Short Scripts – Maio – 2013


Galera, boa tarde.

Mais um dia de muito chuva e muito trabalho.

Aproveitando o meu tempo livre, estou retorno com mais um post da minha série mensal de Short Scripts. Como você já sabe, o objetivo desta série é compartilhar, pequenos códigos com pouco complexidade, mas que podem ser de extrema importância e utilidade.

Segue abaixo a relação de Short Scripts:

1 – Exemplo – Bulk Insert – Mapeando Path

Set NoCount On

If Object_Id (‘tempdb..#Documento_Teste’) Is Not Null
Drop Table #Documento_Teste
Go

Create Table #Documento_Teste
( id_Doc Int Identity (1,1) ,
nm_Path Varchar (50) );

—=============================================================================
— LE O DIRETORIO E INSERI TODOS OS PATHS LIDOS NA TABELA TEMPORARIO
—=============================================================================

Insert Into #Documento_Teste (nm_Path)
EXEC master..xp_cmdshell ‘dir c:\teste /b’ ;—- PODE USAR AQUI UMA VARIAVEL COMO PARAMETRO DE ENTRADA DE UMA PROCEDURE

—=============================================
— APAGA REGISTROS NULOS SE TIVER
—=============================================

Delete From #Documento_Teste Where nm_Path Is Null ;

—=============================================
— APAGA REGISTROS NULOS SE TIVER
—=============================================

Declare @nm_Arquivo Varchar(50)
Declare @Path Varchar(80)
Declare @SQL Varchar(1000)

Set @Path = ‘c:\teste\’ — PODE USAR AQUI UMA VARIAVEL COMO PARAMETRO DE ENTRADA DE UMA PROCEDURE
Declare cCursor_Image Cursor For

Select Distinct nm_Path From #Documento_Teste ;

Open cCursor_Image
Fetch Next From cCursor_Image Into @nm_Arquivo

While @@Fetch_Status = 0
Begin

Select @SQL = ‘INSERT INTO Documento_Teste (nm_Path,im_Doc) ‘ + char(13)
Select @SQL = @SQL + ‘SELECT nm_Doc = ”’ + @Path + @nm_Arquivo + ”’, * ‘+ char(13)
Select @SQL = @SQL + ‘FROM OPENROWSET(BULK ”’+ @Path + @nm_Arquivo + ”’ , SINGLE_BLOB) AS Document’

Execute ( @SQL )

Fetch Next From cCursor_Image Into @nm_Arquivo
End

Close cCursor_Image
Deallocate cCursor_Image

Set NoCount Off
Go

 

2 – Exemplo – Cursor – Localizando – Índice +Nome da Tabela.

Use TempDB
Go

DECLARE @DatabaseName varchar(30), @cmd varchar(1000), @IndexName Varchar(100)

Set @IndexName=’idx_balance_daf’

DECLARE cur_FindIndexName CURSOR FOR

SELECT name FROM MASTER..SYSDATABASES
WHERE name NOT IN (‘master’, ‘msdb’, ‘model’, ‘tempdb’)
and status <> 66048
Order By Name

OPEN cur_FindIndexName
FETCH NEXT FROM cur_FindIndexName
INTO @DatabaseName

WHILE @@FETCH_STATUS = 0
BEGIN
SELECT @cmd = ‘SET NOCOUNT ON’ + char(10) +
‘USE ‘ + @DatabaseName + ” + char(10) +

‘If Exists(Select Name from sys.sysindexes Where Name =’+””+@IndexName+””+’)
begin

select’+””+@DatabaseName+”’As DatabaseName’+’, si.Name As IndexName, st.Name As TableName
from sys.sysindexes si Inner Join sys.tables st
on si.id = st.object_id
where si.name = ‘+””+@IndexName+”” + char(10)+’

End’

Exec(@cmd)

FETCH NEXT FROM cur_FindIndexName
INTO @DatabaseName
END

Close cur_FindIndexName
Deallocate cur_FindIndexName

 

