Microsoft inagura em Londres a primeira Microsoft Store na Europa

A primeira Microsoft Store localizada no velho continente foi inaugurada oficialmente na última quinta-feira dia 11/07.


No decorrer do mês de maio, a Microsoft informou que estava pronta para abrir a primeira Microsoft Store física na Europa, especialmente no Reino Unido, esta promessa se tornou realidade nesta última quinta – feira dia 11 de julho, quando a primeira Microsoft Store foi oficialmente aberta ao público em Londres, Inglaterra.

Microsoft Store. Londres, 2019.

A nova Microsoft Store está localizada em Londres, em Oxford Circus (mais de 2000 metros quadrados em três andares). A Microsoft explica que esta nova loja permitirá que usuários do Reino Unido testem as mais recentes tecnologias, produtos e serviços da Microsoft e parceiros associados. Dentro você encontrará diferentes áreas interativas, cercadas por paredes de vídeo imersivas, onde você pode entrar em contato com Surface, Windows, Office, Xbox e PC, HoloLens e muito mais.

Além disso, um Answer Desk, uma área dedicada a clientes para obter suporte técnico, treinamento, reparo e consultoria em produtos e serviços da Microsoft, não estará ausente. Especialmente para os jogadores, esta loja ainda é mais incrível ainda, pois podemos testar vários jogos – inclusive Gears 5 no Project xCloud, e muitas outras coisas que você verão nos vídeos e fotos abaixo.

As imagens e vídeos apresentados abaixo, ilustram um pouco do ambiente criado pela Microsoft para atrair o público:

Ver imagem no Twitter

Ver imagem no Twitter

Ver imagem no Twitter

Ver imagem no Twitter

Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter

Fotos e vídeos fornecidos por: Tom Warren – Senior Editor at The Verge.


Fontes e Direitos Autorias: Tom Warren – The Verge – 10/07/2019.
Leia na integra acessando: https://www.theverge.com/2019/7/10/20687952/microsoft-store-london-oxford-circus-uk-preview-review

Novidades sobre Xbox Scarllet apresentadas por Phil Spencer

Depois de uma E3 em que a Microsoft parece que conscientemente deixou muitas perguntas sem resposta, é certamente o homem que todos buscam explicações.


Alguns dias atrás, Spencer falou ao alemão PCGamesHardware, onde ele revelou uma série de pontos muito interessantes. É claro que ele também contribuiu com informações sobre o Xbox ScarlettApesar desse site alemão ser dedicado aos jogos de PC, o chefe da divisão do Xbox lida amplamente com os esforços da Microsoft em relação ao Windows, mas também teve tempo de falar sobre os consoles.

Nesta entrevista, ele apostou em trazer mais Xbox e Windows através do novo SDK de Redmond, com o qual os desenvolvedores podem tirar proveito do trabalho feito para uma das plataformas no outro, todos vimos como a conferência do Xbox se referia ao Xbox Scarlett como um hardware quatro vezes mais poderoso que o Xbox One X.

Bem, Spencer queria ressaltar que, com essa afirmação, eles se referiam diretamente à CPU:

“Quando declaramos que o console seria quatro vezes mais potente, nos referimos apenas à CPU. Seria um pouco simplista falar sobre a potência total do console, porque há muitos componentes que ainda não estão definitivos.”

                                      Phil Spencer – CEO da divisão Xbox.

Isso significa que já existe uma CPU decidida por Scarlett? Provavelmente não, mas esta é certamente a especificação mais próxima da final. Além disso, deixou claro que o console ainda está em preparação, então nem ele sabe ao certo o seu verdadeiro poder.

