Microsoft SQL Server 2016 SP1 – Atualização Cumulativa 9 disponível


A Microsoft disponibilizou para download hoje dia 30/05/2018 a Atualização Cumulativa 9 para SQL Server 2016 SP1.

As informações obtidas através do artigo KB4100997 publicado no site de suporte da Microsoft, esta atualização traz correções decorrentes dos problemas apresentados e identificados após o lançamento do SP1 e das atualizações cumulativas anteriores.

Relação de Atualizações Cumulativas disponíveis para o Microsoft SQL Server 2016 Service Pack 1:

SQL Server 2016 SP1 CU8
SQL Server 2016 SP1 CU7
SQL Server 2016 SP1 CU6
SQL Server 2016 SP1 CU5
SQL Server 2016 SP1 CU4
SQL Server 2016 SP1 CU3
SQL Server 2016 SP1 CU2
SQL Server 2016 SP1 CU1
SQL Server 2016 SP1
SQL Server 2016 all builds

Hotfixes que estão incluídos neste pacote de atualização cumulativa


Número de bug do VSTS Número de artigo do KB Descrição Corrigir a área
11814294 4099472 PFS página melhoria de algoritmo round robin no SQL Server 2016 Serviço do SQL
11231756 4133164 CORREÇÃO: Erro quando um trabalho do SQL Server Agent executa um comando do PowerShell para enumerar as permissões do banco de dados Ferramentas de gerenciamento
11701139 4086173 CORREÇÃO: Violação de acesso ocorre ao executar uma consulta DAX em um modelo tabular no SQL Server Analysis Services Serviços de análise
11814333 4131193 Problemas de desempenho ocorrem sob a forma de PAGELATCH_EX e PAGELATCH_SH espera em TempDB quando você usar o SQL Server 2016 Serviço do SQL
11829791 3028216 CORREÇÃO: Ocorre uma falha quando o cache pró-ativo é desencadeada por uma dimensão no SSAS Serviços de análise
11829056 4135113 CORREÇÃO: Registro de controle de alterações é inconsistente durante uma atualização em uma tabela que tem um índice cluster/exclusivo no SQL Server Serviço do SQL
11918578 4293839 CORREÇÃO: Banco de dados TDE fica offline durante operações de descarga de log quando problemas de conectividade com o provedor EKM tornar-se inacessível no SQL Server Segurança do SQL
11810404 4230730 CORREÇÃO: Uma condição de morto trava ocorre quando você executar uma reconstrução de índice online ou executa um comando de mesclagem no SQL Server Serviço do SQL
11793118 4163478 CORREÇÃO: Uma violação de acesso ocorre quando incrementais estatísticas são atualizadas automaticamente em uma tabela no SQL Server Desempenho de SQL
11923632 4230306 CORREÇÃO: Restauração de um backup compactado TDE é vencida quando usando o cliente VDI Serviço do SQL
11924460 4163087 CORREÇÃO: Desempenho é lento para um sempre na AG quando você processa uma leitura consulta no SQL Server Serviço do SQL
11684528 4164562 CORREÇÃO: Nome de usuário errado aparece quando dois usuários acesse a MDS em momentos diferentes no SQL Server Serviços de qualidade de dados (DQS)
11634113 4094893 CORREÇÃO: Banco de dados não pode ser descartado após seu armazenamento é desconectado e reconectado no SQL Server Serviço do SQL
11708639 4162814 CORREÇÃO: Ocorre uma violação de acesso de exceção interna e o servidor SSAS para de responder Serviços de análise
11801446 4134541 CORREÇÃO: Erro do MDS Add-in para o Excel quando você usar a versão alemã do Excel no SQL Server Serviços de qualidade de dados (DQS)
11637501 4132267 CORREÇÃO: Implantar um projeto SSAS em SSDT é frequentemente mal sucedido no SQL Server Analysis Services no modo Tabular Serviços de análise
11797887 4101554 CORREÇÃO: Paralelo refazer em uma réplica do secundária de um grupo de disponibilidade que contém tabelas heap gera um despejo de declaração de tempo de execução ou o servidor de SQL falha com um erro de violação de acesso Alta disponibilidade
11750742 4098762 CORREÇÃO: Parâmetros ocultos são incluídos nos relatórios quando o papel do navegador é usado em 2016 SSRS O Reporting Services
11830380 4134175 FIX: Um cubo com várias partições de processamento gera muitas conexões de fonte de dados simultâneos no SSAS Serviços de análise
11591371 4091245 CORREÇÃO: Violação de acesso ocorre quando você consulta uma tabela com uma coluna de inteiro em 2017 de SQL Server e SQL Server 2016 Desempenho de SQL
11714686 4094706 FIX: Um thread de trabalho parece ficar depois que outro thread de trabalho é abortado quando você executa uma consulta paralela no SQL Server Serviço do SQL
11953725 4058175 CORREÇÃO: Backup banco de dados habilitado para TDE e as operações de restauração são lentas quando a chave de criptografia é armazenada em um provedor de EKM no SQL Server Serviço do SQL
11833599 4131960 CORREÇÃO: Uma violação de acesso ocorre quando você executar uma consulta select aninhada contra um índice de columnstore no SQL Server Mecanismo do SQL
11676935 4094858 CORREÇÃO: “ocorreu um erro inesperado” quando você usa o DAX medidas em visualizações de mesa poder BI no SQL Server Serviços de análise
11791348 4101502 CORREÇÃO: Backup de banco de dados habilitada a TDE com a compactação causa corrupção de banco de dados no SQL Server 2016 Serviço do SQL

Dentre os mais diversos bugs identificados e corrigidos destaco um relacionado ao bug de número: 11923632, artigo KB: 4230306, que corresponde um erro apresentado durante a restauração de um backup de banco de dados compactado que utiliza criptografia transparente de dados TDE.

Vale ressaltar que após a atualização desta nova atualização cumulativa, o número do build utilizado pelo Microsoft SQL Server 2016 SP1 será alterado para compilação: 13.0.4502.0.

Para realizar o download clique na imagem abaixo:

Fontes e Direitos Autorais: Suporte da Microsoft – https://support.microsoft.com/pt-br/help/4100997/cumulative-update-9-for-sql-server-2016-sp1 – 30/05/2018.