3 – Exemplo – Descobrindo objetos através da Sys.Allocation_Units

SELECT au.allocation_unit_id, OBJECT_NAME(p.object_id) AS table_name,
fg.name AS filegroup_name,
au.type_desc AS allocation_type,
au.data_pages,
partition_number
FROM sys.allocation_units au Inner JOIN sys.partitions p

ON au.container_id = p.partition_id

Inner JOIN sys.filegroups fg

ON fg.data_space_id = au.data_space_id

WHERE au.allocation_unit_id = allocation_unit_id
ORDER BY au.allocation_unit_id;

 

4 – Exemplo – Função Host_Name() – Retornando o HostName da Máquina

Create Table Auditoria2
(Codigo Int Identity(1,1),
Host VarChar(50) Default Host_Name())

Insert Into Auditoria2 Default Values

Select * from Auditoria2

 

5 – Exemplo = Matando todos os processos – Sleeping

Declare @SPID SmallInt,
@Contador SmallInt,
@Comando VarChar(20)

Declare @Id Table
(CodId SmallInt)

Insert Into @ID
Select SPID from SysProcesses
Where Status=’sleeping’

Select Top 1 @SPID = CodID from @ID
Where CodID > 0

While @Contador >=(Select Count(*) from @ID)
Begin

Set @Comando=’Kill ‘+Convert(VarChar(2),@SPID)

Exec(@comando)

Set @Contador = @Contador – 1

Select Top 1 @SPID = CodID from @ID
Where CodID >@SPID
End

 

6 – Exemplo – Query – Monitoramento de Consumo com ocorrência de FullScans

SELECT total_worker_time/execution_count as AvgCPU,
total_elapsed_time/execution_count as AvgDuration,
(total_logical_reads+total_physical_reads)/execution_count as AvgReads,
execution_count,
substring(st.text, (qs.statement_start_offset/2)+1 , ((case qs.statement_end_offset when -1 then datalength(st.text) else qs.statement_end_offset end – qs.statement_start_offset)/2) + 1) as txt,
qp.query_plan.value(‘declare default element namespace “http://schemas.microsoft.com/sqlserver/2004/07/showplan&#8221;; (/ShowPlanXML/BatchSequence/Batch/Statements/StmtSimple/QueryPlan/MissingIndexes/MissingIndexGroup/@Impact)[1]’ , ‘decimal(18,4)’) * execution_count AS TotalImpact
qp.query_plan.value(‘declare default element namespace “http://schemas.microsoft.com/sqlserver/2004/07/showplan&#8221;; (/ShowPlanXML/BatchSequence/Batch/Statements/StmtSimple/QueryPlan/MissingIndexes/MissingIndexGroup/MissingIndex/@Database)[1]’ , ‘varchar(100)’) AS [Database]
qp.query_plan.value(‘declare default element namespace “http://schemas.microsoft.com/sqlserver/2004/07/showplan&#8221;; (/ShowPlanXML/BatchSequence/Batch/Statements/StmtSimple/QueryPlan/MissingIndexes/MissingIndexGroup/MissingIndex/@Table)[1]’ , ‘varchar(100)’) AS [Table]
from sys.dm_exec_query_stats qs
cross apply sys.dm_exec_sql_text(sql_handle) st
cross apply sys.dm_exec_query_plan(plan_handle) qp
where cast(query_plan as varchar(max)) like ‘%missing%’
order by TotalImpact desc

 

7 – Exemplo – Retornando o Tamanho de Tabelas com consideração de grande tamanho

declare @id int
declare @type character(2)
declare @pages int
declare @dbname sysname
declare @dbsize dec(15,0)
declare @bytesperpage dec(15,0)
declare @pagesperMB dec(15,0)

create table #spt_space
(
objid int null,
rows int null,
reserved dec(15) null,
data dec(15) null,
indexp dec(15) null,
unused dec(15) null
)

set nocount on

— Create a cursor to loop through the user tables
declare c_tables cursor for
select id
from sysobjects
where xtype = ‘U’

open c_tables

fetch next from c_tables
into @id

while @@fetch_status = 0
begin

/* Code from sp_spaceused */
insert into #spt_space (objid, reserved)
select objid = @id, sum(reserved)
from sysindexes
where indid in (0, 1, 255)
and id = @id

select @pages = sum(dpages)
from sysindexes
where indid < 2
and id = @id
select @pages = @pages + isnull(sum(used), 0)
from sysindexes
where indid = 255
and id = @id
update #spt_space
set data = @pages
where objid = @id
/* index: sum(used) where indid in (0, 1, 255) – data */
update #spt_space
set indexp = (select sum(used)
from sysindexes
where indid in (0, 1, 255)
and id = @id)
– data
where objid = @id

