadas no Windows 10 em 2020.


Segundo o WebSite Windows Central, a Microsoft que atualmente esta trabalhando no Build 20H1, codinome da próxima grande atualização do Windows, destaca algumas informações sobre as possíveis novidades a serem adicionadas ao Windows 10 em 2020.

Aparência do Windows

  • O Explorador de Arquivos ganhará uma nova interface de pesquisa e agora é alimentado por um novo sistema, o “ELF64 Linux”.
  • O Teclado Virtual ganhou mais 39 idiomas adicionais baseados nas tecnologias SwiftKey.
  • O Input Method Editor (IME) ganhou melhorias para japonês, bem como chinês simplificado e tradicional.
  • O Ditador agora suporta 12 idiomas adicionais.
  • A lista de Wi-Fi foi atualizada com uma interface do usuário aprimorada e melhor iconografia.
  • O Windows Ink Workspace agora é menor e fornece acesso direto ao Microsoft Whiteboard e ao Snip & Sketch.
  • Uma nova experiência da Cortana está presente e apresenta uma nova interface do usuário de conversação, modo claro e escuro e muito mais.
  • Os Desktops Virtuais agora podem ser renomeados e salvos entre as reinicializações.
  • Novas opções de notificação estão presentes e permitem que o usuário controle quais aplicativos podem emitir notificações. Também ficou mais fácil ocultar o conteúdo das notificações.
  • Agora, os usuários podem adicionar eventos ao calendário diretamente no menu desdobrável de hora e data na barra de tarefas.

Configurações

  • Vai ser possível remover todas senhas tradicionais do sistema, isso condicionado apenas ao uso exclusivo dos mecanismos de autenticação do Windows Hello.
  • Uma nova seção de visualização geral para a área Idiomas nas Configurações permitirá saber rapidamente quais idiomas estão selecionados como padrão para sua exibição do Windows, aplicativos e sites, formato regional, teclado e fala.
  • A nova opção de “Cloud Download” permitirá restaurar o Windows a partir de um back-up feito na Nuvem.

Continue Lendo “Lista de possíveis novidades a serem lançadas em 2020 para Windows 10”

Num futuro não muito distante poderemos realizar restauração do Windows 10 nas nuvens

A novidade conhecida inicialmente como Cloud Download poderá estar brevemente disponível nas próximas versões do Windows 10.


Quem nunca teve a necessidade de realizar um Master Reset em seu Celular? Eu mesmo já tive este “desprazer”!

Pois bem, esta é uma funcionalidade que também esta presente no Windows 10 a algum tempo, mas agora a Microsoft esta pensando em algum mais evoluído ou até mesmo revolucionário. Estou me referindo a capacidade de restaurar o sistema operacional instalado em nosso desktop ou notebook através da internet.

Nos últimos dias surgiram algumas informações extra oficiais na Internet que justamente destacam esta futura funcionalidade conhecida até o presente momento como Cloud Download.

Segundo um twitter publicado pelo perfil Albacore a Microsoft já esta trabalhando neste recurso, e pretende já na próxima atualização do Windows 10 a ser publicada em 2020:

Além disso, este mesmo perfil destacou que esta funcionalidade Cloud Download, atualmente encontra-se em uso de uma forma não oficial, realizando download da Build 14393 do Windows 10, ou seja, a Redstone 1, a partir de agosto de 2016, sugerindo que, na verdade, é um recurso antigo que a Microsoft está revivendo, este mesmo recurso apareceu pela primeira vez no Build 14908, a partir de 2016, e fez o download da mesma versão do Windows que a Ferramenta de Criação de Mídia, sem personalização sofisticada ou download diferencial.

Continue Lendo “Num futuro não muito distante poderemos realizar restauração do Windows 10 nas nuvens”

Microsoft Defender o novo Windows Defender

Windows Defender será conhecida a partir das próximas atualizações e versões do Windows como Microsoft Defender


A Microsoft esta trabalhando forte para transformar o Windows Defender em um dos principais recursos de segurança para ser utilizado inicialmente em sistemas operacionais Windows, mas brevemente estará disponível em diversas plataformas.

Pensando nisso, a gigante de Redmond está renomeando o seu software de proteção que passará a se chamar Microsoft Defender ATP.