Anúncios

Microsoft SQL Server 2016 SP1 – Atualização Cumulativa 8 disponível


A Microsoft disponibilizou para download recentemente a Atualização Cumulativa 8 para SQL Server 2016 SP1.

As informações obtidas através do artigo KB4077064 publicado no site de suporte da Microsoft, esta atualização traz correções decorrentes dos problemas apresentados e identificados após o lançamento do SP1 e das atualizações cumulativas anteriores.

Relação de Atualizações Cumulativas disponíveis para o Microsoft SQL Server 2016 Service Pack 1:

SQL Server 2016 SP1 CU7
SQL Server 2016 SP1 CU6
SQL Server 2016 SP1 CU5
SQL Server 2016 SP1 CU4
SQL Server 2016 SP1 CU3
SQL Server 2016 SP1 CU2
SQL Server 2016 SP1 CU1
SQL Server 2016 SP1
SQL Server 2016 all builds

Hotfixes que estão incluídos neste pacote de atualização cumulativa


Número do bug do VSTS Número do artigo KB Descrição Área de correção
11190572 4074696 CORREÇÃO: Operação de análise falha e retorna um erro de nível de linha não-administradores no SSAS 2016 (modelo de tabela) Serviços de análise
11403782 4058565 CORREÇÃO: Erro de asserção ao executar um procedimento armazenado que faz referência a um objeto grande no SQL Server de 2014, 2016 e 2017 Desempenho de SQL
11455726 4074862 CORREÇÃO: Erro inesperado ao criar um subcubo em 2016 Analysis Services do SQL Server (modelo Multidimensional) Serviços de análise
11444126 4074881 CORREÇÃO: Erro de asserção quando os dados são inseridos em massa em uma tabela que contém índices columnstore não estão em cluster e de cluster no SQL Server 2016 Mecanismo SQL
11441098 4017445 CORREÇÃO: Um segmento de REFAZER não está disponível na réplica secundária depois que um banco de dados de disponibilidade é descartado no SQL Server Alta disponibilidade
10988062 4038932 CORREÇÃO: Change Data Capture funcionalidade não funciona no SQL Server Serviços de integração
11405602 4046745 CORREÇÃO: Declaração UPDATE falha silenciosamente quando você faz referência a uma função de partição inexistente na cláusula WHERE no SQL Server de 2014 2016 ou 2017 Mecanismo SQL
11405606 4048967 CORREÇÃO: Não é possível habilitar ou desabilitar a captura de dados de alteração para um banco de dados depois de anexar no SQL Server de 2014 2016 ou 2017 Mecanismo SQL
11405621 4054398 CORREÇÃO: Varejo “Comparação inválida devido a nenhum AGRUPAMENTO” assert ocorre no SQL Server de 2014, 2016 e 2017 Mecanismo SQL
11297169 4013247 CORREÇÃO: Assinaturas do SSRS falham na execução de um relatório que se conecta a uma lista do SharePoint externo O Reporting Services
11396933 2932559 CORREÇÃO: Totais estão errados depois de filtrar em um item de tabela dinâmica e remover o filtro no SSAS Serviços de análise
11511975 4077105 CORREÇÃO: Erro de falta de memória quando o espaço de endereço virtual do processo do SQL Server é muito baixo em SQL Server Mecanismo SQL
11455724 4082865 CORREÇÃO: O SSAS falha quando uma consulta é executada em uma grande tabela particionada no SQL Server 2016 Serviços de análise
11456360 4083949 CORREÇÃO: SSAS pode apresentar falha quando você executa uma consulta DAX usando-se um usuário não-administrador do Windows no SQL Server 2016 Serviços de análise
11511973 4057307 CORREÇÃO: Modo Multidimensional trava aleatoriamente e uma violação de acesso ocorre no SSAS 2016 ou no SSAS 2014 Serviços de análise
11509590 4086136 CORREÇÃO: O SSAS para de responder quando você executa uma consulta MDX no SQL Server 2016 Analysis Services (modelo Multidimensional) Serviços de análise
11426456 4087358 CORREÇÃO: Sequência de caracteres de conexão baseada em expressão é limpo quando você configurar fontes de dados para o relatório de 2016 SSRS O Reporting Services
11508542 4088901 CORREÇÃO: Falha de afirmação ao sys.dm_db_log_space_usage instrução é executada em um instantâneo de banco de dados no SQL Server 2016 Alta disponibilidade
11183472 4089324 CORREÇÃO: Erro 15665 quando você chamar sp_set_session_context repetidamente com o valor da chave nula no SQL Server 2016 Mecanismo SQL
11565899 4089099 CORREÇÃO: Leva muito tempo para restaurar um banco de dados criptografado TDE backup no SQL Server Mecanismo SQL
11529110 4089623 CORREÇÃO: Memória insuficiente ocorre e consulta falhar quando você executa a consulta MDX com opção não vazios no SSAS 2016 e SSAS 2014 Serviços de análise
11053682 4089950 Atualização para dar suporte à eliminação de partições em planos de consulta que têm índices espaciais no SQL Server 2016 Desempenho de SQL
11323371 4090025 CORREÇÃO: Mascaramento aleatório não colocar máscara em valores BIGINT corretamente no SQL Server Segurança do SQL
11456072 4090032 CORREÇÃO: Memória obtém esgotada ao executar o relatório de BI de energia que executa a consulta DAX no modo multidimensional do SSAS 2016 Serviços de análise
11569422 4089948 CORREÇÃO: Bloqueio de consulta Intra quando os valores são inseridos em um índice particionado columnstore em cluster no SQL Server 2016 Mecanismo SQL
11281514 4052131 CORREÇÃO: DMV sys.dm_os_windows_info retorna valores errados para 10 do Windows e Windows Server 2016 Mecanismo SQL
11301441 4058700 CORREÇÃO: Erro de 9004 intermitente quando um backup é restaurado por meio do modo de espera no SQL Server 2014 Mecanismo SQL
11336087 4057615 CORREÇÃO: Erro de “Sintaxe incorreta próximo a palavra-chave ‘KEY'” quando você adiciona uma tabela Oracle com coluna principal chamada ‘KEY’ no SQL Server 2016 Serviços de integração
11339410 4058289 CORREÇÃO: A instrução ALTER procedimento com criptografia falha quando você criptografa um procedimento armazenado não publicados no SQL Server 2016 Mecanismo SQL
11420793 4058747 CORREÇÃO: Erro ao atualizar o banco de dados do SSIS catálogo na Standard Edition do SQL Server 2016 Serviços de integração
11457917 4077683 CORREÇÃO: Sp_execute_external_script de procedimento armazenado do sistema e memória do DMV sys.dm_exec_cached_plans causa vazamento no SQL Server 2016 e 2017 Mecanismo SQL
11447600 4038881 CORREÇÃO: Exceção inesperada ocorre quando você processar dimensões usando o processo de atualização no SSAS 2016 Serviços de análise
11309597 4073393 CORREÇÃO: erro “área de dados passada para uma chamada do sistema é muito pequena” ao iniciar um aplicativo de área de trabalho de ponte em um SQL Server de 2014 2016 e 2017 Mecanismo SQL
11446129 3192154 Uma opção de plano de consulta não ideal faz com que o desempenho ruim quando valores fora do intervalo representado nas estatísticas serão pesquisados em SQL Server 2016 e 2017 Desempenho de SQL
11548517 3147012 CORREÇÃO: Uso de pontos de verificação de disco grandes ocorre para um grupo de arquivos de memória otimizada durante cargas de trabalho pesadas de memória OLTP de memória
11559191 4058174 CORREÇÃO: Contenção de tempdb pesada ocorre no SQL Server 2016 Mecanismo SQL
11516257 4087406 CORREÇÃO: Erro 9002 quando não houver nenhum espaço em disco suficiente para o crescimento de log crítica no SQL Server 2014 e 2016 Mecanismo SQL
11444654 4090486 CORREÇÃO: Backup gerenciado não processa renomear nome de banco de dados para um novo nome com espaços no SQL Server 2016 à direita Ferramentas de gerenciamento
11704293 4078596 CORREÇÃO: Violações de acesso aleatórias ocorrem quando você executa o procedimento armazenado no SQL Server 2016 de monitoramento Mecanismo SQL
11545426 4089276 Melhora o desempenho de consulta quando um filtro de bitmap otimizado é aplicado a um plano de consulta no SQL Server 2016 e 2017 Mecanismo SQL
11532381 4089819 CORREÇÃO: erro “esgotado durante a espera de registrador de divisão de buffer – tipo 4” quando você usa grupos de disponibilidade no SQL Server 2016 ou 2017 Alta disponibilidade