Spencer também relatou a importância de incorporar ao console o SSD, o que ele diz “pode ser usado por desenvolvedores quase como se fosse RAM“: 

“… Nosso objetivo principal com Scarlett era melhorar os recursos gráficos e a GPU do console. Agora estamos falando de 120 Hertz ou taxas de atualização variáveis. Porque se o tempo do loop do jogo – as principais rotinas de um jogo – corresponder à taxa de atualização, isso reduz a latência de entrada e, assim, garante uma experiência de jogo tranquila. E isso depende muito da largura de banda da CPU e da memória. É por isso que você tem que ver uma declaração como “Scarlett é x vezes mais rápido que o Xbox One X” um pouco mais diferenciado.”

Outro fato interessante, Phil Spencer adicionou que podemos ver versões melhoradas para o Xbox Scarlett dos jogos da geração atual no próximo, como aconteceu com os jogos da retrocompatibilidade. Ainda disse que diferentemente dos PCs, os consoles historicamente tinham GPUs fracas mas que mudar isso para ir além dos 30FPS.

Ficamos felizes em saber que a Microsoft e suas equipes estão construindo seu próximo console pensando não apenas em potência bruta , mas também para facilitar a vida dos desenvolvedores.

As expectativas é que esta máquina seja uma outra obra de arte para os fãs do Xbox, com certeza, uma forma de mostra que esta plataforma vai muito além de um “simples jogo”, representa a junção de todo potencial humana existente na construção de uma máquina em união das principais invoações tecnológicas para programação voltada para jogos.


Fontes e Direitos Autorais: PCGamesHardware.de – 05/07/2019.
Leia na integra acessando: https://www.pcgameshardware.de/Xbox-Next-Scarlett-Konsolen-268616/Specials/Phil-Spencer-Das-Mega-Interview-1293543/?utm_source=twitter.com&utm_campaign=sharebutton&utm_medium=social
Coautoria – WindowsClub.com.br

Microsoft prorroga grande oferta do Xbox Game Pass Ultimate


A Microsoft prorrogou a grande oferta de desconto do Xbox Game Pass Ultimate, este novo plano engloba as assinaturas do Xbox Game Pass do Xbox One, Xbox Game Pass do PC e Xbox Live Gold. São todos os grandes serviços do Xbox One em um único pacote. O preço promocional estava por R$ 1, previsto para acabar ontem, mas isso não aconteceu.

Nesta última quinta-feira dia 04, a página do Xbox Game Pass Ultimate ficou fora do ar por algumas horas e quando voltou foi removido o cronômetro que afirmava que dia 4 de julho seria o fim da promoção. Desse modo, você ainda pode experimentar um mês de Xbox Game Pass Ultimate por esse preço simbólico.

Entretanto, a melhor parte dessa oferta é que você pode converter todos os seus meses de Xbox Live Gold por apenas R$ 1. O limite são três anos. Na prática, você assina Xbox Live Gold e leva o Game Pass Ultimate praticamente de graça, e como dito a pouco, dentro de um limite de três anos.

Não sabemos até quando a Microsoft continuará com essa oferta, agora não tem mais o cronômetro e as grandes promoções de verão/férias também podem aparecer a qualquer momento.

XGPU_Feature2

Caso ainda ainda não tenha feito a conversão da sua assinatura, acesse: Xbox Game Pass Ultimate. 


Fontes e Direitos Autorais: Microsoft Store – 05/07/2019 – https://www.microsoft.com/pt-br/p/xbox-game-pass-ultimate.

4 cursos gratuitos para apostar na profissão do futuro Cientista de Dados

O que um profissional em Ciência de Dados deve saber?


O profissional que atua em Ciência de Dados tem sido cada vez mais demandado pela indústria de tecnologia. Afinal, todas as empresas estão se transformando digitalmente.

Mas, afinal, o que um cientista de dados precisa saber? Além de ter conhecimentos em programação, ele precisa saber criar modelos estatístico e ter o conhecimento e domínio apropriado de negócios. Precisa também compreender as diferentes plataformas de Big Data e como elas funcionam.