Para começar esta caminhada e transformação do Windows Defender, o Microsoft Defender ATP será disponibilizado para Mac e pode ser executado em dispositivos que estejam rodando o macOS Mojave, macOS High Sierra ou macOS Sierra. Durante o período de testes, o Microsoft Defender ATP para Mac permitirá que os utilizadores revisem e executem configurações de proteção, incluindo:

  • Verificações de ameaças, incluindo verificações completas, rápidas e personalizadas (Recomendamos verificações rápidas em quase todos os cenários);
  • Revisão de ameaças detectadas;
  • Tomar decisões sobre ameaças detectadas, incluindo quarentena, remover ou permitir.

A Microsoft pretende introduzir o Microsoft Defender na versão 20H1 do Windows 10, que está programada para liberação em abril 2020, mas o processo de comutação do Windows para a Microsoft já começou.

Em um recém-lançamento da Build 18941 do Windows 10 20H1, o nome de alguns componentes do Windows Defender já foram alterados, por exemplo, o Windows Defender Exploit Guard foi renomeado para Microsoft Defender Exploit Guard, mas suas funções permanecem as mesmas.

Se você utiliza um Mac e tem interesse em testar o Microsoft Defender, a Microsoft esta disponibilizando uma versão para teste, disponível através deste lik.

Outros pontos importantes destacado pela Microsoft, se relaciona ao avanço em como o produto poderá se tornar uma solução de segurança unificada para outras plataformas, também estamos atualizando nosso nome para refletir a amplitude dessa cobertura expandida: Microsoft defender ATP.

Há duas partes principais para suporte multi-plataforma para o Microsoft defender ATP no Mac:

1 – Uma nova interface de usuário em clientes Mac chamado Microsoft defender ATP. A interface do usuário traz uma experiência semelhante ao que os clientes têm hoje em dispositivos Windows 10; e

2 – Relatórios para dispositivos Mac no portal do Microsoft defender ATP.

Em vídeo publicado pela empresa, podemos ter uma visão mais próxima de como o Microsoft Defender terá um papel importante na segurança de nossos dispositivos:


Fontes e Direitos Autorais: Microsoft Defender ATPEric Avena – 24/07/2019.
Leia na integra acessando: https://techcommunity.microsoft.com/t5/Microsoft-Defender-ATP/Announcing-Microsoft-Defender-ATP-for-Mac/ba-p/378010

Primeiras imagens do Windows sem a MetroUI vazam na internet

Possível versão do Windows 10 sem live tiles começam a surgir na internet.


Windows 10 sem Live Tiles?

Rumores e possíveis vazamentos de imagens de futuras versões do Windows 10 sem live tiles começam a circular livremente na internet.

Conceito do Windows 10 Lite com Fluent Design

Amado e odiado ao mesmo, os queridos blocos dinâmicos se tornaram a solução criada pela Microsoft aos tradicionais selos de notificação que podem ser pontos ou números. As Live Tiles exibem informações resumidas das notificações dos APPS sem a necessidade de abri-los.

Um usuário do Twitter NTAuthority nos revelou nas últimas horas as primeiras imagens reais do Windows 10 sem Live Tile, a vários destes rumores sendo notificados ultimamente na internet de que a Microsoft planeja liberar uma versão renovada do Windows 10 (Lite) no future, e que essa versão abandonaria permanentemente o já conhecido bloco dinâmico.

Menu Iniciar
Menu Iniciar no Modo Tablet

Esta é uma novidade que ainda está sendo testada internamente sobre o número da versão 18947 e, certamente, não será liberada tão cedo para os Insiders. Outra novidade nesta compilação é a capacidade de executar pesquisas GIF:

Pesquisa de GIFs

Fontes e Direitos Autorais: NTAuthority – 24/07/2019.
Autoria: Diego Mendes – WindowsTeam.com.br

Novidades para Windows 10 apresentadas na versão Build Insider 18936

Os insider do Windows 10, estão conhecendo as mais recente novidades para as próximas versões do Windows.


Nos últimos dias, as equipes de Insiders dedicados a trabalhar nas futuras versões do Windows, compilaram a mais recente versão de buil, denominada build insider 18936.

A Microsoft disponibilizou uma pequena relação das mais “impactantes” novidades acrescentadas neste build que prevemente estaram sendo utilizadas em nossas máquinas, confira abaixo:

Seu Telefone – espelhamento da tela do seu smartphone via app está disponível em praticamente todos os modelos de Surface

Agora, mais PCs estão habilitados para funcionar com o aplicativo Seu Telefone. Com a atualização de drivers mais recente dos controles internos do Windows, os seguintes dispositivos Surface passam a ser compatíveis com o recurso de espelhamento de tela via Seu Telefone – Surface Laptop, Surface Laptop 2, Surface Pro 4, Surface Pro 5, Surface Pro 6, Surface Book, e Surface Book 2. Se você tiver um desses dispositivos, experimente e deixe-nos saber o que você pensa.