Resoluções adicionais

Soluções para os seguintes problemas também estão incluídas no SQL Server 2016 SP1 CU8.

Número do bug do VSTS Descrição
11701162 Um erro de declaração ocorre quando você parar a propagação automática de um grupo de disponibilidade.
11704344 DAX consultas são executadas mais lentamente que antes após você fazer backup de um banco de dados do SSAS tabular.
11704240 PolyBase falha se PolyBase contadores estão ausentes ou corrompidos no Monitor de desempenho do Windows.
11704339 Melhora o desempenho de consulta quando for aplicado um filtro de bitmap otimizado para o plano de consulta.
11704329 Recuperação paralela falha com um tempo limite trava de buffer em uma réplica de um grupo de disponibilidade sempre no secundário.
11701219 A linha de tendência do KPI não é atualizada quando o conjunto de dados é atualizado.
11704269 Adiciona o suporte do uso de um banco de dados do SQL Server 2017 como uma fonte de dados de um modelo de DirectQuery tabular no SSAS 2016.
11704293 Violações de acesso aleatórias ocorrem quando você executa [dbo]. [usp_CollectWhoIsActiveData] no SQL Server 2016.
11704335 Replicação de dados da Oracle para SQL falha quando você atualizar o CU7 para o SQL Server 2016 SP1.

Dentre os mais diversos bugs identificados e corrigidos destaco um bem específico relacionado a backups de bancos de dados criptografados através do recurso TDE que apresentavam um longo de restauração, sendo este o bug de número: 11565899, artigo KB: 4089099.

Vale ressaltar que após a atualização desta nova atualização cumulativa, o número do build utilizado pelo Microsoft SQL Server 2016 SP1 será alterado para compilação: 13.0.4474.0.

Para realizar o download clique na imagem abaixo:

Fontes e Direitos Autorais: Suporte da Microsoft – https://support.microsoft.com/pt-br/help/4077064.

SQL Operations Studio versão preview v0.29.3 liberado

Nova versão compatível com Microsoft SQL Server, Azure SQL Database e Azure SQL Data Warehouse.


A Microsoft disponibilizou para download no último dia 05/08 a nova versão preview do SQL Operations Studio denominada v0.29.3. A ferramenta está disponível para Windows, macOS e Linux.

O SQL Operations Studio é uma ferramenta gratuita para gerenciamento do SQL Server, Azure SQL Database e Azure SQL Data Warehouse.

De acordo com o changelog, a versão 0.29.3 traz correções de bugs, nova extensão Redgate SQL Search disponível no Extension Manager, suporte para mais idiomas e outras novidades. Quer saber mais sobre todas as novidades, melhorias e mudança, clique aqui.

A versão para Windows do SQL Operations Studio Preview v0.29.3 está disponível para download com instaladorou versão portátil (não requer instalação).

Para maiores informações sobre o SQL Operations Studio para Windows e demais plataformas de sistemas operacionais acessem link: https://docs.microsoft.com/en-us/sql/sql-operations-studio/download?view=sql-server-2017.

Fontes e Direitos Autorias: Microsoft.com – 05/08/2018 –  Docs | SQL | Tools | SQL Operations Studio.

Short Scripts – Maio 2018


Olá Mundo, bom dia, comunidade….

Tudo bem? E ai como passaram os últimos meses?

Pergunto isso, devido ao post anterior desta sessão ter sido publicado no mês de fevereiro, posso imaginar que neste intervalo de tempo nossas vidas apresentaram inúmeras situações, espero que todas possam ter sido dentro do possível boas, assim como a minha, e se caso venha a existir algo mais espinhoso, que você possa ter superado.

Seguindo em frente, que alegria poder te encontrar em mais um post da sessão Short Scripts, uma das sessões mais recentes do meu blog que esta alçando a marca de 33 posts publicados trimestralmente.