/* unused: sum(reserved) – sum(used) where indid in (0, 1, 255) */
update #spt_space
set unused = reserved
– (select sum(used)
from sysindexes
where indid in (0, 1, 255)
and id = @id)
where objid = @id

update #spt_space
set rows = i.rows
from sysindexes i
where i.indid < 2
and i.id = @id
and objid = @id

fetch next from c_tables
into @id
end
select top 25
Table_Name = (select left(name,25) from sysobjects where id = objid),
rows = convert(char(11), rows),
reserved_KB = ltrim(str(reserved * d.low / 1024.,15,0) + ‘ ‘ + ‘KB’),
data_KB = ltrim(str(data * d.low / 1024.,15,0) + ‘ ‘ + ‘KB’),
index_size_KB = ltrim(str(indexp * d.low / 1024.,15,0) + ‘ ‘ + ‘KB’),
unused_KB = ltrim(str(unused * d.low / 1024.,15,0) + ‘ ‘ + ‘KB’)

from #spt_space, master.dbo.spt_values d
where d.number = 1
and d.type = ‘E’
order by reserved desc

drop table #spt_space
close c_tables
deallocate c_tables

 

8 – Exemplo – Utilizando opção Mirror – Espelhando arquivos de Backup

Backup Database Master
To Disk = ‘D:\Master.bak’
Mirror To Disk = ‘D:\Master-Mirror.bak’
With Init, Format

 

Pois bem, aqui estão mais 8 Short Scripts, espero que este material possa ter ajudado.

Nos encontramos brevemente.

Até mais.

Material de Apoio – Maio – 2013


Galera, boa tarde.

Como de costume vou compartilhar com vocês  a relação de Scripts e Códigos de Exemplo, como Material de Apoio para o SQL Server 2005, SQL Server 2008, SQL Server 2008 R2 e 2012.

Na relação de hoje, vocês vão encontrar exemplos sobre:

  • Alteração de Collate em Tables;
  • Alteração de Collate em Colunas;
  • Buffers;
  • Criação de Stored Procedure;
  • Comando IF;
  • Comparação de Dados entre Tables;
  • Common Table Expression
  • Função Substring;
  • PadIndex;
  • Pools de Memória;
  • Tempo de Processamento, etc.

Sendo assim, a seguir disponibilizo a relação de arquivos, renomeados com a extensão .doc para manter a compatiblidade com o WordPress, bastando somente remover esta extensão para poder utilizar diretamente no Management Studio.

Segue abaixo os arquivos:

 

Pois bem, esta aqui a relação de arquivos, espero que possam ser úteis e venham a ajudar em suas atividades profissionais e acadêmicas.

Mais uma vez obrigado por sua visita, nos encontramos em breve.

Até mais.

Novo console da Microsoft, Xbox One chegará no final de 2013


  • Microsoft apresenta o Xbox One em Seattle, nos EUA.Microsoft apresenta o Xbox One em Seattle, nos EUA.

A Microsoft anunciou nesta terça-feira (21) o videogame que vai concorrer com o PlayStation 4 pela mente e coração dos jogadores. O sucessor do Xbox 360 se chama Xbox One e está previsto para sair no final de 2013.

A apresentação trouxe muitas novidades sobre o novo console e a Xbox Live, além de dar uma amostra dos games que estão em desenvolvimento para o console. Algumas perguntas ficaram sem resposta, ao menos por enquanto: Quanto vai custar o Xbox One? E os temidos rumores sobre o console não rodar jogos usados e exigir conexão permanente com a internet também não foram respondidos.