Criação rápida de eventos a partir da barra de tarefas

A partir de hoje, insiders poderão criar eventos diversos diretamente da janela do calendário do sistema que é acessada a partir da barra de tarefas.

Mostrando o flyout do relógio e do calendário, com uma opção em linha para adicionar um novo evento.

Escolha a data desejada e comece a digitar. Agora, você verá opções em linha para definir um horário e um local.

Viva sem senhas com as contas da Microsoft no seu dispositivo

Para uma segurança aprimorada e uma experiência de login mais perfeita, agora é possível habilitar o login sem senha para contas Microsoft no seu dispositivo com Windows 10

Para tal, acesse: Configurações > Contas > Opções de entrada e selecionando ‘ Ativar’ em ‘ Fazer seu dispositivo sem senha‘. A ativação do login sem senha alternará todas as contas da Microsoft no seu dispositivo Windows 10 para a autenticação moderna com o Windows Hello (reconhecimento facial), Fingerprint (por impressões digitais) ou PIN.

Observação: este recurso está sendo implementado para uma pequena parte dos Insiders e a opção acima pode não ser exibida para todos os usuários nas configurações. Se a alternância não estiver sendo exibida, verifique novamente em uma semana.

Todas as senhas ocultas para a Microsoft

Além destas novidades, a Microsoft apresenta um relação mais detalhada das principais correções realizadas e aplicadas neste build, através do link: https://blogs.windows.com/windowsexperience/2019/07/10/announcing-windows-10-insider-preview-build-18936/#hPDaYmgxpFu0JPjQ.97

Outro anúncio legal é a abertura para o processo de inscrição ao Bing Insider Program, nos mesmos moldes do programa de insiders para Windows, mas este dedicado as próximas versões da ferramenta de busca Bing, caso queira saber mais sobre este programa, acesse: Bing Insider Program.


Fontes e Direitos Autorais: Windows Insider Program – and – 10/07/2019.
Leia na integra acessando:https://blogs.windows.com/windowsexperience/2019/07/10/announcing-windows-10-insider-preview-build-18936/#jtK8iqo8BHdOsZtF.97

Versão preview do novo Windows terminal disponível via Windows Store

Microsoft liberou a alguns dias a primeira versão preview do novo Windows Terminal.


O Windows Terminal é aplicativo para usuários de linha de comando do Windows que oferecerá uma interface de usuário com fontes e gráficos emoji. Ele fornece suporte a múltiplas abas, bem como temas e personalização, permitindo que os usuários personalizem seu Terminal. Em outras palavras, eles estão usando as ferramentas de linha de comando do Windows, como o PowerShell e o Prompt de Comando antigo comum, para a realidade de 2019.

A partir deste nova versão, esta tão tradicional e conhecida ferramenta do Windows desde suas primeiras versões, passa a ter suporte a renderização de texto completa baseada em GPU, recurso que vai permitir a uma “simples” ferramenta de linha de comando, fazer uso de funcionalidades e processamentos gráficos em modo prompt.

Windows Terminal Emoji

A Microsoft exibiu o suporte a emojis com um vídeo chamativo no Build, e a renderização de texto é baseada em DirectX, de modo que exibirá caracteres de texto regulares, glifos e símbolos disponíveis em seu computador.

Para acessar esta versão preview via Windows Store, clique aqui.


Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com – https://www.microsoft.com/pt-br/ 

Versão 8.2 do Microsoft SQL Server Migration Assistant disponível

O Microsoft SQL Server Migration Assistant é uma ferramenta gratuita que simplifica o processo de migração destes produtos para o SQL Server e Azure SQL.


A Microsoft disponibilizou ontem dia 14/06 a nova versão do Microsoft SQL Server Migration Assistant denominada v8.2, compatível com soluções de Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados MySQL, SAP Adaptive Server Enterprise (ex-Sybase), Oracle Database, IBM DB2 e Banco de Dados Desktop Access.

O Microsoft SQL Server Migration Assistant é uma ferramenta gratuita que simplifica o processo de migração destes produtos para o SQL Server e Azure SQL.