Mantendo a tradição estou retornando com mais um conjunto de “pequenos” scripts catalogados e armazenados em minha biblioteca pessoal de códigos relacionados ao Microsoft SQL Server e sua fantástica linguagem de desenvolvimento Transact-SQL.

Como promessa é dívida e deve ser cumprida “ou melhor” compartilhada, estou compartilhando a minha feita a exatos três meses no final do último post da sessão Short Scripts, hoje publicando mais um conjunto de scripts adicionados atualmente na minha biblioteca particular de códigos e exemplos.

O post de hoje

Como de costume selecionei os principais scripts armazenados recentemente na minha biblioteca de códigos, que apresentam os seguintes assuntos:

  • Acesso de usuário a tabelas;
  • Acesso e Leitura a Banco de dados;
  • Contas de Execução;
  • Descrição de Colunas;
  • DMV – Sys.dm_os_memory_clerks;
  • DMV – Sys.dm_server_services;
  • Ident_Current;
  • Leitura de Log;
  • Memória;
  • Memory Cache Entries;
  • Memory Clerks;
  • Multipage Allocators Statistic
  • OS Threads;
  • Processos em execução;
  • Scope_Ident;
  • Serviços do SQL Server;
  • SessioID;
  • System Identity Variable; e
  • XP_ReadErrorLog.

Chegou a hora, mãos nos teclados, a seguir apresento os códigos e exemplos selecionados para o Short Script – Maio 2018 . Vale ressaltar que todos os scripts publicados nesta sessão foram devidamente testados, mas isso não significa que você pode fazer uso dos mesmo em seu ambiente de produção, vale sim todo cuidado possível para evitar maiores problemas.

Fique a vontade para compartilhar, comentar e melhorar cada um destes códigos.

Short Scripts

— Short Script 1  – Encerramento processos que apresentam várias horas ou longo tempo de execução  —
SET NOCOUNT ON
DECLARE @spid SMALLINT, @spidString VARCHAR(12)

DECLARE spidCursor CURSOR
FOR SELECT spid
FROM master.sys.sysprocesses
WHERE last_batch < DATEADD(hh, -8, GETDATE()) AND spid > 50 — Change 8 to any other value for hours AND spid > 50 — for user spid
FOR READ ONLY
OPEN spidCursor
FETCH NEXT FROM spidCursor INTO @spid

SELECT ‘Killed spid(s) – ‘
WHILE (@@fetch_status = 0)
AND (@@error = 0)
BEGIN
SELECT @spidString = CONVERT(VARCHAR(12), @spid)
EXEC (‘kill ‘ + @spidString)
SELECT @spid
FETCH NEXT FROM spidCursor INTO @spid
END

CLOSE spidCursor
DEALLOCATE spidCursor
SET NOCOUNT OFF

— Short Script 2 –  Identificando – Memory Cache Entries —
WITH memory_cache_entries
AS
(
SELECT
name AS entry_name,
[type],
in_use_count,
pages_allocated_count,
CAST(entry_data AS XML) AS entry_data
FROM sys.dm_os_memory_cache_entries(nolock)
WHERE type = ‘USERSTORE_TOKENPERM’
),
memory_cache_entries_details
AS
(
SELECT
entry_data.value(‘(/entry/@class)[1]’, ‘bigint’) AS class,
entry_data.value(‘(/entry/@subclass)[1]’, ‘int’) AS subclass,
entry_data.value(‘(/entry/@name)[1]’, ‘varchar(100)’) AS token_name,
pages_allocated_count,
in_use_count
FROM memory_cache_entries
)
SELECT
class,
subclass,
token_name,
COUNT(*) AS nb_entries
FROM memory_cache_entries_details
GROUP BY token_name, class, subclass
ORDER BY nb_entries DESC;

— Short Script 3 – Obtendo a relação de últimos acessos de leitura e escrita por banco de dados —

;WITH myCTE AS
(
SELECT
DB_NAME(database_id) AS TheDatabase,
last_user_seek,
last_user_scan,
last_user_lookup,
last_user_update
FROM sys.dm_db_index_usage_stats
)
SELECT
ServerRestartedDate = (SELECT CREATE_DATE FROM sys.databases where name=’tempdb’),
x.TheDatabase,
MAX(x.last_read) AS last_read,
MAX(x.last_write) AS last_write
FROM
(
SELECT TheDatabase,last_user_seek AS last_read, NULL AS last_write FROM myCTE
UNION ALL
SELECT TheDatabase,last_user_scan, NULL FROM myCTE
UNION ALL
SELECT TheDatabase,last_user_lookup, NULL FROM myCTE
UNION ALL
SELECT TheDatabase,NULL, last_user_update FROM myCTE
) AS x

GROUP BY TheDatabase
ORDER BY TheDatabase

— Short Script 4 – Identificando e analisando as diferenças entre Ident_Current, Scope_Identity e Variável de Sistema Identity —
USE AdventureWorks2016;
Go

CREATE TABLE t6(id int IDENTITY);
CREATE TABLE t7(id int IDENTITY(100,1));
Go

CREATE TRIGGER t6ins ON t6 FOR INSERT
AS
BEGIN
INSERT t7 DEFAULT VALUES
END;
Go

SELECT id FROM t6;
SELECT id FROM t7;

— Do the following in Session 1.
INSERT t6 DEFAULT VALUES;
SELECT @@IDENTITY;
/*Returns the value 100.*/

SELECT SCOPE_IDENTITY();
/* Returns the value 1. This was inserted by the
INSERT statement two statements before this query.*/

SELECT IDENT_CURRENT(‘t7’);
/* Returns value inserted into t7, that is in the trigger.*/

SELECT IDENT_CURRENT(‘t6’);
/* Returns value inserted into t6. This was the INSERT statement four statements before this query.*/

— Do the following in Session 2.
SELECT @@IDENTITY;
/* Returns NULL because there has been no INSERT action
up to this point in this session.*/

SELECT SCOPE_IDENTITY();
/* Returns NULL because there has been no INSERT action
up to this point in this scope in this session.*/