Experiência integrada

Com o novo Xbox, o login é feito apenas falando “Xbox On” e se posicionando na frente do videogame. A interface lembra dos últimos games jogados ou conteúdos acessados.

O console faz troca instantânea de conteúdo: de televisão para jogos, de música para o navegador de internet. Além disso, com o “Snap Mode”, permite acessar vários conteúdos ao mesmo tempo dividindo a tela: no evento, a Microsoft mostrou que se pode jogar e navegar na web simultaneamente.

Com a promessa de tornar a TV inteligente, o Xbox One pode ser controlado apenas com a voz. Para trazer a guia de programação e navegar entre os canais, basta falar o nome do programa.

O controle do Xbox One, aparentemente similar ao do Xbox 360, traz mais de 40 inovações, segundo a Microsoft.

Primeiros jogos

Entre os jogos confirmados da Electronic Arts para o Xbox One estão “FIFA 14”, “Madden 25”, “NBA Live 14” e um novo jogo do “UFC”. Os games usarão um novo motor, chamado Ignite.

Já a Microsoft Game Studios acelerou com “Forza Motorsport 5”, novo game de sua famosa série de simulador de direção. O game é título de estreia do Xbox One. A Microsoft afirma que o console terá 15 jogos exclusivos no primeiro ano, oito deles propriedades intelectuais inéditas.

A produtora Remedy, do primeiro “Max Payne” e “Alan Wake”, mostrou “Quantum Break”. Poucos detalhes foram revelados, mas o controle do tempo parece ser uma das chaves do game.

“Halo” reapareceu como uma série de TV, que será produzido pelo renomado Steven Spielberg, diretor de filmes como “Jurassic Park” e “Resgate do Soldado Ryan”.

“Call of Duty: Ghosts” para Xbox One usará um novo motor gráfico e os conteúdos adicionais aparecerão primeiro no console da Microsoft, algo que a companhia vem fazendo há alguns anos.

O modo multiplayer de “Ghosts” terá novidades como customização de personagens e mapas dinâmicos, em que eventos naturais ou a ação dos jogadores modificam o cenário. O nível de realismo dos personagens aumentou dramaticamente em comparação com “Modern Warfare 3”.

Jogos confirmados no evento da Microsoft

Jogo Publisher
FIFA 14 EA Sports
Madden 25 EA Sports
NBA Live 14 EA Sports
EA Sports UFC EA Sports
Forza Motorsport 5 Microsoft
Quantum Break Microsoft
Call of Duty: Ghosts Activision

O evento “A New Generation Revealed” está acontecendo neste momento e você pode acompanhar ao vivo, em português, neste link.

Assim, os principais ‘players’ do mercado mostram suas cartas na guerra da oitava geração de videogames. A Nintendo saiu na frente com o Wii U, que ainda patina em vendas, e a Sony apresentou o PlayStation 4 no final de fevereiro.

Ao que tudo indica, a briga deve ficar, novamente, entre Microsoft e Sony, já que a Nintendo parece estar um passo atrás dos concorrentes. Ao contrário da geração passada, nenhum dos dois tem a vantagem de sair antes (ou depois): ambos largam mais ou menos na mesma época, se nenhum imprevisto acontecer, claro.

Mais informações e jogos devem ser apresentados na E3, maior evento da indústria, que acontece entre 11 e 13 de junho com cobertura ao vivo de UOL Jogos.

NOVA DASHBOARD

  • ReproduçãoA interface do Xbox One parece similar ao visual atual do Xbox 360.

Kinect de nova geração

O novo Xbox vem equipado com uma versão mais aprimorada do Kinect, um sistema que entende os gestos do jogador e transmite isso para os jogos.

O Kinect de próxima geração consegue detectar mais detalhes: agora, por exemplo, vai saber se as mãos estão abertas ou fechadas. Esse gesto pode ser usando para minimizar e reativar os aplicativos.