Criatividade também é uma habilidade necessário ao cientista de dados, pois ele deverá construir gráficos bonitos e informativos, com boa visualização e que possam ser compreendidos pelos clientes. A formação em ciência de dados é multidisciplinar e nunca acaba.

A boa notícia é que você pode se especializar sem sair de casa, abaixo Ana Romeo, gerente responsável pela Escola de Data Science e AI da Udacity, separa algumas opções para qualificação dos profissionais.

1. Data Science: Visualização

O profissional aprenderá com um instrutor da Harvard University quais são os princípios de visualização de dados para comunicar resultados de forma precisa, motivar análises e detectar falhas.

Preço: gratuito ou $49,00 para adquirir o certificado

2. As ferramentas do Cientista de Dados

Ao longo de quatro semanas, o curso apresentará quais as principais ideias e ferramentas nas quais se baseiam essa área de atuação. Os exercícios práticos envolvem linguagens e frameworks como markdown, git, GitHub, R e RStudio.

Quem oferece: Coursera

Preço: gratuito

3. Introdução à Ciência de Dados

O curso ensinará como manipular dados, trabalhar com big data e realizar uma comunicação clara a partir da visualização de informações, possibilitando que o aluno experimente e aplique as técnicas básicas da ciência de dados.

Quem oferece: Udacity

Preço: gratuito

4. Microsoft Power BI para Data Science

Esse conjunto de ferramentas de Business Analytics fornece insights para empresas e tomadores de decisão. O curso ensina a produzir relatórios profissionais e a publicá-los para consumo online (web e mobile), além de explicar como criar dashboards personalizados.

Quem oferece: Data Science Academy

Preço: gratuito

 


Fontes e Direitos Autorais: ITMidia.com –  Inovação – CIO Brasil – https://itmidia.com/cientista-de-dados-4-cursos-gratuitos-para-apostar-na-profissao-do-futuro/

Microsoft revela que IA e Nuvem serão grandes aliados em próximas versões do Windows 10

Microsoft levou dois de seus executivos para a Computex 2019 em Taipei, evento realizado na semana passada.


Os executivos da Microsoft Roanne Sones, CVP OS Platforms e Rodney Clark, vice-presidente da IoT Sales, compartilharam o palco principal da Computex2019 para apresentar as tecnologias e serviços da plataforma Microsoft 365, Windows Azure IoT que os parceiros de dispositivos podem usar para oferecer modernas experiências de PC e construir uma nova geração de dispositivos conectados e soluções de IoT.

Além disso, eles forneceram uma perspectiva de como os parceiros do ecossistema da chamada intelligent edge podem impulsionar a transformação digital trabalhando juntos para criar soluções de ponta para nuvem da IoT.

windows 10

Muito se falou em Windows IoT, o qual já conhecemos. Ele é uma versão do Windows  10 voltada para dispositivos da Intenet das Coisas (IoT), no entanto, com a chegada do Projeto Windows Core OS, que faz parte de um projeto maior chamado OneCore, não deve demorar até que todas as versões do Windows 10 sejam chamadas apenas de Windows. Até o “10” deve desaparecer do nome principal.

Isso deve acontecer muito em breve, até porque já tem algum tempo que a Microsoft já prefere chamar tudo apenas de Windows 10, então, com o Windows Core OS isso deverá ser ainda mais usual.

Mesmo sabendo que tudo será Windows daqui pra frente, muito provavelmente veremos codinomes associados a determinadas “versões”, como por exemplo, muito deve ser falado sobre um tal de Windows Lite. Este “braço” do Windows deverá rodar em dispositivo mais simples, dotados de um hardware consideravelmente fraco, contudo, que contará com o poder da Nuvem e da Inteligência Artificial para torná-lo prático, usual e produtivo. Não resta dúvida que essas características serão parte integrante de qualquer novidade que a Microsoft anuncie ao mundo envolvendo o Windows num futuro próximo.

