Material de Apoio – Agosto 2017


Boa tarde pessoal!

Salve, salve amantes de banco de dados, Tudo bem?

Este é mais um post da sessão Material de Apoio, sendo o terceiro no decorrer de 2017 e de número 153 no total desta sessão.

Já passamos da metade de 2017, que loucura isso, como a rotina do dia a dia não nos deixa perceber o quanto o tempo na para de correr. Falando justamente da correria da nossas vida, a relação de arquivos compartilhadas neste post poderá justamente lhe ajudar a economizar muito do seu tempo.

O post de hoje

Para aqueles que já acompanham o meu blog a um certo tempo, os posts dedicados a sessão Material de Apoio, possuem o objetivo de compartilhar o conhecimento de recursos, funcionalidades e procedimentos que podemos realizar no Microsoft SQL Server.

Hoje não será diferente, estou trazendo alguns dos mais recentes scripts  catalogados nos últimos meses, que atualmente estão compondo a minha galeria de códigos formada ao longo dos anos de trabalho como DBA, e hoje principalmente como Professor de Banco de Dados.

Neste post você vai encontrar arquivos relacionados com os seguintes temas:

  • Cláusula Values;
  • Comando Distinct;
  • Comando Select;
  • Comando Top;
  • CTE Recursiva para geração de sequência de datas;
  • CTE Recursiva para geração de sequência numérica de CEPs;
  • Extended Events;
  • Função Format;
  • Função PARSE;
  • Funções de Ranking – Row_Number;
  • Monitoramento de senhas;
  • Operador Cross Apply;
  • Operador Outer Appy;
  • Recursos bloqueados;
  • SPDIDs de Conexões;
  • SPIDs de usuários; e
  • User Defined Function para cálculo de anos em colunas computadas.

Tenho a certeza que este conteúdo poderá lhe ajudar muito em seus atividades profissionais e acadêmicas, fique a vontade para copiar, editar, compartilhar e distribuir estes arquivos com seus contatos.

Material de Apoio

A seguir apresento a relação de scripts selecionados:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por questões de compatibilidade com a plataforma WordPress.com, todos os arquivos estão renomeados com a extensão .doc ao final do seu respectivo nome, sendo assim, após o download torna-se necessário remover esta extensão, mantendo somente a extensão padrão .sql.

Nota: Todos os arquivos disponibilizados foram obtidos ou criados com autorização de seus autores, sendo estes, passíveis de direitos autorais.

Links

Caso você queira acessar os posts anteriores da sessão, não perca tempo utilize os links listados abaixo:

Agradecimento

Quero agradecer imensamente a sua visita, espero lhe encontrar muitas vezes no decorrer deste ano em meu blog.

Não deixe de acessar os outros posts das demais sessões, e o próximo post desta sessão será publicado no mês de Novembro, até lá continue curtindo sua vida e compartilhando suas experiência.

Um forte abraço.

SQL Server Management Studio 17.2 liberado para download


Você conhece o SQL Server Management Studio?

SQL Server Management Studio é um ambiente integrado para o gerenciamento de qualquer infra-estrutura SQL do SQL Server banco de dados SQL. SQL Server Management Studio fornece ferramentas para configurar, monitorar e administrar as instâncias de SQL. Use o SQL Server Management Studio para implantar, monitorar e atualizar os componentes de camada de dados usados por suas aplicações, bem como construir consultas e scripts.

Use o SQL Server Management Studio (SSMS) para consultar, projetar e gerenciar seus bancos de dados e data warehouses, onde quer que estejam – no computador local ou na nuvem.

SQL Server Management Studio é grátis!

Baixar o SQL Server Management Studio 17,2

Baixar o SQL Server Management Studio 17,2 atualizar pacote (atualizações 17 para 17,2)

A instalação de 17 SSMS não atualizar ou substituir as versões do SQL Server Management Studio 16.x ou anterior. SSMS 17 instalações lado a lado com as versões anteriores para que ambas as versões estão disponíveis para uso. Se um computador contiver instalações lado a lado de SQL Server Management Studio, verifique se que você começar a versão correta para suas necessidades específicas. A versão mais recente é rotulado como Microsoft SQL Server Management Studio 17e tem um novo ícone:

SSMS 17.x

Informações de versão

O número de versão: 17,2 o número de compilação para esta versão: 14.0.17177.0.