11 comportamentos ruins para sua carreira


Arrogância, cautela e temperamento difícil são algumas características que podem prejudicar sua carreiraSão Paulo – Alguns comportamentos podem até ajudá-lo a atingir o esperado sucesso na carreira. Mas, estes mesmo traços de personalidade, quando exacerbados por situações limite ou pelo estresse, arrastam os profissionais para o fracasso.

Identificados pelo psicólogo americano Robert Hogan, os chamados “descarriladores de carreira” são tendências de comportamento disfuncional que se revelam quando alguma ameaça é detectada.

“São características que, em excesso, se transformam em aspectos negativos, e as pessoas não se dão conta de que isso pode ser um risco para o desempenho”, explica Roberto Santos, sócio fundador e diretor do Ateliê RH, distribuidor nacional das ferramentas de avaliação Hogan no Brasil. Confira quais estas 11 tendências comportamentais mapeadas por Hogan e veja se você se reconhece em algumas:

1. Temperamental: Do céu ao inferno em questão de segundos. Pessoas com este comportamento exacerbado têm na falta de resiliência e na explosão emocional o seu lado sombra. “Tem este aspecto de gritar, de explodir que o mais característico e conhecido no ambiente de trabalho”, diz Santos.

Seu ponto forte é a intensidade. “É aquele cara que todo mundo sabe quando está no escritório, é apaixonado, mas tem esses altos e baixos, num instante está empolgado e no outro já quer lagar tudo”, explica.

2. Cético: Brilhantes em prever o que pode dar errado ao elaborar um plano estratégico, os céticos conseguem, como ninguém, pensar no pior cenário possível. “O ponto forte é que ele é o oposto do ingênuo, dificilmente vai deixar passar alguma coisa em um contrato, por exemplo”, diz Santos.

A sua faceta sombria se revela com a desconfiança exagerada e crônica. “É alguém que, quando elogiado, já logo pensa que a pessoa deve estar querendo alguma coisa em troca”, diz Santos.

3.Cauteloso: Raramente um cauteloso vai ser vítima de uma decisão precipitada. “É uma pessoa que sempre pede mais dados, mais pesquisas, mais relatórios, e acaba retardando a decisão, no fundo, por medo de errar”, diz Santos.

Sensíveis a críticas, o resultado do exagero neste comportamento é a falta de inovação. Cautelosos tendem a repetir sempre a mesma receita de bolo.

4. Reservado: O mundo pode estar desabando no escritório que o reservado não se deixa abater e não perde o foco. “Quando há a crise ele consegue continuar a olhar para a situação de forma racional e poderia até ajudar a organização usando esta frieza”, diz Santos.

O problema surge quando, sob estresse, ele se isola e se mostra indiferente às expectativas dos outros. “As pessoas vão conversar com ele, e pela falta de tato para lidar com assuntos de ordem emocional, ele destrata, tem fama de fechado”, explica Santos.

5. Passivo resistente: Não são pessoas que discordam abertamente nem partem para conflito quando alguém pede que façam algo ou mudem sua rotina.

“Só que ele, depois, não vai fazer nada a respeito e não vai corresponder às expectativas”, diz Santos, citando qual é a pior forma deste comportamento.

6. Arrogante: A energia e o carisma são os pontos fortes. Quem tem este traço de personalidade pode até ser considerado um líder nato. Mas quando a arrogância toma conta, o risco é não aceitar erros e fracassos e impor a sua vontade pela força. Esperar admiração e sucesso em tudo que tocado por eles também faz parte do seu lado sombra.

7. Ardiloso: A disposição pra se envolver em atividades que evolvam riscos é a característica marcante das pessoas ardilosas. Geralmente com boa capacidade de comunicação e persuasão, estas pessoas podem fazer lobby para atingir seus objetivos.

“Vão tecendo uma teia, distorcendo informações e usando a capacidade de manipulação para conseguirem o que querem e fazem isso correndo riscos”, explica Santos. Quando descobertos, vão sofrer as consequências da perda de credibilidade.

8. Melodramático: “É o típico pavão que adora aparecer e, preocupado demais com os holofotes, nem percebe se a audiência está gostando”, explica Santos. O perfil é adequado para carreiras que demandam alta exposição, mas, em excesso, podem ser cansativos por serem péssimos ouvintes, impulsivos e imprevisíveis.