SELECT IDENT_CURRENT(‘t7’);
/* Returns the last value inserted into t7.*/

— Short Script 5 – Identificando a SessionID e suas respectivas OS Threads —
SELECT osTask.session_id,
osThreads.os_thread_id,
osTask.scheduler_id,
osTask.task_state
FROM sys.dm_os_tasks AS osTask INNER JOIN sys.dm_os_threads AS osThreads
ON osTask.worker_address = osThreads.worker_address
WHERE osTask.session_id IS NOT NULL
ORDER BY osTask.session_id;
Go

— Short Script 6 – Identificando o último usuário que acesso a tabela —
SELECT DB_NAME(ius.[database_id]) AS [Database],
                 OBJECT_NAME(ius.[object_id]) AS [TableName],
                 MAX(ius.[last_user_lookup]) AS [last_user_lookup],
                 MAX(ius.[last_user_scan]) AS [last_user_scan],
                 MAX(ius.[last_user_seek]) AS [last_user_seek] FROM sys.dm_db_index_usage_stats AS ius
WHERE ius.[database_id] = DB_ID()
AND ius.[object_id] = OBJECT_ID(‘[PlayerAllData]’)
GROUP BY ius.[database_id], ius.[object_id]
Go

— Short Script 7 – Obtendo informações sobre a descrição de uma coluna —
declare @ColumnName nvarchar(300),
@TableName nvarchar(300);

Set @ColumnName= N’…’;
Set @TableName= N’…’;

Select st.name [Table],
sc.name [Column],
sep.value [Description]
from sys.tables st inner join sys.columns sc
on st.object_id = sc.object_id
left join sys.extended_properties sep
on st.object_id = sep.major_id
and sc.column_id = sep.minor_id
and sep.name = ‘MS_Description’
Where st.name = @TableName
And sc.name = @ColumnName
Go

— Short Script 8 – XP_ReadErrorLog – Identificando a porta padrão do SQL Server —
USE MASTER
Go

XP_readerrorlog 0, 1, N’Server is listening on’
Go

— Short Script 9 –  Utilizando – sys.dm_os_memory_clerks – Multipage Allocators Statistic —
Select name AS clerk_name, memory_node_id,
                 sum(single_pages_kb) / 1024 as single_page_total_size_mb,
                 sum(multi_pages_kb) / 1024 as multi_page_total_size_mb,
                 sum(awe_allocated_kb) / 1024 as awe_allocaed_size_MB
From sys.dm_os_memory_clerks(nolock)
Where memory_node_id = 64
Group by memory_node_id, name
Having SUM(multi_pages_kb) > 0
Order BY sum(single_pages_kb) + sum(multi_pages_kb) +
sum(awe_allocated_kb) DESC
Go

— Short Script 10 –  Utilizando – sys.dm_server_services – Identificando a conta que esta executando os serviços do SQL Server —
Select  servicename,
startup_type_desc,
status_desc,
               last_startup_time,
               service_account,
               is_clustered,
               cluster_nodename,
               filename,
               startup_type,
               status,
               process_id
From sys.dm_server_services
Go

Missão mais que cumprida! Uma nova relação de short scripts acaba de ser compartilhada, mesmo sendo denominados short entre aspas “pequenos”, posso garantir que todos estes exemplos são de grande importância, apresentam um valor e conhecimento do mais alto nível.


Chegamos ao final de mais um Short Scripts, espero que este material possa lhe ajudar, ilustrando o uso de alguns recursos e funcionalidades do Microsoft SQL Server.

Acredito que você tenha observado que estes códigos são conhecidos em meu blog, todos estão relacionados aos posts dedicados ao Microsoft SQL Server publicados no decorrer dos últimos anos.

Boa parte deste material é fruto de um trabalho dedicado exclusivamente a colaboração com a comunidade, visando sempre encontrar algo que possa ser a solução de um determinado problema, bem como, a demonstração de como se pode fazer uso de um determinado recurso.

Links

Caso você queira acessar os últimos posts desta sessão, não perca tempo acesse os links listados abaixo:

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2018/02/19/short-scripts-fevereiro-2018-transaction-log/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2017/12/09/short-scripts-dezembro-2017/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2017/09/16/short-scripts-setembro-2017/

https://pedrogalvaojunior.wordpress.com/2017/06/08/short-scripts-junho-2017/

Agradecimento

Obrigado mais uma vez por sua visita, fico honrado com sua ilustre presença ao meu blog, desejo e espero que você possa ter encontrado algo que lhe ajudou.

Volte sempre, nos encontraremos mais uma vez na sessão Short Scripts no post do mês de agosto de 2018.

Abraços…

Script Challenge – 13 – A resposta….


Salve pessoal, bom dia.

Tudo bem?  Seja mais uma vez muito bem vindo ao meu blog, mais especificamente ao post que apresenta a resposta para o Script Challenge – 2017, publicado em outubro de 2017 destacando o retorno da sessão Script Challenge (Script Desafiador ou Desafio do Script) como queiram traduzir.

Espero que você já tenha ouvido falar desta sessão ou acessado alguns dos posts publicados na mesma, caso ainda não tenha feito, fique tranquilo você vai encontrar no final deste post uma pequena relação contendo os últimos desafios lançados e seus respostas.

Vamos então falar um pouco mais sobre o último desafio, estou me referindo ao Script Challenge 13, sendo assim, seja bem vindo a mais um post da sessão Script Challenge.


Script Challenge 13

Falando do desafio de número 13, o mesmo foi publicado no mês de outubro de 2017, período de data que apresenta uma das comemorações mais importantes que ocorrem anualmente em quase todos os países do mundo, mas que especialmente no Estados Unidos da América.

E ai já matou a charada? Eu acredito que sim! Mas para te ajudar mais um pouco vou apresentar a Figura 1 que contem todo código Transact-SQL utilizado neste desafio, contendo trechos ou partes de código ocultas, procedimento que realizei no post que contempla o lançamento deste desafio como forma de aumentar o nível de dificuldade:

Figura 1 – Código Transact-SQL apresentado no Script Challenge 13.

Bom chegou a hora de revelar o que exatamente este pequeno bloco de código esta fazendo, chego o momento de revelar e desvendar este desafio, a seguir apresento a resposta para o Script Challenge 13 e o trecho de código disponível para você utilizar em seus ambientes de trabalho ou estudos.