De uma forma bastante simples e prática é possível consumir os dados armazenados nas soluções listadas acima, enviando os mesmos diretamente para o Microsoft SQL Server e Microsoft Azure SQL, sendo esta, considerada como uma ferramenta que automatiza todos os aspectos de migração de dados entre fontes distintas.

 

 

A versão 8.2 inclui o suporte para:

  1. Migração do MySQL 4.1 e posteriores para todas as edições do SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017, SQL Server 2019, Azure SQL DB e Azure SQL Database Managed Instance.
  2. Migração do Access 97 e posteriores para todas as edições do SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017, SQL Server 2019, Azure SQL DB e Azure SQL Database Managed Instance.

  3. Migração do SAP Adaptive Server Enterprise (ex-Sybase) 11.9 e posteriores para todas as edições do SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017, SQL Server 2019, Azure SQL DB e Azure SQL Database Managed Instance.

  4. Migração do Oracle Database 9.0 e posteriores para todas as edições do SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017, SQL Server 2019, Azure SQL DB, Azure SQL Data Warehouse e Azure SQL Database Managed Instance.

  5. Migração do IBM DB2 9.0 e 10.0 no z/OS e das versões 9.7 e 10.1 no Linux/Unix/Windows para o SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017,SQL Server 2019, Azure SQL DB e Azure SQL Database Managed Instance.

Microsoft SQL Server Migration Assistant v8.2

Baixe o Microsoft SQL Server Migration Assistant v8.2:

Download da versão 8.2 para MySQL
Download da versão 8.2 para Access
Download da versão 8.2 para SAP Adaptive Server Enterprise (ex-Sybase)
Download da versão 8.2 para Oracle Database
Download da versão 8.2 para IBM DB2

O Microsoft SQL Server Migration Assistant v8.2 é compatível com os seguintes sistemas operacionais:

  • Windows 10;
  • Windows 8;
  • Windows 8.1;
  • Windows 7;
  • Windows Server 2008 R2;
  • Windows Server 2012;
  • Windows Server 2012 R2; e
  • Windows Server 2016.

Antes de realizar sua instalação, certifique-se da instalação do .NET Framework 4.5.2 ou posterior.

Caso você deseje fazer uso do SSMA v8.2 para acessar dados armazenados no:

  • MySQL: Utilize o conector MySQL Connector/ODBC; ou
  • SAP: Utilize o conector SAP ASE OLEDB / ADO.Net / ODBC provider.

Recursos adicionais


Fontes e Direitos Autorais: https://techcommunity.microsoft.com/t5/Microsoft-Data-Migration/Release-SQL-Server-Migration-Assistant-SSMA-v8-2/ba-p/681094

Microsoft revela que IA e Nuvem serão grandes aliados em próximas versões do Windows 10

Microsoft levou dois de seus executivos para a Computex 2019 em Taipei, evento realizado na semana passada.


Os executivos da Microsoft Roanne Sones, CVP OS Platforms e Rodney Clark, vice-presidente da IoT Sales, compartilharam o palco principal da Computex2019 para apresentar as tecnologias e serviços da plataforma Microsoft 365, Windows Azure IoT que os parceiros de dispositivos podem usar para oferecer modernas experiências de PC e construir uma nova geração de dispositivos conectados e soluções de IoT.

Além disso, eles forneceram uma perspectiva de como os parceiros do ecossistema da chamada intelligent edge podem impulsionar a transformação digital trabalhando juntos para criar soluções de ponta para nuvem da IoT.

windows 10

Muito se falou em Windows IoT, o qual já conhecemos. Ele é uma versão do Windows  10 voltada para dispositivos da Intenet das Coisas (IoT), no entanto, com a chegada do Projeto Windows Core OS, que faz parte de um projeto maior chamado OneCore, não deve demorar até que todas as versões do Windows 10 sejam chamadas apenas de Windows. Até o “10” deve desaparecer do nome principal.

Isso deve acontecer muito em breve, até porque já tem algum tempo que a Microsoft já prefere chamar tudo apenas de Windows 10, então, com o Windows Core OS isso deverá ser ainda mais usual.