Fontes e Direitos Autorais: Alexandre Lima – Windowsteam.com.br
Leia na integra acessando: https://www.windowsteam.com.br/windows-10-ia-e-nuvem-serao-grandes-aliados-em-proximas-versoes/

Uma parceria histórica envolvendo games firmada entre Microsoft e Sony

Sony e a Microsoft anunciando uma parceria envolvendo jogos, você não é o único, mas algo impensável como isso se tornou verdade do dia pra noite.


Na última quinta-feira dia 16, as empresas Microsoft e Sony anunciaram uma parceria histórica que visa oferecer o que é de mais moderno quando o assunto é experiência de usuário em plataformas de entretenimento e soluções de inteligência artificial (AI) em torno do mercado de jogos eletrônicos.

a parceria?

microsoft e sony
CEO da Sony ao lado do CEO da Microsoft

Em resumo a Sony vai começar a usar as soluções da plataforma em Nuvem da Microsoft, o Azure, para seus serviços de games e streaming, além da exploração da incorporação das ferramentas avançadas de AI da Microsoft e semicondutores nos produtos da empresa, tudo no intuito de fornecer experiências “altamente intuitivas e fáceis de usar”, isso nas palavras da própria empresa.

Sobre a parceria o presidente e CEO da Sony, Kenichiro Yoshida, disse o seguinte:

“O PlayStation surgiu através da integração de criatividade e tecnologia. Nossa missão é evoluir continuamente essa plataforma como uma que continua a oferecer as melhores e mais imersivas experiências de entretenimento, junto com um ambiente de nuvem que garante a melhor experiência possível, a qualquer hora, em qualquer lugar. Por muitos anos, a Microsoft tem sido um parceiro comercial importante para nós, embora, é claro, as duas empresas também estejam competindo em algumas áreas. Acredito que o desenvolvimento conjunto de futuras soluções em nuvem contribuirá muito para o avanço do conteúdo interativo”.

Yoshida lembrou bem que Sony e Microsoft são parceria há anos. As empresas já trabalharam juntas em vários projetos, especialmente quando o assunto são PCs com Windows, mas sempre competiram no mercado de games, então, essa é a primeira vez que elas trabalharão juntas em algo relacionados ao mercado de jogos eletrônicos.

Depois do CEO da Sony, temos a seguir algumas palavras do chefe do Xbox dentro da Microsoft, Phil Spencer, que também fez alguns comentários sobre a nova parceria.

“Empolgado com as oportunidades à frente com a @Sony para que possamos perseguir nossas ambições mútuas em jogos e encantar os jogadores ao redor do mundo”

O CEO da Microsoft não poderia ficar de fora da conversa e falou o seguinte:

“A Sony sempre foi líder em entretenimento e tecnologia, e a colaboração que anunciamos hoje se baseia nessa história de inovação”, disse Nadella. “Nossa parceria traz o poder do Azure e do Azure AI para a Sony para oferecer novas experiências de entretenimento e jogos para os clientes”, ressaltou ele.

“As duas empresas explorarão o desenvolvimento conjunto da futura solução de nuvem no Microsoft Azure para suportar seus respectivos serviços de streaming de conteúdo e jogos”, explica uma declaração da Microsoft.

Sem dúvida essa é uma reação aos mais recentes anúncios do Google, como por exemplo, da plataforma de streaming de jogo Stadia, então, Sony e Microsoft parecem não querer deixar nem uma migalha do bolo do mercado de jogos para o Google.

Com Inteligência Artificial também está no foco da parceria, a Microsoft também vai usar tecnologia Sony para aprimorar seus produtos, como por exemplo, a Microsoft pretende usar os mais avançados sensores de imagem da Sony em sintonia com a tecnologia de IA da Azure para melhorar as experiências em sua Nuvem.

E o Xbox e o Playstation nessa história?