A resposta

Tanto no post de lançamento do desafio, bem como, neste post de apresenta a resposta para o mesmo, eu deixei algumas pequenas dicas para tentar ajudar a identificar a resposta, dentre as quais a relação do script com uma das datas comemorativas mais tradicionais dos Estados Unidos, neste caso o Halloween(conhecido tradicionalmente como dia das bruxas).

Mesmo assim você pode estar se perguntando, o que Script Challenge 13 tem haver com dia das bruxas, ué tudo haver, pois quando falamos de bruxas, temos também em mente a relação com magia, fantasias, medo, terror e propriamente a fantasmas, isso mesmos fantasmas, algo que também pode acontecer em nossas tabelas com o passar do tempo conforme vamos realizando as manipulações de dados, torna-se possível se deparar com a ocorrência de possíveis dados fantasmas.

Então a resposta para o Script Challenge 13 é justamente a possibilidade que o script apresenta em identificar uma possível ocorrência de dados fantasmas em nossas tabelas e bancos de dados.

Isso mesmo, esta é a resposta e o script original que apresenta esta funcionalidade apresenta abaixo:

— Script Challenge 13 – A resposta – Identificando a ocorrência de dados fantasmas —

SELECT db_name(database_id),
                object_name(object_id),
                ghost_record_count,
                version_ghost_record_count
FROM sys.dm_db_index_physical_stats(DB_ID(N’GhostDB’),
                                                                            OBJECT_ID(N’GhostTable’),
                                                                            NULL,
                                                                            NULL ,
                                                                            ‘DETAILED’)
GO

Que coisa de louco isso Galvão! Sim realmente parece ser coisa de outro mundo, mas podem acontecer tranquilamente a qualquer momento, o complicado é imaginar, que nossos bancos de dados, podem ser vítimas deste tipo de situação.

Mas isso não é o fim do mundo, muito ao contrário, para este cenário temos uma grande vantagem. Você pode estar se perguntando qual, a resposta é simples, não precisamos chamar os Casas Fantasmas, nós mesmos podemos resolver facilmente isso. Foi pensando justamente nas possibilidades da ocorrência deste tipo de situação, que além da compartilhar a resposta para este desafio, vou deixar também um cenário de simulação de como é possível ocorrência a existência de dados fantasmas, como também a possibilidade de excluir estes “dados”, a seguir:

— Simulando a ocorrência de dados fantasmas —

— Criando o Banco de Dados – GhostDB —
Create Database GhostDB
Go

— Acessando o Banco de Dados —
Use GhostDB
Go

— Criando a Tabela GhostTable —
Create Table GhostTable
(GhostRecord Int)
Go

— Criando um índice clusterizado —
Create Clustered Index Ind_GhostTable_GhostRecord On GhostTable(GhostRecord)
Go

— Inserindo Dados na Tabela GhostTable —
Insert Into GhostTable
Select 100
Go

— Obtendo informações sobre as estatísticas de alocação de dados —
Select object_id,
index_id,
index_depth,
index_level
From sys.dm_db_index_physical_stats(db_id(),
object_id(‘GhostTable’),
object_id(‘Ind_GhostTable_GhostRecord’),
null,
null)
Go

— Obtendo informações sobre o Índice IND_GhostTable_GhostRecord —
Select id, name, root, first
from sys.sysindexes
where id=565577053 — Aqui você vai colocar o ID identificado do índice apresentado na sua máquina —
Go

— Identificando a página de dados que contem os dados inseridos na GhostTable —
SELECT first_page,
(convert(varchar(2), (convert(int, substring(first_page, 6, 1)) * power(2, 8)) +
(convert(int, substring(first_page, 5, 1)))) + ‘:’ + convert(varchar(11),
(convert(int, substring(first_page, 4, 1)) * power(2, 24)) +
(convert(int, substring(first_page, 3, 1)) * power(2, 16)) +
(convert(int, substring(first_page, 2, 1)) * power(2, 8)) +
(convert(int, substring(first_page, 1, 1))))) As Page
FROM SYS.SYSTEM_INTERNALS_ALLOCATION_UNITS
Where first_page = 0x180100000100 — Valor obtido no bloco de código anterior através da coluna root —
Go

— Habilitando a Trace Flag 3604 para apresentar informações sobre as páginas de dados —
DBCC TRACEON (3604)
GO

— Consultando informações sobre as páginas de dados relacionadas o índice Ind_GhostTable_GhostRecord —
DBCC PAGE(GhostDB,1,280,1)
Go

Após obter o resultado do DBCC Page procure pela coluna m_ghostRecCnt, neste momento ela deve esta apresentando o valor m_ghostRecCnt = 0.

— Excluíndo os registros em GhostTable —
Delete from GhostTable
Where GhostRecord=100
Go

— Consultando informações sobre as páginas de dados relacionadas o índice Ind_GhostTable_GhostRecord —
DBCC PAGE(GhostDB,1,280,3)
Go

Agora verifique novamente a coluna m_ghostRecCnt que neste momento deverá apresentar o valor igual á m_ghostRecCnt = 1, este é o indicador da ocorrência de um dado fantasma em nossa tabela.

— Confirmando a existência de um registro fantasmas —
SELECT db_name(database_id),
object_name(object_id),
ghost_record_count,
version_ghost_record_count
FROM sys.dm_db_index_physical_stats(DB_ID(N’GhostDB’), OBJECT_ID(N’GhostTable’), NULL, NULL , ‘DETAILED’)
GO

— Simulando a eliminação de dados fantasmas —
Alter Table GhostTable
Rebuild — Utilize este tipo de procedimento em uma tabela com poucos registros —
Go

— Confirmando a existência de um registros fantasmas —
SELECT db_name(database_id),
object_name(object_id),
ghost_record_count,
version_ghost_record_count
FROM sys.dm_db_index_physical_stats(DB_ID(N’GhostDB’),
OBJECT_ID(N’GhostTable’),
NULL,
NULL ,
‘DETAILED’)
GO

— Liberando espaço alocado anteriormente em disco pelos registros fantasmas —
Exec sp_clean_db_free_space @dbname=N’GhostDB’
Go

Meu deus, conseguimos, chegamos ao final, esta é a resposta para o Script Challenge 13, sinceramente falando achei que não iria conseguir compartilhar este conteúdo com vocês.

Espero que tenham gostado desta da volta desta sessão, como também, a nova maneira que pretendo apresentar os desafios e seus respostas.