Mesmo sabendo que tudo será Windows daqui pra frente, muito provavelmente veremos codinomes associados a determinadas “versões”, como por exemplo, muito deve ser falado sobre um tal de Windows Lite. Este “braço” do Windows deverá rodar em dispositivo mais simples, dotados de um hardware consideravelmente fraco, contudo, que contará com o poder da Nuvem e da Inteligência Artificial para torná-lo prático, usual e produtivo. Não resta dúvida que essas características serão parte integrante de qualquer novidade que a Microsoft anuncie ao mundo envolvendo o Windows num futuro próximo.

Fontes e Direitos Autorais: Alexandre Lima – Windowsteam.com.br
Leia na integra acessando: https://www.windowsteam.com.br/windows-10-ia-e-nuvem-serao-grandes-aliados-em-proximas-versoes/

macOS é o primeiro a receber a versão do Microsoft Edge baseado em Chromium

A primeira versão a ser liberada é a 76.0.151.0 e já traz consigo todos os recursos já disponíveis para o Windows 10. Sendo a versão Canary, os updates são constantes e novidades chegarão constantemente.


Mesmo sem ainda ter liberado a versão Beta do Microsoft Edge baseado no Chromium para usuários Windows, a Microsoft não perdeu tempo e liberou ao menos a versão Canary do seu novo browser para o macOS da Apple.

Ela atendeu a enorme quantidade de pedidos que chegavam via feedback do navegador..

Microsoft Edge baseado no Chromium?

O novo Microsoft Edge é um browser da Microsoft criado com base no Projeto Chromium, que é um projeto de código aberto também utilizado pelo Google para desenvolver o Chrome. Ele faz uso do motor Blink. A mudança radical da Microsoft visa elevar o nível de compatibilidade do seu navegador afim de aumentar o engajamento dos seus usuários e a popularidade do browser.

O Edge Chromium based ainda está em sua fase inicial de desenvolvimento, tanto que atualmente ele só está disponível em versões consideradas Alpha. Para obter mais informações sobre o novo Edge e também para fazer o download a versão que mais lhe agrada, acesse: https://www.microsoftedgeinsider.com/en-us/whats-new

Fontes e Direitos Autorais: Alexandre Lima – WindowsTeam.com.br – 16/05/2019.
Leia na integra: https://www.windowsteam.com.br/microsoft-edge-baseado-no-chromium-disponivel-para-macos/

Build 2019 – Os principais anúncios apresentados neste mega evento

A Microsoft tive uma lista extensa de diversos anúncios a serem feitos no Build 2019, dentre eles, alguns se destacaram muito mais.


O CEO da Microsoft, Satya Nadella, levou ao palco durante o Build 2019 à conferência da empresa um extenso discurso.

Este ano, a Microsoft apresentou aos desenvolvedores uma ampla gama de anúncios relacionados ao novo Microsoft Edge, Fluent design, e muito mais.

Top 5 announcements from Build 2019

Dentre estes diversos anúncios, alguns merecem um destaque maior, dentre eles:

O novo Microsoft Edge considerado mais privado e produtivo

Ainda relativamente cedo para abordar o desenvolvimento do novo Microsoft Edge construído como base no Chromium, mas algumas características novas já podem ser destacadas para usuários corporativos, um modo do Internet Explorer fará com que o Edge funcione com aplicativos Web herdados e sites de dentro de uma guia borda.

Esta nova versão do Microsoft Edge também terá uma nova forma de controle de como os sites podem rastreá-lo pela Web com três níveis de controles de privacidade.

 

Cortana ainda mais conversacional “falante de uma maneira mais coloquial”

Como os assistentes digitais existem atualmente, interagir com eles pode ser relativamente complicado, exigindo frases e comandos específicos para invocar uma ação, uma a uma. Microsoft está olhando para quebrar esse paradigma, integrando Cortana com nova tecnologia AI conversacional.

O resultado, segunda a Microsoft, será mais interações naturais com Cortana. O assistente digital será capaz de seguir o contexto de uma conversação ao manipular várias consultas e habilidades ao mesmo tempo, interagirando com Cortana possibilitando se sentir estivesse falando com outra pessoa.

Um novo e totalmente remodelado windows terminal “prompt-de-comando”

Windows Terminal

Na minha humilde opinião, este foi o anúncio mais sensacional, que mostra como a Microsoft esta procurando se reinventar, olhando para seu legado como fonte de inspiração para trazer novas possibilidades. Hoje a Microsoft abalou as coisas um pouco, anunciando o novo aplicativo de terminal do Windows.