Neste primeiro momento, não há qualquer sinal de integração entre a plataforma Xbox e a Playstation, como jogos multiplataforma ou algo do gênero, no entanto, dada a abrangência dessa nova parceria em torno de Cloud Services, nada impede que no futuro as empresas combinem de abrir uma loja única e online para permitir o acesso a jogos diversos via streaming. Não de jogos exclusivos, mas ao menos de títulos de terceiros que geralmente lançam seus produtos para ambas as plataformas.

Fontes e Direitos Autorais: theenemy e Microsoft – 16/05/2019.

Novidades sobre Microsoft Edge baseado no Chromium


Recentemente a Microsoft disponibilizou uma série de notícias que apresentam as principiais novidades que o novo Microsoft Edge baseado na tecnologia e recursos Chromium ira apresentar.

Abaixo destaco algumas:

  • Adicionada uma opção “Copiar o link de download” para o menu de um item baixado;
  • O menu de contexto de um download cancelado não mostra mais uma lista de itens desativados e, em vez disso, mostra apenas “Copiar o link de download” ou “Copy download link”;
  • Adicionada uma opção “Salvar como” à barra de ferramentas no visualizador de PDF
  • A opção do menu de contexto “Adicionar ao dicionário” para uma palavra incorreta agora tem um ícone;
  • Para links rápidos na nova guia, se não houver um ícone de site disponível, o browser mostrará um ícone criado a partir da primeira letra do site; e
  • Eles aumentaram o tamanho de alguns textos no flyout do perfil do usuário para facilitar a leitura.

Além destas novidades, uma grande relação de bugs reportados foram corrigidos, dentre eles:

  • A caixa de diálogo enviar feedback não verifica mais os URLs e os endereços de e-mail;
  • Corrigido um bug em que o Microsoft Edge poderia travar após ser acessado por meio de uma sessão de área de trabalho remota;
  • Corrigida uma falha ao navegar de volta para os resultados da pesquisa de histórico;
  • Corrigida uma falha relacionada a dicas de ferramenta que ocorreria em vários cenários diferentes; e
  • Corrigido um problema de formatação visual com o aviso sobre um download de arquivo perigoso.

Antes de update vale lembrar que ele ganhou suporte ao Bing Tradutor, que passou a ser nativo no navegador, contudo, ainda não é funcional para quem usa um idioma diferente do inglês, já que por enquanto ele só traduz página para esse idioma; ganhou ainda um corretor ortográfico e por ai vai.

o que foi sentido falta até o momento?

Continuamos sentindo falta da opção que permita a tradução completa do navegador para nosso idioma (menus, caixa de contexto, etc). Na verdade, não só para o nosso, pois, a Microsoft ainda não liberou a tradução do aplicativo para nenhuma outro idioma que não o inglês. Até já baixei o PT-BR para quando liberar eu já fazer a mudanças, mas por hora, todo o conteúdo do browser só está disponível em inglês.

Gravação de tela mostrando coleções exportando um conjunto de câmeras salvas para um documento do Word.

Por fim, também estamos sentindo falta da liberação da versão Beta. Hoje, só dois canais estão disponíveis para download, que é o DEV e o Canary, ou seja, dois canais com compilações muito experimentais, digamos assim, versões Alpha. Queremos que eles liberem logo a versão Beta, pois, teoricamente ela seria mais estável e assim poderíamos ver mais pessoas “se arriscando” nos testes de modo que isso aceleraria o desenvolvimento do navegador. Ao menos eles liberam as versões de teste para o macOS.

Como obter essa versão do browser?

Para usar o novo Edge é necessário se inscrever no Programa Insider do Microsoft Edge baseado no Chromium e isso pode ser feito clicando aqui. Você não precisa ser um Windows Insider para se tornar um insider do Edge.

Fontes e Direitos Autorais: Alexandre Lima – WindowsTeam.com.br – 16/05/2019.
Leia na integra acessando: https://www.windowsteam.com.br/as-novidades-mais-recentes-do-microsoft-edge-baseado-no-chromium/