“Em vendas, por exemplo, é útil mas quando assume uma posição de liderança, na hora de conversar com outros gerentes pode não dar muito certo”, lembra Santos.

9. Imaginativo: De tanto “pensar fora da caixa”, o risco para os imaginativos é viver fora dela. Ou seja, se a criatividade é seu ponto forte, a incapacidade em levar adiante as ideias é o sintoma sombrio deste comportamento.

“Além de não continuidade aos projetos, os imaginativos em excesso ficam trazendo novas ideias e não conseguem explica-las para a equipe”, diz Santos.

10. Perfeccionista: Tem um alto padrão de qualidade pode até ser um ponto forte. Mas, antes de sair disparando para os recrutadores que este é o seu defeito, preste atenção aos riscos que o comportamento perfeccionista traz para a organização.

O exagero nos mínimos detalhes pode levar à baixa produtividade, de acordo com Santos. “Eles se perdem nos detalhes , querem fazer tudo perfeito, e acabam não entregando os resultados”, diz. Ou seja, não são pessoas que apostem no lema da chefe de operações do Facebook, Sheryl Sandberg: “ Feito é melhor que pefeito”.

11. Obsequioso: Colocar-se à disposição de colegas e superiores é uma boa forma de fazer aliados no trabalho. Sem demonstrar resistência ou desacordo, tendem ao sucesso. Mas o preço que pagam é serem taxados de puxa-sacos.

Preocupados em agradar a gregos e a troianos, tomar decisões pode ser uma tarefa hercúlea para os obsequiosos, assim como tomar partido em meio à tensão no ambiente.

 

F0ntes e Direitos Autorais:

, de Exame.com

• Sábado, 18 de maio de 2013 – 09h34.

Microsoft lançará Xbox para ganhar mercado


A Microsoft aposta no lançamento para ganhar uma fatia maior na indústria de games

São Francisco/Seattle – A Microsoft se prepara para causar impacto esta semana com o lançamento da aguardada nova geração do console de videogames Xbox, oito anos após a chegada da última versão do aparelho.

 

A companhia busca uma fatia maior na indústria de jogos, que movimenta 65 bilhões de dólares por ano, mas o dispositivo enfrentará grande concorrência do PlayStation 4, da Sony, e do Wii U, da Nintendo, em um mercado que está em transformação.

Os fãs estão se voltando para jogos online, o tem sugerido que os dias de glória dos games em consoles estão para acabar, ao mesmo tempo em que Microsoft quer que o seu novo e elegante brinquedo finalmente ocupe o centro do entretenimento da família.

 

“Os jogadores estão muito ansiosos por uma nova máquina, mas a diferença entre 2005 e agora é que os riscos são muito maiores”, disse o editor-executivo de entretenimento do site IGN.com, Ryan McCaffrey, comentando o lançamento da última versão do Xbox.

 

“Toda a experiência Xbox da Microsoft era para ser a peça central da sala de estar.” Tendo em vista essa meta, os observadores da indústria estão esperando uma série de melhorias no novo Xbox, quando a Microsoft lançar o produto em sua sede, em Redmond, Washington, na terça-feira.

 

A expectativa é que o aparelho traga uma maior integração com a televisão e conexões com dispositivos móveis de conteúdo, até mesmo exclusivo.

 

Consoles de videogames ainda abocanham a maior parte do mercado de jogos — cerca de 42% dos 65 bilhões de dólares, segundo a Microsoft. Mas ganham terreno rapidamente os jogos em smartphones e tablets, num desdobramento das redes sociais.

 

Vendas de consoles entraram em declínio durante os últimos quatro anos, principalmente por causa do envelhecimento dos aparelhos. O Nintendo Wii U, lançado em novembro, vendeu apenas 3,45 milhões de unidades até o final de março, bem abaixo da previsão inicial da empresa de 5,5 milhões. Enquanto isso, as expectativas de vendas do PS4 da Sony são baixas.