Definido para lançamento em junho, o novo terminal do Windows permite que você defina temas personalizados, use guias e até mesmo usar emoji. Sim, Emoji. Se você usa o PowerShell, Windows Subsystem para Linux, ou CMD, inserindo comandos via Windows terminal deve revelar-se apenas um pouco mais divertido.

Fontes e Direitos Autorais: Dan Thorp-Lancaster – WindowsCentral.com
Leia na integra: https://www.windowscentral.com/top-5-announcements-microsoft-build-2019

Microsoft vai mudar a forma que o Windows Update trabalha

Esta nova mudança é outro sinal de que a empresa está mudando sua forma de conduzir negócios sob a liderança de Satya Nadella, respeitando a maneira que os usuários entendem a necessidade de se utilizar e manter o sistema operacional em pleno funcionamento.


A maioria das empresas sabe que uma guerra com as pessoas que compram e usam seus produtos é uma guerra que eles não podem vencer. A Microsoft reconheceu tardiamente isso em relação às suas políticas do Windows Update. E se você está prestando atenção às mudanças na cultura corporativa em Redmond, a entrega da empresa a seus clientes não deve ser uma surpresa.

A guerra de longo prazo tem a ver com a maneira como o Windows 10 se atualiza em PCs – especificamente, as atualizações significativas duas vezes por ano, chamadas de “atualizações de recursos”, que adicionam novos recursos ao Windows. Por anos, você teve, para todos os propósitos práticos, nenhuma escolha sobre atualizar ou não; o seu PC instalou todas as atualizações automaticamente, quer você goste ou não. (Tecnicamente, você poderia contornar isso, mas não era uma opção que a maioria dos usuários escolheria; mas mais sobre isso em breve.)

Os usuários do Windows não ficaram satisfeitos com isso e por um bom motivo. Frequentemente, as atualizações de recursos foram liberadas antes de estarem prontas para o horário nobre, às vezes até causando danos a PCs e arquivos. Por exemplo, a última, a Atualização do Windows 10 de outubro de 2018, excluiu arquivos sem avisar os usuários, e esses arquivos foram perdidos para sempre. Depois, houve o fiasco do Windows 10 de abril de 2018, quando as pessoas reclamaram que ele travou seus computadores e exibiu a notória tela azul da morte.

O que muda?

Com a próxima versão, o Windows não instalará automaticamente uma atualização com novos recursos quando ela estiver disponível. Em vez disso, o Windows irá notificá-lo que está disponível, mostrando uma mensagem “Fazer download e instalar agora” e um link no painel Configurações do Windows Update. Se você não quiser instalá-lo, basta ignorar a mensagem. Se você quiser instalá-lo, clique no link e siga as instruções. E se você quiser esperar um pouco – alguns dias, algumas semanas, alguns meses – até ter certeza de que a atualização não é problemática, vá em frente e faça isso. O controle, finalmente, está em suas mãos.

Tenha em mente que você ainda terá de instalar os pequenos patches que a Microsoft emite todos os meses. Isso é porque eles geralmente são atualizações de segurança e todos devem tê-los. No entanto, a Microsoft concordou em dar a você algum controle sobre quando eles serão instalados. Você poderá atrasá-los por até 35 dias.

Fontes e Direitos Autorais:Preston Gralla, Computerworld (EUA).
Leia na integra acessando:https://itmidia.com/microsoft-se-rende-em-sua-guerra-do-windows-update-com-usuarios/

Microsoft anuncia que Menu Iniciar do Windows será um aplicativo


Segundo o portal brasileiro WindowsTeam, a Microsoft informou recentemente uma grande mudança no Windows 10 a partir da próxima atualização 19H1, na qual o menu iniciar existente no Windows desde a versão 95, passará a ser reconhecida e adotada como um aplicativo customizado e baixado via Windows Store.


Menu Iniciar do Windows 10 agora vai ser um aplicativo

Se tem uma coisa que as pessoas não podem afirmar nos tempos de hoje é que a Microsoft não é uma empresa suscetível a mudanças. Na verdade, hoje, é bem o contrário, pois, desde que o indiano Satya Nadella assumiu a liderança da empresa anos atrás, que não paramos de ver a gigante de Redmond se jogando de cabeça no mar das inovações e das mudanças de paradigmas.