Sua Participação

No post de lançamento deste desafio, contei com a participação através de uma enquete contendo algumas opções de respostas que poderiam estar relacionadas com o Script Challenge 13. A seguir apresento o resultado desta enquete:

Referências

Agradecimentos

Obrigado por sua visita, espero que o retorno desta sessão e o conteúdo aqui apresentado como um possível “desafio” possam ser úteis e ao mesmo tempo prover conhecimento, aprendizado ou mostrar recursos e problemas existentes no Microsoft SQL Server que as vezes parecem não ter uma resposta.

Um forte abraço nos encontramos em breve nas demais sessões e especialmente em junho de 2018 em mais um post da sessão Script Challenge.

Até a próxima…

Short Scripts – Dezembro 2017


Hello World, muito, mas muito bom dia….

Mais um sábado começando, justamente hoje que excepcionalmente eu não vou trabalhar e deveria estar dormindo estou aqui aproveitando um pouco do meu tempo para me dedicar a outra enorme paixão, meu blog e meu seguidores que estão me ajudando desde o começo deste ano a aumentar de forma considerável a audiência dos meus posts e sessões aqui compartilhadas.

Como promessa é dívida e deve ser cumprida “ou melhor” compartilhada, estou compartilhando a minha feita a exatos três meses no final do último post da sessão Short Scripts, hoje publicando mais um conjunto de scripts adicionados a minha biblioteca particular de códigos e exemplos nos últimos meses.

O post de hoje

Como de costume selecionei os principais scripts armazenados recentemente na minha biblioteca de códigos, que apresentam os seguintes assuntos:

  • Armazenamento de arquivos;
  • Construção de Frases;
  • Conversão de caracteres;
  • Data Type Money;
  • Excel;
  • Grant All Permissions;
  • Operador Cube;
  • Operador Rollup;
  • Select Recursivo;
  • Sequência Numérica;
  • Views;
  • XP_DirTree;
  • XML Path.

Chegou a hora, mãos nos teclados, a seguir apresento os códigos e exemplos selecionados para o Short Script – Dezembro 2017. Vale ressaltar que todos os scripts publicados nesta sessão foram devidamente testados, mas isso não significa que você pode fazer uso dos mesmo em seu ambiente de produção, vale sim todo cuidado possível para evitar maiores problemas.

Fique a vontade para compartilhar, comentar e melhorar cada um destes códigos.

Short Scripts

— Short Script 1  – Armazenando arquivos do Excel diretamente no SQL Server —
Set Nocount On
Go

Create Table FileList
(id int identity(1,1) primary key clustered,
FileName varchar(max))
Go

Create Table #TempTable
(id int identity(1,1) primary key clustered,
FileName varchar(max),
FileDepth int,
FileID int)
Go

Create Table dbo.TestBlob
(tbId int IDENTITY(1,1) NOT NULL,
tbName varchar (50) NULL,
tbDesc varchar (100) NULL,
tbBin varbinary (max) NULL)
Go

Insert Into #TempTable
EXEC master.sys.xp_dirtree ‘E:\ExcelOutput’,0,1;
Go

Select * from #TempTable
Go

Declare @I int=0, @FileName varchar(max), @Count int

Select * into #TempFileList from FileList
Set @Count=(Select count(*) from #TempFileList)

Declare @SQLText nvarchar(max)
While (@i<@Count)
 Begin

Set @FileName=(select top 1 FileName from #TempFileList)
  Set @SQLText=’Insert TestBlob(tbName, tbDesc, tbBin) Select ”’+@FileName+”’,”Files”,
  BulkColumn from Openrowset( Bulk ”’+@FileName+”’, Single_Blob) as tb’

  Print @SQLText
  Delete from #TempFileList where FileName=@FileName
  Set @I=@I+1
 End

Select tbID as ID,
tbName as ‘File Name’,
tbBin as ‘Converted file’
from TestBlob
Go

Drop Table #TempFileList
Go

— Short Script 2  – Convertendo caracteres diretamente para o formato e data type Money —
SELECT ‘1,,,,,,’+$0
Go

— Short Script 3  – Criando uma frase através de um Select Recursivo —
Create Table myWords
(RowID Int,
Word Varchar(20))
Go

Insert Into myWords Values(1, ‘This’),(2, ‘is’),(3, ‘an’),(4, ‘interesting’),
(5,’table’)

Declare @Sentence as varchar(8000)
SET @Sentence = ”

SELECT @Sentence = @Sentence + word + ‘ ‘
FROM myWords
ORDER BY RowID

PRINT @Sentence
Go

— Short Script 4  – Utilizando XML Path para gerar uma sequência numérica —
Declare @MyTable Table
(MyID Int)

Insert Into @MyTable Values(1),(2),(3),(4),(5)
Go

— Execução 1 —
Select MyID as “text()”, ‘;’ as “text()” from @MyTable for xml path(”)
Go

— Execução 2 —
Select MyID + ‘;’ as “text()” from @MyTable for xml path(”)
Go

— Short Script 5  – Atribuindo Grant All para todas tabelas em um Banco de Dados —

USE MyDatabase
Go

If EXISTS (Select [name] FROM master..sysdatabases WHERE [name] = ‘MyDatabase’)
Begin

Print ‘Updating Permissions for MyDatabase’
Print ‘ ‘

Declare @tablename varchar(255), @tablename_header varchar(255)

Declare tnames_cursor CURSOR FOR
Select name FROM MyDatabase..sysobjects
WHERE type = ‘U’

Open tnames_cursor
Fetch Next From tnames_cursor INTO @tablename

While (@@Fetch_status <> -1)
Begin

If (@@Fetch_status <> -2)
Begin
Select @tablename_header = ‘Updating ‘ + ‘MyDatabase..’ + RTrim(UPPER(@tablename) )
Print @tablename_header
Exec (‘Grant All on ‘ + @tablename +’ to shanewiso’)
End

Fetch Next From tnames_cursor INTO @tablename
End

Deallocate tnames_cursor
End
Go

— Short Script 6  – Diferença entre os operadores Rollup e Cube —
Create Table Funcionarios
(Codigo Int Primary Key,
Nome VarChar(50) Not Null,
Sexo VarChar(10) Not Null,
Salario Int Not Null,
Departamento VarChar(50) Not Null)
Go