 

Lewis Ward, analista da empresa de pesquisa de mercado de tecnologia International Data Corp, calcula que cerca de 250 milhões de Xbox 360, PlayStation 3 e Nintendo Wii foram vendidas entre 2005 e 2012.

 

“Eu acho que os consoles como uma categoria de produto podem ter atingido o pico e a próxima geração de dispositivos não chegará a esses totais (de venda)”, comentou.

 

O Xbox em si não é um item financeiro fundamental para a Microsoft. A unidade de dispositivos de entretenimento deve alcançar 10 bilhões de dólares em vendas pela primeira vez este ano, mas isso é metade das vendas da área responsável pelo Windows, e muito menos rentável, com média de menos de 15% de margem de lucro, em comparação com 60% ou mais para Windows ou Office.

 

Entretanto, o Xbox ainda é uma arma importante na estratégia da Microsoft contra Google, Apple, Amazon.com e outras grandes empresas que tentam se tornar peça central na vida dos consumidores. “Este novo Xbox tem uma importância enorme para a Microsoft. É peça de uma guerra maior que a empresa está travando. Eles querem estar totalmente integrados ao consumidor, seja na sala de estar, seja por meio de aparelhos móveis”, disse P.J. McNealy, presidente da Digital World Research.

 

Enquanto isso, McCaffrey, da IGN.com, afirmou: “Eles vão tentar capturar público casual com entretenimento enquanto por outro lado tentarão manter os jogadores interessados.”

 

“Eles querem que o console fique ligado o tempo inteiro, seja uma mãe assistindo a um vídeo, o filho jogando videogame e o pai vendo o jogo de beisebol, este é o objetivo deles.”
Fontes e Direitos Autorais:  .

Microsoft revelará novo Xbox nesta terça-feira


Novo Xbox: sigilo garantiu poucos vazamentos sobre o novo console da Microsoft

São Paulo – O sucessor do Xbox 360 será revelado nesta terça-feira (21) pela Microsoft. A empresa realizará um evento em sua sede em Redmond, nos Estados Unidos, às 10h (horário de Brasília), para fazer o anúncio oficial.

Diferente do caso do PS4, apresentado pela Sony em 20 de fevereiro, o novo Xbox não sofreu com diversos vazamentos de fotos e informações – nem mesmo o nome do console, que pode ser Xbox 720, Xbox 8, Xbox Infinity, Novo Xbox ou apenas Xbox, parece ter consenso entre os boatos.

Conheça todos os rumores sobre o Xbox 720 

Imersão – Tudo indica que o novo Xbox terá diferenciais importantes com relação ao Wii U e ao PS4, que formam por enquanto a oitava geração dos consoles. Os periféricos devem ser um desses fatores de destaque, principalmente com o IllumiRoom. Trata-se de um projetor que expande o campo de imagens dos jogos, que normalmente ficam restritos ao monitor, para toda a parede da sala, ampliando significativamente a visualização de cenários nos games. Este projetor já foi apresentado oficialmente pela Microsoft, mas a empresa ainda não confirma seu uso no novo Xbox.

 

Veja demonstração do IllumiRoom divulgada pela Microsoft

Rumores dão conta de dois adicionais que podem tornar a experiência do Xbox 720 ainda mais imersiva: uma nova versão do Kinect (com melhoria no hardware, melhor captação de áudio e melhor reconhecimento de voz, expressões faciais, profundidade de sala e formas corporais) e os Kinect Glasses, óculos de realidade aumentada que supostamente possibilitariam a visualização de personagens e outros elementos de jogo na sala de estar no contexto do jogo.

Polêmica – Um boato que ganhou enorme proporção foi o do novo console necessitar de conexão em tempo integral para funcionar. A medida seria uma forma de conter a pirataria, exigindo códigos de ativação para todos os jogos, e acabaria também, de forma colateral, com a possibilidade de utilizar jogos usados.

Recentemente, um suposto memorando vazado da Microsoft indicava que a característica não está sendo cogitada em função da conexão de banda larga ainda não ser popularizada, podendo prejudicar a experiência de jogo de muitos consumidores.