Algumas das mudanças mais íconicas foram: a transformação sofrida pelo Windows, que deixou de ser apenas um software/produto e se tornou um serviço completo; Temos ainda a grande migração dos produtos e serviços da empresa para a Nuvem, e aqui entenda que quando falamos de Nuvem da Microsoft estamos falando de Azure; assistimos de camarote a “abertura” da empresa para receber produtos antes considerados da concorrência, como por exemplo, produtos by Google, como o Android e outros. Não fique surpreso quando não falamos do iOS ou macOS, pois, acredite você ou não, Apple e Microsoft são parceiros das antigas; por fim, temos uma das mais grandiosa mudanças, que foi o forte abraço dado pela Microsoft no mundo Open Source. Eles literalmente abraçaram o mercado dos softwares de código aberto ao ponto de abrirem mão do seu motor de renderização proprietário do Microsoft Edge em prol do Blink, que veio do Projeto Chromium, que é a mesma base do Google Chrome. Tem até várias distriuições Linux dentro da Microsot Store…

Agora, a grande novidade do momento é mais uma inovação para o Windows 10. Eles anunciaram que o Menu Iniciar do sistema operacional vai se tornar um aplicativo em separado, capaz de ser atualizado diretamente pela loja. Ou seja, não será mais necessário aguardar por uma atualização completa do S.O. para ter acesso a novidades nesse Menu, nem para melhorar seu desempenho ou corrigir bugs e erros.

windows 10

O aplicativo se chamará Windows 10 Start e estará disponível a partit da compilação 19H1, que chega agora em maio. A Microsoft confirmou que o Start ainda está próximo do Shell do Windows, mas ele poderá expandir a experiência ainda mais ao se tornar mais independente.

Inclusive, sua desenvolvedora afirma que um dos principais propósitos por trás da criação deste aplicativo em separado é oferecer aos usuários vários benefícios, incluindo aumento de desempenho.

Indiretamente estamos vendo que a ideia também é “modularizar” o sistema, dando independência a aplicativos imporantes, de modo que numa possível versão mais simplificada, como por exemplo, o Windows Lite, se possa trabalhar em separada em cada item do sistema afim de torná-lo mais eficiente. Quem sabe passos como esse nos levam ao Windows CoreOS propriamente dito.

Fontes e Direitos Autorais: WindowsTeam – https://www.windowsteam.com.br/menu-iniciar-do-windows-10-agora-vai-ser-um-aplicativo/

Novo Microsoft SQL Server Migration Assistant v8.1 disponível


A Microsoft disponibilizou na última terça – feira dia 05/03 o Microsoft SQL Server Migration Assistant v8.1, ferramenta gratuita que permite a migração de dados existentes em outras soluções de bancos de dados, como:

De uma forma bastante simples e prática é possível consumir os dados armazenados nas soluções listadas acima, enviando os mesmos diretamente para o Microsoft SQL Server e Microsoft Azure SQL.

O Microsoft SQL Server Migration Assistant v8.0 é compatível com o sistemas operacionais:

  • Windows 7;
  • Windows 8;
  • Windows 8.1;
  • Windows 10;
  • Windows Server 2008 R2;
  • Windows Server 2012;
  • Windows Server 2012 R2; e
  • Windows Server 2016.

Esta nova versão do Microsoft SQL Server Migration Assistant  inclui o suporte para:

– MySQL 4.1 e posteriores para todas as edições do SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017, SQL Server 2019, Azure SQL DB e Azure SQL Database Managed Instance;

–  Access 97 e posteriores para todas as edições do SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017, SQL Server 2019, Azure SQL DB e Azure SQL Database Managed Instance;

– SAP Adaptive Server Enterprise (ex-Sybase) 11.9 e posteriores para todas as edições do SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017, SQL Server 2019, Azure SQL DB e Azure SQL Database Managed Instance;

–  Oracle Database 9.0 e posteriores para todas as edições do SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017, SQL Server 2019, Azure SQL DB, Azure SQL Data Warehouse e Azure SQL Database Managed Instance; e

– IBM DB2 9.0 e 10.0 no z/OS e das versões 9.7 e 10.1 no Linux/Unix/Windows para o SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017,SQL Server 2019, Azure SQL DB e Azure SQL Database Managed Instance.

Microsoft SQL Server Migration Assistant v8.1

O download pode ser realizado de acordo com sua fonte de dados de origem, selecione uma das opções existentes abaixo:

Recursos adicionais

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft.com – Download Center – https://blogs.msdn.microsoft.com/datamigration/2019/03/05/release-sql-server-migration-assistant-ssma-v8-1/