Novidades

SSMS 17,2 é a versão mais recente do SQL Server Management Studio. A geração de 17 do SQL Server Management Studio fornece suporte para quase todas as áreas de recurso no SQL Server 2008 através de SQL Server de 2017. Versão 17 também suporta SQL Analysis Service PaaS.

Versão 17,2 inclui:

    • Autenticação de vários fatores (AMF)
      • Autenticação de usuário múltiplo AD Azure para autenticação Universal com autenticação de vários fatores (UA com AMF)
      • Um novo campo de entrada de credencial do usuário foi adicionado para autenticação Universal com AMF para oferecer suporte à autenticação multi-usuário.
    • A caixa de diálogo de conexão agora suporta os seguintes métodos de 5 autenticação:
      • Autenticação do Windows
      • Autenticação do SQL Server
      • Active Directory – Universal, com o apoio do MFA
      • Active Directory – senha
      • Active Directory – integrado
    • Banco de dados de importação/exportação para assistente de DacFx agora pode usar autenticação Universal com AMF.
    • ADAL biblioteca gerenciada usada pela autenticação Azure AD Universal com AMF foi atualizada para versão 3.13.9.
    • Uma nova interface CLI suportando configuração de admin AD Azure para banco de dados SQL e SQL Data Warehouse.
    • Janela de saída possui entradas para consultas executadas durante a expansão de nós do pesquisador de objetos.
    • Habilitado o modo de exibição designer para bancos de dados SQL Azure
    • Mudaram-se as opções de script padrão para scripts de objetos de Object Explorer no SQL Server Management Studio:
      • Anteriormente, o padrão em uma instalação nova era ter o destino do script gerado a versão mais recente do SQL Server (atualmente SQL Server 2017).
      • No SSMS 17,2 foi adicionada uma nova opção: Configurações de Script Match a fonte. Quando definida como True, o script gerado destina-se a mesma versão, tipo do motor e do motor edition como servidor do objeto sendo roteirizado é de.
      • O valor de Configurações de Script Match a fonte é definido para True por padrão, para que novas instalações do SQL Server Management Studio automaticamente padrão serão sempre scripts de objetos para o mesmo destino que o servidor original.
      • Quando o valor de Configurações de Script Match a fonte é definido como False, as opções de destino script normal serão habilitadas e funcionam como fizeram anteriormente.
      • Além disso, todas as opções de script foram movidas para a sua própria seção – Opções de versão. Eles não estão mais sob Opções gerais de Scripting.
    • Adicionado suporte para nuvens nacional em “Restaurar a partir de URL”
    • QueryStoreUI relatórios agora suporta adicional métricas (número de linhas, DOP, CLR tempo etc.) do sys.query_store_runtime_stats.
    • IntelliSense agora é suportado por banco de dados SQL Azure.
    • Segurança: caixa de diálogo conexão será o padrão para não confiar em certificados de servidor e solicitando criptografia para conexões de banco de dados SQL Azure
    • Melhorias gerais em torno de suporte para o SQL Server no Linux:
      • Nó de correio do banco de dados está de volta
      • Abordadas algumas questões relacionadas com caminhos
      • Melhorias de estabilidade de Monitor de atividade
      • Caixa de diálogo Propriedades de Conexão exibe a plataforma correta
    • Relatório de servidor Dashboard desempenho agora disponível como um relatório padrão:
      • Pode se conectar ao SQL Server 2008 e versões mais recentes.
      • Subrelatório de índices ausentes usa Pontuação para ajudar a identificar índices mais útil.
      • Estatísticas de espera histórica sub relatam agora agregados esperas ser categoria. Ocioso e esperas de sono filtrados por padrão.
      • Novo histórico travas subrelatório.
    • Pesquisa de plano de execução nó permite buscar em Propriedades do plano. Facilmente procure qualquer propriedade de operador como nome da tabela. Para usar esta opção quando visualizar um plano:
      • Botão direito do mouse no plano e no menu de contexto clique na opção Localizar nó
      • Usar CTRL + F

Para obter uma lista completa de alterações, consulte SQL Server Management Studio – Changelog (SSMS).