Independente disso, há grande possibilidade dos lançamentos digitais desde o primeiro dia serem uma constante no novo Xbox – o que já seria um golpe maciço sobre os jogos vendidos em mídia física para o console.

Entre as demais especulações sobre o novo Xbox, estão a mudança do disco de DVD para Blu-ray de 50GB, uma maior integração com o recurso SmartGlass (tornando dispositivos móveis em uma segunda tela para o console) e uma grande quantidade de aplicativos para ampliar ainda mais a capacidade do console enquanto media center.

Confira quais são os 5 serviços que precisam melhorar no novo Xbox

Entre os possíveis jogos para o novo Xbox, alguns títulos multiplataforma já foram anunciados para “consoles da próxima geração”, como Call of Duty: Ghosts, Assassin’s Creed IV: Black Flag e Wolfenstein: The New Order. Entre os games exclusivos, é possível esperar continuações de franquias de sucesso como Halo, Gears of War e Forza, que supostamente já estão em desenvolvimento e podem ser anunciados oficialmente amanhã.

Saiba quais são as 5 franquias que queremos de volta no novo Xbox

Os boatos indicam que o console custará 500 dólares em sua versão mais parruda, mas deve ganhar também uma alternativa mais leve. Os jogos custariam 70 dólares e a chegada do novo sistema ao mercado ocorreria entre novembro e dezembro deste ano.

Boa parte dessas confirmações devem ocorrer amanhã, às 10h, quando a Microsoft revelar o novo Xbox – que será o “vencedor da próxima geração” na opinião do criador da Atari, Nolan Bushnell.

Fontes e Direitos Autorais: 

• segunda, 20 de maio de 2013.

Crie blocos para reiniciar e desligar o PC na Tela Iniciar do Windows 8

Estes atalhos são fáceis de criar e irão lhe economizar tempo, e cliques, no dia-a-dia.


A nova interface do Windows 8 (que a Microsoft chama de “Interface Moderna”) pode ser mais bonita e mais fácil de usar em vários pontos, mas em outros a Microsoft deu alguns passos para trás. Por exemplo, o simples ato de desligar o PC é desnecessariamente complicado: é preciso abrir a barra de “Charms” (Teclando Windows+C), clicar em Configurações em Liga/Desliga e em Desligar.

Mas existe um jeito mais fácil: é possível criar um bloco na tela iniciar que faça todo o serviço com um só clique. Veja como.

1. Vá ao Desktop (teclando Windows+D), clique com o botão direito do mouse em um espaço vazio e escolha a opção Novo / Atalho no menu.

2. No campo Digite o local do item: escreva shutdown /p e clique em Avançar.

3. Na próxima tela dê um nome para o atalho. Por exemplo, “Desligar”. Clique em Concluir.

4. Clique com o botão direito do mouse sobre o novo atalho e no menu que surge escolha o item Fixar na Tela Inicial.

Prontinho! Na próxima vez que você voltar à Tela Iniciar, verá um bloco chamado Desligar. Basta um clique nele para desligar o PC.

O mesmo método pode ser usado para criar um bloco que irá reiniciar a máquina. O processo é o mesmo, mas no Passo 2 o comando deve ser shutdown /r /t 0. É um zero no final, não a letra O. E não inclua o ponto final depois do zero. Só tenha cuidado, porque um clique nesse bloco e seu PC será reiniciado imediatamente, se aviso.

win8_desligar-360px.jpg
Blocos “Desligar” e “Reiniciar” na Tela Iniciar do Windows 8

Você também pode mudar os ícones dos blocos que criar. Antes de fixá-los à Tela Iniciar, clique com o botão direito do mouse sobre o atalho que criou e escolha o item Propriedades no menu. Na janela que surge clique na aba Atalho e no botão Alterar ícone. Escolha um novo ícone para o atalho, clique em OK,Aplicar e OK novamente. Prontinho!

Fontes e Direitos Autorais: Rick Broida, PCWorld EUA e Rafael Rigues, PCWorld Brasil 16-05-2013.