Insert Into Funcionarios
Values
(1, ‘David’, ‘Masculino’, 5000, ‘Sales’),
(2, ‘Jim’, ‘Feminino’, 6000, ‘HR’),
(3, ‘Kate’, ‘Feminino’, 7500, ‘IT’),
(4, ‘Will’, ‘Masculino’, 6500, ‘Marketing’),
(5, ‘Shane’, ‘Feminino’, 5500, ‘Finance’),
(6, ‘Shed’, ‘Masculino’, 8000, ‘Sales’),
(7, ‘Vik’, ‘Masculino’, 7200, ‘HR’),
(8, ‘Vince’, ‘Feminino’, 6600, ‘IT’),
(9, ‘Jane’, ‘Feminino’, 5400, ‘Marketing’),
(10, ‘Laura’, ‘Feminino’, 6300, ‘Finance’),
(11, ‘Mac’, ‘Masculino’, 5700, ‘Sales’),
(12, ‘Pat’, ‘Masculino’, 7000, ‘HR’),
(13, ‘Julie’, ‘Feminino’, 7100, ‘IT’),
(14, ‘Elice’, ‘Feminino’, 6800,’Marketing’),
(15, ‘Wayne’, ‘Masculino’, 5000, ‘Finance’)
Go

— Agrupamento simples através de Group By através da coluna Departamento —
Select Departamento,
Sum(Salario) As Salario_Sum
From Funcionarios
Group By Departamento
Go

— Utilizando operador Rollup para gerar totais e subtotais com base na coluna Departamento —
Select Coalesce (Departamento, ‘Departamentos’) As Departamento,
Sum(Salario) As Salario_Sum
From Funcionarios
Group By Rollup (Departamento)
Go

— Procurando subtotais através do operador Rollup para colunas Departamento e Sexo —
Select Coalesce (Departamento, ‘Departamentos’) As Departamento,
Coalesce (Sexo,’Sexos’) As Sexo,
Sum(Salario) As Salario_Sum
From Funcionarios
Group By Rollup (Departamento, Sexo)
Go

— Utilizando o Operador Cube para gerar todas as possíveis combinações de agrupamentos de dados através das colunas Departamento e Sexo —
Select Coalesce (Departamento, ‘Departamentos’) As Departamento,
Coalesce (Sexo,’Sexos’) As Sexo,
Sum(Salario) As Salario_Sum
From Funcionarios
Group By Cube (Departamento, Sexo)
Go

— Short Script 7  – Identificando a relação de colunas utilizadas em uma view —
— Exemplo 1: Utilizando Information_Schema —

SELECT * FROM INFORMATION_SCHEMA.VIEW_COLUMN_USAGE AS UsedColumns
WHERE UsedColumns.VIEW_NAME=’NameofView’
Go

— Exemplo 2: Utilizando DMVs —
SELECT
v.name AS ViewName,
c.name AS ColumnName,
columnTypes.name AS DataType,
aliases.name AS Alias
FROM sys.views v INNER JOIN sys.sql_dependencies d
ON d.object_id = v.object_id
INNER JOIN .sys.objects t
ON t.object_id = d.referenced_major_id
INNER JOIN sys.columns c
ON c.object_id = d.referenced_major_id
INNER JOIN sys.types AS columnTypes
ON c.user_type_id=columnTypes.user_type_id
AND c.column_id = d.referenced_minor_id
INNER JOIN sys.columns AS aliases
On c.column_id=aliases.column_id
AND aliases.object_id = object_id(‘[SchemaName].[ViewName]’)
WHERE v.name = ‘ViewName’;
Go

Show, missão cumprida! Mais uma relação de short scripts acaba de ser compartilhada, mesmo sendo denominados short entre aspas “pequenos”, posso garantir que todos estes exemplos são de grande importância, apresentam um valor e conhecimento do mais alto nível.


Chegamos ao final de mais um Short Scripts, espero que este material possa lhe ajudar, ilustrando o uso de alguns recursos e funcionalidades do Microsoft SQL Server.

Acredito que você tenha observado que estes códigos são conhecidos em meu blog, todos estão relacionados aos posts dedicados ao Microsoft SQL Server publicados no decorrer dos últimos anos.

Boa parte deste material é fruto de um trabalho dedicado exclusivamente a colaboração com a comunidade, visando sempre encontrar algo que possa ser a solução de um determinado problema, bem como, a demonstração de como se pode fazer uso de um determinado recurso.

Links

Caso você queira acessar os últimos posts desta sessão, não perca tempo acesse os links listados abaixo:

Agradecimento

Obrigado mais uma vez por sua visita, fico honrado com sua ilustre presença ao meu blog, desejo e espero que você possa ter encontrado algo que lhe ajudou.

Volte sempre, nos encontraremos mais uma vez na sessão Short Scripts no post do mês de fevereiro de 2018.

Um forte abraço, feliz natal e próspero ano novo.

Versões Preview do Windows Server começarão a ser disponibilizadas em breve


A Microsoft confirmou nesta semana no Windows Server Blog que as versões Preview do Windows Server começarão a ser disponibilizadas em breve via Windows Insider Program.

O Windows Server passou a fazer parte do Windows Insider Program em 11 de maio.

Novas versões Preview do Windows Server em breve

No dia 15 de junho a Microsoft anunciou que, assim como o Windows 10 e o Office 365 ProPlus, o Windows Server passará a receber duas grandes atualizações por ano.

Com isso as atualizações serão disponibilizadas durante a primavera norte-americana (entre março e junho) e uma durante o outono norte-americano (entre setembro e dezembro).

Versões Preview do Windows Server começarão a ser disponibilizadas em breve

O novo post da Microsoft sobre a disponibilidade das novas versões Preview do Windows Server em breve indica que os testes da primeira atualização, com lançamento entre setembro e dezembro de 2017, estão para começar.

Usuários e profissionais de TI interessados podem se registrar no Windows Insider Program através do link https://insider.windows.com/ForBusiness.

Fontes e Direitos Autorais: Microsoft – Windows Server Blog – 15/06/2017. https://blogs.technet.microsoft.com/windowsserver/2017/06/15/previews-for-windows-server-semi-annual-channel-releases-coming-soon/