Companhias economizam recursos e crescem em desempenho, por meio da análise preditiva e inteligência artificial.

Como a ciência de dados pode ajudar a melhorar a performance das empresas, segundo a FindUp.

Image result for ciencia de dadosConhecida por englobar o estudo de áreas como matemática, programação e estatísticas, a Ciência de Dados (ou Data Science, em inglês), é uma metodologia da chamada Indústria 4.0 capaz de avaliar e fornecer informações valiosas para que empresas possam tomar as melhores decisões para os seus modelos de negócios.

Por meio da Inteligência Artificial para análise preditiva, por exemplo, as companhias conseguem se antecipar a possíveis problemas e descobrir novas ferramentas para realizar um trabalho mais assertivo e personalizado. Com a necessidade de otimizar recursos como tempo e dinheiro e disponibilizar um serviço cada vez mais assertivo aos seus clientes, a FindUP, companhia de Field Services, é um bom exemplo de como a integração e a análise de dados pode ser um braço direito de empreendedores de diversos segmentos.

Para isso, a startup criou a Inteligência Artificial Morpheus, que trabalha a partir de quatro pilares: predição de abandono, recomendações de técnicos, propostas de solução e predição de atendimentos.

Image result for ciencia de dados

Dentre as possibilidades que a análise preditiva pode trazer às empresas, questões como combate a fraudes, novas estratégias de marketing e eficiência dos serviços e produtos podem ser avaliadas e implementadas. No caso do Morpheus, por exemplo, a partir da avaliação de históricos de abandono dos técnicos, avaliações de score, dia da semana, horário e até mesmo previsão do tempo, a ferramenta é capaz de ranquear e avaliar se existe ou não a probabilidade de um chamado ser cancelado pelo profissional encaminhado. 

Com isso, a empresa fornece insumos aos técnicos para buscarem as alternativas que mais se encaixam com o chamado, o que tem otimizado tempo e recursos gastos tanto para os profissionais quanto para os clientes.

“Pautar os serviços com base nas informações coletadas e analisadas diariamente tem sido o grande diferencial do nosso trabalho em conjunto com nossos clientes. Isso porque cada um deles possui um padrão de consumo e demandas específicas e, fornecer algo personalizado e preditivo, tem auxiliado cada um deles a terem um modelo de trabalho mais econômico, sustentável e fluido”, finaliza Fábio Freire, CEO da startup.


Fontes e Direitos Autorais: ComputerWorld.com.br – Brandpost – FindUp.
Leia na integra acessando: Ciência de dados melhora a performance das empresas | Computerworld

Autor: Junior Galvão - MVP

Profissional com vasta experiência na área de Tecnologia da Informação e soluções Microsoft. Pós-Graduado no Curso de Gestão e Engenharia de Processos para Desenvolvimento de Software com RUP na Faculdade FIAP – Faculdade de Informática e Administração Paulista de São Paulo. Graduado no Curso Superior em Gestão da Tecnologia de Sistemas de Informação pela Uninove – Campus São Roque. Formação MCDBA Microsoft, autor de artigos acadêmicos e profissionais postados em Revistas, Instituições de Ensino e WebSistes. Meu primeiro contato com tecnologia ocorreu em 1994 após meus pais comprarem nosso primeiro computador, ano em que as portas para este fantástico mundo se abriram. Neste mesmo ano, comecei o de Processamento de Dados, naquele momento a palavra TI não existia, na verdade a Tecnologia da Informação era conhecida como Computação ou Informática, foi assim que tudo começou e desde então não parei mais, continuando nesta longa estrada até hoje. Desde 2001 tenho atuado como Database Administrator – Administrador de Banco de Dados – SQL Server em tarefas de Administração, Gerenciamento, Migração de Servidores e Bancos de Dados, Estratégias de Backup/Restauração, Replicação, LogShipping, Implantação de ERPs que utilizam bancos SQL Server, Desenvolvimento de Funções, Stored Procedure, entre outros recursos. Desde 2008 exerço a função de Professor Universitário, para as disciplinas de Banco de Dados, Administração, Modelagem de Banco de Dados, Programação em Banco de Dados, Sistemas Operacionais, Análise e Projetos de Sistemas, entre outras. Experiência na Coordenação de Projetos de Alta Disponibilidade de Dados, utilizando Database Mirroring, Replicação Transacional e Merge, Log Shipping, etc. Trabalhei entre 2011 e 2017 como Administrador de Banco de Dados e Coordenador de TI no FIT – Instituto de Tecnologia da Flextronics, atualmente exerço a função de Professor Universitário na FATEC São Roque. CTO da Galvão Tecnologia, consultoria especializada em Gestão de TI, Administração de Servidores Windows Server, Bancos de Dados Microsoft SQL Server e Virtualização. Possuo titulação Oficial Microsoft MVP e reconhecimentos: MCC, MSTC, MIE e MTAC.