Suporte para versões

    • Esta versão do SQL Server Management Studio funciona com todas as versões suportadas do SQL Server 2008 – 2017 de SQL Server e fornece o maior nível de suporte para trabalhar com as mais recentes características de nuvem no banco de dados SQL Azure e SQL Azure Data Warehouse.
    • Não há nenhum bloco explícito para SQL Server 2000 ou SQL Server 2005, mas alguns recursos podem não funcionar corretamente.
    • Além disso, o SSMS 17 pode ser instalado lado a lado com o SQL Server Management Studio 16.x ou SQL Server 2014 SSMS e versões anteriores.

Sistemas operacionais com suporte

Esta versão do SQL Server Management Studio suporta as seguintes plataformas de 64 bits quando usado com o mais recente disponível service pack:

    • 10 Windows (64 bits)
    • Windows 8.1 (64 bits)
    • Windows 8 (64 bits)
    • Windows 7 (SP1) (64-bit)
    • Windows Server 2016 *
    • Windows Server 2012 R2 (64 bits)
    • Windows Server 2012 (64 bits)
    • Windows Server 2008 R2 (64 bits) 

* O SSMS 17 baseia-se na shell do Visual Studio 2015 isolada, que foi lançado antes de 2016 de servidor Windows. Microsoft leva a sério o compatibilidade de aplicativo e garante que já enviados com aplicações continuam a correr sobre as versões mais recentes do Windows. Para minimizar problemas na execução do SQL Server Management Studio em 2016 de servidor Windows, certifique-se de que SSMS tem todas as últimas atualizações aplicadas. Se você tiver quaisquer problemas com o SQL Server Management Studio no Windows Server 2016, contate o suporte. A equipe de suporte determina se o problema for com o SQL Server Management Studio, Visual Studio, ou com compatibilidade do Windows. A equipe de suporte roteia a questão para a equipe apropriada para maiores investigações.

Idiomas disponíveis

Esta versão do SQL Server Management Studio pode ser instalado nos seguintes idiomas:+

SQL Server Management Studio 17,2:
chinês (República Popular da China) | Chinês (Taiwan) | Inglês (Estados Unidos) | Francês | Alemão | Italiano | Japonês | Korean | Português (Brasil) | Russas | Espanhol

SQL Server Management Studio 17,2 atualizar pacote (atualizações 17 para 17,2):
chinês (República Popular da China) | Chinês (Taiwan) | Inglês (Estados Unidos) | Francês | Alemão | Italiano | Japonês | Korean | Português (Brasil) | Russas | Espanhol

Download de versões anteriores

Versões anteriores do SQL Server Management Studio

Links adicionais

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft – 07/08/2017 – https://docs.microsoft.com/en-us/sql/ssms/download-sql-server-management-studio-ssms

Primeiro release candidate do SQL Server 2017 agora disponível


A Microsoft anunciou hoje a disponibilidade no TechNet Evaluation Center do SQL Server 2017 RC1 (Release Candidate 1), a versão de testes pública mais recente do novo SQL Server.

Em nossos sete CTPs community technology previews () até à data, o SQL Server 2017 emitiu:

  • Linux suporte para cargas de trabalho de nível 1, missão crítica Suporte a SQL Server 2017 para Linux inclui as mesmas soluções de alta disponibilidade em Linux como Windows Server, incluindo sempre em grupos disponibilidade integrados com soluções de clustering Linux nativas como marca-passo.
  • Gráfico de processamento de dados no SQL Server Com os recursos de dados de gráfico disponíveis no SQL Server 2017 e banco de dados SQL Azure, clientes podem criar nós e bordas e descobrir as relações complexas e muitos-para-muitos.
  • Processamento de consultas adaptável Processamento de consultas adaptativo é uma família de recursos do SQL Server 2017 que mantém automaticamente consultas de banco de dados executando de forma mais eficiente possível sem a necessidade de ajuste adicional de administradores de banco de dados. Além da capacidade de ajustar concessões de memória de modo de lote, o conjunto de recursos inclui junções adaptável de modo lote e intercalados com capacidades de execução.
  • Integração do Python para análises avançadas Serviços de aprendizagem de máquina Microsoft traz-lhe agora a capacidade de executar a análise de no banco de dados usando Python ou R de forma escalável e em paralelo. A capacidade de executar análises avançadas em seu armazenamento operacional sem ETL significa mais rápido tempo de ideias para os clientes enquanto implantação fácil e extensibilidade rica tornam rápido se levantar e correr sobre o modelo certo.

Principais aprimoramentos no Release Candidate 1

No SQL Server RC1 de 2017, houve vários aprimoramentos de recurso da Nota:

  • SQL Server no Active Directory Linux integração – Com RC1, o SQL Server no Linux suporta autenticação de diretório ativo, que permite que clientes associados ao domínio em Windows ou Linux para autenticar ao SQL Server usando suas credenciais de domínio e o protocolo Kerberos. Confira o Guia de introdução instruções.
  • Transport Layer Security (TLS) para criptografar dados – SQL Server no Linux pode usar TLS para criptografar os dados transmitidos através de uma rede entre um aplicativo cliente e uma instância do SQL Server. SQL Server no Linux suporta os seguintes protocolos TLS: TLS 1.0, 1.1 e 1.2. Confira o Guia de introdução instruções.
  • Aprimoramentos de serviços de aprendizagem de máquina – No RC1, nós adicionamos mais recursos de modelo de gerenciamento para R Services no Windows Server, incluindo gestão de biblioteca externa. A nova versão também oferece suporte nativo marcando.
  • SQL Server Analysis Services (SSAS) Além das melhorias para SSAS de CTPs anterior do SQL Server 2017, RC1 adiciona adicionais exibições de gerenciamento dinâmico, permitindo a análise de dependência e emissão de relatórios. Consulte o blog do Analysis Services para obter mais informações.
  • SQL Server Integration Services (SSIS) no Linux O preview do SQL Server Integration Services no Linux agora adiciona suporte para qualquer driver de ODBC Unicode, se ele segue as especificações do ODBC. (Driver ODBC ANSI não é suportado).
  • SQL Server Integration Services (SSIS) no Windows Server RC1 adiciona suporte para dimensionamento do SSIS em ambientes de alta disponibilidade. Os clientes agora podem habilitar sempre para SSIS, configurando o Windows Server failover clustering para o dimensionamento do mestre.

SQL Server 2017 para desempenho mais rápido

SQL Server 2017 tem vários novos parâmetros, demonstrando um desempenho mais rápido do que os bancos de dados do competidor e contra as versões mais antigas do SQL Server:

Dinamize sua DevOps usando SQL Server 2017

Em SQL Server 2017, introduzimos o suporte para SQL Server em contêineres baseados em Linux, um benefício para os clientes usando recipientes em desenvolvimento ou produção. Estamos também trabalhando para ajudar os desenvolvedores a começar a desenvolver um app para o SQL Server mais rápido possível com instruções de instalação, trechos de código e outras informações úteis.

No nosso novo microsite DevOps usando o SQL Server, que lançou hoje, desenvolvedores e gerentes de desenvolvimento podem aprender como integrar o SQL Server em suas tarefas de DevOps. Encontre demos, documentação e blogs, bem como vídeos e apresentações da conferência. Ou então, junte-se a conversa de DevOps em nossos canais de Gitter.

Começar com o SQL Server RC1 de 2017 hoje!

Tente o release candidate do SQL Server 2017 hoje! Começar com nossos tutoriais de desenvolvedor atualizadas que mostram como instalar e usar o SQL Server 2017 no macOS, Docker, Windows e Linux e rapidamente construir um aplicativo em uma linguagem de programação de sua escolha. Para mais formas de começar, tente o seguinte:

Fontes e Direitos Autorais: July 17, 2017.